1. Spirit Fanfics >
  2. Stormy day >
  3. Oneshot

História Stormy day - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oii!

Na verdade essa One é a reaproveitação de um antigo hot Jercy que eu havia escrito e que eu apaguei porque achei péssimo. Então eu mudei o contexto e mudei pra Drarry.

Espero que gostem
💚💚💚💚💚💚💚💚💚

Capítulo 1 - Oneshot


 Draco observava Harry, que estava na janela olhando a chuva cair. Já fazia dias que estava chovendo forte e, por esse motivo, eles não podiam sair do apartamento que dividiam. 

 Ele sabia que o namorado odiava ficar dentro de casa, Harry não conseguia parar quieto em um canto nem por um segundo. Foi até uma surpresa quando ele percebeu que Harry estava há mais de meia hora olhando pela janela, normalmente ele olharia por um tempinho e depois começaria a andar pelo apartamento procurando algo para fazer.

 Ficando preocupado, ele foi em direção ao namorado o abraçando por trás e apoiando a cabeça no ombro dele.

 - Está tudo bem? - ele perguntou baixo - Você está há um bom tempo olhando lá para fora.

  - Eu.. estou bem. 

 Draco havia notado a hesitação na hora de responder, então se afastou o suficiente para virar Harry de frente para ele. O olhou de cima para baixo percebendo que as mãos do namorado estavam tremendo.

 - Suas mãos estão tremendo Harry. O que está acontecendo? - perguntou preocupado.

 - Eu não queria te incomodar. Não consigo parar quieto e sempre te atrapalho, então resolvi tentar ficar parado para deixar você com um pouco de paz. - falou Harry  distanciando o olhar.

 Ele sabia que seu namorado às vezes sentia que era um empecilho na minha vida. Mas nunca achei que ele tentaria controlar algo dele só porque achava que ele me atrapalhava. 

 - Hazz, amor. Olhe para mim. - eu disse pegando no seu queixo fazendo-o olhar nos meus olhos - Nunca mais pense nisso. Eu te amo. Você nunca me incomoda. Entendeu?

 - Sim. - ele disse concordando.

 - Que bom. - Coloquei minhas mãos na sua cintura o puxando mais para perto - Agora vamos fazer algo mais divertido.

 Puxei-o para um beijo. Nossos lábios se encontrando era a mistura perfeita. Senti Harry colocando suas mãos na minha nuca e começando a puxar levemente o  meu cabelo. Em retaliação, apertei fortemente sua cintura fazendo-o arfar e nesse momento adentrei minha língua em sua boca. O beijo passou a ser quente, estávamos famintos um pelo outro. 

 Tivemos que parar o beijo para respirar e eu já fui atacando seu pescoço, mordendo-o e chupando-o. Harry afastou sua cabeça me dando mais espaço para fazer o que eu bem quisesse. 

 Eu precisava de mais e por isso desci minhas mãos para trás de suas coxas o puxando para que entrelaçasse suas pernas na minha cintura. Coloquei ele  contra a parede e nesse momento nossas intimidades se esfregaram uma na outra fazendo que tremessemos de prazer.

 - Ahh! Draco! - ouvi ele  gemer lindamente no meu ouvido - Eu pre-preciso de mais.

  Nem mesmo o dei uma resposta antes de  voltar a beijá-lo. Ao mesmo tempo uma das minhas mãos adentrava em sua camisa e iam direto aos seus mamilos. Apertei-os levemente fazendo Harry arquear-se contra meu corpo, nossas intimidades se encontrarem com ainda mais força. Não aguentando mais as roupas nos atrapalhando o deci do meu colo logo começando a tirar sua camisa e calça. 

 Quando ele ficou só de cueca eu parei por um momento e observei a cena perfeita que era meu namorado. Harry tinha um corpo cheio de músculos magros e curvas de dar inveja; seus lábios  estavam vermelhos e inchados; seu pescoço estava marcado com chupões e mordidas que eu havia dado nele; seu mamilos eretos e aparentando uma pequena vermelhidão; por fim uma linda ereção despontando pela barra da cueca. 

 Fiquei tão hipnotizado nessa cena que nem percebi quando Harry me empurrou na cama e sentou-se no seu colo bem acima do meu membro.

 - Humm! - gemi e direcionei minhas mãos a cintura do lindo ser no meu colo - Não provoque demais.

 - Mas eu nem fiz nada ainda, Dray - ele  disse rebolando no meu colo fazendo nossos membros se friquicionarem ainda mais - Agora eu vou me divertir um pouco. Aproveite!

 Enquanto continuava a rebolar ele levou as mãos para a barra da minha camisa a tirando e o dando acesso a todo meu tronco. Ele arranhava meu abdômen enquanto dava chupões no meu pescoço. Meu pau já estava quase estourando dentro da calça quando ele desceu do meu colo se ajoelhando no chão à minha frente.

 Ali, o olhando de cima, vendo ele desabotoar minha calça, prestes a me dar um boquete eu tinha a visão do próprio pecado.

 Meu pau pulou para fora da cueca e eu senti um alívio enorme antes de ele ser tomado por aquela boquinha quente e deliciosa de Harry.

 - Ahh! Harry! - gemi alto - Sua boca é maravilhosa meu amor.

 Entrelacei uma das minhas mãos em seus cabelos fazendo-o ir mais fundo. Sua boca subia e descia em meu pau e seus dedos massageavam minhas bolas. Eu sentia o prazer se alastrar por todo meu corpo, sabendo que logo chegaria o afastei ainda segurando seus cabelos.

 - Eu só quero gozar quando estiver dentro de você. - falei o olhando com um olhar predatório - Fica de quatro na cama para mim, Baby.

  Sem nem me questionar ele obedeceu as ordens ficando na posição que eu havia mandado. 

 Terminei de tirar minha calça e cueca e peguei o lubrificante e uma camisinha de dentro da gaveta da cômoda logo ficando atrás dele. Dei um tapa em uma das suas bandas fazendo-o gemer.

 - Humm! Dray! Ande logo com isso por favor.

 - Para que a pressa? - falei encostando meu peito nas suas costas para falar no seu ouvido - Temos muito tempo ainda.

Peguei o lubrificante passando-o nos meus dedos antes de começar a acariciar sua entrada. Enfiei um dos dedos ouvindo-o arfar baixo. Comecei a dar beijos nas suas costas para distraí-lo do incômodo.

 Não seria a primeira vez que faríamos sexo, mas eu sabia que doia receber um pênis no cú sem o preparo certo, - experiência própia -, por isso sempre o preparava bem antes. Coloquei mais um dedo começando os movimentos de tesoura. Harry começou a gemer baixo até que eu colocasse o terceiro dedo e ouvisse um pequeno gemido de dor.

 - Shhh! Tudo bem. - disse beijando suas costas e pescoço - Só relaxe para mim, baby.

 Como foi dito, Harry o fez. Tanto que um tempo depois já estava gemendo alto contra meus dedos pedindo por mais.

 - Dray! Eu qu-quero mais! 

 - O que exatamente você quer Hazz? - perguntei mordiscando levemente o lóbulo da sua orelha - Me diga que eu te dou, meu amor.

 - Quero você. Bem fundo e forte. - Harry respondeu entre arfares.

 - Então assim será feito.

 Tirei meus dedos de dentro dele e peguei a camisinha colocando-a no meu pau. Direcionei meu pênis a sua entrada e comecei a penetrá-lo.

 - Ahh! Harry! - falei sentindo suas paredes me apertarem - Você me leva tão bem. Perfeito pra mim.

 Comecei a me movimentar, entrando e saindo de dentro dele. No começo era lento e devagar, mas então comecei a ir da maneira que Harry havia pedido, forte e fundo. 

 - Mais Dra-Draco! Ahh! - ele gemia.

 Seus gemidos eram músicas para meus ouvidos, e só melhoraram quando eu encontrei aquele pontinho dentro dele que o fez gritar e arquear todo.

 - Parece que eu achei seu pontinho de prazer, meu bem. - falei quase como um grunhido.

 Estocava naquele ponto fazendo-o delirar. Sabia que nesse ritmo Harry viria logo e eu gostaria de olhar para o rosto dele quando acontecesse. Por isso parei as estocadas e me retirei de dentro dele. Ouvi um gemido de desaprovamento antes de um pequeno gritinho por ter o girado para ficar de costas para a cama com rapidez.

 - Quero olhar para seu rosto enquanto você goza. - falei olhando nos seus olhos.

 Em uma estocada rápida eu já estava dentro dele novamente. Nenhum de nós desgrudava os olhos um do outro. Eu olhava para aqueles olhos esmeralda por qual eu me apaixonei. Todo seu amor por mim era expresso dentro deles. Senti as paredes de Harry me apertarem e ele gritar alto quando finalmente chegou.

 - DRACO!!! - se olhos revirados de prazer.

 Com todas aquelas sensações a minha volta, as paredes dele me apertarem, ele se contorcendo de prazer em baixo de mim, o meu nome sento gritado, eu cheguei ao meu ápice enchendo a camisinha com minha porra.

 Sai de dentro dele me deitando ao seu lado. Tirei a camisinha, amarrei-a e joguei ela fora no lixo que havia do lado da cama. Senti ele se aconchegar mais para perto de mim e eu o abracei colocando-o no meu peito.

 - Eu te amo, Dray! - Harry disse baixinho.

 - Eu também te amo, cicatriz! - respondi dando um sorriso.

Harry poderia ter alguns problemas, mas eu o amava e sempre ficaria do lado dele. Para sempre se fosse preciso.

Fim.


Notas Finais


Qualquer semelhança com outra fic é mera coincidência. Me desculpem pelos erros ortográficos.

Beijinhos💚💚💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...