História Still Into You (One Shot Kiribaku) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Tags Bakugou Katsuki, Kirishima Eijirou, Yaoi
Visualizações 89
Palavras 2.821
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Shounen, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLE OLE OLA
quase a semana inteira escrevendo isso. pra complementar meu sumiço do mapa.
MAS CONTEMPLEM
ESSA BELEZURA DE SHIPP
KIRIBAKU

Capítulo 1 - Ainda estou afim de você. (Capítulo Único)


Fanfic / Fanfiction Still Into You (One Shot Kiribaku) - Capítulo 1 - Ainda estou afim de você. (Capítulo Único)

Era um simples entardecer. O sol se pusera as luzes do ginásio de U.A, todos já teriam ido embora... Menos os alunos Kirishima Eijirou e Bakugou Katsuki, que estariam treinando juntos suas individualidades.

 

Kirishima, sempre considerou o loiro um de seus amigos pois adorava conversar, tirar sarro do mesmo e visto que o ruivo era uma pessoa muito acessível, apesar de Kacchan se isolar na maioria das vezes, demonstra gostar da companhia do ruivo.

Bakugou o olhava atentamente, com seu sorriso sarcástico presente em seus lábios. Não era de hoje ver o loiro com o sorriso ‘’psicopata’’ que consideramos.

 

- Fique ciente que eu não terei pena de você, então se eu te machucar feio... Não me responsabilizo por nada. –Riu sarcástico, ficando na posição de ataque.

 

- Acho que é você quem devia ter cuidado... Eu fico duro e posso te cortar.  –Riu da mesma forma, se preparando para ativar sua individualidade.

 

O loiro riu, se virando de costas enquanto retirava a camisa mas não fazia ideia que os olhos avermelhados de Kirishima se prenderam ao corpo do mesmo ao virar para frente.

 

- É isso que irei descobrir, Kirishima... –Riu, ficando em posição de ataque. Porém, o ruivo manteve os olhos presos no corpo do mesmo ficando um pouco corado.  Quebrando o gelo, negou com a cabeça tentando acordar de seus pensamentos voltando a ‘’realidade’’, o olhando.

 

- Pode atacar primeiro, Kacchan. –Se posicionou, mas seus pensamentos escondiam algo oculto.

 

Bakugou assentiu, correndo em sua direção na tentativa de acertar um soco em seu ‘’rosto fofinho’’ porém, o ruivo esperou o momento certo e ativou sua individualidade. Kacchan pulou, sua intenção era cair em cima de Kirishima.

 

Mas, foi surpreendido com o ataque em que o ruivo pegou em seu braço e o jogou com força no chão, assim que Kirishima o fez ficou o olhando por alguns minutos de um jeito um tanto intenso, apaixonado... Mas Bakugou quebrou o gelo.

 

- Caralho Kirishima, por quê tá me olhando assim ?! Que merda! –Disse, gritando mas novamente, o ruivo negou.

 

- Desculpa, eu tenho que fazer isso... –Suspirou, antes de puxar o loiro pelo braço até o beijar.

 

Kirishima o beijou, colocando as mãos em sua nuca. Bakugou estranhava de inicio, sua mente dizia ‘’eu vou te matar’’ mas seu corpo não correspondia sua mente, continuou beijando o ruivo colocando as mãos em sua cintura.

 

O dono dos poderes de fogo, ainda pensava em recuar mas com os minutos que estavam se beijando começou a retribuir com vontade. Sua língua tocava na mesma de Eijirou, sendo um beijo quente e demorado.

 

Kacchan bateu o ruivo na parede do local, levantando levemente sua blusa acariciando sua cintura com leveza que provavelmente dariam arrepios ao garoto, realmente o fazendo. Kirishima se sentia arrepiado com seus toques, por seu beijo e por tudo.

 

-... Eu achei que você ia querer me queimar vivo... –O ruivo mânteu o seu ‘’sorrisão’’ enquanto ria, retomando o beijo.

 

- Eu até teria feito isso... –Soltou o beijo, mas levemente corado e até mesmo irritado – Mas não posso. –Suspirou.

 

- Por quê? –Kirishima disse, com os olhos vermelhos intensos mantendo o olhar de ‘’se derreter’’.

 

- Não sei, só sei que quero. –Novamente suspirou, mas retomou o beijo o deixando mais sensual.

 

Continuaram se beijando, não se importando mais com nada. Bakugou mordeu os lábios do menor que para ele tinham uma textura agradável tanto de se beijar quanto de se morder.

O loiro começou a morder sua bochecha com um tanto de força começando a arrancar gemidos do dono da individualidade ‘’endurecimento’’, que o mesmo acabou por impulso descendo as mãos para o intimo de Bakugou o apertando com sensualidade.

 

-... Isso vai ser um pouco errado... –Kirishima disse um tanto determinado,  mas com um sorriso safado nos lábios.

 

- Vai... Mas, ás vezes, errar pode ser bom. –O loiro riu, voltando a o beijar com voracidade.

 

Prosseguiram o mesmo, Bakugou se sentou na arquibancada e Kirishima se jogou em seu colo, se beijando de forma selvagem e feroz como se estivessem desesperados por aquilo por muito, mas muito tempo. O loiro resolveu se afastar um pouco do beijo para rasgar a camisa do ruivo, num sorriso safado.

 

-... Por essa eu não esperava, Kacchan... –Sorriu, maldoso já dando algumas reboladas em seu colo.

 

- Não fui eu que se jogou no meu colo, Kirishima... –Riu, safado sentindo as reboladas enquanto dava gemidos baixos e de uma vez, pegar em seu bumbum com força.

 

- Pois é... Fui eu, e não me arrependo de ter feito isso. –Sorriu, mordendo a bochecha do loiro como uma provocação. Podia deixar algumas marcas no local devido os dentes serem pontudos já Bakugou gemendo de desejo e dor.

 

- O que quer fazer primeiro, hm? –Perguntou ao ruivo, numa voz provocativa. –Quer que eu te chupe, que eu meta... ?

 

-Aí você me complica, Kacchan... –Riu, coçando a nuca e seus cabelos ruivos como os seus olhos, avermelhados.

 

- E essa era a intenção, Kirishima. –Suspirou, o olhando de um jeito um tanto sensual que poderia fazer o mesmo se derreter, e conseguiu e derreter ao seu olhar.

 

Kirishima não disse nada, apenas o beijou novamente levando as mãos quentes do loiro a sua calça, a fazendo retirar a mesma juntamente de sua cueca. O loiro sorriu maldoso, já deixando o ruivo nu aos seus olhos.

 

O ruivo queria primeiro, os clássicos preliminares. Primeiro começou se remexendo novamente em seu colo, mas não fazia ideia do que Bakugou iria fazer. O loiro levou os dedos a sua entrada, fazendo movimentos de tesoura para o ‘’preparar’’ antes de enfiar seu membro.
 


Enfiou seus dedos no local, arrancando alguns gemidos manhosos do ruivo que por tal movimento, arregalou os olhos pelo susto e pelo prazer que o loiro estava o dando no momento.

 

Movia seus dedos lentamente, até aumentar a velocidade deixando os mesmos mais agressivos alargando o local enquanto Kirishima aumentava a intensidade de seus gemidos

 

Parecia tão... Bom, a cada toque que Kacchan fazia, deixava Kirishima maluco. Gemia, gritava. De certa forma, a cada gemido do ruivo já deixava o loiro louco de desejo. A voz rouca de Kirishima se tornou manhosa.

 

Após alguns minutos, o garoto parou de movimentar seus dedos com o sorriso que sempre está presente em seu rosto, o sorriso assassino... Mas safado, mordendo o lábio e pensou por alguns segundos disse:

 

- Já pensou no que quer, Kimochi? –Sussurrou perto de seu ouvido, chupando o lobo de sua orelha; Kimochi é uma expressão usada para chamar alguma pessoa de ‘’gostosa’’, o que fez Kirishima ficar um pouco corado.

 

- Claro... –O ruivo sorriu, ficando de quatro a sua frente. –Você sabe o que fazer, não? –Disse o ruivo, num ar desafiador.

 

- Ah... Como eu sei, Kirishima. –O loiro riu maldoso, já ficando de joelhos atrás do garoto acertando um tapa ardente em seu bumbum.

 

Roçou sua glande na entrada do bumbum do ruivo, já o dando um gemido de certa forma manhoso. Da mesma forma, Kirishima o olhou como um ‘’eu não vou aguentar...’’

 

Numa risada maldosa, Bakugou enfiou todo seu pênis de uma vez dentro do garoto que não resistiu a dar um gemido alto, como uma melodia aos ouvidos de Kacchan.  Se movimentava cada vez mais rápido, com cada vez mais força.

Kirishima não tinha onde descontar, então a cada gemido era quase gritos de prazer pois estava descontando em seus gemidos de sua voz gostosa de ouvir. O olhou por cima do ombro, onde ambos os olhos avermelhados se encontraram.

Bakugou o olhou de um jeito um tanto sexy, que fez o ruivo se derreter em seu olhar relaxando seu corpo. Com isso, o loiro pegou a cintura do menor e o fazendo se sentar sob seu membro, o fazendo rebolar sob o mesmo.

 

-B-Baku...!! –Iria gemer seu nome, mas sua voz estava soando falhada e ofegada, então o loiro sorriu maldoso começando a o masturbar com movimentos rápidos com sua mão.

 

O tempo passava, ambos dois ficavam mais loucos de prazer e desejo. O dono da individualidade ‘’explosão’’ não aguentava ver o loiro tão manhoso daquele jeito, então de uma vez bateu seu membro no ‘’ponto fraco’’ dentro de Kirishima, mais uma vez o fazendo gritar de prazer.

 

- Está gostando de me ter dentro de você, kimochi? –Bakugou sussurrou em seu ouvido, mas Kirishima estava com seus gemidos descontrolados e não conseguia o responder, então novamente o provocou com uma lambida em sua bochecha fazendo o ruivo se arrepiar e gemer manhosamente como uma melodia aos ouvidos do loiro.

 

O ruivo mordeu o lábio com seus dentes pontudinhos, novamente o olhando por cima do ombro mas... Retribuiu a provocação com uma sentada forte e agressiva em seu pênis, e Bakugou apertou novamente seu membro com um pouco de mais força. Com isso, o esperma de Kirishima começou a escorrer em suas mãos, mas como o loiro ansiava pelo mesmo apertou com tamanha maior força, fazendo o ruivo gozar por completo dentro de um gemido alto.

 

-Hm... –Chupou os dedos, sujos com seu ápice. –Você tem um gosto bom, kimochi... –Ficou quieto, vendo o menor ofegar até ter uma ideia. -... Você quer algo mais?

 

- Se você me chupar... –Deu de ombros, ainda o olhando por cima do ombro mas antes que pudesse ver, Bakugou já tinha o colocado sentado no local que estava já de joelhos a sua frente.

 

- Com prazer eu vou fazer isso, kimochi... –Riu novamente, safado passando a língua sob seu membro.

 

Bakugou começou a chupar seu íntimo já com força, era de se ouvir alguns estalos de suas chupadas fortes no pênis de Kirishima. Arrancava gritos e grunhidos altos, manhosos do ruivo. Realmente, Bakugou estava surpreso... Nunca tinha visto esse lado tão safado do ruivo.

 

Acertou tapas ardentes em suas coxas definidas, fazendo o ruivo gritar mais alto. Isso realmente deixava o ruivo louco de tesão, cada vez mais excitado, cada vez mais seu desejo de estar com o loiro era maior. Kacchan se deliciava com o dono da individualidade ‘’endurecimento’’, tanto por seu corpo, seu sorriso, seus gritos e gemidos... Tudo.

 

O garoto de cabelos vermelhos arqueou as costas, pegando nos cabelos loiros afundando mais a cabeça de Bakugou para engolir mais seu membro. O garoto puxou seus cabelos enquanto era chupado com força. O loiro novamente levanta os olhos ao ruivo, mas seu olhar estava mais maldoso do que antes, um olhar que fazia todo o corpo de Kirishima se derreter por inteiro.

 

Cada toque do loiro com sua boca, chupando seu membro com força. A respiração do dono dos cabelos vermelhos estava descontrolada, nunca tinha tido uma experiência tão boa com Bakugou, tão de certa forma... Especial, tão... Única. Podia ficar ali um dia inteiro, mas não aguentou e atingiu seu orgasmo.

 

O loiro sentiu as bochechas cheias devido seu esperma, logo engolindo o mesmo. Assim que fez o ato, o olhou com um grande sorriso no rosto mas com um ar de ‘’ainda quero te foder com força’’.

 

A voz do dono dos cabelos vermelhos soava descontrolada, mas começou a ir a loucura quando Kacchan pegou em seu membro, o apertando com força.

 

-... Gostou, Kimochi? –Perguntou Bakugou, com um sorriso malvado em seus lábios enquanto deixava o ruivo novamente em seu colo.

 

- ... Nunca pensei que você fosse tão bom com isso. –Sorriu, se ajeitando em seu colo até o loiro rir maldoso, e acertar outro tapa ardente em seu bumbum.

 

- Que bom, agora... –Deu dois seguidos tapas, um de cada lado na área macia. –Rebole.

 

Kirishima assentiu positivamente, começando a rebolar sob seu membro agora desnudo. Ambos membros tinham o mesmo tamanho, um tanto grandes mas proporcionais para tamanha idade e altura dos garotos.

 

Bakugou agarrou novamente seu bumbum, com força até motivar o ruivo a rebolar mais, sentindo seu membro roçar dentro de sua entrada novamente. Kirishima sorriu, rebolando sensualmente para fazer seu membro ‘’se encaixar’’ dentro de si.

 

O dono dos cabelos vermelhos o olhou com mais maldade em seu sorriso de lado e olhar, ficando cada vez mais sexy. Continuava rebolando e aumentando a rapidez e agressividade, até de uma vez quicar em seu membro com força e arrancar um gemido baixo do loiro que por sua vez, bateu e arranhou seu bumbum com força. Bakugou fincou os dentes em seu pescoço, logo fazendo Kirishima dar baixos grunhidos só que mais dengosos.

 

Seu grunhido para Kirishima, não foi suficiente. O mesmo deixou os olhos semicerrados o distraindo com mais quicadas, até novamente de uma vez sentar com uma força maior em seu membro aí sim, arrancou um gemido alto de Bakugou que fincou novamente os dentes em seu pescoço, e o ruivo fazendo o mesmo com sua voz. Os gritos, respirações ofegadas dos garotos estavam totalmente em sincronia.

 

Os olhos vermelhados de Kirishima ficaram de um jeito manhoso, o loiro pareceu se derreter ao seu rosto tão... Sensual ao seus olhos até em meio aos seus gemidos de sua voz rouca sorrir determinado e dizer:

 

 - Ah, eu vou te foder tanto, kimochi... –Sussurrou novamente, até o deitar no banco e deixar as pernas do ruivo em seu ombro, continuando a enfiar seu membro com força no mesmo.

 

 

Para Bakugou, não podia ver Kirishima tão sensual, manhoso daquele jeito... Só tinha vontade de o ouvir gritar até não ter mais sua voz gostosa de ouvir, que já o deixava louco.

Já Eijirou, por outro lado. Antes que pudesse dizer qualquer coisa, sua voz tinha sido substituída por um grito de prazer devido a posição e o nível da agressividade que estavam. Levou suas mãos aos ombros de Katsuki, começando a os arranhar com força.

 

O loiro forçou a Kirishima a abrir mais suas pernas, de certa forma o dando mais abertura para ‘’meter’’ todo seu membro e abrir sua boca, enfiando sua língua dentro de sua boca iniciando um beijo feroz e ardente com Eijirou que o mesmo, pressionara sua cabeça mais para frente dando mais contato entre ambas línguas deixando o beijo cada vez mais sexy e cheio de excitação.

 

Kirishima soltou do beijo, e começou a morder o peitoral de Katsuki com força. Poderia doer um pouco devido seus dentinhos serem pontudos, os típicos ‘’dentes de dragão’’. As mesmas deixavam belas marcas pelo belo corpo do loiro, fazendo o mesmo começar a delirar e gemer de tanto prazer e como desconto bateu seu membro numa área sensível dentro do ruivo.

 

Novamente, Eijirou gritou de prazer por seu movimento dentre seu ponto fraco e sensível e como desconto, mordia seu ombro. Bakugou gemia de dor e prazer ao mesmo tempo, não aguentava ver o jeito que o menor estava e só tinha vontade de continuar enfiando cada vez mais fundo seu membro até chegar no seu ‘’limite de prazer’’.

 

Kirishima se derretia aos gestos brutos do loiro, com novamente seus olhos avermelhados semicerrados e manhosos, fez um rosto sexy ao ver de Bakugou começando a gemer e falar algumas ‘’safadezas’’ roucas ao que o comandava; reviraram diversas vezes os olhos da mesma cor, o loiro já estava cada vez mais louco e ao sentir suas pernas começarem a cair de seus definidos ombros foi aí que deu uma estocada bruta até atingir seu ápice de orgasmo dentro do ruivo, ambos deram um gemido alto.

 

-... Isso f-foi muito bom, Bakugou... –O ruivo disse, num sorriso ofegado enquanto Katsuki se retirava de dentro do mesmo. Assim que se retirou, disse:

 

- Vou ter que concordar... –Riu, o deixando sentado ao seu lado. -... Isso significou algo para você. –O olhou, de volta com sua expressão irritada.

 

- Não sei... Pra você significou? –Disse o Eijirou, com um sorriso de orelha a orelha enquanto o olhava.

 

- Não depende só de mim, Kimochi... –Disse, rindo baixo enquanto o olhava.

 

-... Sim, significou. –Manteve o sorriso, colocando uma de suas mãos no ombro do loiro, que estava sentado ao seu lado. –Mas e pra você, significou?

 

-... Eu não sei, você me deixa confuso, porra! –Fez sua expressão irritada, gritando levemente. –Eu não sei namorar...! Tipo, porra! –Revirou os olhos um tanto nervoso, logo o olhando. –Você convive comigo e sabe como sou.

 

-...Nunca namorou? –Perguntou, confuso ao ver sua reação.

 

-... Não... –Desviou o olhar, um tanto corado ao ouvir sua pergunta enquanto abraçava as pernas e escondia o rosto entre as mesmas.

 

-... Eu também não, sabia? –Manteve o sorriso, enquanto fechava os olhos. Mas, foi surpreendido com um selinho vindo de Katsuki.

 

-Vamos tentar? –Sorriu de lado, fraco enquanto olhava no fundo dos olhos da mesma coloração avermelhada.

 

-... Claro que sim. –Kirishima se aproximou, logo o beijando de um jeito intenso e apaixonado, nunca teria sentido essa conexão tão forte como sentiu com Bakugou.

 

❝Let 'em wonder how we got this far

Cause I don't really need to wonder at all

Yeah, after all this time

I'm still into you❞


Notas Finais


Espero que gostem!
créditos a Yui, minha bife que fez a capa pra mim szsz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...