História Stronger - Markson - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 22
Palavras 2.349
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura My babies 🖤💜

Capítulo 4 - Cap. IV


Jackson acabou criando coragem e foi até o quarto de Mark, ainda estava com o diário na mão, deu umas batidas na porta e a abriu. 

Ele olhou para Mark e o viu tentando disfarçar as lágrimas. Fechou a porta novamente e foi até ele.

– Eu disse que queria ficar sozinho… -Mark falou e virou o rosto para o outro lado

Wang o ignorou, usou sua mão para secar as lágrimas dele e o viu fechar os olhos.

– Se você não quiser falar, pra mim tá tudo bem… mas acho que não custa você me escutar… sei que você se lembra de mim… mas eu queria que me ajudasse a lembrar de você… mesmo que fique aí calado… queria que… só me escutasse… 

Jackson falou com a voz calma e baixa enquanto acariciava os cabelos dele. Viu o mais velho o olhando e lhe mostrou um sorrisinho. Tuan concordou com aquilo, levantou um pouco o apoio de sua cama para ficar mais sentado e Jackson se sentou no cantinho da cama, ao seu lado.

– Eu li o diário hoje de manhã… li o que você escreveu na primeira página falando de você e do câncer… também li o que eu escrevi sobre ontem… você me deu o seu diário, me disse que podia ajudar e que eu devia escrever… também escrevi que queria tentar ser seu amigo mas parece meio impossível ser amigo de alguém que não lembra de nada…

Jackson falou com a cabeça meio baixa enquanto olhava para a capa do diário.

– É meio difícil tentar lembrar de alguma coisa sem você querer falar mas eu acho que tenho que respeitar… eu não queria te obrigar a fazer nada ou te pressionar… mas queria poder te ver bem… 

Ele voltou a se calar.

– Como me encontrou? -Mark falou com a voz fraca

Wang sorriu por ouvir a voz dele, mesmo que naquele estado.

– Eu queria falar com você por causa do diário… era bem cedinho… eu cheguei e você não tava deitado, te vi no banheiro e tinha umas coisas com sangue… eu só fui chamar o médico correndo, não sabia o que fazer…

– Imagino que tenha sido ruim ver aquilo…

– Foi sim, mas é bom ver que você acordou, que agora vai melhorar…

– Essa última parte eu já não posso garantir

– Não garante porque não quer pelo que eu entendi… 

Mark ficou calado olhou para o lado, observando a parede bege lisa.

– Quer que eu fique aqui com você um pouco? Não precisa ser pra conversar… só fico quietinho aqui do seu lado 

Tuan assentiu com os olhos cheios de lágrimas. Ele se afastou um pouco para o lado e Jackson se deitou ali. Mark ficou o olhando, se aconchegou ao lado dele e apoiou a cabeça no peito dele. Era meio difícil ficar confortável com aquele monstro de fios ligados em si, mas Mark tentou. A dois fecharam os olhos e Jackson acariciou os fios do mais velho. Tuan estava se sentindo protegido, de forma que já muito tempo não se sentia. Acabou pegando no sono nos braços de Wang, e Jackson, que não tinha costume algum de dormir de manhã ou de tarde, acabou cochilando também.

Anne passou pelo quarto de Tuan e olhou pela janela, viu os dois dormindo juntos e Mark abraçando o mais novo. Acabou sorrindo com aquilo, viu que eles estavam bem e se sentiu aliviada.

Por volta de umas duas horas depois, o médico de Tuan chegou com o envelope de resultados dos exames, Anne estava do lado de fora da sala, tomando uma xícara de expresso.

– Anne… onde está o Mark? Trouxe os resultados… 

– Ele tá no quarto com o Jackson…

– E a sua mãe? 

– Ela veio mas como o Mark tá dormindo, disse que voltava depois do trabalho, ela vai passar a noite aqui com o Mark hoje…

O mais velho praticamente ignorou tudo que veio depois do "ele está dormindo".

– O Mark dormiu? E o Jackson?

– Também… Eles taí dormindo juntos no quarto… eu achei tão bonit-

Ele simplesmente virou as costas sem ela bem terminar de falar e correu para o quarto, ele viu os dois dormindo e entrou em desespero, pediu para uma enfermeira chamar o médico de Jackson, se ele tivesse tido aquela perda de memória, podia acordar assustado com Mark perto de si, principalmente da forma que estavam.

– Mark… -O mais velho o chamou com calma- Mark, eu preciso que  acorde…

Tuan abriu os olhos devagar, olhou para os lados, viu Jackson e seu médico.

– O que foi? -Falou sonolento

– Preciso que levante… ele dormiu, Mark… 

Tuan olhou bem para Jackson, o viu dormindo e sentiu seu coração apertar ao pensar que ele teria simplesmente esquecido tudo que tinha acontecido. Mark sentiu um aperto forte no coração e se afastou dele. Viu o médico de Jackson chegando e os dois mais velhos se olhando.

– Mark… preciso de um favor… 

– O que? 

– Tenta ficar calmo… e em silêncio… tudo bem?

Ele assentiu.

O outro médico via de estava tudo bem com Wang, percebeu os batimentos acelerados dele, ele se mexia inquieto da cama, mesmo que estivesse dormindo ainda.

Foi pedido para que Mark se sentasse na cama, assim ele fez, de sentou e ficou de costas para Jackson, olhava seu médico nos olhos e ele tentava o acalmar, sem que Tuan visse o que se passava atrás dele.

O profissional que cuidava de Jackson não estava entendendo aquilo, Wang nunca tinha tido um comportamento assim antes enquanto dormia.

– Jackson… -O chamou com calma- Jackson, acorde… 

Ele viu Wang com a respiração um pouco pesada, o que o deixou um pouco mais nervoso.

– Jackson… por favor… -O chacoalhou devagar 

Wang se acordou assustado, olhou para o médico e o maior não o deixou virar o rosto para a outra direção, onde Tuan estava.

– Pode se sentar?

Ele assentiu e se sentou de costas para Tuan.

– Como se sente?

– Eu… não sei… acho que tô bem… -Falou parecendo estar um pouco desnorteado

– Estava sonhando?

Ele pensou um pouco e assentiu novamente.

– Quer me contar o que era? Acho que deixou você um pouco agitado…

– Sonhei com o Mark… -Disse em um tom baixo e calmo, olhando nos olhos de seu médico

Os outros dois ouviam a conversa sem dizer nada, O que estava com Mark percebeu o coração dele acelerado, acariciou seus cabelos e o abraçou.

– Se lembra dele?

– Lembro

– Pode me falar o que lembra?

– Ele tava mal… eu fui falar com ele, deitei do lado dele e acho que acabei dormindo… e eu sonhei com ele… fazia tempo que eu não sonhava assim… mas por que tá me perguntando tudo isso? 

– Por que o médico dele viu vocês dormindo, ficou com medo de você acordar assustado sem saber o que aconteceu e eu também fiquei com medo… você nunca tinha dormido de tarde então eu não tinha como saber de nada… 

– Então eu dormi e não esqueci?

– Mais ou menos… eu só não sei por que… mas a gente vai ver isso quando você for pro seu quarto… 

– Pro meu quarto?

– Você ainda tá no quarto do Mark… 

O maior apontou para trás de Jackson e ele olhou para lá. Viu Tuan de costas para si, com a cabeça meio baixa.

– Jackson, não demore a ir pro quarto, agora nós temos bastante o que fazer…

– Hurum…

Ele continuou olhando para Mark, viu o médico se abaixando na frente dele e lhe acariciando o seu rosto.

– Você tá bem?

– Sim… 

– Se estiver se sentindo mal é só me chamar… eu venho correndo… 

Ele assentiu e os dois mais velhos saíram de lá, os deixando sozinhos novamente.

Tuan continuou sentado de costas, Jackson se ajeitou e passou a mão nas costas dele.

– Desculpa…

– Pelo que?

– Acho que te assustou um pouco… 

– Tá tudo bem…

Mark se virou de frente para ele e os dois se olharam nos olhos.

– Sonhou comigo? -Mark perguntou com um sorrisinho no rosto tentando mudar de assunto

– Hurum… 

– Como foi o sonho?

– Acho que… não é muito bom falar desse tipo de coisa agora… 

– Como assim?

– Olha… eu acho que eu preciso ir e preciso deixar você descansar direito, sei que não tá muito bem… mas eu passo aqui mais tarde… se o meu médico deixar...

Mark assentiu.

Jackson aproximou seu rosto ao dele, ficou o olhando e lhe beijou a bochecha.

Ele se levantou e saiu de lá, deixando Mark sozinho. O mais velho se deitou e voltou a olhar o teto naquele quarto silencioso.

Wang teve que se submeter a uma pancada de exames, seu pai foi chamado e ele passaria a noite inteira em observação, sem dormir.

O médico de Tuan levou os resultados dos exames para a mãe e irmã dele, viram que ele tinha piorado realmente e que se demorasse demais para começar o tratamento já não teria mais jeito. Era como se aquilo tivesse destruído as duas e Mark ainda não sabia de nada.

Os três passaram o fim da tarde juntos, mas acabaram tendo que ir para casa. Anne disse que voltaria no dia seguinte mas Mark queria realmente ficar um tempo sozinho.

Quando elas se foram, ele se ajeitou na cama da forma mais confortável que conseguia com aqueles fios em seus braços. Ele fechou os olhos e tentou pensar em algumas coisas boas, mas acabou saindo de seu mundinho mágico quando viu o médico entrando pela porta.

– Mark… como se sente?

– Cansado… com dor de cabeça… me sinto fraco 

– Eu vou pedir pra trazerem um remédio e… eu queria conversar com você…

– Tem que ser agora?

– Tem sim… e eu sei que você já tá ciente de tudo que vou dizer…

– Eu piorei né?

– Ainda dá tempo de começar… 

Tuan ficou em silêncio por alguns segundos.

– Confesso que eu ando pensando muito sobre isso… 

– Mesmo?

– É… mas ainda continuo com a mesma opinião… eu só olho pro Jackson e fico pensando que ele queria tanto melhorar e até agora não encontraram nada… 

– Ficou sabendo que ele está fazendo exames desde aquela hora?

– Não… 

– É… o médico dele tá tentando fazer uns exames… uns testes… querem saber porque nada aconteceu quando ele dormiu aqui… 

– Ele deve estar cansado… 

– Com certeza está, mas pelo menos ele tá fazendo algo por si mesmo… você também tá cansado, mas porque não tá fazendo questão de se ajudar… são escolhas que fazemos nas nossas vidas, Mark… e você tá escolhendo isso… 

Tuan o olhou por uns instantes.

– Eu posso falar com ele?

– Você não pode sair daqui… 

– E ele?

– Também não pode sair de lá… 

Mark estava um tanto decepcionado mas sabia que realmente não tinha como se falarem naquele momento.

– Se você escrever, eu posso ir lá e entregar pra ele…

– Faria isso?

– Faria pra te ver bem…

– Pode me dar um papel e uma caneta? 

Ele falou sorrindo e o mais velho foi buscar. Tuan escreveu com um pouco de dificuldade, mas escreveu.

"Parece que não vamos mais nos ver hoje… eu estou torcendo por você, espero que tudo dê certo e que você fique bem logo. Quero poder ver você melhorar… espero que nunca se esqueça disso… não se esqueça do quanto eu gosto de você" 

Mark dobrou o papel e entregou ao mais velho. Ele o pegou, fixo alguns segundos em silêncio e acariciou o rosto de Tuan.

– Por que faz isso? -Mark falou em um tom baixo

– Isso o que?

– Insiste tanto em mim…

– Gosto de você, Mark… quero te ver bem… -Ele suspirou e se levantou- vou levar isso aqui pra ele… e vou esperar uma resposta pra já te trazer

– Obrigado… 

Mark ficou em silêncio por um tempo e o olhou.

– Posso escrever mais uma coisa antes de levar?

– Claro...

Mark pensou mais um pouco e finalmente começou a escrever. Não foi muita coisa, mas disse do seu jeitinho que estava torcendo por ele e que queria vê-lo bem, escreveu que não via a hora de dormir com ele de novo, e que queria que fosse do mesmo jeitinho, que Jackson se acordasse e continuasse lembrando de tudo.

Colocou seu nome no final da folha, a dobrou e entregou ao médico novamente.

O maior m ficou olhando para Mark por um tempo, deu um beijo na testa dele e saiu de lá, o deixando sozinho novamente. Ele foi até o quarto de Jackson, o rapaz estava meio preso com alguns exames no quarto, mas ficou com o papel e disse que leria depois que terminasse.

Wang passou a tarde e a noite toda com aqueles exames, teve que passar a noite acordado e aquilo tudo realmente o esgotou, a única coisa que ele conseguiu fazer foi escrever em seu diário depois de ler a cartinha que Mark havia escrito.

O médico de Jackson queria encontrar alguma coisa, desde que chegou no hospital, Jackson ainda não tinha passado uma noite em claro pra fazer nenhum exame, seu médico nunca havia pensando nisso, mas agora ele estava determinado a descobrir alguma coisa.

Mark passou o resto do dia sem receber muitas notícias dele, mas sabia que tudo iria melhorar em algum momento.

Durante a madrugada, Jackson e seu médico estavam conversando, Wang estava contando sobre algumas coisas e do nada de calou, simplesmente ficou olhando para o mais velho sem dizer nada.

– Jackson… tá tudo bem? 

– Que horas são?

– Duas e quarenta, em ponto… por que?

– Eu não devia estar dormindo?

– Você está no meio dos exames… não pode dormir agora…

– Que exames?

Foi então que o mais velho percebeu que aquilo não tinha nada relacionado com as noites de sono de Jackson, mas sim com o tempo. No dia que Jackson chegou ao hospital, era de madrugada, chegou às três e quinze da manhã. 

Ele pegou o prontuário de Jackson, não falou mais nada, ficou apenas revirando uns papéis e procurando os horários e as datas, parecia que agora tudo estava se encaixando como um grande quebra-cabeças.

– Você tem razão, Jackson… devia dormir um pouco… -Ele falou com um sorriso no rosto- eu venho te ver depois tá?!

O menor assentiu e se ajeitou na cama enquanto seu médico saía de lá com um sorriso de canto a canto e cheio de papéis nas mãos.


Notas Finais


Espero que tenham gostado

Até o próximo capítulo

Kisses 🖤💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...