1. Spirit Fanfics >
  2. Streyver >
  3. 4, O Príncipe da Lua De Cristal

História Streyver - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - 4, O Príncipe da Lua De Cristal


Fanfic / Fanfiction Streyver - Capítulo 2 - 4, O Príncipe da Lua De Cristal

" O Reino Das Águas do Dragão, tal reino era conhecido por ter dominado todo o litoral norte-americano tendo como capital o México  é um reino quente e favorável tanto que é o reino que esporte alimentos e bebidas para os outros, porém a uma coisa ruim"
  Como meu pai já avia me dito em toda luz sempre ouve uma escuridão, esse reino só conseguiu seu território destinado o "Reino da Lua De Crista" que por sua vez teve que migrar para o oriente, e assim tivemos que vim pra antiga Russia eu estava pensando e venda alguns relatos sobre isso na minha carruagem que estava indo em direção a Capital o império Prateado onde eu competiria pela mão da filha do Imperador.
 meus cabelos estavam na frente de meu rosto atrapalhando minha visão, o sol ardente e fervente brilhava ao céu azul, foi quando comecei a lembrar o que aconteceu a três dias atrás.

 Eu avia acordado como sempre de costume, logo escutei os treinos de arco e flecha começarem, ainda pelado chamei meu assistente e meio-irmão
_ Francis!. ele logo e entra com seu uniforme solto e sua pele linda e negra
_ sim meu caro meio-irmão?. falou ele se ajoelhado
_ prepare meu banho de gelo e venha me ajudar. ele levanta e sai a porta, andei até a instante de meu quarto onde estava meu colar, como sempre o pós no pescoço e fiquei lendo um pouco sobre o Imperador Prateado, vi que seu reino fornece tudo o quão e de ferro ou feito a prata, foi quando Francis abre a porta
_ licença irmão seu banho está pronto. levantei e fui acompanhando ele até o banheiro que ficava um pouco longe dali, foi quando no meio do caminho tentei acalmar meu garoto pono a mão pra ele relaxar um pouco, então cheguei até a porta
_ primeiro o senhor. falou ele concedendo a entrada, entrei e vi minha banheira com água e um pouco de gelo, entrei dentro e fiquei sentado por uns minutos.
 Francis logo se aproximou com uma esponja pra esfregar minha costa, ele tirou a calça ficando apenas com a camisa e a cueca se aproximou e começou a me dar um banho, quando terminei sai de lá e um criado me enchugou com uma toalha, começou pelos meus longos cabelos amarelo decendo até meu pescoço, pelo meu abdômen, minha cintura e um pouco mais meu garoto com a cabeça 0ra fora e até meus pés, Francis trouxe uma cueca preta e me ajudou a vestir, uma calça da mesma cor e pus os pés e ele ele fechou o ziper e o botão, pós meu cinto e minha camisa que ele que ele fechou os botões e minha capa, por fim eu calcei meus sapatos e peguei minha lança e coloquei em minhas costas, deci a escadaria toda até o portão do castelo e quando sai estava minha mãe acompanhada de meus irmãos mais novos
_ meu filho!. disse ela levantando minha mão logo todos os cidadãos reunidos a frente do palácio gritaram de alegria
_ faz mas de anos que estamos nesse fim de mundo, se você conseguir poderemos sair daqui e ir  para um mundo de luz. falou ele
_ tá bom, paremos com essa baboseira. falei entrando dentro da carruagem puxada por quatro cavalos, Francis entrou pela outra porta e estava a minha frente, quando o Couceiro iniciou a viagem.

 Bom já fazem três dias que estou viajando foi quando olhei pela janela e vi o sol se pono, então vi que avia um campo de dente de leão então olhei para Francis
_ pare a carruagem eu quero mijar. ele logo bateu na parede pro Couceiro parar, deci e eu e ele formos andando até lá, Francis atrás de mim foi abrir o zíper quando eu impedi
_ não precisa. ele logo sorriu e apanhou alguns dentes de leão enquanto eu via o fim da tarde virar noite, voltei pra carruagem e aceleramos a viagem.
 A Meia noite daquele mesmo dia eu avia dormido e quando acordei estava chegando na frente do palácio, o chão era como um espelho que refletia a luz da lua cheia, deci e o imperador de prata estava a minha espera, subí a escadaria até ele
_ Bem vindo, O Quarto Príncipe, William Da Lua De Cristal, engraçado ter chegado durante a noite, bem vindo ao meu humilde Palácio.
_ senhor Imperador, a honra é minha ser candidato a me casar com vossa filha. respondi
_ mas como vai a vosso reino, sei que o sol é muito sumido em seu pais. logo depois de falar com com o imperador por horas, eu fui ao meu quarto, passei pelo quarto número um e dois, quando fui passar pelo número três um jovem saiu de lá, seus cabelos eram azuis como seu par de olhos, sua pele a acompanhava com uma cor quase pálida,  só pode deduzir que ele era Freiie Das "águas do Dragão" o filho do maldito rei que expulsou meu povo da América, não liguei e entrei por quarto quatro acompanhado sempre de Francis, quando vi que em cima da mesa avia uma folha que estava as regras da competição, nem liguei e joguei tudo dentro da lareira, eu sabia que vencendo eu iria conseguir a mão da filha do Imperador, logo Francis tirou minha calça e minha camisa, avia uma coisa que eu gostava em Francis que me fez escolhê-lo para me acompanhar ele sempre sabe o que eu estou pensando e sempre faz o que eu penso, logo peguei no sono, porém não consegui dormir muito acordei no meio da noite, olhei pro lado e ele estava lá dormindo, deci as escadas ainda de cueca e fui até a cozinha, não avia nenhum empregado então comecei a procurar o que comer, então vi algumas maçãs, me aproximei e peguei uma assim que dei uma mordida e subi com algumas de volta ao meu quarto, fui me aproximando da porta e quando olhei pro corredor realmente vi nove portas pra nove príncipes porém avia uma no fim do corredor a decima porta, que a luz estava ligada, não liguei e entrei de volta ao meu quarto e tirei minha cueca e me deitei, logo dormir esperando o dia seguinte.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...