História Stop Crying Your Heart Out - Imagine Taemin - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias 4Minute, F(x), SHINee, Super Junior
Personagens Amber Liu, Cho Kyuhyun, Choi Siwon, Ga Yoon, Heechul, Henry Lau, Hyun A, Ji Hyun, Ji Yoon, Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Kim Kibum, Kim Ryeowook, Krystal Jung, Lee Donghae, Lee Hyukjae "Eunhyuk", Luna Parker, Minho Choi, Park Jungsu, So Hyun, Sulli Choi, Taemin Lee, Victoria Song, Yesung, Zhou Mi
Tags Você
Visualizações 125
Palavras 1.542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sem capa, sem criatividade, sem querer incentivar ninguém com esse capítulo.

Espero que gostem!

LEIAM AS NOTAS FINAIS.

Capítulo 20 - Cuts...


--Oi, lembra de mim? --Claro que eu lembro, vadi* estúpida.

--O que você quer, Sulli? --Pergunto sem paciência.

--Nossa, você ainda tem raiva de mim? --Ela anda em minha direção.

--Não se aproxime! --Dou um passo para trás. Decido ir embora antes que ela chegue mais perto. O tanto que aquela inútil me fez sofrer. Eu sinto tanto nojo de mim mesmo, como pude ficar com aquilo? Desperdicei lágrimas por ela. Ainda bem que foram poucas.

Logo avisto um táxi e sinalizo para o mesmo parar em minha frente. O motorista ajuda eu colocar as malas no porta-malas e eu entro. Digo o endereço é logo chegamos. Eu o pago, pego minhas malas e entro no hotel. Eles me dão a chave do quarto e pego o elevador.

Já no quarto, eu deixo a mala próxima a porta e me jogo na cama.

Ah S/N, eu te amo tanto...

Começo a chorar, se arrependimento matasse...eu já estaria morto desde que coloquei os pés para fora da casa dela. Como tive coragem?

Escuto alguém na porta e vou abri-la.

--Taemin, meu velho amigo. --Ele entra me abraçando.

--Kibum.--Falo num tom desanimado.

--Obrigado por vir.

--O que não faço pelos amigos...--Sussurro.

Kibum, um antigo colega de faculdade, antes de ir  para a que a conheci a S/N, pediu para que eu viesse a França para salvar a sua vida ensinando-o a dançar, já que o mesmo não poderia ir à Coreia, pois ele se envolveu em uns problemas...E não pode sair da cidade. E ele também acabou de sair de uma depressão. É, tive que deixar S/N, por isso, ele chorou no telefone... E como meu coração é mole...fazer o que?

--Encontrei o diabo no aeroporto. --Disse sentando na cama novamente.

--Sério? E o que ela disse? -- Ele já ficou sabendo da história que tive com Sulli.

--Nada demais, eu saí de lá antes que acontecesse algo pior.

--Mas não vai voltar com ela né, ou vai?

--Claro que não! Eu já amo uma pessoa. E tive que deixá-la porque você me implorou para vir aqui.

--Por que não trouxe ela?

--Ela não viria, ela não deixaria tudo que está na Coreia por alguém que ela não conhece. Que é você.

--Por que não continuou o namoro a distância?

--O que? Tá bêbado? Eu detesto namoro a distância.

--Então por que veio?

--Porque você quase mandou alguém ir lá me sequestrar! 

Continuamos conversando até que ele decide ir embora.

Continuo deitado na cama e penso em ligar pra S/N. Quem sabe um namoro a distância? Pra tudo se tem uma primeira vez.

Pego meu celular e disco seu número rapidamente. Mas ela não atende.


S/N POV on*

Acordei em uma cama, grande, e espaçosa...havia uma pessoa ao meu lado.  

...Eu não acredito...Eu fiz isto mesmo.

Levanto devagar para não acordar Zhou Mi, me visto e passo a mão no cabelo só para ajeitar.

--Acordou... --Escuto a voz dele atrás de mim.

E agora? E se ele não me deixar ir embora? 

--Acordei --Falo baixo --E já vou embora! --Falo alto e viro pra ele. Ando em direção a porta mas ele segura o meu braço.

--Não pode ir embora --Eu continuava de costas para ele, fiquei com medo --E isso que acabamos de fazer?  --Ele vira meu rosto delicadamente. 

Sua feição não era de quem queria me prender ali, e sim, de uma pessoa que pensou que poderia nascer um amor dali.

--Isso foi um erro. Eu não deveria ter aceitado o que você comprou pra mim no café, assim eu teria ido embora mais cedo, não teria pego chuva e não teria vindo para cá e nada disso teria acontecido. --Ele me olha com um jeito triste, e eu abro a porta do quarto.

--Mas eu acho que te amo...

--Eu já amo uma pessoa... --Saio do quarto e desço as escadas em direção a porta da frente. Deixo a casa de Zhou Mi e ando na direção do café, para então ir pra casa. Já que aquele lugar era totalmente estranho para mim. Ainda lembrava o caminho que ele fez do café até aqui. 

Logo chego ao café e consigo voltar para casa.

Assim que a visto minha casa eu entro e me jogo no sofá. Tantas coisas na minha cabeça...

Taemin...por que você se foi?

Chorei. Chorei mais. Chorei demais. 

Gritei. Gritei mais do que a minha garganta aguentava. 

Eu estava sentada no sofá, com os joelhos dobrados que apoiavam minha cabeça enquanto eu chorava alto e bagunçava meus cabelos. Queria morrer. 

Ninguém se importava comigo...Ninguém me mandou uma mensagem para saber se estava tudo bem...Não sei se é bom porque não queria conversar com ninguém, ou se é ruim pois ninguém liga para o que está acontecendo comigo.

Vou até a cozinha, abro a gaveta e vejo o compartimento de facas. Eu escuto meu celular tocar na sala, mas eu não vou atender. 

Eu pego uma faca pequena da gaveta, a posiciono ela sobre meu braço e aperto contra minha pele. Vejo o sangue sair de meu braço e ainda chorando começo a fazer mais cortes sob meu braço esquerdo. Eu estava descontrolada. Fazia mais e mais cortes e mais e mais lágrimas escorrem pelos meus olhos. 

Caio de joelhos no chão ainda chorando muito. A pequena faca cai no chão e passo minha mão pelos cabelos. Levanto com um pouco de dificuldade, me apoiando na bancada para levantar e começo a abrir os armários a procura de remédios calmantes. Quando acho, encho minha mão deles e pego um copo com água. Sento no chão novamente e minha mão acaba levando o copo junto, o quebrando em pedaços grandes o sufiente para pegar e cortar algo. Foi isso mesmo que eu fiz, peguei um com a mão direita e começo a cortar minha barriga. Sinto os calmantes fazerem efeito, então deixo o pedaço de vidro no chão e observo o sangue sair de mim. 

Meus olhos já estavam pesando, agora tudo vai ficar bem.

Taemin...Eu ainda te amo...

Então tudo apagou. 


Jiyoon POV on* 


Eu estava indo para a casa da S/N, junto ao JongHyun, que é amigo do Taemin. 

Os dois sumiram e estão nos deixando preocupados. S/N disse que estava na casa de um amigo ontem, já deve estar em casa. E Taemin deve estar com ela, já que a mesma disse que ele estava ótimo. 

Chegamos e bati na porta, mas ninguém atendeu.

Olhei pela janela enquanto Jong bateu na porta novamente. 

Pela janela eu vi o casaco dela jogado no sofá e o celular em cima da mesa. Então ela está em casa. Ela nunca sai sem o celular. 

--O casaco dela está jogado no sofá --Digo pra Jonghyun -- O celular está na mesa...--Jonghyun aperta a maçaneta e vemos que a porta não estava trancada, somente fechada. Entramos com cuidado e sem bater a porta na hora de fechá-la. 

--S/N? --Jonghyun a chama, mas não temos resposta. --Eu vou pra cozinha e você sobe, Okay?  --Assinto e assim fazemos. 

Estava no segundo degrau quando JongHyun me grita da cozinha. Corro para lá e vejo S/N sentada no chão, cheia de cortes e sangrando muito, um copo quebrado, uma faca e alguns remédios caídos na bancada. 

--Precisamos levá-la pro hospital! Rápido!! --Ele diz e eu ligo para uma ambulância. 

A ambulância chega rápido e colocam ela dentro da mesma. 

Droga...cadê o Taemin em uma hora dessas?

Eu fui com S/N na ambulância, enquanto JongHyun avisava os outros. 

JongHyun POV on* 

Primeiro liguei para o Taemin, ele é namorado dela, deveria estar aqui! 

Pego o celular e disco seu número. 

Ligação on*

--Alô?

--Taemin! Cadê você? 

--Eu...estou na França Jonghyun...

--O que? Por quê? 

--Eu vim meio que...socorrer um amigo.

--E não falou pra S/N?

--Eu apenas disse que fui para fora do país por um bilhete quando sai de madrugada. Mas disse que logo iria voltar.

-- Taemin, você é um idiota mesmo! Sabe o que ela fez? Ela se mutilou e se encheu de remédios! Se eu eu Jiyoon não tivéssemos vindo até a casa dela, ela poderia estar morta, seu imbecil! 

--Ela o quê? Se mutilou? Ah meu Deus...o que foi que eu fiz?!

--Ligamos para a ambulância e Jiyoon foi com ela. Vê se volta logo, é a segunda vez que você a abandona, pelo amor Lee Taemin. Você não tem noção das coisas que você faz? 

--Hyung, eu...não sei o que dizer. Eu vou tentar voltar o mais rápido possível. 

Ligação off* 





Quebra de tempo*




Eu estava na sala de espera com Jiyoon e Yesung. Os dois estavam pirados, e eu...também. Não vou negar. 


S/N POV on*


Acordei em uma quarto branco, havia um aparelho contando meus batimentos cardíacos fazendo um barulho do tipo..."pi". 

Tinha um aparelho em meu rosto, acho que era para me ajudar a respirar.

Vejo uma mulher de branco entrar no quarto. 

--Olá, vim apenas medir sua pressão, logo o médico está aqui. --Ela coloca o medidor no meu braço, aperta o negócinho (N/A: Eu não sei o nome daquilo) e logo saiu.

Algum tempo depois o médico entra junto a mais três pessoas. Jiyoon, JongHyun e Yesung. Eles parecem respirar aliviados ao ver que estava acordada, mas ainda preocupados com o meu estado.

O médico saiu e nos deixou a sós. 

--Minha irmã...--Yesung vêm até mim e segura minha mão -- Por que fez isso? 

Se eu falar a verdade para eles, vão ficar morrendo de raiva, principalmente Jiyoon e Yesung... 

Mas não posso ficar escondendo isso pra sempre...

E agora?














Notas Finais


Então pessoal, por mais que eu tenha feito esse capítulo, quero que saibam que a mutilação, por mais que pareçam ajudar, só piora, não se cortem! A vida pode ser difícil, mas não façam isso, NÃO estou incentivando NINGUÉM a fazer isso como o capítulo, é apenas um caso que aconteceu com a S/N da fanfic, um capítulo de transição. Se você estiver com algum problema, procure uma ajuda, mutilar-se não é a solução...Estou falando sério! Caso alguém tenha um problema como esse, e precisa desabafar, estou aqui.

Então foi isso.

Capítulo não revisado.

Desculpe os erros.

Até a próxima.

Annyeong 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...