História Stay with me - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Monsta X, Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan", Min Hyuk, Seungcheol "S.Coups", Show Nu
Tags Jeongcheol, Monsta X, Seventeen
Visualizações 25
Palavras 1.640
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - 02 - Ajudando um amigo


Passou alguns dias que já estava naquela escola, e eu não havia feito nenhum tipo de contato com aquele Yoon. Claro que pelo menos um "oi" ou "tchau" nós dávamos, mas apenas isso.

A única pessoa com quem eu conversava era Minhyuk, que era a melhor pessoa que havia conhecido ali. Era muito simpático, sorridente, fofo, e também bonito. Tenho que confessar que ele me atrai um pouco, mas como eu disse, vim para estudar.

Hoje era sábado, e nessa segunda feira as aulas começam, e para minha infelicidade algumas pessoas dariam uma festa. Eu tenho certeza que isso não daria muito certo.


Já havia passado a hora de voltar para o quarto e eu já estava lá, sentado em minha cama, lendo um livro que já havia lido milhares de vezes, e nada daquele Jeonghan voltar. Claro que eu já sabia que ele iria chegar tarde, mas não quero que chegue quando estou dormindo.

O relógio marcava 23:50, e Minhyuk havia acabado de enviar uma mensagem de "boa noite" com vários emojis e corações. Se existe alguém mais fofo que esse garoto, eu desconheço.

Deixei meu livro de lado e me deitei na cama, apagando a luz do abajur em seguida. Assim que fechei meus olhos ouvi a porta se abrir, mas não saí daquela posição. Ouvi risos e alguns xingamentos, e logo alguém entrou e fechou a porta, provavelmente seria Jeonghan.

Ouvi alguns passos e logo vi o garoto sentar na cama ao lado, tirando o casaco, a tênis e... A calça. Jeonghan estava quase nu na minha frente, e graças as poucas luzes do lado de fora eu conseguia ver aquelas pernas. E que pernas!

- Sabe que horas são? - Por que eu perguntei isso?!

- Por favor, não me enche - Ouvi um suspiro e logo me sentei na cama.

- Estava pegando no sono quando chegou! - O garoto olhou pra mim e acendeu o abajur, agora eu podia ver melhor seu corpo e seu rosto irritado - Olha, não me importo que chegue nesse horário, mas seria bom se fizesse silêncio.

- Eu não faço silêncio Seungcheol, eu gosto de escândalo - Ele se levantou e se aproximou de mim. Jeonghan subiu na cama e tentou tirar minha coberta, mas eu a segurei - Vamos dormir abraçadinhos, eu consigo fazer você dormir rapidinho - Disse enquanto passava seu dedo pelo meu rosto.

- Não perca seu tempo - Virei meu rosto para o outro lado, mas apenas escutei uma risada baixa.

- Você não é difícil assim, eu tenho certeza - Ele riu mais uma vez e ele se levantou, apagando a luz do abajur novamente - Acha que eu não vi você olhando para as minhas pernas? - Senti o peso na minha cama e logo uma mão por meu peito. Eu comecei à ficar nervoso - Prefere com a luz apagada né? Eu também.

- É melhor parar com isso - Disse mas Jeonghan riu mais uma vez, e eu podia sentir o cheiro de bebida - Está bêbado, é por isso que... - Logo senti seus lábios tocarem e os meus e um gosto insuportável de bebida. Tentei afastar o garoto, mas o mesmo ficou sobre meu corpo.

Jeonghan subiu em cima de mim e me fez deitar novamente, enquanto o beijo ficava mais intenso. Se não fosse o gosto forte de bebida seria bom.

Virei meu rosto para o outro lado e respirei fundo enquanto sentia algo entre minhas pernas endurecer, e não só isso, mas também algo duro tocava minha barriga.

- Ah, Cheol, seu pau está me tocando - Então Jeonghan é daqueles das palavras sujas, eu admito que gosto. Senti Jeonghan sair de cima de mim, mas suas mãos passaram por minha barriga e logo desceram para o cós da minha calça, onde ele abaixou junto com a minha cueca.

- Pare com isso! Você nem sabe o que está fazendo - Me sentei novamente e segurei minhas roupas, e Jeonghan não pareceu contente.

- Você vai mesmo recusar um boquete meu? Até seu novo amiguinho Minhyuk já ganhou - Ele riu debochado. Minhyuk não era tão santo quanto eu pensava - Não vou contar pra ninguém o que a gente fez.

- Eu não quero pensar nisso, as aulas começam nessa segunda - Jeonghan se ajoelhou na minha frente e cruzou os braços. Ele com certeza não estava contente.

- Se me deixar fazer isso agora não vou atrapalhar suas queridas aulas - Não adiantava negociar, eu tinha que me soltar agora. Apenas afirmei com a minha cabeça e me deitei novamente.

Jeonghan terminou de abaixar minha calça e a cueca, e logo senti sua mão quente me masturbar, era uma mão muito macia. Os movimentos pararam por um momento, até que senti sua língua pela minha ereção, e eu não pude evitar um gemido baixo.

Ele logo me abocanhou e começou movimentos rápidos de cima a baixo, enquanto sua língua também ajudava. Eu movia meu quadril como reflexo, aquela sensação era uma das melhores, mas logo acabou. Muito rápido!

- Tem que saber como eu faço - Jeonghan se levantou e acendeu a luz mais uma vez - Eu quero que me chupe também, e eu quero ver seu rostinho bonito.

- Nem pensar!

- Lembra o que eu disse, né? - Eu suspirei e me ajeitei na cama, enquanto Jeonghan ficava na minha frente - Muitos dos meus colegas ganharam apelidos, e como tradição você vai ganhar também - Ele abaixou sua cueca box até as coxas, mostrando seu membro completamente duro - Me chupa Daddy! - Isso só podia ser brincadeira, mas confesso que eu ia explodir de tesão com essa fala.  

Eu não ia amarelar agora, não mesmo. Me ajeitei mais uma vez e segurei o membro pulsante do garoto e o abocanhando de uma vez. Ouvi um alto gemido e logo Jeonghan puxou meus cabelos, me fazendo resmungar um pouco. Não quero me gabar, mas eu sou muito bom fazendo isso, eu treinei muito pra chegar onde estou.

- Aahn... Daddy! - Droga Jeonghan! Por que tão sexy? - Você já fez isso né? - Não respondi, apenas continuei meus movimentos lentos no garoto. Uma parte de mim queria acabar logo com isso, mas a outra parte queria fazer isso a noite toda.

Jeonghan se afastou mais uma vez e se sentou em cima das minhs coxas, segurando meu membro e me masturbando lentamente. Soltei um baixo gemido e fechei meus olhos, logo sentindo Jeonghan se ajeitar em meu colo e passar minha ereção em sua entrada. Isso não podia estar acontecendo.

- Espera! - Segurei a cintura do garoto que me olhou confuso - Por que quer fazer isso comigo? - Jeonghan riu baixo e se levantou. Me sentei novamente na cama e me cobri com a coberta.

- Você é muito chato mesmo - Jeonghan colocou a cueca box e a calça novamente, indo até a porta.

- Aonde você vai?!

- Procurar alguém que termine o que você começou - Disse e saiu do quarto.

Eu suspirei e me virei na cama, afundando meu rosto no travesseiro. Queria morrer naquele momento, as aulas nem haviam começado e eu já estava com problemas.




~*~*~*~




- Vocês fizeram até o fim? - Minhyuk perguntou enquanto mordia um pedaço do meu sanduíche.

- Não, e quantas vezes vou ter que dizer pra parar de comer meu sanduíche? - O garoto sorriu sem graça, mostrando seus dentinhos fofos - Aquilo foi muito estranho.

- Jeonghan se aproveita dos garotos mais inteligentes, ele transa com eles em troca de lições ou colas para a prova.

- Então foi por isso... - Terminei de comer antes que Minhyuk pegasse mais.

- Ele já tentou fazer algo comigo mas eu nunca deixei - Disse enquanto brincava com os dedos - Jeonghan dizia que eu parecia uma garotinha assustada - Minhyuk virou seu olhar para mim e sorriu novamente - Ah! Nesse próximo final de semana um pessoal vai dar uma festa à fantasia, se você quiser ir.

- Se você for eu vou.

- Então está marcado! - Ambos sorrimos e voltei a olhar para a o enorme campo de flores que havia. Logo senti o garoto deitar sua cabeça em meu ombro e dar uma baixa risada, e eu também não pude evitar - Estou incomodando?

- Não, está tudo bem! - Dei leves tapinhas na cabeça do mais velho - Você não namora, né?

- O que?! - Minhyuk se ajeitou rapidamente - Claro que não... Apesar de que tenho um crush...

- Sério? Quem? - Ele olhou para os lados procurando a tal pessoa, e apontou para um garoto bastante sorridente e forte, e em seguida deitou novamente no meu ombro - Sabe o nome dele? - Continuei a olhar pra ele.

- Hyunwoo, estava na mesma sala que eu ano passado... - Minhyuk suspirou - ...Mas eu o conheço desde que eu vim pra cá.

- Por que não fala com ele? - Sugeri para o garoto que se ajeitou e corou.

- Eu não posso! Ele é um dos mais populares da escola, ele nunca vai me querer - De repente seu olhar ficou triste. Queria ajudá-lo com isso, mas eu não sou nenhum cupido.

- Tenho certeza que ele pode gostar de você, tente se aproximar dele e vire amigo dele, quem sabe... - O louro me olhou e abriu um pequeno sorriso.

- Quer mesmo me ajudar?

- Claro! Você é o meu primeiro amigo aqui, e eu gosto de você - Puxei o garoto para mais perto e o abracei, e o mesmo retribuiu.

- Obrigado Cheollie! - Acariciei os cabelos louros e continuei a olhar as belas flores daquele lugar.


Talvez não fosse tão ruim ficar aqui, e amanhã é o grande dia, não acredito que possa haver algo que dê errado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...