História Stay With Me - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
Personagens Giyuu Tomioka, Inosuke Hashibira, Kanao Tsuyuri, Nezuko Kamado, Shinobu Kochou, Tanjirou Kamado, Zenitsu Agatsuma
Visualizações 34
Palavras 1.165
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem-vindos a mais um cap, rsrs. E obrigadaa pelos 10 favoritos, amo vocês. Isso só me impulsiona a fazer mais. Enfim, fiquem com o capítulo. ❤️

Capítulo 3 - Fim de tarde


            6 de Abril de 2021

     ~Giyu e Shinobu (sorveteria)~

- Qual o sabor do açaí? - pergunta a vendedora para Kochou.

- Banana. - responde com um sorriso

- E o rapaz? - a vendedora olha para Giyu perguntando.

- Banana também, é o melhor. - tenta impressionar sua amada.

Depois de terem pego seus açaís, os dois se sentaram numa mesa em frente à um vidro gigante, onde eles podiam ver a rua e as pessoas que passavam por lá. Nervoso, o apaixonado tenta puxar assunto.

- Que belo dia não acha? - pergunta.

- Está calor pra caramba, mas até que o dia tá bonito mesmo. - reconhece.

- Shinobu-chan, pq vc aceitou tomar um açaí comigo? - seu rosto estava sério, mas ao mesmo tempo meio triste.

- B-bem você me convidou, então eu vim. Pq a pergunta? - se espanta. 

- É que eu ainda não consigo acreditar. Achei que você nunca mais fosse me olhar, muito menos falar comigo ou tomar um açaí. - explica. - Eu me declarei pra você, levei um fora e achei q tivesse te distanciado ainda mais. Até tive que forçar meu sorriso com o Tanjiro hoje, pra ele não perceber que eu ainda estava triste. 

- Eu não sabia, gomennasai. - acho melhor não falar do Tanjiro agora, vou esperar para ver o que ele vai dizer. - Me conta, desde quando você é apaixonado por mim? - estava realmente curiosa. 

- Acho que desde sempre. Desde a primeira vez que te vi quando éramos crianças, quando ficamos na mesma turma no 1° ano, no 2° e agora no 3° ano. - diz tudo com um sorriso no rosto.

- Todo esse tempo? - fica espantada. - E você nunca parou? Nunca desistiu? Nem quando eu namorei o Rengoku?

- Não. Eu sempre soube que você nunca iria me dar bola, então me acostumei a só ficar te olhando. - explica. - Mesmo que me doa não ter você, tudo que quero é te ver feliz. Pode parece estranho, mas é a pura verdade. - seus olhos transmitiam amor e pureza. 

Shinobu não tinha reação. Não sabia o que dizer ou o que fazer, ela estava admirada pela fala do garoto. Ela viu nele o que nunca tinha visto, o que seu ex-namorado Rengoku jamais havia mostrado, amor puro e verdadeiro. Seus pensamentos começaram a se bagunçar e as batidas de seu coração foram ficando cada vez mais rápidas. Kochou não sabia mais o que estava sentindo, tudo que queria era continuar olhando para Giyu e ouvi-lo falar de seus sentimentos. 

Então de repente ela perde totalmente sua "viajada na maionese do amor". Ela vê Rengoku entrando com Mitsuri, sua rival e inimiga, o que acaba a deixa pra baixo. Mesmo que seu namoro tenha dado errado e eles estivessem separados há um tempo, Kochou ainda sentia algo por Rengoku, seu primeiro namorado. 

Percebendo toda a situação, Tomioka puxa sua amada delicadamente pelo braço, saindo da sorveteria. Então, ele a leva para um lugar que ela nunca tinha ido, o que a deixa um pouco preocupada. 

- Onde estamos indo? - pergunta para Giyu.

- Para um lugar especial, você vai gostar. - sorri para a garota, o que a tranquiliza.

Depois de um tempo andando eles chegam um pouco antes do seu destino. Giyu para e pede permissão pra cobrir os olhos dela, dizendo que é uma surpresa. Ela aceita, então, eles chegam à seu destino misterioso. Ele tira as mãos e pede pra ela abrir os olhos.

- Uau. - Fica surpresa e emocionada pelo que está vendo. - Nunca imaginei que esse lugar existisse.

O lugar onde os dois estavam era o esconderijo de Tomioka. Um monte alto, onde se podia ver o nascer e o pôr do sol, além da vista da bela cidade de Tokyo, onde os dois moravam.

- Eu amo esse lugar, a vista é incrível. - diz para Shinobu. - Sempre quis que você visse, essa paisagem tem um poder incrível. Toda vez que estou triste ou mal com alguma coisa venho pra cá, e quando vejo isso, meu coração fica feliz e em paz.

- É lindo. - disse admirada pela paisagem. - Pq me trouxe aqui? É o seu lugar não é?

- Eu percebi que você ficou triste com o que viu na sorveteria, então resolvi te trazer pra cá. - explicou.

- Eu não mereço isso. - abaixa a cabeça.

- Ãnh? Como assim? - Giyu fica confuso com a fala da moça.

- A verdade é que eu nunca te conheci, nem quis ser sua amiga.  O único momento que te vi na vida foi quando você se declarou pra mim, fiquei tão surpreendida com a sua declaração que respondi o que não devia e acabei te magoando. Eu te peço perdão, não mereço estar aqui com você. 

A moça abaixa a cabeça pedindo perdão para Giyu, que fica sem dizer uma palavra. Shinobu envergonha, começa a correr de lá, deixando o apaixonado sozinho. 

- Droga, ela nem viu o pôr do sol. - diz Tomioka, frustrado.

       ~Shinobu (quarto dela)~

A moça não parava de chorar. Seus pensamentos estavam mais bagunçados do que antes, seu coração dessa vez batia de uma forma mais dolorosa, mais fraca. Seu choro foi tão alto que ela acabou acordando Zenitsu, seu irmão, que dormia no quarto ao lado. Ele então vai até o quarto da irmã ver o que estava acontecendo.

- O que aconteceu Nee-chan? - pergunta preocupado.

Shinobu explica tudo que aconteceu, desde a confissão de Giyu, até o momento em que ela conta a verdade e decide ir embora. O irmão analisa os acontecimentos e começa a dizer.

- Sim, o que vocês fizeram com o Giyu-kun foi horrível. Mas sabe, você tem que ouvir o que ele vai dizer e pedir desculpas sem fugir de novo. Ele realmente te ama Nee-chan.

- Você sabia que ele estava apaixonado por mim? - fica curiosa.

- Claro, quando eu fui falar com o Tanjiro sobre me deixar namorar a Nezuko-chan, ele estava lá, então acabamos falando do que ele sentia por você.

- Pq nunca me disse isso? - pergunta curiosa.

- Ele me pediu pra não falar. Sempre dizia que não queria forçar ou algo do tipo, ele sabia que você odiava ser pressionada por alguém. - diz para a irmã.

- Por todo tempo ele nunca desistiu de mim, sempre quis me ver bem, mesmo que não fosse com ele. - lembra do que ele disse. - Eu preciso falar com ele amanhã, o mais rápido possível.

- Já sabe o que fazer? - fica curioso

- Sei perfeitamente o que fazer. Amanhã você vai ver. - diz com um sorriso maléfico no rosto.

- Ok, é nessa hora que você fica assustadora e eu vou para o meu quarto seguro, boa noite. - vai para a porta.

- Arigato, Nii-san. - grita para o irmão.

- Estou sempre aqui pra você. - grita para a irmã.







Notas Finais


Este foi o cap 3, espero que tenham gostado ^-^. O que será q Shinobu tem em mente? Bom, isso veremos no próximo capítulo, até. ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...