1. Spirit Fanfics >
  2. Stigma Battle Sword War I >
  3. Capítulo 1 - O Início do Jogo

História Stigma Battle Sword War I - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Fiz essa história de acordo com minha imaginação.

Espero que gostem, então um boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo 1 - O Início do Jogo


Fanfic / Fanfiction Stigma Battle Sword War I - Capítulo 1 - Capítulo 1 - O Início do Jogo

Já eram 17:57 da tarde, eu estava terminando o papeis da exportadora o mais rápido possível, para que o pudesse ir embora, mais terminei antes das 18:20, então arrumei a papelada deixei ela na sala do presidente e fui embora, passei em um mercado para realizar algumas compras, logo depois eu andei distraída pela calçada e encontrei uma loja de games que parecia ter sido construída em poucos dias, então pensei em entrar para comprar alguns jogos, entrei no estabelecimento e vi  jogos de diferentes tipos , quando eu cheguei ao setor 5 da loja, me deparei com um jogo estranho dos que eu já joguei, se tratava de um jogo em que eu teria que convocar um ser de apenas uma classe, uma dessas classes era a Paladin, Swordman, Powehouse, Sniper, Valkyrie, Samurai, Magician e Fighter, logo depois de ver essa grande quantidade de classes decidi levar ele, fui até o caixa e.......

_Com licença eu vou levar esse jogo aqui._disse eu apressada. 

_Humm ok._disse o dono da loja.

Depois eu fui entrega-lo o dinheiro ele começou a olhar para mim estranhamente. 

_Com licença senhor tem algo de errado com o jogo?_perguntou eu totalmente assustada. 

_Eehh não é nada, é porque é a primeira vez que uma pessoa da sua idade vêm até aqui comprar um jogo. 

Achando aquilo estranho sai da loja com o jogo, que a partir daquela hora era o jogo que iria me animar mais naqueles finais de semana, cheguei em casa deixei minhas coisas na cozinha e fui diretamente até o meu computador conectar ao servidor do jogo, joguei um longo tutorial e logo depois escolhi uma das oito classes que o jogo podia conceder, mais entre aquelas oito classes existia mais uma, mais ignorei aquela coisa e começei a jogar com a classe "Valkyrie" e começei aquela nova experiência tranquilamente, mais não consegui ver a classe Valkyrie direito e acabei dormindo encima do teclado, no outro dia eu estava sentindo alguma coisa feita de couro tocando meu rosto, quando abri meus olhos eu estava no cólo de uma mulher de cabelos loiros e com uma armadura de prata nós estávamos debaixo de uma árvore , eu sai de perto dela rapidamente, quando eu fiz aqueles movimentos percebi algo em mim, meu corpo estava pequeno, como se eu tivesse voltado a ter 12 anos de idade, logo depois aquela mulher me pergunta. 

_Mestre está tudo bem?

_Espera você disse "Mestre"? _disse eu preocupada. 

_Sim.Porque mestre? _disse aquela mulher despreocupada. 

_Isso não pode estar acontecendo!!! _Gritou eu totalmente sem entender nada. 

_Mestre porque você está gritando? _Disse a mulher calmamente. 

_Espera um instante, onde eu estou?_Perguntou eu diretamente a aquela mulher. 

_Estamos no bosque próximo a capital central. 

_E você quem é? _perguntou eu.

Ela se ajoelhou diante de mim , e disse que seu nome era Altria Granbern, ela era da classe Valkyrie. 

_ooohh entendo. _disse eu. 

_Mim desculpe ter te acordado daquele jeito Mestre, eu sou realmente uma idiota._disse Altria. 

_Não precisa disso você não teve culpa sou, eu que me assusto muito fácil. 

_Falando nisso porque você mim chamou de "mestre"?_perguntou eu um pouco curiosa. 

_É por que somos conectadas pelas nossas marcas em nossos braços. _disse Altria. 

_Espera que marca? _Disse eu nervosa. 

_A que está no seu braço esquerdo._disse Altria. 

_Espera por que isso está aqui?. 

_Isso não importa mestre apenas significa que estamos conectadas. 

_E por que eu fiquei tão pequena?_perguntou eu totalmente nervosa. 

_Estranho sempre pensei que você fosse desse tamanho. 

_Bem, esqueça isso eu vou arrumar um jeito de sair daqui. 

Me separei de Altria, mas no caminho acabei tropeçando em uma pedra, mas Altria conseguiu me pegar a tempo, eu disse a ela que não precisava da ajuda dela, então ela mim disse que eu e ela estávamos conectadas não só por marcas em nossos braços, ela disse que se eu sofresse algum dano físico, ela também sofria o mesmo, mas aquilo não ocorreria se ela sofresse o dano, então fiquei meio preocupada no momento, fiz a decisão de acompanhar ela, então ela fica feliz e seguimos até a tal Capital Central mas no caminho. 

_Atria. _disse eu. 

_Sim mestre? _disse Altria. 

_Não precisa me chamar assim. 

_Como quer que eu lhe chame? _disse Altria. 

_Pode me chamar de Akemi. 

_Eu não sei se consigo te chamar assim. 

_Você vai se acostumar não se preocupe. 

Seguimos em direção a Capital Central, mais eu ainda não entendi como fui parar naquele mundo, mais percebi que eu poderia viver diferente do que no outro mundo em que eu vivia. 

(Kogashi Suzuki)

Descrição:

Atualmente é uma das servas das oito classes, ela representa a classe dos samurais, suas abilidades focam em agilidade e força, sua atual abilidade é a "Vento cortante" que permite que o usuário crie várias ondas de vento usando a lâmina da espada. Sua aparência é de uma pessoa bem fria mas ela também tem seus lados bons, ela tem cabelos da coloração azul e olhos vermelhos um pouco escuros ela atualmente usa uma katana e um yukata da cor azul escuro com flores das cores amarelo com o acompanhamento de um vermelho, ela está sempre sempre de olho nós perigos na Capital Central.

Continua................ 









Notas Finais


Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...