História Stone Cold - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Itachi Uchiha, Karura, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Arrependimentos, Narugaa, Romance, Sasunaru, Traição
Visualizações 178
Palavras 984
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meus amados girassóis e minhas adoradas orquídeas, eu agradeço por cada comentário, visualização e favorito.

Bem como, quero ressaltar que o apoio e o carinho de vocês me motiva a continuar escrevendo.




Bjos de pudim de leite e tenham uma excelente leitura😉

Capítulo 6 - Epílogo


Oito anos depois

Seus pais ainda questionavam-no sobre o porquê de ter mantido em segredo o relacionamento com o Naruto, porém, nenhuma explicação sairia de seus lábios.

Pois, Sasuke jamais admitiria para si e para o restante de sua família, que perdera o seu sol em decorrência do orgulho e da ambição.

Bem como, se recusava a aceitar que nunca mais faria amor com o seu loirinho e que jamais provaria daqueles lábios rosados.

A culpa o corroía por dentro e a sua mente fazia questão de lembrá-lo de que o sofrimento e a infelicidade eram consequências de suas escolhas.

E se não tivesse aceitado as condições de Madara para se tornar o presidente da Uchiha Interprise, provavelmente, ele estaria com a sua raposinha pelo resto de sua vida.

No entanto, escolhera o poder ao invés do amor e infelizmente, arrepender-se pelo resto de seus dias era a única coisa que poderia fazer.

 

— Otouto, você não vem almoçar? – Itachi perguntou depois que entrara no escritório do mais novo.

 

— Estou sem fome. – Respondeu sem entusiasmo ao mesmo tempo em que seus olhos pousaram sobre uma foto dele com o homem que ainda era o dono de seu coração.

Na época, tinham concluído o Ensino Médio e estavam animados para começar a faculdade.

Eram tempos felizes.

E os momentos de felicidade que compartilhara com o loirinho eram tudo o que lhe restava.

 

— Se passaram tantos anos e você continua se lamentando por algo que não pode ser mudado. – O mais velho comentou, esforçando-se para não ser rude com o irmão.

Mas, o fato de saber o que motivara o outro a casar-se com a Sakura e a abrir mão do homem que amava era algo que ele jamais entenderia.

Pois, para si, o amor era mais importante do que o poder ou o dinheiro.

 

— Sou o único culpado por meu sofrimento. – Disse enquanto segurava as lágrimas que se acumulavam em seus orbes de cor ônix.

— Mas, infelizmente, eu não consegui parar de amá-lo e provavelmente, continuarei o amando pelo resto de meus dias. – Reconheceu no instante em que uma lágrima solitária escorria por sua face.

 

— Compreendo que não possa esquecê-lo, porém, tente, ao menos, se alimentar corretamente e ser um pai presente. – Iniciou ao aproximar-se do outro.

— A Sarada sente a tua falta e por mais que você deteste a Sakura, a tua filha não tem culpa das escolhas feitas por vocês. – Afirmou ao olhá-lo nos olhos, não compreendendo como um pai poderia ignorar a existência de um filho.

Visto que, ele era pai de duas meninas e seu coração doía somente por pensar em tal atitude.

 

— Tentarei, mas, não prometo nada. – Alegou com indiferença, sem se importar com o olhar repreensivo que o irmão lhe lançava.

— Afinal, não há espaço pra mais ninguém em meu coração. – Reiterou sem desviar os olhos do outro.

— Sobretudo, para a filha daquela infeliz. – Concluiu com os punhos cerrados, pois, odiava a Haruno e culpava-a por sua vida ser tão miserável.

 

— Sasuke! – Repreendeu-o, indignado com o que ouvira, já que naquela história, a Sarada e o Naruto eram os únicos inocentes.

 

— O que digo é a mais pura verdade, Itachi. – Ilustrou com as bochechas infladas e coradas de raiva.

Dominado pelo ódio que sentia e amaldiçoando-se mentalmente por ter aceitado a “proposta” de seu avô.

— Odeio a Sakura e por mais que a Sarada se pareça comigo, eu a vejo apenas como uma extensão da Haruno! – Exclamou de forma contida, não querendo que terceiros ouvissem o seu “desabafo”.

Uma vez que era vergonhoso admitir que embora tentasse amá-la, a raiva e o desprezo eram as únicas emoções que conseguira sentir pela própria filha.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

***

Mansão Uzumaki-Sabaku – Charlottenburg, Berlim - Alemanha

Seu dia fora exaustivo, no entanto, o cansaço esvaiu-se de seu corpo no momento em que adentrara em sua casa.

A atmosfera acolhedora e amorosa que o seu lar emanava, recarregava suas energias e lembrava-o de que trabalhava arduamente para dar o melhor ao seu ruivinho e seus filhos.

E apesar das dificuldades, há quatro anos, seu marido e ele construíram uma linda família com a ajuda de Temari.

A irmã mais velha de seu amado aceitou ser a barriga solidária deles e logo na primeira tentativa, engravidara de gêmeos.

Akira e Haru.

Dois lindos menininhos que nasceram para alegrar suas vidas.

Um loirinho com os olhos tão verdes quanto os de Gaara e um ruivinho com os olhos tão azuis quanto os seus.

Com um pequeno sorriso nos lábios, Naruto caminhou em direção as escadas, ambicionando ir para o quarto, tomar um banho e pôr uma roupa confortável.

No entanto, antes que subisse o primeiro degrau, paralisou ao escutar: — Bem-vindo ao lar, papai Nalu!

Animados, os gêmeos se agarraram em suas pernas.

— Estou em casa, meus bebês. – Disse amorosamente depois que se agachou para abraçá-los.

— Sentiram saudades? – Indagou gentilmente enquanto mantinha-os em seus braços.

 

— Sim! – Exclamaram em uníssono, empolgados com a chegada do loiro.

— Queliamos ligar.....Mas, o papai Gaala não deixou. – Akira explicou de forma embolada ao mesmo tempo em que o irmão fazia beicinho.

Pois, ambos queriam conversar com o maior.

 

— Não fiquem tristes, meus anjinhos. – Falou ao olhá-los carinhosamente.

— Pois, o pai de vocês deve ter tido uma boa razão. – O Uzumaki justificou após pressionar seus lábios contra as bochechas rechonchudas de cada filho.

 

Ao compreenderam a breve explicação, ambos assentiram em aceitação e deram-lhe um sorriso com alguns dentes faltando, mais fofo do universo.

 

— Quem quer tomar um banho com o pai mais legal de todos os tempos? – Naruto perguntou de modo acalorado no momento em que se afastara minimamente dos gêmeos.

 

— Eu! – Disseram ao mesmo tempo, visivelmente felizes por estarem com o loiro.

 

 

Entretanto, o que o trio não percebera, era que aquele momento fora presenciado por certo ruivo e que este estava com os orbes verdes marejados, emocionado por ter construído ao lado do amor de sua vida, a família que tanto almejavam.


Notas Finais


Amei escrever essa estória, pois, são poucas fics em que o Naruto reconstrói a vida, se apaixona por outra pessoa e acima de tudo, se valoriza e não aceita a pessoa que o magoou.
Sei que muitos acreditam no arrependimento sincero (Eu também creio nele), no entanto, perdoar e esquecer são verbos diferentes.
Bem como, voltar com o ex-traidor e tóxico não deve ser uma opção pra ninguém.
E como o meu avô sempre diz: "Tanta gente nesse mundo e você, trouxa sofrendo por quem não merece!"....Sim, o meu avô é uma figura, mas, está coberto de razão.
Afinal, nenhum sofrimento é eterno e a nossa felicidade depende de nós, e não de terceiros...



Considerações à parte.....O que vcs acharam da fanfic? Qual a parte mais marcante dela? E se ela deixou alguma lição para vcs, qual foi?




______________________

Segue abaixo o link de minhas outras fics postadas no SS:

I Will Always Protect You:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/i-will-always-protect-you-17518374

Stand By Me:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/stand-by-me-17805165

O amor surge em quem menos se espera:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-amor-surge-em-quem-menos-se-espera-17506905

Promessas forjadas pela dor (ABO- NaruSasu):
https://www.spiritfanfiction.com/historia/promessas-forjadas-pela-dor-abo-narusasu-17540412

The Master:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-master-17666586

You Are My Sunshine:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/you-are-my-sunshine-17377044

Giving all of me to you:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/giving-all-of-me-to-you-17353177

O coração despedaçado pode voltar a amar?:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-coracao-despedacado-pode-voltar-a-amar-17501042

You Broken My Heart!:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/you-broken-my-heart-17546974

Survivor:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/survivor-17375883

Contanto que esteja ao seu lado:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/contanto-que-esteja-ao-seu-lado-17356503

I'm giving up on you:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/im-giving-up-on-you-17363293

Você é o dono de meu coração:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/voce-e-o-dono-de-meu-coracao-17398793

Valeu a pena?:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/valeu-a-pena-17352705


Sugestões, críticas, observações e elogios é só deixar um comentário.


Bjos de algodão doce e até a próxima fanfic😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...