História Strange School - ( interativa ) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 52
Palavras 2.680
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpem pela demora ! Aproveitem o capítulo !

Capítulo 4 - É natural ?


Raymond , Shimizu e Mary caminhavam pelas ruas com o objetivo de buscar o próximo aluno , Fimmel Karrar .

Refresque a minha memória novamente água pura , porque nós não temos qualquer tipo de veículo mesmo ? - disse Raymond enquanto andava na frente dos dois , estavam em uma fila , Raymond na frente , Mary no meio e Shimizu atrás .

Porque nós não temos dinheiro sobrando no momento , para ter certeza que a nossa escola fosse capaz de resistir aos poderes dos alunos , nós precisamos fazer alguns investimentos que custaram mais caro que o planejado - respondeu Shimizu levemente irritado ao ter de admitir aquilo , ainda mais na frente de uma aluna .

Ok ... - Raymond foi desacelerando o passo até que parou , fazendo que os outros dois parassem também .

Nós já chegamos na casa do próximo aluno ? - Mary olhou em volta , notando que na rua onde estavam havia apenas comércios , tentando imaginar se alguns daqueles comerciantes moravam no fundo de seus estabelecimentos ou algo parecido .

Não - Raymond se virou para os dois e estendeu a mão para Mary - segure a minha mão ... - ele desviou o olhar para o ruivo , enquanto segurava a mão de Mary  - e você água pura , segure a mão dela .

Posso saber porque estamos fazendo isso ? - Shimizu encarou Raymond desconfiado , mas mesmo assim segurou a mão de Mary .

Lembra-se de quando eu pedi pra que alguém enviasse o e-mail com as informações dos alunos pra mim ?- Raymond voltou a andar naquela rua , percebendo que as imagens que via estavam levemente distorcidas .

Sim , e o como o e-mail tem relação com nós estarmos andando desse jeito vergonhoso ? - Himizu insistia enquanto os três andavam .

Não sei se você leu o conteúdo daquele e-mail , que honestamente só tinha uma informação sobre os estudantes , seus poderes , o que foi útil pra mim , mas honestamente você deveria demitir a pessoa que você encarregou de fazer esse simples pedido , se ela não sabe enviar um e-mail , vai acabar atrapalhando a sua vida  - disse Raymond , percebendo além das leves distorções , variações de cores naquilo que via , como se as cores estivessem sumindo .

Raymond , foco , não é hora de falar mal dos outros funcionários ! - Himizu esbravejou , mas também percebeu a mudança de cores ao seu redor , aos poucos se acalmou então voltou a falar com um tom mais sério - Foi ele que fez isso ? Por isso pediu para nós andarmos de mãos dadas ?

Exatamente , esse cara tem o poder de manipular a luz , ou seja , tudo que vemos agora não passa de uma ilusão criada por ele , pelo menos afeta só a nossa visão ... -  Raymond continuava a andar , enquanto Mary se mantinha quieta entre os dois - e sim , eu pedi justamente para não nos perdermos da única aluna que temos até o momento , mas é claro que eu  também queria que as pessoas pensassem que somos um casal que saiu pra passear com a sua filha , afinal sonhar não custa nada não é ?

Raymond ... - Shimizu respirou fundo , mas não para se acalmar , iria começar a discutir com Raymond , mas Mary o interrompeu .

Desculpe interromper a discussão no relacionamento de vocês mas ... - Mary começou , percebendo que agora , além de tudo a sua volta estar em preto e branco , estava escurecendo , como se não houvesse mais luz ali - como nós vamos achar esse aluno , se nem sabemos pra onde estamos indo ? Se esse cara está fazendo isso com a gente , é óbvio que não nos quer por perto .

Mas isso é muito simples querida - Raymond sorriu enquanto ao redor dos três ia ficando cada vez mais escuro ,até o ponto de ser apenas breu e não enxergarem nada a sua frente - eu tenho o meu olfato , e por já ter vindo na casa dele quando todos estavam dormindo eu fui capaz de guardar o cheiro dele .

Espera ... você cheirou um aluno ?! - Shimizu disse com certa indignação .

Está com ciúmes  água pura ? - Raymond tinha um sorriso nos lábios , mas que não poderia ser visto por conta da escuridão total - Não se preocupe , eu só fiquei lá tempo o suficiente para guardar o cheiro , não aconteceu nada entre nós dois .

Não é disso que eu estou falando seu imbecil ! Ele é um aluno ! Não deveria fazer isso ! - retrucou Shimizu , que se pudesse ver onde Raymond estava , com toda a certeza bateria nele .

De novo - Mary interrompeu os dois mais uma vez - vocês podem por favor parar de discutir a relação de vocês ? Vamos primeiro achar o cara , nos livrarmos dessa ilusão e ai nós paramos um pouco pra vocês terem essa briguinha de casal !

Nossa , o que aconteceu com a garota que estava sendo abusada pela família a pouco tempo atrás ? - Raymond dizia com certo espanto .

Eu posso ter sido violentada , mas eu sou um ser humano e tenho os meus limites , eu sai daquela casa na esperança de construir a minha vida , uma vida longe daquelas pessoas , não sai dali pra ficar escutando briga de casal de gente que eu nem conheço direito ! Agora pare de enrolar , usa esse seu nariz pra achar esse  cara e fazer com que ele pare com essa palhaçada ! -  Mary  , que tinha naturalmente uma voz baixa , elevou seu tom de voz pela primeira vez estando um pouco ofegante .

Como quiser capitã - disse Raymond que respirou fundo , Shimizu permaneceu calado por estar com certa vergonha de levar uma bronca de uma garota de 18 anos , então caminharam na direção em que Raymond os guiava , o mesmo fazia voltas bruscas e sem explicações , mas ambos decidiram não questionar , ele começou a andar cada vez mais rápido e de repente parou , fazendo com que Mary esbarrasse nele e em seguida Shimizu - ei vão com calma ai , não sabem controlar a velocidade que andam ?

Nós sabemos , mas custava você avisar pra nós pararmos ? - disse Shimizu um pouco irritado - Nós chegamos na casa dele ?

Honestamente eu não sei dizer - admitiu Raymond - só sei que nesse lugar o cheiro dele está por tudo então ... deve ser a casa dele ... esperem aqui - nisso Raymond soltou a mão de Mary e saiu andando , tanto ela quanto Shimizu podiam escutar os passos de Raymond se afastando , podendo finalmente escutar que alguém batia em uma porta - Ei ! É o pessoal da SE , pode parar de graça agora ! - gritou Raymond , por alguns segundos o silêncio reinou , até que alguém abriu a porta .

Entre - uma voz masculina falou mais ao longe , parecia alegre mesmo que fosse tão rouca e grossa , então os passos eram ouvidos novamente e porta se fechava , dentro da residência Raymond conversava com o dono da voz , mas aquilo não era importante no momento , já que Mary e Shimizu estavam " visivelmente " em apuros , ao poucos uma forma estranha se formou no chão , ambos achavam que Raymond havia conseguido convencer o aluno a fazer as coisas voltarem ao normal e a primeira coisa que estava voltando ao seu normal era o chão , ou pelo menos eles acreditavam que estava , mas aos poucos eles perceberam que aquilo que se formava não era alguma parte do solo , e sim um animal , mais precisamente uma cobra , era enorme e os encarava de maneira ameaçadora .

Me diz que o Raymond é rápido com esse tipo de coisa ... - disse Mary apertando um pouco a mão de Shimizu , não tinha medo de cobras , mas aquela era uma cobra gigante  , que poderia engoli-los de uma vez só .

Infelizmente esse cara é um tagarela ... - lamentou Shimizu - mas vamos nos concentrar , é uma ilusão , essa coisa não é real .

Mas parece ser real , se isso não me assusta agora com certeza vai me assustar em meus pesadelos ! - rebateu Mary , a cobra continuava lá olhando-os mas para um maior desconforto , outra figura foi surgindo ao lado deles - ah não ... - Mary encarou a figura que estava se formando , provavelmente pela cor seria um tigre , ela gostava de tigres e os considerava bonitos , então julgo que não seria tão ruim assim , pelo menos preferia o tigre a ficar olhando para a cobra , mas antes que a imagem tomasse uma forma consistente , ouviram a porta se abrindo e tudo se iluminou ,  fazendo Mary e Shimizu fecharem os olhos e se curvarem a exposição repentina a luz , tudo estava de volta ao normal , Raymond saía da casa sorrindo enquanto era seguido por um rapaz visivelmente alegre de cabelos azuis que faziam um degrade sendo um azul claro na raiz mas que ia clareando ainda mais até as pontas , tinha quase  a mesma altura de Raymond , apenas 5 centímetros a menos , seu corpo era musculoso e definido mas que no momento era ocultado por suas roupas , vestia uma jaqueta branca e azul por cima de uma camisa preta de mangas longas , uma calça azul escuro com um cinto azul- esverdeado que fazia conjunto com a jaqueta , também calçava um coturno preto , além de seus olhos que eram dourados como os de Raymond , o rapaz se destacava sem sequer precisar fazer esforço , tendo toda a atenção possível de Shimizu e de Mary , Shimizu realmente não esperava por alguém assim , estava surpreso e contente com o novo aluno que iriam receber já que demonstrava certo domínio de seus poderes , já Mary por outro lado procurou guardar bem a face do sujeito , já que depois de tudo que ele tinha feito com os três ele estava alegre o que a levava pensar que o mesmo não iria se desculpar e muito menos se arrepender do que tinha feito com os três .

Bem - Raymond foi até Mary e Shimizu enquanto era seguido por Fimmel - acho melhor nos apresentarmos então , eu sou Raymond Panther .

Mary , Mary Bonneville - Mary encarava o rapaz de cabelos azulados agora cruzando os braços , não confiava nele .

E eu sou Kurama Shimizu - Shimizu sorriu de maneira simpática para Fimmel , que sorria de modo alegre para os três .

Shimizu significa água pura , é sempre bom lembrar desse detalhe - disse Raymond , fazendo com que Mary risse , mesmo que baixo .

Raymond ! - Shimizu queria repreende-lo , mas ao lembrar que Fimmel gostaria de se apresentar resolveu se calar .

 Bem , como vocês já devem saber eu sou Fimmel Karrar - a voz rouca e grossa voltou a aparecer , o que confirmava que Fimmel era dono daquela voz que tinham escutado antes - e eu tenho uma pergunta .

Claro , pode perguntar - Shimizu voltou a sorrir , queria deixar os novos alunos o mais confortáveis possível .

Como vocês se sentem depois de cair de maneira tão idiota na minha ilusão ? - Fimmel olhava para os três ainda com a sua expressão alegre , Raymond não parecia se importar com o que ele havia dito , estava encarando com certa concentração as mechas azuladas , já Shimizu parecia indignado com o que tinha acabado de escutar e Mary por sua vez possuía a mesma expressão de desconfiança de antes .

Ok , ok , eu preciso de um tempo - Raymond sorriu e antes que sequer pudessem olhar em sua direção ele havia estalado os dedos .

-------- Erro encontrado no sistema ​---------
 

O breu estava de volta para a alegria ou tristeza geral , Raymond estava sentado em um sofá de couro com uma pilha de papeis em seu colo .

Então ... eu tenho uma duvida ... - começou Raymond enquanto folheava os papeis até achar a ficha de Fimmel - será que é naturalmente colorido que nem o meu ou ele pinta o cabelo ? E se é natural , porque aquele degrade ocorre ? Se o cabelo dele é mais escuro na raiz não deveria ir escurecendo cada vez mais ao invés de clareando ? - suspirou enquanto encarava a ficha , logo redirecionando seu olhar e olhando para o leitor que o observava mais ao longe - Acha que seria muito rude da minha parte se eu perguntasse isso pra ele ? Provavelmente o água pura me daria uma bronca , isso se ele não me demitir ...

Espera um pouco ai - o narrador interferiu .

Olha só quem está querendo participar ! - Raymond olhou em direção ao narrador e sorriu - Que orgulho , nem estou precisando chamar mais ... - disse enquanto levava as mãos próximas aos olhos , fingindo que estava secando lágrimas .

Enfim ... - o narrador fingiu não ter escutado o último comentário de Raymond - você fez essa pausa na história só pra comentar sobre o cabelo de um personagem ?

E eu não posso ? - agora as mãos que antes fingiam enxugar lágrimas , estavam em sua cintura com uma expressão indignada - É claro que eu não parei a história só pra isso ... - disse levantando os papéis que eram as outras fichas dos personagens - lembra que eu disse que iria ler as fichas nesse capítulo ? Obviamente não vão ser todas , mas vão ser a dos próximos alunos que vamos buscar ,e como estamos fazendo isso por ordem de chegada o próximo é ... Gary Hastwoods ... hum ... se ele não tentar nos esmagar com pedras , nos queimar vivos , ou nos afogar acho que não vai ser muito grave ...e sabe o que é mais interessante ? Tem uma garota com os mesmo poderes , quero ver esses dois lutarem !

Por que ? - perguntou o narrador um tanto surpreso .

Nunca ouviu a frase " E que vença o melhor " ? Ou algo parecido ... não tenho certeza que a frase seja realmente assim , mas é desse jeito que me lembro !  - Raymond encarou o narrador , mas logo suspirou - Acho que ficamos tempo demais aqui , a autora vai me castigar depois ... - nisso Raymond estalou os dedos .

--------- Sistema recuperado ​---------
 

Antes que Shimizu ou Mary tivessem qualquer tipo de reação contra o comentário de Fimmel , Raymond colocou o a mão no bolso para ter acesso a lista novamente .

Vamos lá , vocês não querem discutir com um garoto que é mais novo que vocês dois não é ? - Raymond dizia enquanto lia a lista , de fato o que ele dizia era verdade , Shimizu mesmo tendo uma bela aparência era obviamente mais velho , já Mary era dois anos mais velha do Simmel - A próxima vitima é Gary Hastwoods , mas antes de irmos busca-lo precisamos ir até uma papelaria .

Vamos fazer o que numa papelaria Raymond , perder mais tempo ? - Shimizu cruzou os braços , ainda irritado pelo modo que tinha sido tratado por Simmel .

Pelo contrario meu querido água pura - Raymond sorriu - vamos economizar tempo ! - e sem dar mais nenhuma explicação saiu andando , e os outros três o seguiram rumo a papelaria mais próxima .


Notas Finais


Autora : Eu só queria avisar que vocês podem interagir com o Kurama nos comentários também , ele estava ocupado com a papelada do colégio mas agora vai poder aparecer também !
Raymond : Objeção !- abre a porta que dava acesso as notas finais - Que história é esse de deixar o água pura participar ?
Autora : Ué , o pessoal gostou dele também , vocês formam uma boa dupla então se os leitores quiserem interagir com ele , eu não vejo porque não ... - cruza os braços enquanto encara Raymond - vai me dizer que está se sentindo ameaçado por ele ?
Raymond : Claro que não ! É que aquele cara não tem graça nenhuma !
Atora : E isso lá é problema meu ? Como eu disse antes e vou repetir , se os leitores quiserem interagir com qualquer um dos meus personagens esse personagem vai aparecer sim nos comentários - segura o braço de Raymond - agora que me atrapalhou , venha se despedir pelo menos !
1 ... 2 ... 3 !
Autora/ Raymond : Agradecemos por terem lido até aqui e até o próximo capítulo !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...