História Strange Love - Capítulo 5


Escrita por:

Visualizações 78
Palavras 2.501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorou mas ta ai

Ps: Eu tinha feito so um capitulo mas como ficou muito longo achei melhor dividir em 2 partes

Capítulo 5 - Sentido aranha


Fanfic / Fanfiction Strange Love - Capítulo 5 - Sentido aranha

Na manha seguinte o bilionário estava na oficina dando uma repaginada em alguns projetos não terminados após uma madrugada acordado sem perceber, já que nem ao menos sentiu sono

“Chefe o Happy mandou perguntar se o senhor vai ir buscar o Peter com ele”

- Agora? Mas que horas são?

“Já passou das 9 da manhã senhor”

- Uau... que horas ele vai?

“De tarde não deixou o horário exato”

- Fala que eu não vou, provavelmente não vou esta nem um pouco afim de ouvir a May tagarelando pra eu cuidar bem dele – O bilionário disse se levantando da cadeira subindo as escadas em direção a cozinha

“Ok chefe"

Em quanto esperava a cafeteira encher a xícara olhou para o celular vendo o contato do mago e ficou pensando se mandava ou não alguma mensagem, mas o clima do primeiro beijo ainda estava entre os dois e o bilionário realmente não sabia o que dizer. No Sancton o mago se encontrava na mesma pensando se mandava ou não uma mensagem, mas também não sabia o que mandar então se ocupou supervisionando a aula dos novos magos

Logo as horas foram passando e o bilionário que estava no completo tedio jogando uma projeção de bola na parede revirou os olhos respirando fundo após sua inteligência artificial dizer que o garoto já tinha chegado, então subiu as escadas da oficina se deparando com o garoto que entrava maravilhado olhando cada detalhe da casa

- E ai Pete - Tony disse cumprimentando o garoto que ainda não tinha visto o bilionário

- Oi senhor Stark – ele disse desligando o celular que filmava a casa e indo cumprimentar o mais velho que bagunçou seu cabelo dando um abraço lateral - Uau, senhor Stark, eu nem acredito que to na sua casa, muito obrigado - ele disse com a empolgação de sempre

- É, nem eu acredito... - o bilionário disse fazendo um sorriso forçado pro Happy que entrava com uma pequena mala

- Quer que eu leve pro quarto? – Happy perguntou se referindo as malas

- Sim – o bilionário disse antes que o garoto se oferecesse

- Eu posso levar se quiser

- O Happy leva tá merecendo – o moreno disse e o segurança revirou os olhos - Ok Pete é o seguinte eu odeio essa coisa de regras então só vou ir direto ao ponto, não é pra sair sem me avisar ou mandar a Friday me avisar

- Ok

- Qualquer duvida sobre a casa pergunta pra ela

- Ta mas como eu faço isso? – o garoto disse

- É so falar garoto, Friday da um oi pro Pete – o bilionario disse num tom obvio

“Olá Peter”

- Oi – o garoto disse dando um sorriso apesar de já estar familiarizado com Karen que auxiliava ele em ocasiões complicadas em quanto é o homem aranha

- Mas continuando, a casa inteira ta ao seu dispor menos a Oficina por que lá é onde está meus brinquedos e não quero você mexendo neles – o bilionário terminou de dizer olhando pro garoto que o olhava boquiaberto com os olhos brilhando se segurando pra não sair pulando

- Sim senhor Stark

- É basicamente isso, tenta não quebrar nada ou botar fogo na casa

- Pode deixar

- Pronto – Happy disse descendo as escadas

- Obrigado Happy – o garoto disse tentando esconder o entusiasmo e o bilionário deu um tapinha nas costas sinalizando para começarem a andar e o bilionario foi parado pelo segurança

- Eu sei que ele é insuportável mas tenha paciência – Happy disse baixo rente ao ouvido do bilionário

- Ok – Tony confirmou e apesar de tudo sabia que gostava do garoto e do seu jeito único

- Eu vou indo, Peter cuida bem dele – Happy disse e o bilionário revirou os olhos dando um pequeno sorriso pela contradição

- Pode deixar ele ta em boas mãos – o garoto disse dando um sorriso

- Não vou nem comentar – Tony disse respirando fundo voltando a andar em duração as escadas em quanto Hapoy saia e o jovem o seguia indo a escada

- Senhor Stark e serio muito obrigado por deixar eu ficar aqui

- Vai ser divertido, 4 dias de pura rebeldia sem supervisão

- Como assim?

- Sei la dar uma festa, sabe dirigir? Tem uma estrada otima pra alta velocidade

- Não, não... você tá falando serio? – o garoto disse estranhando a proposta

- Obvio – o bilionario disse se virando para o garoto vendo a expressão de espanto e nervosismo do menor sem conter uma risada – É claro que eu to brincando, não sou tão irresponsável assim , mas se quiser podemos negociar alguma coisa

- Não, não curto muito festas

- Uau- o bilionario disse levemente imprevionado mas não esperava coisa diferente e logo parou em frente a porta a abrindo - Ok aqui é o seu quarto e ali é o meu, não entre nele a menos que você estiver morrendo – o bilionario disse com um leve aperto interno tentando manter a calma a sentir as memorias voltando

- Ok – o garoto disse dando um sorriso e o garoto entrou quase saltitando dando um giro examinando o local – Uau esse é mesmo meu quarto?

- Sim – tony disse naturalmente com a respiração levemente acelerada

- Olha essa vista, uau da pra ver a cidade inteira daqui

- É, nunca tinha percebido- o bilionário disse sarcasticamente – Fica a vontade ai, arruma suas coisas e eu vou está la na sala, qualquer duvida fala com a Friday

- Ok, muito obrigado por deixar eu ficar aqui serio é muito incrível! – o garoto disse realmente pulando

- Tá – o bilionário disse dando um sorriso rapido fechando a porta correndo para o lado se encostando na parede recuperando a respiração e logo voltou a descer as escadas

Quando já era de noite Tony e Peter estavam na sala de TV esperando a pizza chegar em quanto assistiam um filme qualquer que estava passando e o garoto contava historias da escola e do homem aranha em quanto o bilionário se dividia em querer que o garoto calasse a boca ou apreciava o entusiasmo, que de certa forma, o deixava bem mais tranquilo e feliz

- Senhor Stark? – o garoto chamou diversas vezes ate o bilionário acordar dos pensamentos

- Oi

- Pensando em que? – o garoto disse deduzindo pela expressão de apaixonado no rosto do bilionario

- Nada – o bilionário disse rapidamente pra tentar esconder os pensamentos no mago

- Sei... você tem falado com o Doutor? – o garoto disse com uma expressão maliciosa como se já soubesse a verdade, que de certa forma já sabia, o bilionario ao ouvir a pergunta congelou na hora

- Talvez... – o bilionário respondeu em quanto sacava a jogada do garoto

- Você terminou mesmo com a Pepper né?

- Sim... – o bilionario disse percebendo a boa jogada e sabendo que não ia parar decidiu colocar o fim nas jogadas– Ok... vamos deixar uma coisa bem clara, eu não gosto do Stephen então nem pense em fazer seus joguinhos que não vai dar certo

- Eu não disse que você gostava – o garoto disse sorrindo orgulhoso pelo cheque mate

- Ótimo... por que eu não gosto – o bilionario disse tentando reverter o que ele disse

- Você acabou de admitir

- Não

- Ah qual é, eu não vou contar pra ninguém e também nem tenho pra quem contar – o garoto disse e o bilionário olhou pra ele respirando profundamente

- Se você já sabe por que quer quer que eu diga?

- Então você admite

- Não

- Você acabou de fazer isso de novo

- Ok já chega, cortou o assunto – o bilionario disse e o garoto ficou em silencio o olhando esperando que o mais velho continuasse a falar – Ta bom... eu posso... estar gostando do... Strange, mas não tem nada ver é so uma boa amizade... talvez um pouco colorida mas esse não é o foco... – o bilionario começou a falar sem parar e o garoto permaneceu quieto com um sorriso – eu to falando ate de mais né... Não vai falar nada não?

- Convida ele pra sair – o jovem disse se animando

- Não sei não... o clima ta meio esquisito

- Ah qual é? É bem obvio que ele também gosta de você

- Talvez

- Talvez? Eu não sei se vocês perceberam mas eu tava na rosquinha voadora com vocês e deu ate pra ver as faíscas saltando – o garoto disse e o bilionário suspirou profundamente pelo desconforto da conversa

- Ok, já falou de mais - o bilionario disse e a campainha tocou – A pizza chegou vai la buscar – o bilionario aproveitou como um protesto pra ficar sozinho

- Ta bom – o garoto disse se levantando e saindo do cômodo correndo

Assim que o garoto saiu de vista o bilionario pegou o celular abrindo na conversa com o Stephen e arriscando mandar um “Ta afim de ir jantar?” para o mago na esperança que o mesmo respondesse imediatamente, logo Peter voltou com a pizza e voltaram a conversar, mesmo Tony tentando desviar o assunto o garoto estava determinado em insistir naquela relação

Depois de uns minutos após o garoto ter comido praticamente a pizza inteira acabou caindo no sono ali mesmo, Tony após um bom tempo de silencio acabou percebendo o garoto quase deitado no sofa dormindo e desligou a televisão se perguntando se devia acordar o garoto ou o deixar ali

- Pete – o bilionário chamou baixo e após não obter resposta decidiu pegar uma manta e cobriu o garoto saindo da sala em seguida indo para o quarto

No Sancton o mago que estava na biblioteca tinha acabado um livro pegando o celular que estava ao seu lado novamente pensando em mandar uma mensagem pro Tony percebendo que o mesmo estava descarregado deixando o mago frustrado por não ter percebido, logo o carregou usando a magia e viu a mensagem do Tony, xingou a si mesmo pela oportunidade perdida e imediatamente mandou uma resposta “tarde de mais pra um sim?”.

Na mansão o bilionario que estava na sacada controlando sua vontade de pegar um drink, já que sabia que apenas uma dose não seria o suficiente para tranquilizar os nervos e estava decidido não cair ao alcoolismo, foi interrompido dos seus pensamentos pela sua inteligência artificial

“Chefe o Doutor Strange mandou uma resposta”

- Oh Deus finalmente – o bilionario suspirou já que imaginava que a pequena relação dos dois tinha ficado estranha de mais após o beijo, projetou a tela da conversa em quanto entrava novamente no quarto se abraçando pelo frio e logo respondeu, “Um pouco, mas melhor tarde do que nunca”

Após receber a mensagem Stephen estava em duvida se continuava o assunto ali mesmo ou se dava um pretexto pra ir ate o bilionario no mesmo instante, ate o bilionário mandar outra mensagem em seguida fazendo um sorriso se abrir no rosto do mago, “Se quiser um pós janta já conhece as coordenadas da casa”, no mesmo segundo o bilionário que estava caminhando em direção a cama sentiu uma pequena brisa e logo se virou vendo o mago que passava pelo portal

- Pós janta parece ótimo pra mim – o mago disse dando um pequeno sorriso em quanto o portal se fechava atrás dele e o bilionario retribuiu

- Bem pontual... – o bilionario disse e o clima ficou no ambiente, já que mesmo tendo diversos assuntos ainda havia um pouco de constrangimento – É... – O bilionario tentou dizer em quanto ainda pensava em alguma coisa que pudesse fazer a conversa fluir e o Doutor mesmo não querendo precisava entender o que aconteceu no dia passado

- Ok... – o mago disse respirando fundo - eu acho melhor a gente falar sobre.. aquilo

- É acho uma boa ideia – O bilionario complementou de certa forma aliviado por ter entrado no assunto

- Então... – o mago disse tentando fazer o bilionário falar algo primeiro

- Foi uma coisa momentânea – o bilionario disse rapido

- Sim, bem impulsivo – o mago disse rapidamente assim que o moreno terminou a fala

- Não significou nada

- É nadinha

- Não vai acontecer de novo – o bilionario disse dando um passo a frente

- Não mesmo – o mago concordou dando um passo assim como o bilionario

- Não mesmo? – o bilionario perguntou após por um momento refletir a opção

- Não... – o mago afirmou e após refletir na opção questionou – Não? – ele disse dando mais um passo retribuído pelo bilionário que impulsivamente se inclinou juntando os dois lábios causando uma surpresa em ambos, se beijavam intensamente em quanto o menor passava as mãos dos ombros ao pescoço de Stephen que o abraçou o puxando pra mais perto juntando os corpos, após um tempo se separando apenas para recuperar o folego as coisas começaram a ficar mais quentes e quando uma grande excitação começou a se formar em ambos, se separaram rapidamente respirando fundo recuperando o folego

- Ok... foi uma boa demonstração do que não vai mais acontecer – Tony disse em quanto soltava o ar

- Uma ótima demonstração - o mago disse respirando fundo se recompondo engolindo a seco

- É

- A gente se fala amanha? – o mago disse já que se ficasse ali por mais tempo não conseguiria se controlar

- Boa ideia – o bilionario disse ainda se recuperando das fortes emoções

- So uma coisa antes – o mago disse fazendo o pequeno frasco aparecer em suas mãos- Esqueceu isso.. é bom tomar por que suas olheiras tão voltando – o mago disse esticando as mãos levemente tremulas

- Ah obrigado – o bilionario disse dando um sorriso sem graça pegando o frasco e no momento ia fazer alguma piada mas sua mente so conseguia pensar em puxar aquelas mãos e agarrar o mago novamente – e valeu por reparar nas olheiras – voltou a dizer e o mago deu um pequeno sorriso

- Tchau – o mago disse após o bilionario pegar e abriu um portal em seguida saindo por ele o mais rápido possível e assim que se fechou respirou fundo sorrindo em quanto o manto vinha em sua direção parecendo já entender o que tinha acontecido

Assim que o portal se fechou para Stark, o moreno se jogou na cama sem conseguir controlar o sorriso

- Friday eu não to bem – ele murmurou pra sua iteligencia artificial que no momento servia para ouvir o desabafo dele

“detectei um aumento significante no ritmo cardíaco”

- Não me diga

“Chefe o senhor esta bem apaixonado”

- É, e ai alguma sugestão do que eu faço?

“Você pode investir”

- Como?

“Não fui programada pra esse tipo de pergunta chefe”

- Que ótimo... – o bilionario disse erguendo sua mão vendo o frasco tentando deixar de lado seu incômodo por ser uma coisa de certo modo mágico e se levantou lembrando das instruções que recebeu no dia anterior e foi para a cozinha misturando a substancia com um suco pronto e com receio tomou já que mesmo odiando qualquer tipo de magica, confiava no mago

...


Notas Finais


Esse foi mais focado na relação do Peter e do Tony mas o proximo vai ser mais Hot


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...