1. Spirit Fanfics >
  2. Stranger Things 4: New life,same problems >
  3. Regressão

História Stranger Things 4: New life,same problems - Capítulo 63


Escrita por:


Notas do Autor


Oi genteeeeee
Aqui está cap de hoje.
Desculpem a demora!
Eu planejava postar ele mais cedo já que a minha tarde ia ser meio corrida por causa de um monte de atividades,só que acabei não conseguindo kkk
De qualquer forma...O cap está aqui!
Espero que vocês gostem!
Kkkkk
Boa leitura
<3

Capítulo 63 - Regressão


Dustin on

Quando vi Will e Max,descendo as escadas,não sabia se me sentia aliviado ou preocupado.

Will parecia completamente acabado...Além dos hematomas e machucados no rosto e no pescoço,ele estava com algumas linhas brancas no antebraço(que se pareciam com arranhões...que não estavam ali antes),e parecia cansado...Abaixo dos olhos(onde não haviam hematomas) haviam olheiras enormes...E os mesmos,antes verdes e brilhantes....Estavam vermelhos,inchados e opacos.

E só pela postura dele...Era possível ver que ele realmente não estava bem.

E isso era completamente compreensível...A carta da El,tinha me deixado arrasado e tive que tirar alguns vários minutos pra me recompor(e parar de chorar)...Nem consigo imaginar como foi pra ele...Talvez isso explicasse os arranhões no antebraço.

E olhando para ele daquele jeito...Não pude deixar de pensar que isso foi uma certa regressão.Will sempre foi muito tímido e calado,mesmo antes de ser “abduzido” para outra “dimensão”...E desde que nos encontramos de novo...Desde que ele voltou de Lansing...Ele parecia diferente.Não apenas mais aberto,mas também mais feliz e radiante...E agora...Lá estava o universo jogando seu peso sobre as costas dele...De novo

-Como você tá?-Perguntei passando meu braço pelo ombro dele assim que chegou ao fim das escadas,e pareceu aceitar o gesto.

-Acho que...Eu não sei!-Disse ele abaixando a cabeça desapontado e respirando bem fundo

Olhei para o lado e vi Lucas e Max conversando baixinho.

-Cadê o Mike?-Perguntou ele depois de dar uma olhada ao redor

-No quarto dele!Ele se fechou lá faz um tempo,e não abriu pra mim,pro Lucas,nem mesmo para a mãe dele

Ele concordou com a cabeça como se já esperasse por isso

-Talvez você devesse tentar falar com ele...Tenho a impressão de que ele vai abrir pra você!

Ele deu um segundo suspiro,concordou com a cabeça e subiu as escadas rapidamente.

Max on

Assim que chegamos no porão,Dustin foi até o Will e o abraçou pelo ombro e os dois começaram a conversar alguma coisa(na verdade o Dustin falou e o Will só parecia alguém que acabou de ver um coelhinho ser atropelado).

E rapidamente o Lucas pegou na minha mão suavemente e esboçou um pequeno sorriso.

-Você me assustou sabia?Eu liguei pra sua casa e sua mãe me disse que você estava dormindo,como achei que você ainda não sabia da carta...corri pra lá e o Mason disse que você tinha saído.

Não pude deixar de dar risada da preocupação fofa dele

-Eu li a carta bem cedo e pedi pro Mason me encobrir falando pra minha mãe que eu estava dormindo.

-E pra onde você foi?-Perguntou ele fazendo pequenos círculos com os dedos nas costas da minha mão e me deixando(mesmo que inconscientemente)arrepiada.

-Tinha que saber se o Will estava bem!

-Como ele estava quando você chegou lá?-Sussurrou ele olhando bem discretamente para o Byers que ainda estava com o Dustin

-Mal...-Falei relembrando o susto que ele havia me dado assim que invadi a casa do Steve depois do barulho -Acho que nunca tinha visto ele assim...Nem mesmo depois do que aconteceu quando entrei na escola.

Assim que o Byers subiu as escadas,entendi onde ele estava indo...Já que só tinha uma pessoa que não estava naquele cômodo.

-E como você tá?-Perguntou o Lucas me tirando dos meus devaneios

-Também não sei muito no que pensar...Eu sei que ela não queria nos envolver pra não corrermos perigo,mas ela nos deixar assim...Me mata de preocupação!-Falei sendo o mais honesta que era possível(efeito que eu só tenho quando ele está perto)

Mesmo com a distancia,a El se tornou minha melhor amiga,confidente,e praticamente uma irmã...E saber que existia a chance de ela não voltar...Eu sentia que estava perdend mais um irmão.

-Eu entendo!-Falou me conduzindo até o sofá e se sentando ao meu lado

-Max...-Chamou o Dustin,um pouco sem graça de interromper nosso momento,e continuou assim que eu olhei para ele -Você que trouxe o Will?

Concordei com a cabeça,um pouco incapaz de formar muitas palavras e ele explicou:

-Você sabe se ele comeu?-Perguntou e novamente apenas usei a cabeça para responder em negação

-Acho que ninguém comeu...-Constatou ele pensativo e já entendi onde ele estava indo(e não pude deixar de tentar esboçar um sorrisinho para ele)-Já volto!

Logo depois de falar,ele subiu as escadas rapidamente,deixando a mim e ao Lucas sozinhos lá em baixo.

-Agora que estamos sozinhos...Você tá realmente bem Max?-Perguntou ele suavemente e me envolvendo com os braços

-Tô bem...-Falei baixo e com a voz completamente embargada.

-Max...-Disse ele atraindo a minha atenção,e segurando a minha mão sem nos separar muito-Eu te conheço melhor do que isso

Por mais que eu tentasse...E tivesse sido forte desde que botei os pés para fora de casa...Naquele momento,com ele...Não tinha como  me manter forte com ele.

Assim que nossos olhares se cruzaram,senti o peso de tudo o que estava acontecendo,me acertar com força...E as lágrimas brotarem imediatamente nos meus olhos.

Segurei um soluço e rapidamente enfiei meu rosto no peito dele,procurando conforto...E ali,era o único lugar onde eu podia encontrá-lo.

Ele passou a mão pelas minhas costas carinhosamente,e respirei bem fundo,aspirando o cheiro delicioso que emana dele.

-Me sinto uma péssima melhor amiga...-Confessei entre lágrimas e ele me olhou chocado com os lindos olhos castanhos,e continuei explicando-...Saber que ela não quis sequer contar sobre o quão preocupada ela estava...Me...Me faz pensar que ela não confia em mim tanto assim.

-Max...Você enlouqueceu?-Perguntou ele me fazendo olhar pra ele sem entender -Você sabe muito bem que ela não contou pra você,assim como não contou para mais ninguém!

Dei um suspiro bem longo,e por mais que eu saiba que ele estava certo...Não diminuía o sentimento ruim

-Você sabe o quanto ela te ama e que não falou nada por muito mais motivos do que confiança!

Assim que ouvi essas palavras saírem dos lábios dele,percebi algo...

-Ela escreveu isso na sua carta não escreveu?-Perguntei erguendo meu olhar turvo para ele,que sorriu docemente.

-Você achou que ela não ia se preocupar com você?Que ia te deixar desse jeito?Sem alguém pra tomar conta de você?

Antes que eu pudesse responder ele acrescentou

-Ela te conhece tão bem,que acertou em cheio como você ia estar se sentindo!

Mesmo ainda chateada,saber que tanto ela quanto ele me conheciam tão bem...Aliviou um pouco o sofrimento.

Deixei ele passar o braço ao meu redor e me aconcheguei em seu abraço,apenas aspirando o cheiro maravilhoso dele.

-Sabe que eu estou aqui né?-Perguntou ele passando meus cabelos pelos dedos dele suavemente

-Eu sei...E te amo por isso!-Falei olhando para os olhos dele que brilharam assim que ouviram isso

Ele inclinou a cabeça na minha direção em um ângulo um pouco estranho e selou nossos lábios suavemente.

Me tirando todos os pensamentos preocupados,e me fazendo focar  apenas nos lábios dele e no gosto daquele beijo.

Will on

Assim que parei na frente da porta do quarto do Mike,me senti hesitante ao bater na madeira.

Conhecendo o Mike,tão bem quanto eu conheço,não é difícil imaginar que ele estava surtando...E quase fiquei com medo do que me esperava atrás daquela porta.

Bati na madeira branca tentando evitar que minha mãe tremesse,e esperei alguns segundos por uma resposta.

Depois mais alguns segundos e nada...

-Mike...-Chamei hesitante -É o Will!Eu estou sozinho.

Esperei que ele abrisse,mas assim como antes...Nada.

-Por favor Mike...Eu tenho que falar com você.

Sem resposta.

-Não me obrigue a ter que pegar a chave reserva dessa porta!

Desde que éramos pequenos,tínhamos um jeito de chegar um ao outro,mesmo que o afetado não quisesse.

Ambos tínhamos chaves da porta do quarto um do outro escondidas em algum lugar da casa,para caso um dia,um não quisesse abrir a porta...Mas precisasse de ajuda(mesmo não admitindo),tínhamos uma forma de alcançá-lo.

 O silencio vindo lá de dentro já estava começando a me preocupar,e assim que me virei pronta para descer as escadas,ir até a sala,enfiar a mão em baixo da poltrona e pegar a chave,ouvi o barulho da porta sendo destrancada e depois silencio novamente.

Voltei para a frente da porta e a abri lentamente,já sentindo um aperto forte no peito.

Enquanto estávamos na maquina mortal dirigida pela ruiva,vi minha aparência no retrovisor e eu só tinha estado com aquela aparência tão terrível outras duas vezes na minha vida...Mas em uma eu tinha acabado de voltar de um mundo paralelo,e na outra,tinham acabado de tirar uma criatura maligna de dentro de mim...Então essa vez,é a primeira vez que me sinto tão mal,por um motivo que não envolve (100%) as coisas sobrenaturais que insistem em me perseguir.

E assim que o Mike se virou pra mim,percebi que mesmo sem o rosto cheio de hematomas,ele conseguia estar parecendo comigo.

Os olhos dele estavam mais vermelhos do que o cabelo da Max,e super inchados.

Ele estava vestindo um pijama,o que indicava que ele estava daquele jeito desde que tinha achado a carta,com a camiseta completamente encharcada de lágrimas.

Assim que cheguei ao fundo dos olhos negros dele,imediatamente percebi o que ia acontecer.

Por que assim que nos olhamos,sabíamos que o que estávamos sentindo naquele momento,era exatamente a mesma coisa.

Ele inclinou a cabeça,já com os olhos cheios de lágrimas,e percebi que os meus estavam da mesma forma.

-Will...Ela...

Antes que ele pudesse terminar,apenas o abracei,e deixamos todos os sentimentos saírem com as lagrimas naquele abraço.

E ficamos daquela forma por um tempo,tentando esquecer toda aquela situação...Pelo menos naquele momento.

 


Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado!!!
Deixem as suas opiniões aqui em baixo!
Kkkkkk
Segunda tem mais!!!
Até lá,
Beijos Strangers
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...