História Still Falling For You - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Bickslow, Cana Alberona, Dan Straight, Erza Scarlet, Flare Corona, Gajeel Redfox, Grandeeney, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Mavis Vermilion, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Sting Eucliffe, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Visualizações 119
Palavras 1.394
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal. Como todos estão? Já faz um bom tempo, não é? Não tenho palavras suficientes para conseguir me desculpar com vocês por todo o tempo que abandonei a estória.
Foi um misto confuso de coisas. Falta de inspiração, tempo, concentração. Confesso que cheguei a ler toda a estória e consegui escrever alguns capítulos, mas senti que não deveria postar simplesmente porque haviam capítulos prontos.
Esta estória em questão foi a que mais tomou minhas idéias. Tomou um rumo gostoso de se ler e está melhor desenvolvida. Agora tem certas novidades e pude fortificar ainda mais a idéia que expus no decorrer dos capítulos.
Decidi voltar a escrever para terminar algo que já comecei. Peço um pouco de compreensão porque perdi todo o ritmo e jeito. Também terei um tempo mais escasso para postar, porém vou me comprometer.
Obrigada a todos os leitores, fantasmas ou não, que comentaram. Ainda vou responder a cada comentário.

Boa leitura e até mais tarde.
Beijinhos =)

Capítulo 21 - Extra


Algumas horas antes

 

Levy

Estava caminhando pelas ruas de Hargeon ao lado de Gajeel. De alguma forma, acabamos nesta rota em direção a uma Cafeteria nesta hora da madrugada. Passava das quatro horas da manhã e Gajeel me convenceu a acompanhá-lo. Desviei certos pensamentos, esperançosos demais, da minha mente enquanto voltava meus olhos para o céu. O mesmo ainda se encontrava negro com algumas pinceladas na cor azul. As estrelas ainda brilhavam no céu, porém não estavam tão intensas quanto a algumas horas atrás. A lua já estava se escondendo por trás de algumas nuvens, porém havia algo nesta madrugada que deixava o céu muito lindo.

Suspirei levemente por estar impressionada com a noite e por um momento, desejei estar na minha cama ao lado de uma xícara de chocolate quente lendo um dos meus livros. Ouvi Gajeel rindo desajeitadamente e isso atraiu minha atenção. Pude vê-lo caminhando ao meu lado com os braços elevados e suas mãos cruzadas por trás de seu pescoço. Seu jeito desengonçado o fez parecer uma criança com um sorriso tão meigo e alegre.

- Ás vezes, parece que você voará com sua imaginação. É como se eu pudesse ver a fumaça sobre sua cabeça. – Ele bateu levemente na minha cabeça.

Fiquei emburrada com um biquinho e posso jurar que ele ruborizou levemente com a minha atitude. Eu só não conseguia entender como ficamos tão próximos sem nada ter acontecido. Confesso que eu queria demais que isso fosse diferente.

Desde o momento que o vi no avião me interessei demais. Havia algo especial, uma característica imensamente gentil, escondida por baixo de todo o seu jeito rude. Gajeel parecia como um filhote de gato. Tão desconfiado, mas ao receber um pouco de carinho logo se entrega. Eu esperava uma oportunidade para tratá-lo bem e então, vê-lo se entregar para mim.

 

Gajeel

Essa mulher baixinha tão desajeitada, exagerada, ansiosa e alegre demais me pegou de jeito. Eu poderia dizer que ela me soou como um desafio ao conhecê-la na viagem a Las Vegas, porém, ao passar um final de semana no mesmo grupo de amigos, me interessei cada vez mais por ela.

Levy McGarden é uma mulher enigmática e completamente misteriosa. Desde seu modo de se vestir ou agir até os seus gostos mais incomuns. O que mais me surpreendeu foi a última noite que elas passaram lá em Vegas, a mesma noite que conhecemos a Juvia.

 

Recordação

Lucy e Natsu haviam acabado de sair da suíte da Juvia. Algo me dizia que eles estavam indo para o mesmo lugar e juntos. Além do mais, me lembrei que Lucy e Levy estavam dormindo no mesmo apartamento. Aparentemente, a baixinha não poderia ir até seu apartamento para dormir se não iria se deparar com uma situação constrangedora.

Notei que a baixinha se aproximou de mim e sorria tão abertamente. Talvez pelo efeito de todo álcool que havia bebido. Ou quem sabe, talvez estivesse sorrindo para mim.

- Gajeel, Juvia acabou de me mandar uma mensagem informando que estão no saguão do hotel nos esperando para bebermos juntos. – Ela estava com suas mãos cruzadas nas suas costas. – Será que você gostaria de ir até lá? – Seu rosto se ruborizou levemente e eu sabia que ela poderia me levar para qualquer lugar, sempre que estivesse sorrindo desta forma

Levantei da poltrona que estava sentado e a puxei pela mão até a saída da suíte. Ela se surpreendeu momentaneamente com minha atitude, mas logo afrouxou o aperto.

Seguimos nosso caminho em direção ao saguão do hotel e rapidamente encontramos com Gray e Juvia acompanhados. Estranhei por um momento que a nossa mais nova amiga e cantora deixasse sus convidados sozinhos em sua suíte. Celebridades são assim mesmo e eu nunca vou entender muito bem.

O grupo foi até o bar indicado pela Juvia. A mesma nos informou que possui um ótimo ambiente, boa música e tem algumas mesas de aposta com os mais diversos jogos. O único problema que havia foi rapidamente observado. Juvia é uma pessoa muito famosa, por isso, a cada passo que demos até a mesa reservada, várias pessoas a abordaram para cumprimenta-la, pedir autógrafo ou mesmo tirar a foto. Preciso dizer como Gray ficou desconfortável? Logicamente não, apesar de não ter rolado nada entre eles dois.

Após nos sentarmos, o garçom nos serviu com doses de uísque. Levy parecia um pouco agitada depois do terceiro copo, mas ninguém falou nada. A conversa estava muito interessante, portanto não demos tanta atenção quando ela pediu a quarta dose de uísque da noite. Minutos depois, eu já podia notar como os passos de Levy estavam bagunçados. Com tropeços e diversas caídas, decidi jogá-la em minhas costas e leva-la até seu apartamento. Erza já havia me falado que era próximo de nosso quarto.

Levy prendia meu pescoço possessivamente e parecia cantarolar uma canção de ninar qualquer. Suas mãos macias acariciavam vez ou outra meu peitoral, mas a sensação de minhas mãos em contato com suas pernas fizeram com que todo o meu corpo ficasse quente.

- Não sabia que você é tão assanhada assim, baixinha. – Senti que a mesma ficando tensa e logo em seguida, se soltou e pulou das minhas costas, porém, é claro, devido a seu estado de embriaguez, a mesma caiu de bunda no chão.

- Cale a boca e me deixe em paz, Gajeel. – Se levantou com certa dificuldade, e em seguida, abriu a porta de um apartamento.

O número batia com o que me foi informado, ou seja, era mesmo o apartamento das meninas. Por isso, não me importei quando a mesma se jogou em cima da cama. Fui até ela e esperava que tivesse dormido, assim eu poderia deixa-la lá e me dirigir a qualquer lugar do saguão do hotel. Se Natsu estivesse com Lucy em nosso quarto, não poderia retornar a menos que ele avisasse. A julgar por seu rosto tranquilo e respiração lentificada, Levy havia caído no sono. Ao menos era o que eu imaginava até vê-la correndo na direção da saída do quarto.

(...)

Apesar de nada ter acontecido entre nós dois, não podia evitar a sensação quente circulando pelo meu tórax. 

No restante daquela madrugada, fiquei responsável por cuidar da baixinha, principalmente quando ela tentou subir nos palcos ou bancadas de bar e tentava dançar sensualmente, apesar do completo estado embriagado. A respeitei durante toda a madrugada, principalmente quando a levei para uma tenda de sorvetes e a forcei a comer bastante guloseima doce para cortar um pouco do efeito do álcool. Funcionou após três taças de sundae e um banho em uma fonte de água, acidentalmente.

Voltei meus olhos para onde ela estava e pude vê-la sorrindo levemente. Seus passos relaxados e sem preocupação alguma sobre o que poderia encontrar a nossa volta. Apesar de termos bebido bastante vinho durante o jantar de ensaio da Erza com o Jellal, já havia passado tempo suficiente para que o efeito do álcool diminuísse.

Notei que Levy havia parado e desviado seu caminho em direção a uma pequena praça que se localizava a caminho de seu apartamento. Na mesma praça, havia uma pequena fonte de água, alguns bancos dispostos ao nas laterais das praças e os postes iluminavam o chão, apesar do sol já estar nascendo.

- Nee, Gajeel... Me sinto tão feliz esses dias. – Ela sorriu abertamente o que fez com que seus olhos se parecessem com meia luas, assim como pequenas covinhas surgiram em suas bochechas a deixando com uma aparência ainda mais delicada.

- O que a fez tão feliz? – Me aproximei sem tirar meus olhos dela.

- A oportunidade de presenciar o casamento de uma das minhas amigas mais próximas, seguir minha carreira de formação e ainda estar empregada em uma empresa muito boa... – Seu rosto ficou ruborizado momentaneamente. – Ter te conhecido.

Foi a minha vez de ficar envergonhado ao notar o que ela havia falado. Não esperava uma resposta tão direta assim, principalmente vindo dela.

- Hm... Foi muito bom conhecer todos vocês. – Meu ânimo desfaleceu.

Optei por ficar em silêncio e apreciar o que havia me feito feliz também. Era o melhor a se fazer, certo? Me importar com as coisas boas? Sensações, momentos e até mesmo boas palavras.

- Você também se sente feliz, Gajeel? – Ouvi sua voz mais baixa que o normal. O único som que pude emitir foi um murmuro para que ela entendesse que eu havia confirmado.


Notas Finais


Sempre tive essa idéia. Abordar mais os momentos da Levy com Gajeel.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...