História Step Sister (G!P) - Capítulo 3


Escrita por: e gaby5Harmony

Postado
Categorias Austin Mahone, Camila Cabello, Fifth Harmony, One Direction
Personagens Austin Mahone, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson
Tags Alejandro, Camren, Clara, Lucy, Vero camren G!p Lauren G!p
Visualizações 233
Palavras 2.586
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cheguei, cheguei chegando.. Não lembro o resto
Pessoal, boa leitura e até as notas finais

Capítulo 3 - O começo de toda a treta


*****

Pov Lauren


-Bom dia.

Disse assim que cheguei na cozinha e todos estavam sentados, tomando o café da manhã.

-Bom dia.

Todos responderam e eu me sentei.

Assim que me sentei um já foi levantando atrás do outro.

Olhei sem entender.

-Por que tão levantando?

-Por que temos muita coisa pra fazer.

Lucy quem respondeu.

-Mas ainda são nove da manhã pessoal.

Disse e o Louis respondeu.

-Por isso mesmo querida. Ainda temos que ir, no shopping comprar nossas roupa pra festa de hoje, temos que comprar as bebidas. Os salgados, depois temos que decorar aqui, etc, etc..

Pensei em responder mais fiquei quieta.

Eles foram saindo e a Camila que tava por último pegou sua bolsa que tava em cima da mesa, veio até mim e deu um beijo no meu rosto. Fiquei surpresa, nunca hajiamos assim.

-Tchau Lauren, até mais tarde. Acho que não vamos almoçar aqui, então você pode pedir algo só pra você.

Ela disse enquanto ia caminhando pra porta.

-Ta, tchau.

Ouvi a porta fechar.

Gente o que deu nessa menina, até ontem queria me matar. Quer saber, nem sei por que to reclamando. Melhor assim do que p da vida comigo.

Comecei a tomar meu café da manhã.


*****


Ding dong

Eram duas da tarde, eu estava deitada no sofá mexendo no celular quando ouvi a campainha tocar, me levantei e abri a porta.

-Fala palmitoooo.

A tinha que ser, já tinha até esquecido que essa criatura vinha pra cá hoje.

-E aí Vero.

-Nossa quanta animação em amiga.

Ela enfatizou o amiga. Dei passagem para ela entrar.

-Mal chegou e já vai começar o drama?

-Não não, mas eai cade a gata da sua irmã? E as amigas dela tão aqui já?

-Primeiro ela não é minha irmã, e não, não estam aqui.

-Ai não é mas é como se fosse. Poxa achando que já ia ser recebida por umas gatinhas aqui mas pelo jeito só você mesmo.

-Haha, obrigada pela parte que me toca. Cade sua coisas?

-Tão no carro. Alias vamos la comigo ajudar a pegar que eu ja vou começar a montar.

Ela disse animada. E eu fui com ela ate seu carro. Pegamos os esquipamentos e levamos pra dentro de casa, fomos até os fundos e deixamos lá.

Ela começou a montar enquanto falava comigo.

-E então branquela, como vai as coisas, seus pais tão te odiando muito pela mentira?

-Um pouco, na verdade só tive que voltar pro colégio.

Ela me olhou e começou a rir.

-Tu voltou pro ensino médio?

-Sim. E é onde tu deveria ta também.

-Ih vira essa boca pra lá. Meus avós não podem nem imaginar que eu não terminei. Eles acham que esse negócio de DJ é só uma fase e que logo vou atrás de uma facul. Então por favor vê se não abre a boca com sua mãe em. Deu me livre voltar pro colégio.

-Por que? Nem é tão o fim do mundo assim.

Tava sentada em uma cadeira enquanto ela montava as coisas.

-Só ta falando isso por que ta lá né.

Ela sorriu e continuou.

-Sinceramente tirando as meninas, não vejo o por que voltar pra escola.

-Ah talvez para se formar, engressar em uma faculdade e ser alguém na vida.

-Eu posso ser alguém na vida com minhas festas. Alias mal voltou e já ta falando como sua mãe, credo.

Ela deu risada.

-Não é isso. É que se eu tivesse terminado o ensino médio em Paris, agora eu poderia ta indo pra facul. Quem sabe conseguisse até ficar no campus. Pra não depender muito da minha mãe e do Alejandro.

-Ah você fala isso, mas até que gosta de morar aqui que eu sei.

Ela disse sorrindo e eu respondi.

-Gostar eu gosto. Mas é como se eu fosse uma adolescente ainda.

-Não que você seje muito adulta agora.

-Ah Vero tu entendeu.

Ela deu risada e eu também. 

-Sim, entendi que é bom você despregar essa bunda e vir me ajudar a montar essas coisas.

-Ih não entendo nada disso não.

Disse querendo fugir do trabalho mas ela logo continuou.

-Larga de ser mentirosa Lauren, tu sempre me ajudou em Paris. Agora anda logo, vamos vamos.

Revirei os olhos e levantei, começando a ajudar ela.


*****


Depois que terminamos ficamos um tempo sentadas lá fora conversando sobre a vida, vimos que já estava ficando tarde e resolvemos dar um jeito na decoração já que o Louis e as meninas não chegavam nunca, quando voltamos pra dentro já era quase seis horas, a Vero disse que tinha trazido sua roupa e se arrumaria aqui mesmo. Assim que ela falou a porta se abriu.

Com uma Camila, uma Lucy, uma Dinah e um Louis cheios de sacolas nas mãos.

-Lauren você pode ir la no carro pegar o resto das coisas? 

Louis pediu.

Pronto virei empregada agora.

Antes de sair a Camila veio caminhando até a Vero que tava do meu lado pra cumprimenta-la.

-Oii Vero. Achei que não vinha.

-E desde quando eu perco uma festa camilinha?

Ela disse e a abraçou.

-É, não sei por que pensei isso. Olha essas são minhas amigas, Dinah, Lucy e o Louis.

A Vero cumprimentou os três.

-Ta bom, agora que já estão todos apresentados. Vamos Vero me ajudar a catar as coisas no carro.

Sai puxando a mesma pra fora de casa.

-Ai calma aí.

-Sera que aqui tem um balde?

Disse.

-Balde? Balde pra que Lauren? Ta louca.

-Não sei pra talvez sua baba não cair no chão.

-Ah entendi.

Ela disse rindo e continuou.

-Não tenho culpa se a Camila só tem amiga gata, alias ela em. Que chuchuzinho sé louco.

Empurrei uma sacola contra ela.

-Segura.

Disse e fui pegando mais.

-Vai me dizer que você não acha Lauren? A para, você mesma disse. Nem irmãs de sangue são. Tem nada demais achar ela gata.

-Que? Vero só cala boca e segura as sacola.

Peguei as ultimas sacolas e fechei o porta malas mas ela continuou tagarelando.

-Vamos Lauren, uma simples resposta. Acha ou não?

Fui caminhando mas antes de chegar na porta ela continuou.

-Vamos, responde. Vai é simples caramba, você acha ela gata ou não? Só avisando que se você disser não eu sei que é mentira porque é impossível não achar ela gata.

A olhei bem.

-Ta bom Vero, eu acho. Satisfeita?

Ela tava sorrindo.

-Viu morreu? Não né.

-Por que queria tanto saber? 

Disse já entrando em casa e ouvi a voz da Camila antes da Vero responder.

-Saber o que?

A olhei e paralisei, olhei pra Vero com um olhar suplicando para não contar sobre o que estavamos conversando.

-A.. Ah. É..

Ela tentou falar mas se embaralhou toda e os quatro nos olhavam sem entender.

-Saber como vocês conseguiram comprar bebidas se são todos de menor?

Disse tudo de uma vez e pude ouvir até  a Vero suspirar. Isso que é amiga, fica nervosa junta.

-Nada que o charme de três garotas não resolva não é.

Louis disse.

-E que charme.

Dei uma cotovelada na Vero.

-Aiii.

A olhei fuzilando com os olhos.

-Vamos levar isso pra cozinha Vero.

-Claro.

Saimos dali, deixando os quatro desconfiados. Mas antes pude ouvir a Camila falar.

-Lauren depois sobe lá no meu quarto que tenho que te mostrar uma coisa.

Assim que chegamos na cozinha a Vero começou a me zoar baixo.

-Hum ela tem uma coisa pra mostrar pra você.

Olha que piranha.

-Vero cala boca. Vai tirando as coisas ai da sacola que eu vou ver o que ela quer e vê se para de graça.

Ela levantou as mãos se rendendo.

-Não ta mais aqui quem falou.

Sai da cozinha, passei pela sala e só tava o Louis.

-Cade as meninas?

-Já subiram pra se arrumar.

-Caramba já?

-Sim né lauren falta só duas horas pro pessoal começar a chegar.

Caralho são duas horas. Pensei.

Subi pro quarto e quando parei na porta do quarto da Camila, bati. Ela falou pra eu entrar.

Entrei e ela tava sentada na cama, tirando umas roupas da sacolo que tinha trazido mais cedo.

-É, então?

Ela me olhou.

-Então o que?

-Você disse que tinha uma coisa pra mim.

-Ah claro. Que tonta que sou.

Ela sorriu e pegou uma das sacolas esticando pra mim.

Fiquei olhando sem entender.

-Pega, é pra você.

Peguei a sacola e ela continuou.

-Já que você não gosta de ir as compras eu trouxe elas até você.

Abri a sacola e tinha uma calça jeans preta Destroyed, uma camiseta da minha banda de rock favorita, e uma camisa xadrez, com quadrados vermelhos e pretos.

A olhei e sorri. Passei a mão no cabelo e falei.

-É, não precisava se incomodar Camila.

-imagina, incomodo nenhum.

-Bom. Obrigada então.

-De nada, na verdade como forma de agradecimento você podia usar na festa né. Acho que vai ficar boa em você. Quer dizer espero não ter errado o numero.

-Ah claro uso sim. E bom pelo que to vendo parece ser o meu tamanho, eu vou tomar um banho e ver como fica..

-Ta bom.

Ela sorriu.

-É, Valeu de novo.

Disse e fui sair, mas quando estava saindo ela me chamou.

-Ah Lauren, usa com aquele seu coturno preto, tipo militar sabe. Acho que vai ficar legal.

Sorri.

-Pode deixar.

Sai dali e fui pro meu quarto. Primeiro me tratou bem hoje cedo, agora me deu presentinho. Cara o que fizeram com a Camila? Bom eu não sei. Mas prefiro mil vezes essa.


*****


Tava me olhando no espelho, ja vestida.

É até que a roupa ficou boa. Camila tem um bom gosto.

Como tava calor não quis colocar a camisa xadrez apenas amarrei na cintura. Fui até  a cama me sentei e coloquei meu coturno. Voltei para perto da cómoda, passei um perfume. Peguei o secador e sequei meu cabelo rapidinho. Me olhei no espelho de novo.

Caramba posso parecer muito convencida mas até eu me pegava. Sorri com meu pensamento e desci pra sala. Tava só a Vero lá. Já pronta também.

-Até que enfim a dondoca ta pronta.

Ela disse e eu sorri me sentando do seu lado.

-Caramba em Jauregui, depois disse que nem queria a festa e agora ta ai toda arrumadona, prontinha pra pegar geral.

-Nada vê Vero, a Camila que me deu essa roupa.

Ela me olhou e segurou o riso.

-O que foi agora em?

-Nada. Ta tudo certo.

-Fala Vero, eu sei que você não se aguenta.

-Ai Lauren. Ela te vestiu pra festinha dela. Que amorzinho.

-Vero cala boca. Ela só quis ser legal.

-Uhum, mas eu nem disse nada demais. Vem ca ela não deu a cueca também não né?

-Vero cala boca.

Dei uma almofadada na cara dela.

-Não é porque vai saber né. Te vestiu toda só faltou a cueca. Que na verdade não seria má ideia. Porque se você ainda usa àquelas cuecas de super herói, pelo amor de deus ne..

-Ih viaja, que cueca de super herói o que.

-Não se faz de desentendida não em. As cuequinhas do batman, superman. Ai Lauren tu era tão brega.

-Me erra Vero. Nunca nem vi essas cuecas.

-Hello.

Paramos de falar assim que o Louis apareceu na sala.

-Ih o gato comeu a lingua das duas foi?

Vero deu risada.

-Não, só estávamos falando das cuecas de super herói da Jauregui.

-Vero, cala boca.

Falei mas ela ja tava dando risada e o Louis me encarando com uma cara divertida.

-Cueca de super herói Lauren? Socorro.

Ele começou a rir.

-Eu já ia te elogiar aqui dizendo que ta toda gata, com cara de pegadora. Mas se você tiver com uma cueca dessa. Retiro tudo que pensei.

-Hahaha vocês não tem nada melhor pra fazer não é?

-Ficou zangadinha foi?

A Vero disse apertando minhas bochechas.

-Sai.

Afastei sua mão e os dois só riam.

-Qual a graça?

Dinah disse descendo as escadas.

Olhei pros dois suplicando para não falarem. Mas vocês sabem o ditado né,  com amigos quem precisa de inimigos. Não é bem assim mas deu pra entender.

-A Lauren tem cueca de super herói.

Louis quem disse, minha vontade agora era só enterrar minha cabeça na terra e nunca mais desenterrar.

-É o que? Super herói socorro. Jauregui eu esperava mais de você.

Dinah dizia morrendo de rir, acompanhada de louis e Vero.

-Pois é né, e quem vê pensa que é pegadora.

Vero disse e logo Camila e Lucy vieram descendo juntas. Taquei uma almofada em cada um para pararem de rir.

E pararam mesmo, já que as duas estavam maravilhosas.

-Do que vocês riam tanto?

A Lucy perguntou quando chegou ao fim da escada, olhei para os três suplicando que não contassem nada.

-Nada de mais, é que a Lauren contou uma piada que achamos engraçada.

A dinah disse.

-Ai agora eu quero saber.

A Camila disse sorrindo.

Quando abri a boca pra falar a campainha tocou. Salva pelo congo.

-É depois eu conto pra vocês. Agora acho bom ir atender. Os convidados já devem ta começando a chegar.

-Bom eu ja vou lá começando com a musica. Lauren vem me ajudar.

A Vero disse. E saiu indo pros fundos. Fui atrás dela.

Quando chegamos la ela parou e me olhou.

-Puta que pariu Lauren.

-O que Vero?

A olhei sem entender.

-A Camila e a Amiga dela tão muito gatas. Por favor me ajeita ela.

-Ajeitar quem? A Camila? Nem pensar

-Vai com calma pra não demostrar muito, e não é ela, é a amiga dela, é Lucy não é? Me convida pra dormir aqui vai. Se quiser amanha ajudo até a arrumar a bagunça.

-Vero, posso até convidar. Mas devo te dizer que a Camila e as amigas delas. Não são como essas meninas ai que você pega nas baladinhas por onde toca não.

-Primeiro baladinha vírgula ta, segunda vai o que custa, só faz uma boa propaganda de mim vai. Por favor nunca te pedi nada Jauregui.

-Tem nem vergonha de dizer isso né.

Ela sorriu amarelo.

-Ta eu vou tentar.

Respondi e logo vi o pessoal entrando nos fundos.

-Agora vai DJ. Que o pessoal já chegou.

Ela sorriu e se afastou de mim, indo para sua posição.


*****


-Vai ficar sentada a noite toda?

Desviei o olhar do meu copo para cima e era a Camila.

-Ah, é.. Eu não sou muito de dançar.

-A Lauren, vamos lá, ta na chuva é pra de molhar.

Sorri. Ela esticou a mão.

-Vamos o pessoal ta tudo dançando.

Segurei em sua mão e me levantei indo pra onde tava a galera dançando.

Começamos a dançar.

Depois de alguns minutos dançando, coisa que não fazia a um bom tempo. Decidi ir me sentar.

-E ai já falou com ela.

Tava preparando uma bebida quando a Vero já chegou perguntando, tomei um gole e respondi.

-Óbvio que não né Vero. Estavamos dançando, você queria que eu falasse o que?

-Ai Lauren não sei, qualquer coisa. Olha você ficou muito tempo parada sabe nem mais me ajeitar pra uma garota.

-Primeiro que nem sabemos se ela gosta de garota Vero.

-Pergunta pra Camila.

-O que? Eu não.

-A Lauren qual foi? Eu sou sua amiga. Vai la e faz isso por mim e se ela gostar você ja pode até pedir a  ajuda da Camila pra me ajeitar pra ela.

-Caramba tu não vai desistir até não conseguir né?

-Que bom que sabe. Agora vai.

Ela me deu um tapinha no ombro e voltou para perto de seu equipamento. Terminei de beber o que tava no meu copo e deixei em cima de uma mesa onde tinha várias garrafas. Caminhei até, o meio do quintal onde o pessoal tava dançando.

Me aproximei da Camila com um pouco de dificuldade. Me aproximei do seu ouvido pra falar.

-Posso falar com você?

Ela me olhou e balançou a cabeça afirmando.

Segurei em sua mão, pra conseguir tira la do meio da muvuca. Fui com ela até umas cadeiras que tinha ali onde estava sentada antes.

-Aconteceu alguma coisa?

Ela perguntou assim que se sentou. Me sentei também.

-Mais o menos.

-Como assim? o que aconteceu?

-A Vero aconteceu.

Ela olhou sem entender e eu continuei.

-Sabe o que é. Ela meio que sismou com a Lucy, e quer por que quer que eu a ajeite pra ela. Mas eu disse que não sei se a Lucy gosta de garotas então ela fez eu perguntar pra você. Enfim, ela gosta ou não?

-Ah bom. Ela já ficou com garotas sim.  A gente não fala muito sobre isso. Mas ela meio que curte sim.

-E você poderia falar com ela. Olha de ela disser não, tudo bem é só pra Vero largar do meu pé.

-Claro, falo sim.

Ela disse sorrindo. Retribui mas logo minha feição  mudou.

-O que esse cara ta fazendo aqui?


Notas Finais


Oi de novo
Bom depois eu corrijo os erros, então até o próximo que pode ser amanhã ou depois ou depois....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...