História Study - Imagine Sana - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Personagens Originais, Sana
Tags Imagine Sana, Sana, Twice
Visualizações 572
Palavras 706
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Orange, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aproveitem esse hot meio merda RS
🌚

Capítulo 1 - Único - History


YOU - S/N

Eu realmente tenho que parar. Tenho que parar de ter fantasias e desejos com a minha amiga, Sana. Mas é impossível. Sana é bonita, sexy, é perfeita.

Olho para trás discretamente, por cima dos ombros e vejo Sana. Ela mordia o lápis, seu cabelo estava jogado para o lado. Droga, S/N. Foco.

O sinal toca, eu guardo meu material e vejo Sana parando em minha frente. Analiso seu corpo dos pés a cabeça. Infelizmente, a saia do nosso uniformes não é tão curta. Então eu não tinha a visão que queria.

– S/N, vamos? Quero que você vá lá em casa para... – Ela se aproxima de mim, segura minha gravada e morde o lábio inferior. Ela sempre faz coisas desse tipo, ela está me enlouquecendo – Para me ajudar em história, semana que vem é a prova e eu vou super mal se não estudar –

Eu fico um pouco decepcionada e ela ri de minha expressão. Ela sabia oque eu pensei, por isso riu.

– Eu estava só brincando, S/N – Ela diz ao perceber que fiquei séria.

– Eu sei unnie, já me acostumei com suas brincadeiras – Digo rindo tímida.

Logo saímos a caminho de sua casa.

~ QUEBRA DE TEMPO ~

Entro na casa de Sana. Eu já conhecia bem sua casa, e era amiga íntima dela, então deixei minha mochila em um canto qualquer e tirei meus sapatos. 

– Bem, vamos começar pela revolução industrial, que é oque você tem mais dificuldade, ok? – Digo me sentando na mesa e arrumando os livros.

– Mas antes, eu tenho uma surpresa, já volto – Sana sobe as escadas correndo.

Organizo os livros e cadernos, abrindo eles na página. Checo meu celular, sem mensagens. Oque será que Sana está tramando?

– S/N, suba aqui por favor. Estou no meu quarto – A voz abafada pela distância de Sana grita lá de cima.

Sem entender, deixo meu celular de lado e vou até lá.

Abro a porta. Não acredito no que meus olhos estão vendo.

Sana usava uma lingerie preta com detalhes em um vermelho vinho, que seria difícil de percebe-los se eu não tivesse secado violentamente a garota.

– Tranque a porta – Ela diz firme, e eu obedeço trêmula.

– S-Sana unnie, por que está vestida assim? – Ajeito uma mecha de cabelo para trás e tento desviar o olhar de seu corpo.

Ela ri maliciosa e se aproxima de mim, colocando suas mãos em volta de meu pescoço.

– Você não achou que eu realmente queria estudar, não é? – Ela dá um chupão forte no meu ponto de pulso me fazendo arfar – Eu sei que você quer isso tanto quanto eu, dongsaeng –

Isso é um sonho? Não quero acordar. Por favor me diz que não é só mais uma brincadeira pervertida. Ela aperta meus seios por cima da camiseta e sorri.

Sana logo inicia um beijo entre nós. Seus lábios tinham um gosto diferente. Eu apenas retribui e logo a empurrei na cama. Quer saber, ela tem razão. Eu quero isso.

Fico por cima dela, e abaixo o zíper de sua lingerie, se livrando da mesma.

– Porra, Sana, você não imagina o quanto eu queria isso – 

– Então por que você não começa logo, baby? –

Distribuo mordidas e chupões por seu pescoço, a maior arfava e gemia baixinho.

Cheguei na região de seus seios e comecei a chupa-los com certa força, fazendo ela gemer um pouco mais alto. Eu alternava os movimentos entre apertar um e chupar o outro.

Logo faço uma trilha de beijos por seu abdômen até a sua intimidade, mordendo sua virilha fazendo Sana soltar um gemido quase inaudível.

– C-caralho S/N, vamos, eu quero sentir você dentro de mim – Ela implorava em meio de arfadas.

Penetro dois dedos nela, fazendo-a gemer de dor e prazer. Movimento eles dentro do garota e logo penetro mais um. Fazendo movimentos ainda mais rápidos. Sana gemia alto, sem controle. Suas unhas arranhavam minhas costas.

– Ahhnn, eu tô quase, S/A, mais forte –

Eu coloquei toda a força que conseguia, dentro da garota. Senti sua intimidade apertar meus três dedos, e um pouco de seu líquido escorrer nos mesmos. Limpei sua intimidade com a boca, lambendo os lábios depois. Ela era deliciosa.

– Gostou da seção de estudos, Minatozaki Sana? – Digo maliciosa me deitando ao seu lado.

– Sim, você pode vir aqui estudar, quando quiser – Ambas rimos, e ela me dá um selinho.

Sim, Sana, eu virei.




END ✨











Notas Finais


Ui ui tô pensando em chamar a crush pra estudar aqui também 🌚
Aquelas kakakkaksz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...