História STAY WITH ME (Im Jae-beom One Shot) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Amizade, Amor, Bambam, Casal, Casamento, Dança, Fuffly, Got7, Jackson, Jinyoung, Mark, Romance, Shoujo, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 10
Palavras 1.807
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, moons! Esse é um projeto novo. Que possívelmente terá um bônus. Aproveitem a leitura! 💖

Capítulo 1 - Just stay (único)


Fanfic / Fanfiction STAY WITH ME (Im Jae-beom One Shot) - Capítulo 1 - Just stay (único)

O inverno chegara em Goyang, província de Gyeonggi. Jae-beom andava pelas ruas de sua cidade natal, desde que se mudara para Seul nunca mais vira HaeRa, sentia sua falta.

Kwon Hae Ra, pelo que se lembrara sua querida amiga estaria completando 20 anos em duas semanas.

— Jae-beom! Querido, como você está? – Kwon Mina perguntara.

— Sra. Kwon! – fez uma leve reverencia — Estou muito bem, muito obrigado. Hae Ra está em casa? – sorrira forçado.

— HaeRa provavelmente está voltando de Gangnam, Jae. Por que não espera?

A mulher abrira espaço para o rapaz entrar. Jae-beom colocara as mãos nos bolsos do casaco e sorrira de forma fechada adentrando a residência da mulher. Deixou os sapatos no hall interior da casa e seguira a mulher até a sala.

— O que o trouxe de volta à Goyang? A vida em Seul lhe cansou, querido? – perguntou a mulher servindo-lhe um pouco de chá quente.

— HaeRa, eu voltei por causa dela. – a mais velha sorriu.

— Ela está sempre te acompanhando pela TV. – sorriu — Depois que você deixou a cidade, foi um sacrifício fazê-la voltar ao seu estado normal. Ela realmente sente sua falta. – disse o encarando.

— Por que ela está indo para Gangnam? – o rapaz perguntara.

— A academia de dança dela está mudando para Gangnam, eles conseguiram o patrocínio de uma grande empresa, parece que ela terá que se mudar para lá... – olhara para o chão — Ela disse que te procuraria se realmente tivesse que ficar por lá.

Kwon Hae Ra sempre fora uma ótima bailarina. Após ingressar no jazz e no hip-hop, fora chamada para uma academia de dança de renome em Goyang – fato que não deixara Jae-beom mais orgulhoso.

Já estava tarde. Jae-beom teria de voltar para a empresa.

— Eu preciso ir. – sorrira fraco.

Jae-beom queria reencontrar HaeRa. Queria poder dizê-la o que nunca teve coragem antes de ir para Seul: que ela fora seu primeiro amor.



— JB Hyung! – YuGyeom correra — Você precisa conhecer nossa nova coreógrafa, ela é incrível! – o menino estava animado.

Jae-beom seguira o mais novo que o arrastava até a sala de práticas.

— Olhe ali! Ela ainda está dançando. – apontara para a garota de cabelos castanhos mel que se movimentava de acordo com a melodia através do vidro da porta.

Jae-beom derrubara o café em suas mãos.

— Hyung, você está bem? – YuGyeom o encarava tentando fazê-lo voltar a realidade.

— HaeRa... – sussurrara.

Ela havia mudado muito, pensara. Mudou os cabelos, o corpo já possuía traços e curvas completas de mulher.

Sem pensar duas vezes abrira a porta.

— HaeRa. – dissera baixo, porém em voz o suficiente para que a garota o pudesse ouvir.

A garota o encarara. A melodia ainda ecoava pela sala de práticas. Tal como Jae-beom, o coração de HaeRa também estava acelerado, perante si, estava seu amado.

— Jae-beom... – sussurrara. O fraco sorriso aberto nos lábios da mais nova mostrava o misto de felicidade e saudade que HaeRa sentira do mais velho.

A garota desfizera o sorriso e caminhara até ele. Jae-beom não decifrara o olhar da mais baixa. Encaram-se, por meros segundos, quando o rapaz fora surpreendido pelo abraço apertado de Kwon.

— Por que nunca mais foi me visitar? – perguntara baixo.

O rapaz hesitara por um instante em abraça-la, porém envolvera HaeRa em seus braços com delicadeza.

JB Hyung namorava? – pensara YuGyeom que deixara os dois a sós.

Ambos separaram o abraço.

— Eu estive em Goyang ontem, porém você não chegou... – estava cabisbaixo.

— Eu sinto muito... Tive problemas com a academia... – dissera.

— Sua mãe me contou, então significa que a JYP é a grande empresa que está patrocinando vocês? – a mais nova assentira.

— Foi a condição que coloquei para trabalhar aqui, nunca deixaria minha academia para trás... – suspirou.

— Você deixou o seu grupo?

— Temporariamente.

A menina fora até o som.

— Dance comigo. – sorrira fraco com o telefone em mãos.

JB sempre deixava HaeRa ganhar em suas batalhas de dança.

— Sem me deixar ganhar, Im Jae-beom! – ameaçara.

— Faça as honras, Srta. Kwon. – curvara-se dando espaço para a mesma começar.

As batidas de Deverse – Kris Wu voltaram a tocar, HaeRa posicionara-se para começar. Jae-beom pudera ver o quanto sua menina havia evoluído e melhorado, sem precisar deixá-la ganhar, pois saberia que dessa vez ela faria isso por si.

A garota o chamara com os dedos, porém ainda encontrava-se estava hipnotizado por seus movimentos.

A porta fora aberta e o restante dos garotos estavam adentrando, o que finalmente fizera JB acordar de seu transe.

— Hey, JB! – dissera Mark.

O rapaz levantou-se rapidamente do chão.

— Rapazes essa é Kwon HaeRa. Nossa nova coreógrafa. – dissera rápida e nervosamente.

A garota curvara-se.

— Olá, eu sou Kwon HaeRa, a nova coreógrafa. – sorrira — De acordo com o que a administração me passou, o comeback de vocês está marcado para 2 meses. Então, temos um tempo. Por favor, sentem-se. – disse apontando o chão, os rapazes formaram uma roda — Eu estive escutando as músicas do 7 for 7, e as faixas principais são You Are e Teenager, certo? Me corrijam se eu estiver errada, por favor. – os rapazes assentiram — O que vocês esperam para as coreografias?



HaeRa já havia começado a montar a coreografia junto aos rapazes. O treino dos meninos havia acabado, então a garota encontrava-se arrumando suas coisas na sala de práticas, até ouvir a porta se abrir.

— Jae-beom-si... – sorrira — O que faz aqui?

O rapaz nada respondera, apenas se aproximara da garota que segurava sua garrafa de água a procura de sua bolsa. Jae-beom puxara a cintura da mais nova, fazendo-a colar seu corpo ao dele. E antes mesmo que HaeRa pudesse se pronunciar, a beijara.

Um beijo calmo, porém, cheio de toda a saudade que sentiram um do outro. A única coisa que se pôde ser ouvida naquela sala, fora o impacto da garrafa de alumínio de HaeRa a chocar-se com o chão.

— Fique comigo, nem que seja só por essa noite. Apenas fique comigo. – o rapaz sussurrou após colar sua testa a de HaeRa, que somente assentira cheia de saudades. — Ainda são 18:00 horas, eu te busco ás 20:00, está bem? – sorrira.

HaeRa sentira seu coração disparar, aquele sorriso sempre tocara seu coração. Assentiu vendo o rapaz deixar a sala de práticas.

Encostara no espelho gelado e escorregara até o chão, sorrira de forma boba.

Fora ali, naquele chão gélido que Kwon HaeRa percebera que ele era seu primeiro amor.



Havia parado de nevar por leves instantes em Goyang, HaeRa saberia onde iriam. Estava mais feminina que de costume, em frente ao espelho se questionava quando fora a última vez que se arrumara daquela forma. Fora em seu primeiro encontro, com o mesmo rapaz.

Fora onde descobrira sentir algo por Im.

A campainha tocou. E de seu quarto, pudera ouvir a voz do rapaz e de sua mãe em uma breve conversa.

— Você é realmente persistente, querido. – a mais velha brincara.

Ouviu a risada do mais velho.

— Irei avisa-lá que você chegou, aguarde, está bem?

Ouvira os passos de sua mãe pelo corredor, e as leves batidas em sua porta.

A silhueta feminina da Sr. Kwon adentrara o quarto marfim.

— Você está linda, meu anjo. – e HaeRa realmente estava.

O vestido branco com detalhes em dourado na ponta das mangas e barra da saia que atingiam metade de suas formosas coxas, não era colado, porém, não era de um godê muito trabalhado. Vestia uma meia-calça forrada para se proteger do frio que fazia jus com a tonalidade de sua pele, os scarpins brancos com sparks dourados causavam um equilíbrio perfeito. HaeRa era bonita naturalmente, não precisava de muito. O leve delineado e esfumaçado marrom, combinavam com o batom vermelho. Por fim, HaeRa utilizava os brincos brilhantes que ganhara de Jae-beom antes de sua partida à Seul.

— São seus olhos, omma. – brincara.

HaeRa pegara a pequena bolsa creme, e seu sobretudo branco.

— Vamos? – sorrira estendendo o braço para a mãe.

A mais velha riu, e acompanhou sua filha.

Jae-beom ficara boquiaberto ao vê-la, o que fizera a mesma corar.

O terno de cor azul meia noite e a camisa de seda preta, combinavam perfeitamente com Jae-beom.

— Você está linda. – estendera a mão para a mais nova com um sorriso no rosto.

— Você também está lindo... – sorrira ao pegar a mão de Jae-beom.

— Só aceito se vocês voltarem me dizendo que irão se casar. – dissera Kwon MinA. 

A garota olhara envergonhada para a mãe, a repreendendo com o olhar.

— Somente se ela disser sim. – naquele momento, HaeRa encontrava-se roxa de vergonha.

A mais nova o olhara e sorrira envergonhada.



Jae-beom havia levado HaeRa para um jantar, fora o mais romântico possível. As luzes de velas e a música baixa que tornava o clima ainda melhor.

Agora ambos caminhavam pela praia.

— Olha! Lanternas! – apontara a mais nova, correra até ali puxando o mais velho com uma das mãos, já que na outra encontravam-se seus sapatos.

O mais velho comprara um e um fósforo para acendê-lo. Jae-beom ateara fogo na boca da lanterna, fazendo o objeto levantar.

— Vamos fazer um pedido e soltamos, está bem? – o mesmo dissera.

HaeRa assentira e fechara os olhos, por alguns instantes ele apenas a observara. E então, desejou poder observa-lá ao seu lado todos os dias, até seu último suspiro.

HaeRa abrira os olhos e sorrira, soltando suas mãos da lanterna de papel assistindo-a subir. Jae-beom posicionara-se ao lado da mais baixa e sentira as delicadas e gélidas mãos de HaeRa envolverem a sua. Naquele momento olhou-a e a viu abrir o seu mais sincero sorriso, o mesmo olhou o espetáculo de balões no céu.

— Quantos pedidos será que serão realizados hoje? – questionara ainda olhando o céu.

— Não sei... Mas sei que depois de 5 anos, o meu está se realizando...

Jae-beom recordara-se de sua última noite em Goyang, trouxera HaeRa na mesma praia e ambos fizeram um pedido.

Jae-beom desejara a felicidade, porém, sabia que sua felicidade sempre esteve ao seu lado.

— O que desejou a 5 anos atrás?

— Desejei encontrar meu amor... – Hae Ra calara-se por meros segundos – o que eu nunca soube... Era que ele sempre esteve ali.

Olhara para o mais velho.

— Eu não preciso encontrar meu amor, pois ele está segurando minha mão agora...

O sorriso aberto no rosto do rapaz iluminaria todo aquele céu, sendo capaz de ocultar as luzes das lanternas que acabaram de ser acesas. A mais nova rira da reação do rapaz.

— Eu desejei a felicidade, mesmo sabendo que a deixaria por um tempo. – a puxara para perto, HaeRa envolvera seus braços em volta do pescoço do mais velho — Mas hoje, eu vejo o quão tolo eu fui por esperar para te dizer: eu te amo.

O selar de lábios, dessa vez não continha saudades. Continha todo o amor que fora guardado por ambos por muito tempo. Ambos sentiram os pequenos flocos de neve caírem sobre si, fazendo-os separar o selar.

— Fique comigo. Para sempre? – olhara dentro dos orbes negros da mais baixa — Eu esperei demais, seja minha mulher.

— Eu te amo, Im Jae-beom. – encostara a cabeça em seu peito e sorrira.

Aquela era a forma mais sincera de Kwon Hae Ra de dizer "sim".




Notas Finais


Eu resolvi abrir a pasta de Imagines, e adivinhem? Tenho bastante coisa pra postar. STAY WITH ME, é uma das One Shots que eu tenho escritas (podemos perceber que está escrita há um tempinho analisando que foi na era de 7 for 7). E talvez, haja um bônus, mas ainda não é uma certeza, por conta do meu TCC. 

Eu espero que tenham gostado. Amo vocês, moons! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...