História Step Sister (G!P) - Capítulo 5


Escrita por: e gaby5Harmony

Postado
Categorias Austin Mahone, Camila Cabello, Fifth Harmony, One Direction, Shawn Mendes
Personagens Austin Mahone, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson
Tags Alejandro, Camren, Camren G!p Lauren G!p, Clara, Larry, Lucy, Vercy, Vero
Visualizações 555
Palavras 2.621
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu ia voltar só a noite ou amanhã, mas resolvi postar logo. Agora acho que volto só segunda, então beijinhos galeraaa sz

Capítulo 5 - Só pra descontrair


Pov Lauren


Manhã seguinte

-Bom dia.

Disse assim que cheguei na cozinha, já estava o pessoal todo na mesa. Que responderam, tirando a Vero que tinha que faze gracinha.

-Caralho que susto, da próxima vez avisa que ta vindo.

O pessoal deu risada.

-Haha, muito engraçada.

Disse e me sentei na mesa, logo a Camila que estava em pé colocou duas torradas em meu prato. A olhei com a testa franzida.

-Fiz pra você, nem perguntei se você queria. Você quer? Se não, posso fazer outra coisa.

O pessoal estava num converseiro que nem se ligaram na nossa conversa, tirando a Vero óbvio.

-Não, torrada ta ótimo. Obrigada.

Disse e sorri, ela retribuiu. E olhei pra Vero que segurava o riso. Fechei a cara pra ela, mas ela continuou.

-Camila, sabe eu queria uma torradinha também.

-A torradeira ta logo ali Vero, é só fazer.

A Camila disse e se sentou perto das meninas.

Bom essa parte o pessoal ouviu por que todos começaram a rir. Inclusive eu. Vero fechou a cara e foi fazer sua torrada. Me levaMVVVeerroedela.

-Tomou o que queria?

Disse segurando o riso.

-Te fecha.

Ela disse com a cara fechada.

-Fica bravinha não.

Disse apertando sua bochecha.

Ela tirou minha mão e falou baixo.

-Eu to te falando, te orienta que ai tem.

A olhei sem entender.

-Tem o que?

-Vamos la fora Lauren, pra começar a arrumar as coisas.

Ela disse alto chamando a atenção dos outros.

-Mas vocês ainda nem comeram.

A Camila disse nos olhando.

-Não tem problema a gente come la fora.

Vero disse pegou meu prato e saiu me empurrando.

-O que tu ta fazendo garota?

Disse quando chegamos la fora.

-É que aqui podemos conversar melhor.

-Ta então fala. Porque eu não entendi.

-A Camila. Mano até ano passado quando eu convivia com vocês ela te odiava e pelo você me contou, até semana passada também. Agora ela começa a te tratar bem, te da presentinho, faz torradinha no café da manhã só pra você. Ontem ela fez seus curativos também né? Tenho certeza.

-Primeiro não viaja. A gente nunca se odiou, só discutiamos, é normal quando as pessoas convivem juntas. Segundo não tem nada a ver, ontem ela só me ajudou e hoje provavelmente só fez isso pra me agradecer sei la por eu ter defendido ela.

Disse tudo de uma vez e ela me olhou.

-Lauren só uma pergunta.

-O que?

A olhei.

-Como você pegou tanta mulher em? Por que puta que pariu, tu é mais lerda que uma lesma.

Dei um tapa em sua cabeça.

-Você que ta vendo coisa onde não tem.

-Ah ta bom, se você diz. Mas só queria deixar gravado que eu shippo ta.

Engasguei com a torrada.

-Vero, você shippa o que, ta louca? Da pra parar com isso, a Camila nem sonha que a gente fala sobre isso, se não é bem capaz de pegar nojo de mim.

-Ou não.

A Vero respondeu e piscou. Antes de eu responder o pessoal chegou no quintal.

-Ué vocês não iam vim pra começar a arrumar o quintal? e as duas dondocas ficaram só conversando?

Olhamos para o lado, o Louis quem tinha falado.

-Vixi calma aí, a gente só tava terminando de comer. Né Lauren.

Quando abri a boca pra falar ela colocou a torrada em minha boca e falou baixo.

-Cala boca e começa a trabalhar.

O pessoal vendo a cena deu risada e eu balancei a cabeça respondendo a pergunta de antes da Vero.

Levantei da cadeira que tinha acabado de sentar e começamos a arrumar tudo.


*****


Olhei de longe e a Camila estava segurando aquelas peneiras de limpar as sugeiras da piscina, tentando pegar minha blusa xadrez que eu nem tinha percebido mas tinha ficado dentro da piscina na hora da briga. Me aproximei por trás, e apertei sua cintura dando um susto nela.

Ela deu um pulo. E se virou pra mim.

-Aí que susto Lauren.

Dei risada do seu susto.

-Quer ajuda?

-Sim, eu não consigo alcançar.

Ela disse e olhou para a blusa.

-Pula lá então.

Disse e ela deu um risada sarcástica.

-Ah tá, pula você a blusa é sua.

-Você que fez eu usar.

Ela me olhou e cruzou os braços. Peguei o equipamento e tentei me esticar, mas quase desequilibrei e ela riu.

-Cuidado pra não ficar toda molhada em.

-Ta rindo é? Ta achando graça?

Ela parou de rir na hora porque sabia o que eu ia fazer.

-Não Lauren, imagina. Pode continuar aí.

-Não, agora você vai ver.

Disse, ela saiu correndo dando a volta na piscina e eu sai correndo atrás dela.

O pessoal que tava limpando o quintal que até agora nao tinha prestado atenção em nada, viu a correria e começaram a prestar atenção em nós duas, se aproximando mais da piscina.

Quando alcancei a Camila a abracei por trás, fazendo parar. Fui caminhando com ela até a beirada da piscina. Com ela tentando se soltar.

-Lauren por favor, não faz isso, eu só tava brincando.

-Mas Camila. Eu só quero que você pegue minha blusa.

Disse sorrindo, como estava a segurando na beira da piscina, era só eu dar um pequeno empurrãozinho que ela cairia na água. E eu fiz isso. Mas não contava que ela se agarraria em mim. E nisso caimos nós duas na água.

Quando me levantei, tirando a água dos olhos. Consegui ouvir o pessoal dar risada. A Camila logo jogou água no meu rosto.

-Que lindo né, as duas se divertindo e nós aqui na labuta.

Louis quem disse e eu mostrei a língua.

-Não seja por isso.

Disse a Vero empurrando o mesmo para dentro da água. Comecei a rir porque ele tava pagando por antes de ontem. Quando fez o mesmo comigo.

-Vero você me paga.

Ele disse de dentro da piscina e logo saiu, correndo atrás dela. Enquanto nós riamos e as meninas também.

-Louis as meninas tão com cara de que querem entrar também.

Disse rindo, elas pararam de rir na hora e começaram a correr. Quando a Dinah viu que não tinha mais jeito. Acabou pulando por vontade própria na água. Logo a Vero foi empurrada pelo Louis.

Fazendo todos rirem e quando menos vimos todos já estavam na água.

-Era pra gente ta arrumando a casa.

Dinah disse rindo.

Sorri.

-Tudo culpa da Camila.

Eu disse e ela me olhou indignada.

-Minha culpa? Você que me jogou aqui.

-Eu só queria que você pegasse minha blusa.

Disse erguendo as mãos.

Ela jogou agua em meu rosto e sorriu.

-Okay vamos sair daqui e continuar, se não, não terminamos hoje.

Lucy disse e logo todos foram saindo da água.

Sai primeiro e estiquei a mão pra Camila já que faltava só ela.

-Ajuda?

-Claro.

Ela disse sorrindo. Mas ao invés de tentar subir, ela me puxou pra água de novo. E foi até a escada saindo da piscina.

-Pronto agora me vinguei.

Ela disse sorrindo e o pessoal deu risada.

Sorri pra ela e logo sai da piscina. Peguei uma toalha para tentar me secar um pouco e continuamos a arrumar tudo, nem nos trocamos. Ficamos molhados do jeito que estavamos mesmo.


*****


-Até que enfim, terminamos.

Louis disse se sentando no sofá. Já era noite umas oito horas, todos já tinham tomado banho e estavamos na sala, conversando.

-Vamos pedir uma pizza porque eu to morrendo de fome.

Vero disse e eu concordei.

Ligamos na pizzaria mas ao invés de pedir uma, pedimos três. E dois refrigerantes.

Ficamos conversando e em menos de uma hora, chegou nosso pedido. Começamos a comer, enquanto conversavamos, eu e a Vero contamos sobre algumas aventuras que passamos em Paris. As meninas morriam de rir.

-Um dia a gente parou pra pedir informação e o pessoal la fala meio que fazendo bico, dai quando a moça terminou de falar a inteligente da Vero, deu um selinho nela.

-Uai, ela falou com aquele bicao olhando pra mim, achei que era pra beijar.

-Você é muito idiota cara.

As meninas riam, então a Camila perguntou.

-E o que aconteceu depois?

-Bom a gente saiu correndo já que a moça começou a gritar no meio da rua. Eu nem sei o que significava, por que não entendiamos francês muito bem.

-Ai cara, uma coisa dessa eu gostaria de ter visto.

O Louis falou rindo.

Sorri.

-Tenho vontede de ir pra Paris.

A Lucy falou e o Louis continuou.

-Sim. E beijar o príncipe encantado, na torre Eiffel.

-Ahhhhh

O pessoal fez em coro.

-Ih o que foi em. Cada um tem seu sonho. Alias os homens de lá, eram gatos?

Todos esperavam a resposta olhando pra mim e Vero.

-Na verdade não.

Disse e a Vero concordou.

-Ah para, falem a verdade.

Ele disse.

-Ta bom eram sim, um pouquinho. Mas não ao ponto de ter meninas como vocês. O Louis talvez.

A Vero disse. Olha que menina, atirando pra todos os lados vê se pode. o Louis mostrou a língua pra ela. Coloquei a mão em seu braço e falei.

-Se atira menos querida.

Todos riram.

Ela me olhou e ia responder. Até imagino a abobrinha que iria falar mas o Louis falou antes.

-Pessoal que tal se a gente jogasse um jogo.

-Que jogo?

Camila perguntou.

-Quem sou eu.

Ele respondeu.

-Louis você não acha que esse joguinho é muito pra criança não?

Vero perguntou.

-Sabia que iriam falar isso. Então pensei em algo. Camila, sobrou alguma bebida?

-Sim, sobraram algumas vodcas.

-Então pega la umas três garrafas e copinhos de shot.

Ela ficou olhando sem entender.

-Vai, vai garota.

Ela levantou reclamando e foi até a cozinha.

-Okay, vai ser o seguinte. Vamos colocar o nome de uma pessoa na testa da outra, pode ser famoso ou alguém que esteja aqui mesmo. E essa pessoa vai ter a chance de fazer cinco perguntas. Depois que ela fizer as cinco perguntas tem chance de chutar dois nomes. Se errar bebe. Simples.

-Só cinco perguntas? Muito pouco.

Disse.

-Querida a graça é essa, se deixar pergunta ilimitada ninguém vai beber. Você só tem que ser inteligente. E não quero ver ninguém ajudando ninguém, a resposta é sim ou não.

Todos concordaram, quando a Camila voltou ele explicou para ela, enquanto isso fui até o escritório do Alejandro e peguei papel e caneta, e um durex. Quando voltei tiramos no jokempô quem iria começar e caiu na Vero.

Começamos colocando um nome de um famoso. Falei para por Justin Bieber, já que ela não gostava muito.

-Eu sou Homem?

-Sim *respondemos*

-Famoso?

-Simm

-Moreno?

-Nãooo.

-Okay vamos lá, tenho filhos?

-Nãoo.

-Vai lá em Vero, ultima pergunta.

Louis disse e ela ficou pensando.

-Bom se eu sou famoso, eu sou cantor?

As meninas confirmaram e eu chacoalhei a cabeça, ela ja sabia. Maldita.

-Então eu sou, o Bieber?

As meninas confirmaram e o Louis puxou o papel de sua testa, que fez uma careta de dor.

-Sem graça.

Disse e ela mostrou a lingua rindo.

-Meu amor, aqui eu sou topper.

Sortiamos e caiu a Dinah.

Escolhemos outro famoso. Jogamos mas ela nao acertou. Teve que beber uma dose. Depois veio a Lucy, que acertou com três perguntas, vê se pode. Depois o Louis, esse errou e ficou puto. Não sei por que, mas bebeu, agora era a vez da Camila.

-Vamos lá então.

Louis disse e colocou o papel na testa dela.

Tinhamos colocado o meu nome.

Ela começou com as perguntas.

-Sou homem?

-Nãooo.

A Vero me olhou e falou baixo, rindo.

-Mais o menos né.

Dei um cotovelada nela que ficou quieta.

-Okay, mulher. Famosa?

-Nãoo.

Respondiamos e ela continuou.

-Morena?

-Simm.

-Ta bom, to aqui nessa sala?

-Alá já começou a roubar.

Disse a Dinah.

Dei risada.

-Roubar nada, pode ser que seja alguém daqui e vocês tem obrigação de responder. Não tenho culpa se não pensaram em uma pergunta assim.

Louis mostrou a língua e respondemos.

-Sim.

Ela nos olhou.

-Okay, eu tenho três opções e duas chances pra falar.

Ela se referiu a mim, Vero e Lucy. Já que Dinah é loira.

-Eu to com um olho roxo?

Ela disse e o Louis se levantou.

-Não tem graça brincar com ela. Não tem.

Demos risada e as meninas confirmaram.

-Sou a Lauren.

Ela disse óbvia, as meninas confirmaram.

-Ebaaa.

Ela disse animada, tirou o papel e viu que era mesmo meu nome. O Louis foi no banheiro e quando voltou, colocaram o papel na minha testa.

Comecei com a mesma pergunta de todos. Um pouquinho diferente.

-Sou mulher?

-Nãooo.

Responderam e eu continuei.

-Ah, então sou homem?

Quando acabei de fazer a pergunta percebi a burrice que tinha dito.

A Vero começou a rolar no chão de rir.

-Puta que pariu Jauregui.

Louis falou morrendo de rir. Tive que dar risada também.

-Aaaa, sou mulher? (Não) sou homem então?

Vero disse me imitando, fazendo todos rirem.

-Duas perguntas já em Jauregui.

Louis disse e eu respondi.

-Ah não por favor, foi sem querer.

-Não não, valeu já.

Camila disse.

-Aff

Continuei.

-Sou famoso?

-Nãooo.

-Sou o Louis.

Já disse logo de uma vez.

-Sua tonta termina as perguntas primeiro.

Ele disse enquanto as meninas negavam.

-Essa Lauren não sabe jogar mesmo. Ja merece beber por isso.

Vero disse e mostrei a lingua para todos e continuei.

-Ta bom, estudo no nosso colégio?

-Simm.

Fiquei pensando, não, não é possivel que colocaram esse nome.

-Sou babaca?

-Simmmmm.

Vero e Louis foram os primeiros a responder.

-Sou o Austin?

Disse e confirmaram, tirei o papel e falei.

-Depois dessa vou até beber.

Bebi meu shot.


*****


Fizemos mais uma três rodadas. Todos chegaram a beber. Quando tava na ultima vez, que era eu. Colocaram o papel.

-Okay vamos lá. Sou mulher?

-Simm.

-Sou famosa?

-Nãooo.

-Sou loira?

-Não.

-Okay, sou bonita?

-Sim

O pessoal respondeu e a Vero boca de caçapa falou.

-Você disse que acha gata.

Todos olharam dela pra mim e eu fiquei pensando. Dai que me toquei, a unica pessoa que eu tinha falado pra Vero que acho gata, é a Camila. Meu Deus não acredito que ela fez isso comigo. Parei de sorri na hora e disse.

-Não sei. Posso beber?

-Como não sabe, falta uma pergunta ainda.

Vero disse.

-Não, mas eu nao sei uai. Não sei mais o que perguntar.

-Vamos Lauren tu tem duas chances vai.

Ela continuou me pressionando.

Ninguém tinha falado mais nada, depois do que a Vero falou.

Peguei o copo e virei.

-Pronto perdi.

Louis tirou o papel da minha testa e falou.

-Era a Mila.

-Ah ta.

Disse um pouco nervosa que até coloquei um pouco de vodca no copinho e bebi de novo. Camila me olhava, com uma cara de quem não estava entendendo nada.

-Pessoal, acho bom a gente ir dormir né. Amanhã temos aula.

Dinah disse, quebrando o clima.

-Verdade.

Lucy disse.

-É, eu vou jogar essas coisas no lixo, lá fora.

Camila disse pegando as garrafas e o Louis falou.

-Vou com você.

Eles sairam, Dinah e Lucy foram para cozinha. Levar os copos e eu olhei pra Vero.

-Ta vendo o que você fez retardada?

-O que eu fiz?

Ela disse se fazendo de desentendida.

-Não se faz de besta Vero. Por que você falou que eu acho ela gata.

-Por que você acha ue, tu mesmo que falou.

-Vero, eu falei pra você, por que você ficou enchendo o saco.

-Mas não deixa de ser verdade.

-Ta, mas não era pra você abrir o bocao pra elas.

Disse já stressada.

-Calma nervosinha. Amanhã ninguém mais lembra disso.

Ia continuar mas ouvi a voz da Camila e do Louis voltando.

-Calma moço, olha você pode levar o que quiser, só não machuca ninguém.

Era a voz dela.

Me virei na direção da porta e vinha os dois com as mãos levantadas. E um cara alto, meio magro. Segurando uma arma apontando para os dois, eu e Vero levantamos rápido.

-As duas, mãos pro alto.

Ele disse e fizemos o que pediu.

Ele trancou a porta e colocou a chave no bolso, e logo a Dinah e Lucy apareceram na sala, levando o maior susto.

-Pelo jeito tava tendo uma festa aqui, mas vocês não precisam parar, eu posso participar.

Ele disse sorrindo.

-Cara, olha só, abaixa essa arma. Deixa os dois. Você leva o que quiser. Ta bom.

Disse e ele me olhou, parando de sorrir.

-Primeiro, cala boca. Você não vai dizer o que posso fazer ou não. Segundo, eu vou levar sim. Mas sabe, antes eu quero me divertir um pouquinho, deixa eu ver. Uni duni tê..

Ele começou a fazer a brincadeirinha e parou na Lucy.

Não estavamos entendendo o que ele tava querendo fazer, até que ele falou.

-Coloquem todos os celulares nesse saco aqui.

Jogou um saco que estava segurando, e empurrou o Louis na nossa direçao, ele quase caiu mas o seguramos. Ele apontou pra Lucy.

-Vem pra cá.

Ela já tava quase chorando.

-Vem logo. Se você não quiser que eu exploda os miolos dessa aqui.

Ele disse puxando a Camila para perto dele pelos cabelos e colocando a arma em sua cabeça, pensei em avançar, mas a Vero me segurou.

Lucy foi caminhando devagar até ele.

Ele olhou pra gente e falou.

-Os quatros sentandos no sofá. Agora.

Continuamos em pé.

-EU MANDEI VOCÊS SENTAREM NA PORRA DO SOFÁ.

Eita caralho, agora estamos fodidos.


Notas Finais


Depois eu corrijo os erros galera, até o próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...