1. Spirit Fanfics >
  2. Stupid fucking boy >
  3. Mentiras e Descobertas.

História Stupid fucking boy - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


tá horrível

Capítulo 5 - Mentiras e Descobertas.


"NARRADOR VISION"

 

Depois do último acontecimento Olioti começou a agir estranho, se atrasando para as aulas, ignorando os amigos, então Meiaum e Orochi, como os péssimos- ótimos amigos que são decidiram perseguir Lucas no recreio, como esperado viram algo que não queriam.

Chegaram em um lugar que não queriam "Na casa de Saiko", as pessoas falam dessa forma por que o garoto sempre está lá nas horas vagas, fazendo as pazes com pessoas batendo em inocentes e mais outras bobagens desnecessárias, 

Eles viram que Olioti foi pago para fazer aquilo e tudo era para deixar a barra do Saiko limpa por um tempo para o mesmo depois de um ele voltar com tudo! Tudo pensado, tudo orquestrado.

Seus amigos ficaram decepcionados e bem tristes com o ato do amigo, Lucas era o último que poderia fazer uma coisa daquelas.

Orochi: Como aquele idiota pode! – diz batendo forte nas paredes dos corredores –

Meiaum: Pedro! Eu não sei, eu estou muito mais confuso que você meu amigão – diz puxando Pedro para seus ombros –

Orochi: Andy! Ele nos traiu! Isso não se faz  diz se desfazendo do abraço  –

Meiaum: Primeiramente não me chame de Andy, segundamente não, ele não nos traiu, talvez ele tenha feito uma bobagem gigantesca, sim ele fez, mas a gente pode perdoar ele.

Orochi: Você só diz isso por que é apaixonado nele! – diz isso empurrando André pra longe –

Meiaum: Pedro? Eu não sou apaixonado por ele e você sabe muito bem por quem eu sou apaixonado!

Orochi: ... você é ridículo André! RIDÍCULO – diz isso correndo do local –

André fica triste e sai correndo da escola, pega sua bicicleta e sai pedalando, e chorando muito, sua tristeza é incompreensível, ele sabe que ele acabou de perder um amigo.

Ele vai direto pra casa de Ycro, com lágrimas nos olhos, ele grita na porta várias vezes, bate várias vezes, nada, ele decidiu ligar para Ycro na frente de sua porta, ele assiste pela janela o celular do Ycro tocando, e o mesmo atende.

Ycro: Oi, Meiaum eu não posso falar agora.

Meiaum: É muito sério, não posso esperar e sobre o Lucas e sobre...  Nós.

Ycro: Tá bom eu vou abrir pra você, só espera um pouco, eu preciso me recuperar.

Depois de alguns minutos Ycro abre a porta pra Meiaum, a primeira visão de Meiaum foi olhar o Ycro chorando muito e com lágrimas impossíveis de contar, a primeira coisa que Meiaum conseguiu fazer foi dar um abração em Ycro, como forma de deixar o menino mais feliz, o garoto se desfaz do abraço e começa a alisar o rosto de Ycro, o garoto acha estranho o Meiaum estar fazendo isso, mas ele aceita, ele não via segundas intenções naquilo que o garoto estava fazendo.

Ycro: você quer entrar? – diz Ycro segurando as mãos do André –

Meiaum: Pode ser – logo depois da fala o mesmo acompanha Ycro até seu quarto –

Logo depois que os garotos chegam no quarto ambos se sentam na cama de Ycro, Meiaum explica toda a situação do Lucas para o garoto e a história inteira fica chocado e claramente decepcionado

Ycro: Eu não acredito nisso, como ele pode? Ah e você disse que tinha mais uma coisa para contar sobre a gente, oque é?

Quando Ycro fala isso, sobre calafrios em Meiaum, como se seu pesadelo tivesse acabado de começar, e ele não tem mais saída, ele começa a gaguejar e Ycro fica com uma cara de confuso.

Meiaum: Nada, éééééé, eu queria jogar Tibia com você amanhã, pode ser? – diz tremendo e soando –

Ycro: Se você tem alguma coisa pra me contar, conta André, não precisa ter medo – diz rindo e se deitando na cama –

Meiaum: Mas é isso mesmo. ­ – Faz uma risada forçada e nervosa –

Ycro: André, tá tudo bem doido, eu sou seu amigo, eu estou aqui pra te ajudar! Qualquer coisa me diz que eu vou te ajudar – diz isso se levantando e indo até seu computador –

Meiaum: Agora me diz, por que você faltou na escola hoje – diz se levando e sentando do lado de Ycro –

Ycro: Minha mãe – diz de cabeça baixa e mal –

Meiaum: Oque ela fez? – diz se se encostando aos ombros de Ycro como forma de consolo –

Ycro: Você sabe muito bem... – diz olhando pra baixo – ela foi presa, a muito tempo atrás, ela voltou e ela veio me visitar, eu a amo e quero o melhor pra ela mas, se ela continuar vendendo drogas eu não sei se eu vou aguentar ver ela lá novamente.

Meiaum: Você sabe que você pode confiar em mim – diz oferecendo um abraço –

Eles ficaram um bom tempo se abraçando quando Meiaum solta uma frase um tanto quando reveladora, mas deixou o Ycro de coração  quentinho e muito feliz

Meiaum: Eu te amo – diz aper­tando Ycro mais forte - 

 


Notas Finais


tá ruim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...