História Subarashii - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens G-Dragon, Jungkook, V
Tags Jungkook, Komatsu Nana, Taehyung, Taekook
Visualizações 6
Palavras 632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Anata wa kawaii desu


 

— Você gostou? — Jiyong sorri enquanto olha as fotos.

— Gostei. Você gostou? — ela mexe a cabeça devagar e pende-a para a direita, olhando-o de um jeito engraçado. Ele sorri mais e assente. Ela é fofa. Como se diz na língua dela, kawaii.

— Nana — ele diz e ela continua a olhá-lo, só que agora ela levanta as sobrancelhas, atenta às suas palavras. — Anata wa kawaii desu.

Ela dá uma risada gostosa que o faz rir baixinho, envergonhado. Ela é bonita. Tão bonita que o deixa meio perdido. É a primeira vez que a vê pessoalmente, e adoraria vê-la mais vezes. O sorriso dela é bonito e faz cócegas em Jiyong. Ele gosta de cócegas.

— Arigatougosaimashita! — Nana curva-se para ele.

Jiyong ri e se vira novamente para a câmera.

— Gostei dessas fotos que você está nesse vestido.

— Gosto dessa — ela aponta para a que Jiyong está com o braço ao redor de seu pescoço, com a mão delicadamente em cima de seu ombro. A mão de Nana está perto do cotovelo dele.

— Ah, eu também! — ele diz empolgado.

Eles riem.

— Foi uma boa sessão de fotos — diz ele.

— Sim.

— Então, Komatsu Nana…

— Hum? — ela o olha com aqueles olhinhos puxados diferentemente dos dele. Que graça.

— Será que você não quer sair comigo um dia?

— Ehh? — Nana ri de um jeitinho meigo, dobrando o dedo indicador e colocando sobre os lábios. Ela fecha os olhos também e aquilo o faz lembrar personagens de mangá. — Sair, Jiyong? — ela pronuncia seu nome de jeito engraçado também, com sotaque de estrangeira. Não. Com sotaque de japonesa. Uma bela japonesa.

— É. Sair, Nana.

— Tipo um almoço ou um jantar?

— Yeah! Um jantar, o que me diz?

— Digo sim — ela sorri e ele fica muito feliz. — Mas vão dizer muitas coisas. Podem nos colocar numa revista de fofoca.

— Tsc, não se preocupe com isso, Nana-chan. Não vai sujar nossas carreiras.

— Eu sei — ela diz.

— Como você diz na sua língua: shinpaishinaidekudasai.

Ela ri de novo.

— Como você diz na sua língua: gwaenchanh-a.

E ele sorri.

Komatsu Nana e Kwon Jiyong terão um encontro! E a previsão do tempo dirá que no dia não haverá chuva, apenas céu azul, mas eles serão surpreendidos pelas gotas geladas quando estiverem saindo do restaurante. Jiyong cobrirá Nana com seu blazer enquanto eles estiverem correndo até o carro. Então ele abrirá a porta para ela e entrará depois. Eles rirão da previsão de tempo que não consegue ser precisa devido ao Teorema do Caos, e depois, quando ela espirrar e ele lhe entregar um lencinho, eles vão rir de novo, só que dessa vez bem baixinho, porque estarão perdidos nos olhos um do outro. O coração dela vai bater rápido, fazendo-a se sentir uma adolescente, e ele vai se sentir inseguro pela primeira vez em anos. Mas ele é o G-Dragon! Não tem essa de insegurança! E é por isso mesmo que se aproximará de Nana e lhe dará um beijo suave, porque ele não está inseguro — talvez só um pouquinho, mas bem pouquinho mesmo. Um tiquinho. Nana sorrirá docemente, fazendo o coração dele dar uma cambalhota. Ela é muito bonita e seu sorriso é encharcado de mel. E G-Dragon agora pensará nos versos que canta na música Let's not fall in love — não vamos nos apaixonar, ainda não nos conhecemos muito bem. Ele sente que aquela letra os descreverá bem, encaixando como uma luva no que os dois estão prestes a viver. Só que já é tarde para dizer “uri saranghaji marayo”. O coração deles já bate rápido, como se estivessem extasiados com a proximidade. E a imprensa toda colocará na internet que G-Dragon e Komatsu Nana tiveram um encontro.

Porém, já faz dois anos que eles não se veem.

A vida é triste, não é?

Nana sabe bem disso. Ela odeia a vida, agora.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...