História Sua companhia - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug)
Visualizações 32
Palavras 1.785
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem😊😊😊 fofinhos ; )

Capítulo 1 - Sua companhia - one short-


Fanfic / Fanfiction Sua companhia - Capítulo 1 - Sua companhia - one short-

            Sua companhia

             *—Maricat—*


— Bom trabalho! – disseram em uníssono lady bug e cat noir

— Bom tá chegando a minha hora– disse lady bug vendo seus brincos piscarem – Até mais gatinho –disse se preparando pra partir

— My lady espera! – disse cat noir chamando a atenção da joaninha – Hoje a noite haverá chuva de meteoritos e eu queria saber se...você quer assistir comigo

— Cat noir eu...eu sinto muito mas...

— Mas você não pode – terminou a frase cabisbaixo

— É, me desculpa mas eu tenho planos pra hoje –disse a joaninha tentando não ser insensível com o parceiro

— Tudo bem lady bug, eu entendo você tem planos... – disse se virando pra ir embora mas antes sussurrou – sempre tem

Cat noir retirou se bastão e com ele se arremeçou e foi pulando telhado por telhado deixando lady bug pra trás 

— Me desculpe cat noir – disse lady bug antes de partir também 


                      •••

— Marinette calma você não vai se atrasar – tikki dizia a sua amiga que não seguia o seu conselho

Naquela noite haveria chuva de meteoritos, e Marinette e os outros combinaram assistir o espetáculo cósmico juntos, na verdade Marinette ia pra assistir outra coisa em especial: um certo loiro olhando pro céu, sorrindo maravilhosamente.

Com o pensamento Marinette sorriu bobo e correu ainda mais, porque pra variar estava atrasada pra chegar a organização do lugar onde veriam todos juntos o espetáculo e logo os avistou no parque preparando cadeiras, telescópios, doces e outros

— Oi gente desculpem o atraso é que eu...

— Marinette você atrasar não é novidade pra agente e além do mais você não está propriamente atrasada, pelo menos dessa vez, os meteoritos passaram daqui a três horas, por isso vem e nos ajuda a arrumar tudo – disse Alya a puxando pra mais perto

— E Ahn...todo mundo vem?

— E com "todo mundo" você quer dizer o Adrien?

— O-oque? Não, claro que não oras que ideia, com todo mundo eu quero dizer a...a Rose a...Juleca o...

— Tá tá entendi – Alya disse colocando o braço em volta de seu pescoço – eu vo pergunta ao Nino se ele vem ou não

— Eu espero que ele venha se não nada será a mesma coisa – falou dramatizando

— Ei Nino! – Alya o chamou indo em sua direção–

Marinette ficou os fitando com um sorriso no rosto e esperança nos olhos, mas o sorriso morreu ao ver a feição desapontada de Alya e Nino depois que ele ligou só seu melhor amigo loiro

— Marinette – chamou Alya 

Mas Marinette já sabendo o que ela tinha a lhe dizer interrompeu-a

— Tudo bem Alya eu entendo, ele deve ter outros planos ou o pai dele não deixou que ele saísse... De novo

— Marinette nós podemos aproveitar a noite mesmo assim e ...

— Não Alya eu acho que perdi a vontade mas continuem vocês e se divirtam

— Marinette...

— Eu fico bem Alya – disse mostrando um sorriso que tanto ela quanto a amiga sabiam que era falso– Bom eu já vou

— Se você insiste... Adeus e se mudar de ideia você pode vir tá?

Marinette assentiu e foi caminhando até casa.

                        •••


Adrien fitava a cidade através da sua janela triste, se lembrava de todas as vezes que lady bug rejeitou um convite seu, suspirou

— Plagg você acha que a lady bug um dia vai gostar de mim?

— Ahn...eu não sei, não entendo nada disso, mas entendo do meu doce queijo, olha quem diria eu também to apaixonado! –disse o kuami comendo o queijo de uma vez só

— Ah Plagg –disse Adrien e depois vendo em seu celular as horas – daqui a uma hora começa a chuva de meteoritos

— Porque você não foi ver com os seus amigos?

— Eu não tava com vontade eu...

— Você fico triste porque a lady bug recusou o seu convite

— Não! Eu só... Sim

— Mas então porque não foi com os seus amigos? quer dizer procurar uma boa companhia que não seja a lady bug

— Hum...talvez tenha razão Plagg mas se eu for de carro vai demorar imenso, isso quer dizer...

— Ah não!

E uma luz verde se pos presente no quarto do jovem Agreste e saindo de lá um certo gato buscando alguma companhia

                        •••

Cat noir pulava de telhado em telhado com rapidez e precisão, tinha como planos, ir ao parque se destransformar e assistir as estrelas cadentes rasgarem o céu noturno com suas luzes, mas antes ele viu umas outras luzes que chamaram sua atenção, as da varanda de Marinette

"Ela não devia estar no parque com os outros? " pensou

                        •••

Marinette observava as estrelas em sua varanda lembrando do seu colega de olhos esmeraldinos

Suspirou

— Devia ter aceitado o convite da Alya bem me faz falta uma companhia

— Ei então e eu? – Tikki perguntou desapontada –Ah! – e logo se escondeu rapidamente

— O que foi Ti...

— Falando sozinha?

— AH! – Marinette gritou mas logo se acalmou ao ver a figura "felina" sentado nas barras das grades de sua varanda – Cat noir? O que você faz aqui?

— Bem eu tava passando por aqui e vi a bela dama a minha frente sozinha e parecendo triste e...falando sozinha!?

— Ah Não, não eu não tava falando sozinha, que isso!? Eu tava falando com, com elas – disse apontando um vaso de flores

— Flores?

— É, elas essa aqui é a Amanda e aquela a Débora, e essa quase murcha é a clara – disse mostrando um sorriso amarelo ao nomear as flores em seu vaso

— Bem...prazer em conhecer todas então – Cat noir disse assentando para as plantas sem graça – Porque você tá aqui sozinha Marinette?

— Você lembra do meu nome?

Cat noir riu da pergunta

— Mas é claro que lembro, como esquecer? E então você não devia estar com seus amigos?

— Sim, mas é que eu meio que perdi a vontade

— Eu entendo – disse Cat noir ficando de pé em frente as grades apoiando o antebraço e Marinette fez o mesmo – Então você vai ficar aqui sem companhia ou melhor com a Alana?

— Amanda – corrigiu

— Com a Amanda?

— É eu acho que sim...

— Bom então tá,  tchau– falou Cat noir se posicionando pra partir

— Tchau...

Apesar de já ter se despedido Cat noir continuou na mesma posição

— Cat noir?

— O que você acha de dar uma saída?

— Uma saída?

— É você sabe, dar uma volta e aproveitar uma outra...companhia – Cat noir terminou a frase olhando pro vaso de flores

— Ahn...bem eu...

— Anda vai ser divertido e além disso não é a primeira vez – falou Cat noir piscando o olho

Marinette hesitou por um instante mas respondeu: 

— Ok, vamos então

— Então segure-se senhorita – disse o herói colocando seus braços envolta da morena e a pegando no colo – feche os olhos

— O que?

— É uma surpresa

— Outra?

— Sim, mas essa vai ser mais especial, afinal dessa vez é mesmo pra você

Marinette riu e o fez, fechou os olhos e deixou ser levada pelo herói e quando sentiu que este parou deduziu que chegaram e perguntou:

— Chegamos?

— Sim, pode abrir os olhos

E assim o fez

— A torre Eiffel?

— Sim, aqui teremos uma óptima vista das estrelas cadentes não acha?

— Tem razão

— Vamos subir então?

— Vamos

E assim eles subiram e estando lá encima Cat noir disse

— Nunca me canso de subir até aqui, tem uma vista linda

— É, eu também

— Vem muitas vezes?

— Ah...Ah sim! Você sabe com amigos e tal

— Hum...

E assim o silêncio reinou, ambos calados fitando a cidade perdidos em seus pensamentos

— Marinette – chamou Cat noir sem tirar os olhos da cidade

— Hum? – respondeu sem olha-lo também

— Você ainda sofre por amor?

Marinette ficou em silêncio por algum tempo mas depois respondeu em meio de um sussurro

— Sim...e...você? – Marinette perguntou temendo a resposta

— Sim, muito

— Eu lamento imenso Cat noir, Eu...

— Tudo bem – respondeu sorrindo – até parece que eu to falando de você

— Haha, claro que não, não seja bobo – disse Marinette rápido com um sorriso amarelo

— Por quem você tá apaixonada?

— Hã? 

— Quem é o sortudo?

— É...é bom Cat noir é vergonhoso, e eu, eu...bem ele não é um sortudo e sabe é que...bem de qualquer maneira ele nem siquer gosta de mim, quer dizer gosta mas não goosssta de mim

— Eu tenho certeza que ele gosta de você também – disse agora olhando pra ela

— Eu não tenho tanta certeza Cat noir –falou cabisbaixa

— Marinette confie em mim, se ele não gosta tenho certeza que vai gostar e se não gostar então esse garoto é um...

— Adrien Agreste

— O-oque?

— Eu...eu gosto do Adrien Agreste– Finalizou Marinette, Cat noir que segurava seus ombros a largou num reflexo e arregalou os olhos surpreso – Desde o segundo dia de aula com ele eu...bom comecei a gostar dele e você sabe eu...me apaixonei por ele, mas eu não só correspondida – terminou a frase visivelmente triste segurando as grades de proteção a sua frente 

— Nossa...eu...Marinette eu, eu não sabia, juro que não sabia eu lamento, lamento imenso eu... – falou abismado

Marinette riu

— Calma Cat noir, até parece que eu to falando de você

— Não, eu só to...– baixou a cabeça e parou ao lado dela – eu não imaginava – disse em quase um sussurro

— Tudo bem, parece que nós os dois temos algo em comum afinal, um...

— Amor não correspondido

— É, você... Ama a lady bug – falou sentido a culpa corroela

— E você o Adrien – disse se sentindo o pior ser humano do mundo

— Bom...

— É...

Ambos ficaram sem palavras a dizer se olharam por um tempo com um olhar novo que nenhum dos dois conhecia, era como se ambos quisessem dizer algo um a outro mas ninguém dizia algo

Então Cat noir se aproximou mais de Marinette que não se afastou ou o repeliu, pelo contrário deu um pequeno passo a frente, então ambos olharam no fundo dos olhos um do outro se aproximaram ainda mais matando a distancia e finalmente, se beijaram

Era um beijo diferente, como se ambos quisessem dizer algo como:

Me desculpe!

Não durando mais de 15 segundos eles se separaram e colaram as testas se olhando, nenhum deles sabia como agir ou o que dizer, mas não foi preciso porque luzes rápidas e brilhantes tomaram conta do céu noturno

— A chuva de meteoritos! – Marinette disse se separando do loiro e e apoiando os antebraços as grades olhando maravilhada pro espetáculo do universo

— É tão lindo – Falou o loiro sorrindo sem mostrar os dentes, sentado em cima das grades na sua posição de "gato"

Marinette sorriu timidamente e corou, era a segunda vez que beijava Cat noir, e não se arrependia de nenhuma, claro que queria que o seu primeiro beijo fosse com o Adrien, mas mesmo assim gostou que o primeiro – e segundo – beijo tenha sido com o parceiro felino

—Marinette...– A voz de Cat noir a despertou de seus devaneios

— Sim?

— Obrigado por ficar comigo hoje...você é uma óptima companhia

— Eu também gostei muito de sua companhia Cat noir, obrigada

E com isso eles ficaram em silêncio observando o espetáculo cósmico, aproveitando a companhia um do outro

*Fim*





Notas Finais


Espero que tenham gostado fofinhos ; ) e não se esqueçam de comentar por favor, quero saber o que vocês acharam
😘😘😘beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...