História Stop crying your heart out - Capítulo 12


Escrita por: e MrsHanerr

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 8
Palavras 2.529
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Anteriormente:

Chegando a casa no lago, Malia e Julia ficaram impressionadas com o local, a casa era imensa além do belo lago que cercava o local. Elas pegaram suas coisas, entraram e Chris estava parado na sala com um enorme buquê de rosas vermelhas. Julia foi embora e Malia estava confusa.

- O que está acontecendo aqui, Christopher? - Cruzou os braços.

Capítulo 12 - A casa do lago


Fanfic / Fanfiction Stop crying your heart out - Capítulo 12 - A casa do lago

- Malia... - Ele começou a se aproximar dela - Eu sei que você ficou magoada, que sua insegurança é enorme em relação aos sentimentos. Eu queria ter dito naquela hora, mas você merece muito mais. Eu estou impressionado com o que você me faz sentir e quero te retribuir tudo isso. Me desculpe por não ter dito antes, entretanto...- Ele segurou uma das mãos da mulher - Eu amo você, Malia Jones. Eu tenho certeza que sempre vou te amar.

 

As emoções tomaram conta da morena, seus olhos começaram a lacrimejar. A cena era linda é claro, uma enorme lareira atrás de Chris deixava o local ainda mais acolhedor, Malia fechou os olhos e sentiu o cheiro de fragrância masculina do britânico a sua frente.

 

- Então, você me ama mesmo? - Chorou um pouco. - Aqui é lindo.

- Sim, eu amo você. - Deu um sorriso e acariciou o rosto dela limpando a lágrima que estava escorrendo - Ainda bem que gostou do lugar porque se você quiser, nós podemos ficar por uns dias.

- Então vamos ficar sim. Eu trouxe algumas roupas. - Tentou sorrir, mas ainda estava emocionada.

 

Ele não disse nada, Malia arqueou a sobrancelha, mas deixou-o pegar em sua mão, voltaram para a sala, os sofás da sala viraram uma espécie de cama. Eles puxaram os sofás e pegaram vários cobertores macios e almofadas, ficaram bem perto da lareira para se esquentarem. Naquele lugar era frio de noite e de dia era mais fresco, ele deixou Malia no quentinho dos cobertores e foi para a cozinha, abriu a geladeira que estava cheia de coisas e pegou o pacote de marshmallow, dois pacotes na verdade.

Malia achou estranho a demora do namorado, porém seus pensamentos foram no momento em que ele disse que a amava, sorriu feliz e apertou a almofada. As chamas da lareira balançavam pra lá e pra cá trazendo uma tranquilidade tão boa, se pudesse moraria ali com ele, longe de todas aquelas pessoas que queriam fazer mal a eles.

Chris terminou de fazer chocolate quente para os dois e voltou para a sala, viu Malia distraída e se sentou ao lado da morena, ela sentiu o cheiro do chocolate quente, estava morrendo de vontade, pegou uma das canecas que tinha bandeira da Inglaterra e riu.

 

- Vê se está bom, faz tempo que não faço chocolate quente. - Olhou para ela.

- Vou experimentar. - Malia tomou e se deliciou com o chocolate quente. - Está maravilhoso, Chris. Não sei se disse isso, mas... Tem algo que você não faça?

- Eu não sou tão bom em culinária, eu não salto de paraquedas, não sei pilotar um avião apenas iate, não sei tocar piano e nem bateria. - Ele riu e abriu o pacote de marshmallow. - Hum, você vai amar isso, é de chocolate.

- Vou amar com certeza. - Terminou o seu chocolate. - Estou doida para experimentar esse marshmallow.

 

Chris pegou os palitos e colocou alguns marshmallows neles, deu para Malia que estendeu na lareira e ficou esperando, percebeu que o namorado olhava para ela e ficou envergonhada assim como quando era adolescente.

Comeram um pacote inteiro de marshmallow de tão bom que era, ele se levantou e pegou o violão que ficava ao lado do sofá. Malia ficou confusa, não sabia que ele tocava violão.

 

- Amor, eu não sabia que você tocava violão. - Sorriu e se ajeitou.

- Não posso revelar tudo, não é? Tenho que manter você interessada. - Chris ri e começou a afinar o violão.

- Hmm, que vai tocar para mim? Ou vai ser uma surpresa? - Perguntou.

- Conhece is this love do Whitesnake? - Continuou afinando.

- Sim. - Se aproximou de Chris e sentiu perfume masculino do namorado.

- Foi a primeira música que aprendi a tocar. Eu tive que aprender sozinho porque ninguém na minha família toca instrumentos...

- Eu aprendi tocar piano quando era criança, mas tem muito tempo que eu não pratico, estou meio enferrujada. - Malia deu um beijo na nuca de Chris que se arrepiou. - Gostou?

- Sim, mas você vai me desconcentrar, amor. - Eles riram.

 

Depois de afinar, ele começou a tocar Is this love. Malia achava que ele só tocaria, porém ele começou a cantar também, ela ficou ainda mais encantada e ficou olhando para ele que olhava pra ela também. Quando a música acabou, ele deixou o violão de lado e a puxou para seus braços quentes, Malia suspirou e o abraçou fortemente.

Malia uniu seus lábios aos de Chris, iniciando um beijo intenso. Os lábios se moldavam perfeitamente um ao outro, as mãos dele foram para dentro da camiseta que Malia usava. Tocando seus seios por cima do sutiã.

Uma mão de Malia tocava os cabelos da nuca e a outra estava praticamente na virilha do namorado. A língua de Malia pediu passagem, ele a concedeu. As línguas se tocaram como velhas amantes, tirando gemidos e suspiros. O ar foi acabando e eles tiveram que partir o beijo lentamente. Finalizaram com selinhos longos, enquanto recuperaram o ar.

 

- Você canta muito bem, Chris. - Ela olhou dentro de seus olhos.

- Obrigado. Você beija muito bem, eu poderia ficar te beijando a noite toda. - Puxou o cobertor para cima deles.

 

            Malia e Chris se aconchegaram embaixo do cobertor, se aquecendo. Ela colocou suas pernas por cima das pernas do namorado e ele envolveu seu braço nos ombros da morena. Malia colocou as mãos dentro da camisa xadrez de Chris, ele sentiu as mãos quentes dela em seu abdômen. Eles deram um selinho longo, depois se olharam sorrindo.

 

- Então, eu queria saber se pensou em ter filhos? Estou apenas curiosa, não é uma sugestão. - Malia sorriu.

- Sim, já pensei em ter filhos, foi a minha vontade durante uns anos...E você? Já pensou nisso?

- Sim, admito. - Acariciou o abdômen do namorado. - Só que quando Victor me deixou, essa vontade sumiu. Até você aparecer, a única coisa que eu queria era trabalhar e mais nada. Há alguma coisa que você ainda não tenha feito, mas quer fazer?

- Eu quero muito ir a um show com você, de alguém que goste e ficar agarradinho em você até o show acabar. - Malia sorriu com a ideia dele. - Tenho vontade também de entrar naquelas gaiolas que ficam no mar para ver os tubarões bem de perto, não tive tempo pra fazer isso ainda.

- Quando o Aerosmith tocar em Vegas, a gente vai então. Combinado? - Ele concordou com a cabeça. - Ver os tubarões de perto, eu deixo para você ir sozinho. Tem algo que queira me perguntar? - Encostou a cabeça em seu peito.

- Como era sua vida antes do Victor? - Chris começou a fazer carinho no braço da morena.

- Eu tinha minhas ambições de ser bem-sucedida, mas era bem alegre e leve. Comia muito churrasco, impulsiva. Lembro que fui a Califórnia de carro uma vez para ver o show do Pearl Jam em San Diego. - Riu. - Fui com Julia, mas Samantha descobriu e contou para os meus pais, eles me buscaram no show, imagina a vergonha que eu passei.

- Samantha é sua irmã, certo? - Malia assentiu. - Deve ter sido bem chato mesmo, não posso falar nada porque não tenho irmãos olha só, você conseguiu. É uma mulher bem-sucedida, além de ser maravilhosa.

- Obrigada. - Deu um beijo na bochecha dele. - Samantha sempre me dedurava para os meus pais, às vezes achava que ela gostava de me ferrar. Ela tem inveja de mim porque a vida dela é uma merda.

- Seus pais estão vivos? Eu adoraria conhecer eles, sem pressão é claro. - Ele sorriu.

- Sim, só que eles são divorciados. Teria que marcar para conhecer primeiro, minha mãe e o marido dela, depois meu pai e meu irmão Daniel. - Malia ficou feliz. - Eles vão adorar te conhecer. Capaz de reunir a família toda.

- Então vamos marcar. - Ele ficou olhando para ela que ainda estava sorrindo - Fico tão feliz quando você sorri desse jeito.

- Eu estou muito feliz e não canso de sorrir. - Deu um selinho nos lábios dele. - Você me faz feliz. - Encostou a ponta do nariz no dele. - Vou ligar para meus pais para marcar para você conhece-los pessoalmente. Apesar que eles devem saber algo porque Julia deve ter falado alguma coisa.

- Ótimo, assim que tiver tudo certo, me avise ok? - Deu um selinho nos lábios dela - O que quer fazer agora? Tem mais um pacote de marshmallows de chocolate, vários livros, filmes ou só quer ficar deitada nos meus braços?

- Tudo. Primeiro, eu quero ficar grudadinha com você enquanto lê um livro para mim. - Malia ficou empolgada.

 

            Ele deu um sorriso a ela e se esticou para pegar um dos livros. Malia abraçou mais forte o corpo de Chris enquanto ele abria o livro. Ela ficou escutando-o ler o livro, contudo Malia foi pegando no sono aos poucos. Quando viu já estava dormindo nos braços do namorado. Chris terminou de ler o primeiro capítulo e riu baixo ao vê-la tão confortável ali, dormindo que nem um anjo.

Ele nem se atreveu a tirá-la dali, apenas puxou mais as cobertas pois estava frio, mas o calor de Chris a esquentava, tanto que a morena estava com seu rosto no peitoral e as mãos dentro da camisa dele. Christopher estava aliviado, ele não conseguiria ficar sem ela. Em meio a tantos pensamentos, ele conseguiu dormir também.

No dia seguinte, Malia e Chris acordaram juntos, Chris levantou primeiro. Saiu suavemente da cama para a morena não acordasse. Fez sua higiene matinal, depois foi a cozinha, fez um café da manhã com: crepe recheado com morangos e Nutella. Torrada, waffles, suco de laranja e café quente. Além de frutas frescas picadas como uma salada de frutas. Cereal com leite, iogurte natural batido com frutas vermelhas.

Malia sentiu o cheiro de café, acordou e levantou. Foi ao banheiro, lavou o rosto e sentou a mesa. Estava confusa pela quantidade de comida a mesa.

 

- Não sei por onde começar, acho que vou engordar uns vinte quilos. - Pegou a tigela com salada de frutas. - Vamos começar pelo saudável, depois vou devorar o crepe, waffles. - Chris sorriu. - Você sabe como conquistar uma mulher.

- Eu só quero lhe agradar. - Chris deu um beijo na bochecha dela e se sentou na cadeira a sua frente - Vamos aproveitar bastante hoje.

- Eu quero aproveitar muito ao seu lado. - Pegou um copo e serviu o iogurte e tomou.

 

            Eles tomaram o café da manhã tranquilamente, sorrindo e conversando. Malia estava satisfeita com todas as coisas que Chris fez, terminaram e arrumaram as coisas da mesa e foram para o quarto.

 

- Amor, você trouxe biquíni? - Chris perguntou enquanto tirava a camisa com o olhar dela em si.

- Sim, trouxe um preto bem pequeno. - Sorriu maliciosamente.

- Estou vendo que não vou conseguir manter minhas mãos longe de você. - Deu um sorriso de lado então Malia começou a tirar a roupa como se quisesse provocá-lo.

 

Malia colocou seu biquíni preto e pequeno, sorriu ao ver a cara do namorado. Ela foi até ele que a olhava como se ela fosse sua presa, passou as unhas compridas no abdômen causando-lhe arrepios.

Chris segurou com as duas mãos na bunda da morena e a puxou para um beijo, Malia segurou na nuca dele enquanto ele a beijava com paixão. O beijo terminou lentamente, Chris começou a beijar-lhe o pescoço e Malia fechou os olhos com a sensação.

 

- Vamos lá senão a gente não saí daqui. - Ele sussurra em seu ouvido e ri baixo.

- Podemos fazer amor dentro do lago. O que acha? - Malia sugeriu.

- Hum, ótima ideia. - Chris deu um sorriso de lado.

 

Ele pegou na mão da namorada e saíram do chalé. Bem na frente tinha um espaço enorme, gramado bem verdinho e limpo, um lago extenso. Malia observou o lago, então eles correram e pularam o lago.

Chris deu um mergulho profundo, foi seguido por Malia. Eles deram as mãos, nadaram juntos. Malia abraçou Chris, eles riram um pouco, deram um selinho longo. Depois Malia jogou um pouco de água no rosto dele, ele jogou de volta. Brincaram como se fossem crianças.

Depois eles se aproximaram, Chris desfez todos os nós do biquíni dela. Uniram os seus lábios num beijo profundo, seus lábios estavam molhados pela água do lado. As mãos da morena foram para bermuda que ele usava. Ela tirou rapidamente, eles jogaram as roupas na margem do lago.

Os beijos de Chris desceram para o pescoço da linda morena, a fazendo suspirar. Seus corpos estavam com saudades, um do outro. Chris conduziu seu membro para dentro da morena rapidamente.

Ele se movimentava rapidamente. Malia fechou os olhos enquanto o namorado a possuía com destreza e força. Chris se movimentava dentro dela como se seu corpo pertencesse a ele.

Malia agarrou as costas de Chris com força enquanto o sentia dentro de si cada vez mais rápido. A água se movimentava de acordo com o ritmo dos dois, ele segurava em sua cintura para conseguir ir mais fundo, Malia abriu os olhos e o encarou, ele sorriu.

A morena jogou a cabeça para trás quando ele acertou um ponto em seu corpo, ela não aguentaria muito tempo se ele continuasse a possuindo daquela maneira.

Chris sentiu o interior da morena se apertar ao redor de seu membro, deixou escapar um palavrão, desceu suas mãos para a bunda da namorada que sorriu com o toque dele.

Malia tinha sentido falta das mãos dele em seu corpo como nesse exato momento, os beijos que eram depositados em seu pescoço e em todo seu corpo, a maneira como ele lhe segurava, os olhares que trocaram durante a relação.

Voltou a olhar para Chris, o rosto dele representava o puro prazer de tê-la para si. Malia agarrou na nuca dele e enfiou sua lingua na boca dele, Chris não perdeu tempo e acelerou ainda mais os movimentos enquanto a beijava,

Ele chegava tão fundo de seu interior e a sensação era tão gostosa que Malia pensou em como vivia antes de conhecê-lo. Ela sentiu um arrepio intenso em seu ventre e chegou ao orgasmo no mesmo instante que Chris. Ele riu com a respiração ofegante e eles se olharam por um momento. Chris tirou um cacho de frente do rosto de Malia. Eles estavam satisfeitos um com o outro.

 

- Malia, eu te amo. - Os olhos de Chris brilhavam quando olhava para a morena.

- Christopher, eu te amo muito. - Malia estava sem fôlego. - Eu sempre vou amar você.

 

Chris deu mais um beijo em seus lábios que eram tão viciantes para ele. Malia colocou seu biquíni e ele a bermuda, brincaram mais um pouco na água, mas logo ficaram cansados e saíram do lago. Tomaram um banho juntos em meio a brincadeiras e seguiram a rotina relaxante, ainda tinham o que aproveitar.


Notas Finais


Agora os dois reataram o romance.
Chris pretende conhecer a família de Malia.
Será que esse encontro vai dar certo?
Será que os parentes dela vão gostar dele?
Beijos e até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...