História Stay With Me - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
Personagens Giyuu Tomioka, Inosuke Hashibira, Kanao Tsuyuri, Nezuko Kamado, Shinobu Kochou, Tanjirou Kamado, Zenitsu Agatsuma
Visualizações 55
Palavras 1.263
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem, o cap 2 chegou mais rápido do que eu esperava kkkk. Obrigada pelos 5 favoritos. Curtam a leitura ❤️

Capítulo 2 - Plano quase infalível


         6 de Abril de 2021

    ~Shinobu (dia seguinte)~ 

Estou com tanto sono, Kanao me fez revisar o plano 10 vezes e acabamos indo dormir tarde. Minha vontade de ir pra escola é totalmente 0%, mas mesmo assim ela me obrigou a levantar, já que eu acabei dormindo na casa dela ontem. Espero que esse "plano infalível" dê certo.

- Kanao-chan, quando vamos iniciar o plano? - pergunta curiosa.

- Em breve, quando for a hora eu te aviso. - explica. E por favor, não coloque "Chan" no meu nome, você sabe que eu não gosto. - fala irritada.

- Tá bom, desculpa. É que eu acho tão fofo. - Kanao nunca gostou do sufixo "Chan" no nome dela, ela diz que isso faz com que ela pareça ainda mais uma criança, por causa da sua aparência de menina de 9 anos.

- Hum, mudando de assunto. De quem você gosta? - pergunta curiosa. - Ontem você disse para o Tomioka-san que gostava de outra pessoa, mas nunca me disse nada.

- Eu não gosto de outra pessoa. Só disse aquilo pra ele largar logo do meu pé. - diz pra amiga.

- Ataaa, isso é bem a sua cara mesmo. Você é tão malvada. - ri de Shinobu.

- Engraçadinha. Depois do fracasso do meu namoro com o Rengoku, eu decidi nunca mais me apaixonar. - fala com determinação.

- Eu duvido você cumprir isso. Seu coração é mais mole do que Maria-mole. Te conheço há muito tempo Shino, vai acabar se apaixonando pelo Tomioka-san.

- Não! - grita. - O que você está dizendo? Isso é impossível. Jamais. Nunca.

- Hm, quem não deve não teme. 

- Eu não estou devendo e nem ao menos temendo alguma coisa. Hmpf - se irrita.

-triiiiiiim-triiiiiiiiiiiim-triiiiiiiim

- Vamos entrar, a aula já vai começar. - Kanao chama Shinobu. - E sem cara feia, quando você ver o Tomioka, quero que dê um sorriso enorme.

- Hai hai. - fala sem nenhuma animação.

       ~Tomioka (recreio)~

Ontem foi o pior dia da minha vida. Levei um fora da garota que eu amo e ainda acabei deixando o Tanjiro se sentir culpado por eu estar triste. 

        'Lembrança'

- Giyu! Giyu! Abre a porta, por favor. - grita. - Vamos conversar. Não posso te deixar assim, é culpa minha. - se lamenta.

- Não é culpa sua Tanjiro. - diz abrindo a porta do quarto. - Ainda tem a chave da porta da frente? Achei que tinha perdido. - tenta mudar de assunto.

- Vamos conversar, por favor. - pede ao amigo. 

- Tá bom, entra. - fala se sentando na cama.

- Sinto muito por ter obrigado você a ir falar com ela, não deveria ter feito.

- Você fez isso pelo meu bem, obrigado.  - diz sorrindo. - Mesmo que esteja doendo agora, fico feliz que ela pelo menos saiba que eu existo e como me sinto.

- Tem certeza que está tudo bem? Não consigo me perdoar pelo que fiz com você. - se entristece.

- Ei! - diz alto, colocando as mãos nos ombros do amigo - Nunca mais diga que não se perdoa. Entendeu?

- Entendi. - balança a cabeça. - Mas quem deveria estar te consolando era eu, e não o contrário.

- Hahaha, é verdade. - ri. - Mas sabe, acho que eu já me acostumei a só ficar olhando pra ela. Tudo que eu quero é vê-la sorrir e ser feliz. Não me importo se não for comigo. Se ela for a garota mais feliz do mundo com outro, também vou ser feliz por ela estar bem. - cada palavra foi dita do fundo do seu coração e cada frase com um sorriso. - Tudo que eu queria, era que ela soubesse o que sentia e que eu estava ali pra ela a qualquer momento. Sem obrigá-la a nada.

- Uau. - Tanjiro fica admirado, pela forma do amigo falar. - Você realmente a ama. 

- Demais, mas esqueça isso. - diz se levantando da cama.

- Ei, quer ir lá em casa jogar? Meu pai comprou um PS4 pra mim. - fala orgulhoso.

- Claro, vamos lá. Vou fazer minha mochila pra dormir lá, ok? Minha mãe não vem pra casa hoje, e eu não quero dormir sozinho.

- Tudo bem, medroso. Pode dormir lá, eu te protejo dos fantasmas. - zoa o Tomioka.

- Não é medo ok. A casa que é chata quando eu tô sozinho. - explica.

- Ok, ok. Vamos.

        'Fim da lembrança'

Conseguimos nos entender ontem. Jogamos tanto que eu sonhei que estava dentro do jogo e que tinha superpoderes, foi muito louco. Só que algo mais louco que isso, foi a Shinobu-chan dando um sorriso pra mim. PRA MIM. Diretamente pra mim, sem dizer nada. Só um sorriso, que pra ser sincero parecia um pouco forçado. Ah, finalmente Tanjiro terminou a prova, tava cansado de esperar. 

- E aí, tava difícil? - estava curioso.

- Difícil? Tava impossível! Como aquilo pode ser chamado de prova? Matemática é um demônio mandado do inferno, pra acabar com a vida de qualquer adolescente. - faz drama.

- O sujo falando do mal lavado. Se a prova é um demônio, você é o rei deles né. Pq com essa cara feia, da medo em qualquer um. - zoa muito o amigo.

- Engraçadinho. Você diz isso pq é um maldito nerd e já passou em matemática. - fica furioso.

- Calma, calma. E eu não sou um "maldito nerd", só usei uma técnica de respiração para lembrar das coisas que eu estudei e passar nas provas anteriores. - começa a se achar.

- Técnica de respiração?

- Sim, eu a chamo de: Mizu no Kokyuu. - diz. - É uma respiração que aumenta a concentração e faz você lembrar do que quiser.

- Onde você aprendeu isso?

- Eu ouvi de um cara no mercado. - lembra. - Ele disse que estava com uns problemas de memória, então foi até um xamã, que ensinou a ele uma técnica de respiração. 

- Que legal, você com certeza vai me ensinar né? - se anima.

- Sim, eu te ensino.

- Aaaaaa, eu te amo cara. - grita.

- Ei, não grita isso. Estamos na escola, vão pensar outra coisa. Se acalma.

- Tá bom, foi mal. - ri.

           ~Shinobu (hora da saída)~

- Tomioka-kun? - encosta nele.

- Ah, Shinobu-chan. É você? Que susto. - se assustou mesmo.

- Se assustou? - se preocupa

- É que eu nunca achei que você fosse falar comigo por vontade própria, ainda mais por causa de ontem. - está nervoso.

- Então, é por causa de ontem que eu vim falar com você.

- Sério?

- Sim, eu fiquei confusa. Não sabia o que dizer e acabei falando que não te conhecia e que gostava de outra pessoa, mas a verdade não é essa. - explica.

- Então qual é a verdade? - pergunta super curioso e ansioso.

- Eu sempre quis conhecê-lo e ser sua amiga. - mente. - Podemos ser amigos?

- Ah, C-claro. P-pq não? - sorri sem graça. - Quer ir comer alguma coisa? É por minha conta.

- Eu aceito, vamos lá. - Sair? Isso não fazia parte do plano. Bem, dizer que eu queria ser amiga dele também não era, mas a Kanao-chan iria me fazer apressar muito as coisas se eu dissesse que gostava dele. Fazer o que né, vou ter que aceitar, ou ela me mata. - Bem, aonde vamos?

- Uma sorveteria aqui perto. Tem um açaí maravilhoso. - Eu sei que ela ama açaí. - Pronta?

- Sim - Que eu não estrague o plano.















Notas Finais


Esse foi o cap de hoje. Espero que gostem, até o próximo. ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...