História Súbito-Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Rap Monster, V
Tags Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 378
Palavras 3.179
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


°Espero que gostem
°Gente, comentemmmmm pelo amor
°Expõem tbm <3

Capítulo 26 - Eu amo muito você, pra isso...


Fanfic / Fanfiction Súbito-Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 26 - Eu amo muito você, pra isso...

Mi-cha on

 

Dirigi no caminho e observei o ao redor, um pouco cansada confesso. Não sabia que horas são, só seguia o GPS.

Dak-Ho pelo caminho inteiro gemia e Jungkook tentava acalma-lo.

-O que aconteceu com ele?-Somi perguntou, olhando Dak se contorcer.

-Nada...-disse, vendo que provavelmente choveria. Jungkook me olhava, e eu sabia disso, pois o observava pelo retrovisor. Apenas, quero ajudar meu irmão, mais nada.

Meu olhar foi para o GPS, e procurei com o meu dedo um lugar perto da onde eu estava, pois não aguentaria vê-lo daquela maneira. Vi um mini-hotel, na qual era mais um lugar fliperama, precisaria parar.

O locomovi e estacionei o carro ali, tirei o cinto e bati a porta, abrindo a de trás.

-Dak, venha...-não olhei para Jeon, apenas peguei devagar o braço do meu irmão que gemia ainda. Ele veio até mim com dificuldade, mas nem gostava de demonstrar isso.

Sai dali com ele ao meu lado e vi Somi e Jeon saírem do carro, fui até a entrada do estabelecimento.

-Olá, com licença...-vi um, meio que mecânico e tentei ser educada, mas ele me interrompeu.

-Não, não moça...Aqui não é nenhum tipo de curandeira não, nem parecemos-vi que a parte de dentro estava cheia, parecendo um bar, mas legal. Ele sacodia as mãos, tentando me expulsar.

-Mas...moço.-O olho confuso e precisava de ajuda

-não, Não!-diz continuando a me empurrar

Vejo a aproximação de alguém, era um garoto que parecia ter a minha idade, e também parecia ser mecânico, estava um pouco sujo e tinha o comando dali.Era...bonito.

-Espere!-manda o outro parar-Quem é você?-diz e eu o olho

-Meu nome é Mi-cha...percebi que aqui parece ser um hotel, meu irmão está machucado e só preciso de ajuda-digo, quase implorando-Eu tenho dinheiro-ele me observa, de baixo até em cima, e olha para a atrás de mim.

-Quem são aqueles?-me pergunta

-Estamos juntos com ela...sou Jeon Jungkook e essa é Somi.-Jeon falou, e eu continuei a olhar pra ele

-Tudo bem...Sou Ryan e cuido deste lugar. Temos quartos e comida, podem entrar...-disse, sem esperar nossa fala e entrando na frente. O segui com dificuldade olhando para Dak. Entrei e vi o quanto ali tinha de gente, algumas mulheres como garçonetes e homens cantando e se divertindo, achei legal.

-O que aconteceu com o seu irmão?-Ryan me olha ficando ao meu lado

-Ele, se envolveu numa briga...estávamos aqui perto-ele assenti

-Entendi-continua a andar-Vamos para o andar de cima, lá temos tudo o que você precisar para ajuda-lo-assinto, vendo que ele era gentil, e não tão ruim quanto parecia.

Subimos as escadas e eu olhava ao redor, vendo que ali era bem decorado e me lembrava filmes de cowboys.

-Bom, o quartos de vocês são basicamente grudados, mas só temos dois...-diz e eu assinto

-Que bom...-digo entrando já em um com Dak. Olho para Jeon que me olhava no corredor, junto com Somi-Fique com ela...-falo e deixo Dak sentado na cama.

Mi-cha off

Jeon Jungkook on

Ah, ela não estava fazendo aquilo. Não sei bem, se ela estava provocando, ou apenas com raiva de mim, com algo. Meu Deus, mas pra que isso?Aguentar Somi no caminho, não é fácil. Agora, ficar num quarto junto a ela.Vi a porta do quarto de Mi fechar e eu entrar com Somi em outro. O tal Ryan que estava falando com ela agora a pouco, disse que poderíamos sair a hora que quiséssemos, e que tinha varandas. Só assenti, nem um pouco interessado.

Jeon Jungkook off

Mi-cha on

Após deitar Dak, ele gemeu. Olhei pra ele, e fiquei com dó.

-Dak...-deixei minha bolsa ali, e lembrei das mochilas no carro.-Ah...por que?-o sondo e olho para seu rosto, no qual não havia machucado, mas ele ainda se contorcia. Com os olhos fechados.-Vai ficar tudo bem...eu só preciso-eu ia mexer no seu braço, e ele gemeu novamente

-M-Mi...-olhei com dó, e ver ele daquela maneira me partia e doía o coração.

-Você quer descansar e depois, eu te ajudo?-digo e vi ele gemer, entendi como um Sim e apenas me levantei tirando o meu casaco.-O que dói, Dak?-toco nas suas costas, e ele geme-Além daqui, mas aonde?-toco na sua cintura e ele geme novamente, assenti. Depois que ele descansasse, eu passaria algo nesses hematomas.

Me sentei vendo ele daquela maneira e olhei para o teto. Bufando.

Mi-cha off

Jeon Jungkook on

Me sentei na cama, enquanto Somi me olhava de longe. Eu queria estar no quarto junto a Mi-cha, mas ela não quis isso. Não sei se ela ficou no quarto com o irmão dela, apenas pelos os machucados que ele teve, que na verdade eu não sei o motivo. Ou, ela está fazendo pra provocar. Muitas hipóteses eu tinha em mente, mas não queria pensa-las.

-Kook...-Somi manhou do outro lado do quarto, a olho.–Meus braços doem...-ela diz, me levantei indo em sua direção.-Aqui...-aponta para seu pulso e eu vejo estar vermelho. Na verdade não sei, o porque.

-Por que está assim?-disse

-eles me prenderam muito forte...-assinto triste encostando na sua mão.-O que esta acontecendo?Por que estamos fugindo?-balancei minha cabeça

-É uma história bem longa, mas também não sei o verdadeiro motivo.-eu digo saindo de perto dela, mas ela segurou na minha mão, me virei.

-Eu fiquei preocupada, quando vi sua porta de casa aberta...-a observo-Eu chorei muito, pensei que alguém havia te sequestrado...pensei que iria te perder-por que ela estava falando aquelas coisas-Ter sua amizade é ouro, Jeon-me sentei na cama, ela riu fraco-Foi tão louco, eu fui no mercado e quando estava voltando, senti um pano na minha boca...Eu desmaiei, e acordei num quarto, homens gigantes me cercando e o pai de Mi-cha me fazendo perguntas-por longos segundos, minha mente se abriu e não sei o que aconteceu apenas congelei, com suas palavras.-Me perguntou se Mi-cha vinha muito na sua casa, ou se vocês tinham algo.-a olhei, me despertando-eu não respondi nenhuma, por que não sabia, mas fiquei nervosa e eles judiaram de mim. Amarraram meu pulso e me deixavam com fome...

Jeon Jungkook off

Mi-cha on

-Dak...-acaricio seu cabelo, e vi ele se mexer acordando-preciso te ajudar nisso...-disse. Passei pro banheiro e abri o armário que continha as coisas que eu precisaria.-Quer que eu te ajude?-vi sua dificuldade em se sentar, e fui ajudar ele. Ele se sentou com dificuldade, demonstrando cansaço.

-Onde estamos?-me olha, fazendo uma cara de dor

-Num mini-hotel que encontrei no caminho, é bem legal aqui...-digo-Tem bastante garçonete-ri e ele também-Onde dói?-ele encosta nas suas costas, assinto.-Preciso que tire, sua...-ele fez, sem esperar eu terminar. Dak era magro, mas tinha seus gominhos a mostra, retirou e me fez ver um grande vermelho na sua pele branca.-está bem vermelho, aqui!-encosto e ele geme

Mi-cha off

Jeon Jungkook on

-Jeon, agora que estamos a sós, preciso esclarecer algumas coisas...-ela diz, ainda sentada naquela cadeira.

-O que?-a olho cansado

-Você sabe que eu sempre gostei de você, né?-me olha. Ela estava tão estranha, não mais criança, como ela era antes.-Eu acho você bonito, atraente-disse me olhando

-Você já me disse isso, Somi...-digo cansado das mesmas coisas

-Eu sei Jeon...mas-ela se levanta-é uma coisa forte, uma coisa que eu não consigo esquecer e deixar de lado...meu coração bate acelerado, quando eu fico perto de você e...eu não consigo controlar-arfei, olhando para a mesma, que havia mudado a maneira de agir, mas não a de pensar.

-E você acha que eu...sinto o mesmo-ela umedece os lábios

-Sei que não senti...porque tento a anos isso, mas nunca consigo uma chance-fala-Eu só queria uma...pelo menos uma, eu juro que...vou tentar ser o que vai te fazer feliz-ela se aproximava, cada vez mais.

-Somi!Eu estou namorando, a Mi-cha!-ela parou, se distanciando

-Namorando ela?-assenti e vi ela abaixar sua cabeça-O que ela tem, que eu não tenho?Bunda?Peito?-dizia e eu revirei meus olhos-Em?Eu já tentei de tudo Jungkook!Já tentei de tudo, mas nada...dá certo!-ela se sentou e vi suas lágrimas aparecerem.

Eu não podia fazer nada, apenas não sentia nela, o que sentia por Mi-cha...era completamente diferente.

-Olha...-passo as mãos nos cabelos-Eu estou cansado, completamente...-ela me olha

-Você não vai falar nada...?-passo por ela, já acostumado no que ela era-Jeon-ela me puxa-eu te peço, uma chance!-faz 1 com o dedo, e eu balancei minha cabeça

-Não, Somi!Eu já disse...-ela fez cara de choro

-eu não vou desistir de você!Eu não vou!-fechei a porta.

Jeon Jungkook off

Mi-cha on

Comecei a passar a arnica nas costas de Dak, que gemeu, pelo produto ser gelado.

-Ah...Dói-ele arfa, e eu passava, com dó

-Calma...-passei devagar, depois o algodão. Passei a pomada na parte da costela, e enfaxei.

-Deite...-falo deitando seu corpo-Só relaxe...-ouço alguém bater na porta e eu fiquei pensando em quem era.-Espere, fica aqui...já volto-fui até ali e abri, vendo Jeon.

-Mi...-ele me olha

-O que foi?-digo olhando para ele, que parecia ter passando as mãos nos cabelos

-Quero conversar...-diz

-Eu...estou ocupada-olho pra trás, mas ele segura minha mão

-Olha, é rapidinho...-fala e eu assinto olhando em seus olhos. Saio dali, fechando a porta.-Que foi?-falo me virando, na mesma hora, ele me beija. Me separei.-O que você quer?-digo irritada

-Por que está assim?-balancei minha cabeça

-Não sei...-disse-Olha, o que você quer, fale logo...-arfei

-Apenas, tentando entender o que está acontecendo com você...-dou uma risada nasal

-ah, comigo?Por que, primeiramente em vez de você me entender, por que não entenda a si mesmo?-encosto no seu peito

-Como assim, em mim?-diz e volta a falar-Você que está estranha comigo...

-Tabom-disse, sem paciência-Era só isso?-falo e ele bufa

-Dá pra parar?-diz me olhando

-Parar com o que?

-De ser grossa...por que está assim?-ri

-Grossa?Eu?O que?-ele me olhava-Se eu sou grossa, então pare de ser mulherengo...-falei irritada

-Há, não acredito que você esta com ciúme-tenta tocar na minha cintura

-Ah...cala a boca Jungkook, que tal se divertir um pouco...-disse e iria sair, se ele não me puxasse para mais perto

-Pare com isso Mi-cha!-ele manha-Eu quero você...não quero outra mulher...-arfei, não conseguindo resistir, ao seu jeito de falar.-Você entendeu?-não respondi,e ele me encurralou na parede-Entendeu?-estava tão próximo. Respondi com um beijo cheio de desejo.-Gosto quando me responde assim...-fala entre um beijo, o que fez eu escapar um sorriso. Voltei a beija-lo e a deseja-lo, sua língua brincava com a minha e sem dúvida estava com saudades daquilo.

Me separei ofegante, mas não desgrudei nossos rostos, fiquei ouvindo nossas respirações descompensadas. Sorri por final e iria sair dali.

-Mi...eu preciso ficar no mesmo quarto que você...-diz me olhando

-e eu preciso cuidar do meu irmão...-digo e ele faz bico-Por favor...-ele assenti triste. Entrando no quarto.

(...)

Após ficar um bom tempo trancada naquele quarto, junto ao meu irmão que havia voltado a dormir. Fiquei entediada e resolvi descer lá embaixo, sozinha?Sim!

Fui até minha bolsa, na qual eu tinha deixado meu vestido e comecei a coloca-lo. Estava saindo e ouve um Fail muito grande, quando vi Jungkook e Somi sair juntos.

-O que?-falo confusa-Vocês vão pra onde?-Somi me olha

-Iriamos descer, ia te chamar agora...-fala Jeon. Somi ainda me secava e Jungkook fazia leitura labial com “Você está muito gostosa” “Linda”. Ri e olhei pra garota que estava na minha frente.

-O que foi?-ela nega

-nada, só gostei do vestido...-assinto

-Vamos?-Jungkook diz e eu assinto, Somi foi primeiro e recebi um tapa na bunda forte de Jeon.-Linda...-sorri

Descemos e lá estava ainda mais cheio, muita gente dançando e cantando. Afinal, se divertindo.

-Dak-Ho...não vem?-Somi diz e eu balancei minha cabeça, negando. Continuei a olhar o ao redor. Encantada.

Somi terminou de descer a escada, e fomos até o Barman, vi Ryan de longe, e ele sorriu ao nos ver descendo. Acho que Jungkook não gostou daquilo, pois apertou minha cintura. Arfei.

-Vocês vão querer o que?-Somi pergunta

-Eu não quero-digo, fazendo um não.

-Eu também não...-Jeon diz, e ela nos olha confusa. Ela pede e toma, enquanto nós víamos uns jovens cantando no palco.

Jeon passava a mão na minha cintura e brincava por ali, enquanto eu ouvia outro cover começar. Agora era umas 2 garotas que cantavam “No More Sad Songs”. Estava dançando por ali e me divertindo, eu não fazia isso, quando estava perto do meu pai, e também quando fui, deu ruim;

 O membro de Jeon roçava na minha bunda e eu arfava, víamos já Somi dançando alegre na frente de alguns garotos da sua idade e eu e Jeon já estavamos a sós.

-Mi...-ele sussurra, e eu o olho-vamos subir?!-ele me olha e eu assinto, já sabendo o que ele queria. Ele me puxou e eu o segui. Após subirmos as escadas, fomos nos beijando e as vezes batíamos nas paredes dali. Sem mais, empurrei ele contra alguma porta que estava aberta. Percebi ser o quarto do faxineiro, por ter vassouras, panos e um cheiro bom.

-Hum...-ele voltou a me beijar, enquanto fechava a porta com o pé. Acaricio seus cabelos, e puxava seus fios loucamente. Ele me atacava com seus lábios grossos e eu gemia por ser gostoso.

Sua mão subiu de trás na minha coxa, até a minha bunda, a apertando forte.

-Ai Jeon...-apertava cada vez mais. E eu podia sentir que ficaria a marcar de sua mão, de tão forte que ele apertava.

Seus beijos paravam e se transformavam em chupões, por enquanto que eu desfazia os botões da sua camisa, que não demorei pra jogar em qualquer canto.

-Hum...-ele voltou a manhar e eu desabotoava sua calça, desci seu zíper e encostei no seu membro por cima do tecido.-Humm...mi-ele dizia no meu ouvido, enquanto sua mão subia,mas não tirava meu vestido.-Own...tão gostosa, me vira fazendo eu ficar de costas para o mesmo. Com seu membro voltando a roçar ali por trás.

Sussurrava coisas impuras e mordia meu lóbulo, deixando sua respiração no meu ouvido. Foi tirando aos poucos minha calcinha rosa, que sem mais eu percebi estar no chão.

Ele tocou na minha intimidade, fazendo meu corpo se eletrizar por inteiro, apertou mais sua mão e a acariciou, continuando a falar suas palavras que eram como drogas.

-jeon...-toquei nos seus cabelos, e o mesmo colocou um dedo, fazendo eu gemer-Own...como e-estava com saudades dis-sso...arfei e senti o 2°-J-Jeon...ah

-Mi...juntou mais meu corpo ao seu-tão linda...-já sentia que estava molhada, e ele também. Tocou e colocou aquilo na boca, provando.-Oh-ele me estocou na mesma hora, fazendo minhas mãos na parede, serem o apoio.

-Oh daddy...-gemi enquanto meus dedos se fechavam e ele me penetrava, segurando minha cintura-Aw...

Continuamos naquilo, basicamente no quarto do faxineiro e ele me fodendo completamente.

-M-Mi...-ele parou, se masturbando na minha frente, vejo aquilo-seu leite já vai sair-continua e sem mais eu vi, me agachando e lambendo aquilo tudo.

Chupava aquilo e ele me olhava ditando os movimentos, movimentando minha cabeça.

-Own...-vi sair mais, o que eu chupei, sem deixar cair nada

-Own...oppa, é salgado...-me levantei e ele voltou a me estocar, só com minhas palavras. Me estocava ainda mais e meu Deus, como alguém poderia ir tão fundo.

-Mi-c-cha...seje uma boa g-garota...-tocou na minha cintura e batia na minha bunda

-Ownn!!Jeon!-gritei, enquanto ele batia mais, sem dó-Jungkook...-sem mais, gozei e ele também, eu senti seu liquido dentro de mim, me preencher. Cai, por cima dele e podia sentir sua respiração falhada.

(...)

Estava no quarto completamente exausta, depois disso. Jeon foi tomar um banho e eu estava olhando o pequeno quarto. Vi ele sair com um roupão, e sorrir pra mim, fiz o mesmo. Eu estava parecendo uma gata se espreguiçando na cama, por inteiro.

-Satisfeito?-sorri

-Por mim, teria mais...-disse ameçando tirar seu roupão, sorri pervetida-Fica tão sexy gemendo...parece uma gatinha, pedindo leite-tremi com sua fala

-Só meu daddy, sabe como gosto do meu leitinho...-manhei, rolando na cama

-Bem quentinho...-sorri, assentindo-E se não é uma gata, parece um bebê, querendo mamar o tempo inteiro.

-ainda bem que você sabe, oppa...-o olhei se trocar.

Ele me olhava e sorria algumas vezes. Como me apaixonei por ele tão rápido, é incrível. Seu sorriso, foi algo completamente automático. Alguém sabe o porque ele estava naquele hotel na mesma noite que eu. E minha primeira relação, foi com ele, e foi especial.

-Amor...-ele já estava na minha frente, me despertei

-Sim-disse olhando para o mesmo, que agora já tinha colocado sua camisa preta e continuava de box.

-O que foi?O que tanto pensa?-diz me olhando, me arrumei, ficando de joelhos.

-É que...você, entrou na minha vida, tão rápido...e, é incrível como é importante pra mim, eu te amo muito...pra fazer algo contra o que meu pai quer-ele levanta minha cabeça

-e eu também te amo muito, pra fazer algo que aquele louco, com muito respeito, quer...-diz-Você é umas das coisas mais importantes, a 1°são os meus pais-me toca ainda olhando nos meus olhos-Se algo acontecer com você, não vou me perdoar-assinto

-também...-toco nas suas mãos grossas-e eu vou até o fim, se for preciso-ele assenti

-eu também...-engulo em seco.

(...)

Já estava deitada com ele, e conversávamos...sobre várias coisas. Aleatórias.

-Jeon...-nossas mãos cruzavam e aquilo é tão bom-Seus pais eram como?-eu não queria tocar neste assunto, por Jeon ser sensível nesta parte...mas ainda fiz

-Eu não me lembro direito, porque pedi eles muito cedo...mas eles eram tudo pra mim, além de serem super divertidos e legais.-sorri

-Imagino...minha mãe era única também, divertida, linda e muito amiga-deixei um sorriso escapar-o que resta é saudade, mas nunca soube o real motivo, por ela ter falescido-ele brinca com minhas mãos

-Ah sim...por que era amiga?-disse me olhando

-Eu e ela fazíamos coisas de menina, conversávamos e eu me divertia muito...perdi ela cedo e meu pai nunca me contou-disse e vi ele beijar o topo de minha cabeça-Mas, ta tudo bem...essas coisas acontecem e tendem a passar...-arfei com minha fala.

(...)

Acabei por dormir com tantas das conversar e acordei com a luz do sol, no meu rosto.

Vi Jeon me observar, já acordado. E acariciava meus cabelos.

-Bom dia...-diz, havíamos dormido no quarto onde Somi e ele estavam e provavelmente Somi, ficou no andar de baixo ou em outro lugar.

-Bom dia...-beijei sua mão que me acariciava. Nos olhávamos, e ele me dava pequenos e leves selinhos. Esse sem duvida eu quero acordar com ele, assim todos os dias. Se puder.

Lembrei de Dak e me sentei na cama, como ele estaria...talvez melhor?!Pode ser.

-Que foi?-o olho

-Meu irmão...-digo passando a mão no meu cotovelo

-Ah...-ele fala-Vou pedir o café...tabom?-assinto e ele se levanta me dando um beijo na testa

Olho ao redor e me agilizo.Teria que comprar um celular novo, pra mim e Jeon. Bom, Dak tacou o meu na parede e eu joguei o de Jeon no mato...então.

(...)

Já havia me encontrado com Dak, que pareceu melhorar, o que eu estranhei era que ele estava no mesmo quarto que Somi, e ela havia “dormido” com ele. Eu não quero nem saber no que isso vai dá. Tomamos nosso café e fomos de encontro ao carro. Pagamos o 1° dia para Ryan, que nos perguntou onde estávamos indo e eu disse que iriamos “passear”, ele só assentiu e nós entramos no carro.

No caminho coloquei uma música, mesmo não estando feliz, pois precisaria na volta falar com Dak, em variados assuntos. Ele ia atrás com Somi, e Jeon comigo na frente.

CONTINUA


Notas Finais


CONTINUA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...