História Stigma - Imagine Taehyung HOT - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Hot, Hotzão, Jimin, Jungkook, Taehyung
Visualizações 82
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Era para esta fanfic já ter começado, mas eu tive um bloqueio de criatividade que durou cerca de 2 meses... Nem tinha escrito o roteiro da história ainda, só agora que consegui postar alguma coisa. Os capítulos não vão demorar mais para ser postados, eu prometo

Comente o que você achou nos comentários, se achar que eu preciso melhorar em algo, ou fazer algum tipo de crítica construtiva eu ficarei grata pela sinceridade.

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 1 - Estupro


Fanfic / Fanfiction Stigma - Imagine Taehyung HOT - Capítulo 1 - Estupro

"Eu tinha 16 anos e namorava um cantor que na época tinha 19 anos. Sua carreira como cantor estava crescendo cada vez mais, ele conseguia conquistar a todos com sua voz e conquistava ainda mais com seus aspectos. Meu namorado era perfeito, o homem que eu poderia jurar que seria o homem da minha vida.

Porém, chega um dia, em que todos mostram como são de verdade, e foi naquela noite de ano novo que eu descobri o verdadeiro lado de Park Jimin. Lembro de cada detalhe daquela noite, foi com certeza o pior dia de toda a minha vida.

Na época, eu fazia eventos como modelo na capital e todo final de semana e feriado, voltava para minha cidade para ver minha família e encontrar com ele. Apesar de estar um longo tempo namorando com ele, ainda era virgem e não me sentia preparada ainda para ter relações sexuais. 

Um dia, fomos a uma festa de ano novo que ficava na praia de Namcheon, viajamos aproximadamente 1 hora até essa praia, estávamos acompanhados de alguns amigos. Quando chegamos, nos acomodamos em algumas mesas e pedimos bebidas. Na verdade eu iria beber refrigerante, nunca fui muito fã de bebidas, mas meus amigos insistiram tanto que eu acabei pedindo uma garrafa de soju. Eu bebia soju, enquanto Jimin bebia uísque.

Em um determinado momento, precisei ir ao banheiro, que estava lotado e a fila estava enorme, haviam apenas 4 banheiros públicos, eu não aguentei esperar e decidi ir até uma moita um pouco afastada da festa. Assim que terminei, dei de cara com Park. Me assustei. Ele me agarrou pelo braço e disse que tinha vindo porque me desejava. Eu disse que não era o momento, que não queria. Mas ele insistiu e disse que eu estava mentindo sobre a minha virgindade, que não era possível que alguém da minha idade, que fazia eventos em uma capital fosse virgem. Eu insisti, disse que sabia muito bem o que queria e que não faria sexo.

Estava prestes a deixá-lo quando ele me agarrou pela cintura. Ele era muito forte e eu pequena, não tinha força para me desvencilhar. Me debati, lutei, gritei, xinguei… Ninguém ouvia a gente, porque eu estava num local afastado. Ele rasgou minha calça e penetrou, de uma vez só. Eu não podia acreditar que aquele momento estava realmente acontecendo, tudo que a gente viveu foi uma mentira, a ficha não caia que eu estava sendo estuprada pelo meu namorado.

Foi uma dor muito forte, comecei a sangrar. Ao perceber que eu realmente era virgem, ele me largou e disse que tinha percebido que tinha dito a verdade. Eu estava no chão, rasgada, chorando. Ele saiu e me deixou ali.

Logo chegou uma prima que estava me procurando. Não tive coragem de dizer o que havia acontecido, só pedi para ela me levar embora. Outro amigo nos encontrou e, depois de me ver no chão, sangrando, quis nos levar à polícia, mas eu sentia muita dor e ódio. Não consegui. Pedi que me levassem para a casa da Jisoo. Depois cheguei a contar para ela, que disse que eu estava exagerando, que havia bebido demais.

Desde então, guardo este segredo. Nunca contei para mais ninguém. Ainda vejo minha prima, conversamos e somos próximas, mas não tocamos no assunto. Sinto vergonha, me dá muita angústia. Quero apagar essas coisas da minha história."

Hoje tenho 19 anos, e ainda trabalho com eventos, quando completei meus 18 anos vim morar na capital junto com minha família. No momento venho recebendo propostas de algumas agências que querem me contratar como modelo, uma delas fica em Seoul, e eu venho pensando muito em aceitar essa proposta, eu sinto que estou próxima de me tornar o que sempre sonhei. Uma modelo que desfila em passarelas, faz centenas de eventos por mês, sai em várias capas de revistas e tudo mais...

Morar na capital é uma custo bem alto, mas minha família conseguiu vender a casa por um bom preço, e agora estamos morando em um apartamento, que apesar de ser simples é bem aconchegante. Hoje eu moro apenas com meu irmão, minha mãe e meu pai. Sou feliz com a vida que tenho hoje, e apesar do meu passado não ser uma coisa que eu gostaria de lembrar, eu sei que tenho uma família maravilhosa, e que vai estar junta comigo para tudo...

Ainda não me envolvi em nenhum relacionamento sério, apenas fiquei com alguns meninos em alguns eventos que estive presente. Acho que vai demorar para isso acontecer, muito menos fazer sexo.

Eu não sei por onde aquele desgraçado anda, nem sei se ele mora ainda mora na Coreia, mas um dia ele vai ter o que merece, ele vai pagar por tudo que ele fez a mim, e pode ter feito o mesmo com outras meninas.

 

 

 


Continua??


Notas Finais


Eae,Continua ou não?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...