1. Spirit Fanfics >
  2. Stuck By Last Name >
  3. Welcome Party

História Stuck By Last Name - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Kon'nichiwa, meu Shinobi
Tudo bem?

Bom... Boremos lá...
Essa é minha primeira fic de Naruto (espero que esteja ficando boa). Eu não sei com que frequência eu vou publicar capítulos, porque é uma fic que eu to escrevendo e publicando, escrevendo e publicando. Então se ficar ruim, você me diz, por favor
Obrigada por abrir esse capítulo e role para baixo e vamos ler juntos.

Capítulo 8 - Welcome Party


Fanfic / Fanfiction Stuck By Last Name - Capítulo 8 - Welcome Party

– Me fala, Hinata, como foi? – Perguntei mordendo uma maçã

– Foi bom – Falou ela corando

– Bom? – Questionei

– Foi muito bom – Falou Hinata. Ela quase se escondia dentro do casaco. Logo vi Naruto sentar ao lado dela e beijar sua bochecha

– Oi, Hinatinha – Falou Naruto. Ela corou ainda mais e tive a impressão de ela desmaiar rapidamente

– Oi... Naruto... – Falou Hinata baixo

– Oi, gatinha – Falou Shisui sentando ao meu lado e beijando minha bochecha

– Oi, gatinho – Falei

– A Ino pediu para te entregar isso – Falou Shisui me entregando um envelope grande. Eu o abri e quase gritei

– Adivinhem quem é a mais nova dona de um programa de tv? – Falou sorrindo. Virei o papel e meu projeto tinha sido aprovado

– Parabéns, Atsui – Falou Naruto

– Parabéns para nós 4. Esse programa é nosso – Falei – Vamos juntar Uchihas, Hyuugas, e todos os outros clãs em uma bagaça só

– Isso vai revolucionar Aldeia Oculta – Falou Hinata. Vi Sasori passar ao lado

– Saso – Chamei e ele me olhou. Eu abri o papel e ele viu a aprovação

– Ótimo, vou pedir demissão – Falou Sasori passando. Depois de alguns minutos – Atsui, eu posso sentar com vocês? É que o Deidara é muito pau no cu e me expulsou de lá

– Claro – Falei e ele sentou ao lado de Shisui – Você é da equipe do Byaku-Sharingan agora

[…]

No dia seguinte, à noite...

– Você está muito bonita, Atsui – Falou Sasuke enquanto eu colocava o salto

– Obrigada – Falei ficando de pé

– Pode me ajudar com... – Sasuke estava todo enrolado com a gravata

– Claro – E aproximei dele, fiz o nó da gravata e sorri instintivamente – Você está lindo, Sasuke – Falei enquanto passava a mão em seu rosto e ele me olhou nos olhos. Me aproximei de seu rosto e dei um calmo selinho em seus lábios – Com quem você vai ao baile? Achei que ninguém fosse boa o suficiente

– Com a Sakura

– Ela é legal, é bonita, boa escolha

– Eu queria ir com você

– Eu já tenho acompanhante. É o Shisui

– Ele não é Uchiha para você

– E quem é? Você? Até agora, Sasuke, tudo que você fez foi reclamar comigo como se fosse meu pai – Falei. Ouvi a buzina e saí de casa. Entrei no carro e bati a porta com força

– Opa! Que ódio é esse, gatinha? – Falou Shisui dando a partida

– O Sasuke ele é um completo idi... – Eu logo notei que eu já comecei falando do Sasuke – Shisui – Falei sorrindo

– Sou eu

– Desculpe já entrar no carro reclamando de algo

– Tudo bem, não tem problema – Falou ele rindo

O caminho era bem curto. Descemos do carro e entramos rápido. A música alta enfeitiçava mais que os olhos de um Uchiha ou de um Hyuuga. Eu andava devagar pela festa para não pisar em ninguém

– Mesmo de máscara, você continua usando seus olhos em mim – Falou Shisui me entregando uma bebida, enquanto sentávamos em uma mesa

– Não quero que você desapaixone de mim – Falei fazendo bico

– Isso nunca – Falou Shisui me selando – Eu vou no banheiro e volto já

– Certo – Falei. Shisui saiu e eu fiquei sozinha na mesa, até alguém sentar ao meu lado

– Você não cansa de enganar as pessoas? – Perguntou Itachi

– Eu não estou enganando ninguém – Falei bebendo o whisky do copo

– O Shisui, a Hinata, o Neji, o Sasori, o Deidara, o Naruto e até o Hashirama. Francamente, Atsui, não achei que chegasse a tanto

– Para a sua informação, desses dai eu só enganei o Deidara. O restante é real

– Atsui, ninguém gosta dos Uchihas. Somos repugnantes para as pessoas. Acha mesmo que alguém gosta de nós? Você usa tanto o poder que tem que já está fora de controle. Nem sabe mais quando está usando ou não. O Neji é realmente muito burro por não ter notado ainda que você está hipnotizando a Hinata para fingir ter uma amiga. E hipnotizou o Naruto para achar que você fez algo bom por alguém, como juntar o casal...

– Cala a boca, Itachi – Gritei deixando lágrimas caírem – Você não sabe o que está falando – Levantei e saí correndo pelas ruas

Eu era mesmo esse monstro persuasivo que não era amada de verdade? E se eu liberasse todos do meu poder, será que eles ainda gostariam de mim? Eu não sabia a resposta, mas não queria aceitá-la se fosse negativa.

Eu só queria que fosse real, queria que tudo fosse verdade, mas será que não era?

Continuei correndo pela rua sem parar de chorar, sem destino. Só parei quando bati em alguém e caí sentada no chão

– Você está bem? Se machucou? – Perguntou uma voz masculina. Eu não quis olhar sem seus olhos, não queria enganá-lo também

– Estou, obrigada – Falei. Vi uma mão ser estendida e eu a peguei me dando apoio para levantar, mas quase caí – Ai!!

– O que houve?

– Acho que torci o tornozelo – Eu quis saber quem era, não era boa em reconhecer por voz. Olhei rápido e o vi. Gaara – Eu já vou indo – Eu dei um passo e caí de joelhos, a dor era insuportável

– Quer que eu te leve? – Perguntou

– Não, não precisa, eu vou só – Eu levantei e caí

– Não seja teimosa, garota, você não tem condição de ir só

– Atsui

– O que?

– Não me chame de garota, meu nome é Atsui

– Tudo bem. Mas eu vou te levar

– Estou sem muita escolha no momento – Falei rindo baixo

– Onde você mora?

– Casa 361

– Nossa é bem longe, vamos para a minha, é mais perto, moro aqui na 274. Você pode ficar lá até se pé melhorar

– Obrigada, Gaara – Falei me apoiando nele – Mas e o baile? Você não vai?

– Não, não gosto muito de festas – Respondeu ele baixo

Nós fomos andando – eu, menos que ele –. Como eu não olhei em seus olhos, eu não vi se ele ainda me olhava como se quisesse vender meus órgãos. Mas foi muito gentil da parte dele me ajudar

– Eu vou pegar um gelo para o seu pé – Falou Gaara enquanto eu sentava no sofá

– Não precisa – Falei. Ele bufou, foi para a cozinha e logo voltou com um saco com gelo. Eu tirei o sapato e Gaara abaixou na minha frente – Eu posso por sozinha – Falei

– Fique quieta, Atsui, se não isso vai doer – Falou Gaara com uma certa autoridade na voz

– Ele tá mandando em mim? – Pensei

– Ai! – Falei puxando meu pé – Isso está frio

– É gelo, se estivesse quente, estaria errado – Falou Gaara, e eu ri baixo

Eu devolvi meu pé para ele e tentei suportar a dor.

Era engraçado o jeito que o Gaara agia comigo. Era o jeito que eu queria que todo mundo me tratasse, sem besteiras porque sou Uchiha. Queria ser tratada como gente de verdade, e não endeusada como uma rainha.

Gaara continuou colocando o gelo e ficamos conversando para eu me distrair da dor

– Atsui, me diz uma coisa – Falou Gaara

– Sim – Falei

– Porque não fala comigo olhando nos olhos?

– Não quero te enganar, você tem sido tão legal comigo nesses últimos 15 minutos

– Me enganar?

– Desculpe, não é permitido aos Uchiha falarem sobre isso

– Achei que você não seguisse a risca tudo que era ditado aos Uchihas

– A maiorias das coisas não sigo mesmo. Mas isso, especialmente, é perigoso

– E se eu não tiver medo do perigo? – Questionou Gaara levantando – Tente ficar de pé – Eu levantei devagar e ele me segurou

– Nossa! Está bem melhor. Obrigada, Gaara – Falei ainda apoiada em seu ombro – Sobre o que você disse antes: eu teria medo, sim – Falei baixo – Isso anda fora de controle ultimamente… Pelo menos para mim

– Eu não tenho medo, Atsui

– Está bem. Mas por favor, não faça como o Deidara e grite para Aldeia Oculta toda que me ama – Falei e ele riu

– Está bem, tentarei não me apaixonar – Falou Gaara e eu ri. Eu levantei minha cabeça calmamente e finalmente olhei em seus no olhos dele

– Nossa!! Seus olhos são muito bonitos, Gaara – Falei passando uma mecha do meu cabelo para trás da minha orelha. Ele apenas sorriu em resposta

– Os seus também, Atsui. Está vendo? Não me apaixonei

– Ufa! Isso é ótimo

– Você consegue andar? – Perguntou. Eu dei um passo e foi bem sucedido

– Sim, estou bem melhor. Obrigada, mesmo – Falei

– Vamos, eu te levo em casa

– Eu vou sozinha, não tem problema

– É perigoso uma moça andar sozinha a essa hora por Aldeia Oculta, e ainda mais com todo mundo fora

– Eu sou o perigo – Falei, e ele riu – Está bem, vamos

Eu tirei o outro pé do salto e fui descalça para casa. Eu e Gaara fomos o caminho inteiro conversando. Ele me tratava bem... Bem do jeito que eu queria ser tratada

– Tem certeza que não quer um café? – Perguntei

– Tenho, Atsui, boa noite – Falou Gaara beijando minha testa

– Boa noite, e cuidado no caminho de volta – Falei

Ele saiu e eu fechei a porta. Entrei no meu quarto, tirei o vestido, e peguei uma roupa para dormir. Eu não tinha mais condição de voltar para a festa. Mandei uma mensagem para Shisui dizendo que eu tinha passado mal, tropecei na rua e o Gaara me ajudou. E fui tomar banho. Depois, eu deitei na cama, e ouvi um batido na porta da sala

– Droga – Falei baixo levantando mancando um pouco. Fui na porta da sala e a abri – Devo está surpresa?

– Deveria – Falou Itachi entrando

– Claro, Itachi, você pode entrar – Falei irônica – O que você quer?

– Nada de mais

– Fala logo o que você quer, inferno

– Eu vim pedir desculpas

– Por...?

– Você sabe

– Sei, mas quero ouvir da sua boca

– Você quer mesmo ouvir que eu sou uma idiota, imbecíl, que fala sem pensar e magoou profundamente as pessoas ao meu redor?

– Sim

– Eu sou uma idiota, imbecil, que fala sem pensar e magoou profundamente as pessoas ao meu redor

– O que mais?

– Mais?

– É, mais

– Você não é uma manipuladora, não é a deusa do Sharingan e nem anda por aí colocando todo mundo dentro de um Genjutsu onde você é a pessoa perfeita

– E quem disse que não sou? Eu sou. Mas me chamar de descontrolada… Foi difícil de ouvir

– Desculpe

– Tudo bem – Falei baixo – Dorme comigo?

– Opa! Só se for...

– Sem sexo, Itachi

– Aceito assim mesmo

Nós entramos no quarto e Itachi ficou apenas vestido em uma box vermelha. Ele deitou na minha cama e eu deitei ao seu lado. Itachi me abraçou por trás

– Itachi – Chamei baixo

– Sim – Falou ele

– Porque as pessoas nos odeiam tanto? Eu sei que não prestamos e que somos ruins, e fazemos o que fazemos, mas porque as pessoas não podem respeitar isso? Os Hyuugas fazem praticamente a mesma coisa e não são desprezados como nós

– O que os Hyuugas fazem fica muito por de baixo dos panos. Eles disfarçam melhor. Lembra da morte da minha mãe?

– Lembro

– Foi um Hyuuga que matou, mas ninguém sabe porque eles escondem muito bem – Falou Itachi – É comum querermos vingança. Se um Hyuuga mata um Uchiha, ninguém fica sabendo, mas se um Uchiha mata um Hyuuga, todo mundo sabe. Por isso a fama ruim que temos. Mas você sabia disso, afinal você já assassinou alguém, não foi?

– Já, mas não gosto de falar disso – Falei baixo e virei de frente para ele – Me diz uma coisa, o Shisui me perguntou algo ontem, e eu fiquei curiosa com você

– O que foi?

– Você é um cachorrinho do Madara, certo?

– Não diria cachorrinho, mas sim

– Ele já te castigou? – Perguntei com a mão em sua marca

– Fala da marca, não é?

– Sim

– Não. E você?

– Já. Será que os Hyuugas passam por isso?

– Passam, mas pelo que eu saiba, a Hinata não. Parece que eles têm um negócio de ramificações e o Neji faz parte de uma, mas a Hinata é da família principal, então não tem que passar por isso. Mas as informações podem ser falsas

– E claro, assim como nós, eles não falam de coisas internas do clã

– Exato

– Eu estou muito ''dialogante'' hoje

– Muito, mas não me importo, adoro conversar com você

– Você já quis ter um Byakugan? – Perguntei e ele começou a rir

– Querer ter o poder de fazer as pessoas rirem ou chorarem, e cancelar os genjutsus? Não, obrigado. Prefiro o meu Sharingan e persuadir as pessoas

– Eu já quis, mas não mais. Seria um sorriso falso, e lágrimas de crocodilo

– E quem não quer ser Uchiha? Somos perfeitos

– Somos horríveis, Itachi

– Verdade, mas se eu fosse outro, eu queria ser eu

– Eu acho que eu não gostaria de ser eu, queria ser outra pessoa, tipo a Ino, ser legal, importante, mas não Uchiha

– Você tem péssimos olhos para si mesma. Mas é tão linda – Falou Itachi levantando meu rosto com sua mão. Eu sentindo sangue subir para o meu rosto

– P-para com is-isso – Falei gaguejando

– E é tão linda quando fica tímida

– Pa-para Ita-Itachi – Falei ainda gaguejando. Eu fechei meus olhos e respirei fundo – Me colocou em um Genjutsu nesses últimos 10 segundos, não foi?

– Você é muito esperta – Falou ele

– Eu não gaguejo, e não tenho vergonha de dizerem que eu sou linda – Falei – Vamos dormir, amanhã tenho que ver o velho sem escrúpulos

Virei de costas para Itachi e sua mão pegou minha cintura. E assim eu dormi. Quando acordei Itachi não estava ao meu lado. Levantei da cama, tomei um banho e dirigi até o ''Castelo do Madara''.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...