1. Spirit Fanfics >
  2. Submissa do Meu Alfa >
  3. Uchiha District

História Submissa do Meu Alfa - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


LEIAM AS NOTAS FINAAAAAAAAAAIS !!
- Em negrito no nome deles, é a narração pelo olhar de cada um
- Em negrito e itálico, é o pensamente deles no meio da narração
- Em itálico, são visões e narração do passado
Estou amando os comentários, amando que vocês estejam gostando, então sem enrolações senão vocês me batem :)
*espero que entendam a referência*
***ESTOU ESCREVENDO MAIS 4 HISTÓRIAS, ENTÃO CASO ATRASE UM POUCO, SORRY***

Capítulo 3 - Uchiha District


Povs Sakura

O dia passou em câmera lenta, eu evitava cruzar com Sasuke com qualquer pessoa, eu estava fervendo, atordoada, como ele pode dizer aquilo e sair andando como se tivesse dito "bom dia". Como ele acha que eu vou sair de casa ? A lentidão que o dia corria, era sufocante, eu só queria ir embora, eu não conseguia prestar a atenção nas aulas, eu spi lembrava do que ele tinha me dito "22h no Distrito Ichuha", será que ele sabe como é longe ? Afastado da cidade ? Por Kami, esse homem me enlouquece. Assim que escutei o sinal, eu sai em desparada da escola, estava enjoada e faminta, dali para minha casa era relativamente perto, uma breve caminhada, poderia ser tranquila, porém, havia um pequeno tormento na cabeça, pensava naquilo enquanto preparava algo para comer, já meus pais para variar, não estavam em casa. Porque eu sentia ele daquela forma ? Como se fosse parte do meu sangue ? Tudo bem que tecnicamente ele era, mas não era apenas por isso, porque todo mundo falava que eu era diferente ? Porque todos lobos e lobas se sentiam atraídos por mim ? Pensava nisso tudo enquanto comia, assim que terminei, levantei, fui até a cozinha limpar tudo e subi pra deitar um pouco na minha cama, aquele enjôo estava me incomodando, mas não ao ponto de vomitar, eu sentia como se fosse explodir, a cada minuto que o ponteiro marcava, ela um tiro em minha ansiedade, levantei e me arrumei rapidamente, em poucos minutos estava pronta .. 21:00 .. ta na hora .. Será que ele já tinha chegado com casa ? O que ele estaria fazendo ? Me pergunto porque ele está fazendo isso. Respiro fundo, pego minha mochila,  com as minhas coisas e meu uniforme, caminho sorrateiramente até a porta da varando do meu quarto abrindo e torcendo para meus pais estarem dormindo, subo no telhado e em passos leves desço pela sacada igual gato até chegar ao porta principal da casa, só que do lado de fora, ainda descalça com a sapatilha na mão, me analiso pelo reflexo em frente a porta de vridro, eu estava bem, com um vestido preto, apertado até a cintura e solto na altura dos joelhos, arrumo meus longos cabelos e minha franja, dou uma última checada e sigo em direção a rua. Ao chegar na esquina, acelero minha velocidade, pois se continuasse andando como um beta, eu nunca chegaria ao distrito Uchiha a tempo, senti minha loba inquieta por conta da Lua, ao olha-la percebi como ela estava bonita, atraente, chamativa, convidativa, fazendo com que meus canino se alongassem. Peguei meu celular pra mandar uma mensagem pra minha mãe avisando que eu estava indo pra Ino, e uma pra Ino avisando ela pra concordar caso minha mãe perguntasse, quando estava guardando, recebi uma mensagem dele.

"Espero que esteja vindo com o seu uniforme e suas coisas" 
                                                               S.U

Sorri ao ler aquilo, e guardei meu celular, as ruas era iluminadas pelos postes e pela luz da lua, não tinha tantas pessoas passando igual tinha de manhã, nem tantos carros, um vento forte passou por mim e eu senti um leve arrepio, cruzei meus braços em frente ao corpo, respirei fundo e segui em frente, o mais rápido que eu podia, sentia gotas finas caírem sobre mim, não estava forte, continuei andando enquanto a chuva engrossava um pouco, até chegar ao distrito uchiha. Me encontrava em frente a casa de Sasuke, travada, ansiosa, ensopada pela chuva e quando ia bater na porta, ouvi uma voz vindo de dentro.

— Entra Sakura - ouvi a voz grossa e grave de Sasuke

Ao abrir a porta e entrar, me deparei com a sala toda escura, apenas a lua iluminava aquele lugar, eu me sentia quente, apensar de ter me molhado na chuva, sentia ele próximo a mim, mas não o via. O que ele pretendia ? Porque me fez vim até aqui ? O que ele quer de verdade ?

— Bem na hora - ouvi novamente sua voz, mas não o via - Quer alguma coisa ? - perguntou e eu consegui achar ele, estava encostado na bancada da cozinha, apenas com uma calça de moletom
           — Uma toalha, peguei chuva no caminho para cá - disse encarando os olhos vermelhos iluminados pela lua
             — Venha - me chamou subindo as escadas em direção ao segundo andar

Segui Sasuke que fazia todo o caminho calado, como se eu não estivesse ali, entramos em um ambiente que eu conhecia muito bem. Era seu quarto, eu reconheceria esse cheiro de longe. Ainda tinha meu cheiro empreguinado nele, na cama dele, e isso me fez lembrar da primeira vez que eu estive aqui, da nossa primeira vez, da minha primeira vez.

— Sasuke ? - chamei enquanto ele me entregava uma toalha 
            — Sim - respondeu sentando na beirada da cama 
            — Porque eu ? - perguntei enquanto secava meus longos cabelos rosas
          — Isso é história pra outro dia minha Luna, hoje nós vamos nos divertir um pouco - disse olhando pela janela do quarto observando a lua que iluminava o ambiente
          — Eu pensei tanto nesse corpo - disse o abraçando por trás e rasgando sua camisa - pensei tanto em você Sasuke, você não faz ideia - falei enquando alisava seu abdômen desnudo cravando minhas unha e marcando por onde minha mão deslizava
        — Espera, pra que tanta pressa ? - disse se virando para mim - Hoje você vai aprender que não adianta - falou beijando meu pescoço - você é só minha, só responde a mim - falou rasgando meu vestido 
        — Sasuke, como eu vou embora ? - perguntei assustada
        — Vem Sakura - disse me puxando para fora do quarto

Povs Sasuke

Era quase uma tortura esperar Sakura chegar, eu poderia imaginar diversas maneira de castigar ela, mas no momento, minha intenção é outra, matar tanto o meu, quanto o tesão incansável dela, só ela vai apreder que não se substima um Alfa, principalmente um Alfa Supremo como eu. Eu podia sentir o cheiro dela a quilômetros de distância, ela iria pegar chuva, aquilo não era bom, intensificava seu cheiro quando ela ficava molhada, e não to falando só no sentido figurado, ela por natureza já tem um cheiro forte, sempre teve, desde criança, agora que finalmente descobriu que é uma Ômega, minha Ômega, minha companheira, minha marcada, minha Luna, o cheiro dela se intensificava mais ainda por conta da nossa ligação. Ela estava perto, tão perto que eu podia escutar seu coração batento em ritmo acelerado, eu gostava de saber que provocava essa sensação nela, nas outras eu não me importo, mas nela sim, aaaaah como eu gostava, aspirei o ar e pude perceber que ela estava parada na porta da minha casa, a mandei entrar, e aqueles olhos em um verde vivo, mais verde do que naturalmente são, eu conheço aquele olhar, olhar que só eu desperto nela e hoje ela iria perceber isso. Olhei rápidamente para o relógio, enquanto ela me pedia uma toalha, aaaah se ela soubesse como ela é perfeita até molhada, ignorei e mandei ela vim, lhe dando as costas e subindo, e assim ela fez. No meio do caminho ela me abraçou, rasgando minha blusa e cravando suas unhas em meu abdômen, arranhando sem pena, aquilo iria ficar marcado, uma submissa possessiva, eu ganhei na loteria, me virei beijando seu pescoço, ela gostava daquilo e aproveitei pra rasgar aquele vestido, se eu fosse qualquer moleque, iria impedir Sakura de usar, mas eu gosto de saber que os outros lobos cobiçam o que é meu e não podem ter. Andava com Sakura pelo corredor longo e escuro, em direção a única porta que eu mantinha trancada, posso sentir a ansiedade de Sakura tomando conta dela a cada passo que nós damos. Paramos em frente a porta do quarto, eu retiro a chave do bolso da minha calça, coloco na fechadura e abro a porta dando espaço para Sakura entrar.

— Entra - Sakura obedece assim que eu a mando entrar

Antes que eu acenda as luzes, senti uma criatura pequena pulando em mim e me beijando, ela parecia desesperada, não foi como da última vez, foi mais intenso e longo, chupei sei lábio inferior e pude ouvir um gemido misturado com um rosnado, minha respiração acelerou quando suas unhas foram de encontro as minhas costas nuas. Consegui interromper o beijo com muito sacrifício e pude ouvir um gemido resmungão saindo dela.

— Sakura -  disse enquanto ela desfilava beijos pelo meu pescoço ganhando a sua atenção - Desce - disse sério encarando aquele par de jóias verdes que ela chamava de olhos, o lobo que recebesse atenção de uma mulher como ela, com esses olhos, tinha ganhado na loteria, felizmente era eu
            — O que ? Porque ? - perguntou me encarando com aquele par de olhos verdes
           — Não vou falar de novo - disse encarando firme aqueles olhos

E assim ela fez ..

— Me responde uma coisa Sakura ? - perguntei enquanto andava em direção a uma prateleira e Sakura me olhava seguindo cada passo que eu dava
         — Sim - respondeu Sakura enquanto dava leves passos em direção a prateleira tentando observar o que tinha nela
          — O que passou na sua cabeça quando agarrou o Lee ? - disse enlaçando a mão na sua cintura por trás - O que você pensou quando beijou o Kiba ? - disse a prensando na parede mais próxima
          — Não sei - respondeu Sakura arfando quando apertei sua cintura desnuda 
      — Aaaah, você não sabe ? - eu disse me prensando contra ela, apertando mais firme a sua cintura, escutando um breve gemido dela, é disso que eu gosto, desse poder que eu tenho sobre ela - Você achou mesmo, que eu deixaria outro homem tocar em você ? - perguntei enquanto escorregava uma por suas coxas e apertando - Quero uma resposta Sakura - disse sorrindo ao ouvi-la respirando fundo - Não vai me responder ? - disse agarrando seus longos cabelos pela nuca com a minha outra mão livre - Já que é assim, então eu vou atrás da minha resposta mesmo - disse a virando para mim, selando nossos lábios em um beijo avassalador e ouvindo um gemido curto e abafado, tocando seu clitóris por cima da calcinha - Aqui está minha resposta Sakura, você está totalmente rendida por minha causa, é assim que eu gosto - disse fazendo movimentos circulares - Eu sabia que você estava molhada Sakura, mas você não faz ideia de como eu estou me controlando, você aqui, assim, é tão excitante - digo logo em seguida mordendo sua orelha 
         — Sasuke - disse Sakura firme quando eu parei e a puxei 
         — Venha Sakura - disse - Eu nunca mostrei isso pra nenhuma outra - disse acendendo a luz 
         — Cassete .. - ouvi Sakura sussurrando olhando ao redor por todo o quarto

Povs Sakura

Cassete, pensei comigo. Nas paredes tinha estantes de madeira escura envelhecida com várias mordaças, algemas de metal e couro, ao lado diversos chicotes pendurados, tinha cômodas com maçanetas dourada, por dentro tive vontade de abrir e vê o que tinha por dentro, observei todo o quarto com uma certa curiosidade, fui em direção aos chicotes, analisando e passando o mão com cuidado, a cama preta enorme se destacava com a seda preta, o sofá de camurça vermelho, uma cama de metal aparentemente presa no teto, eu estava assustada com isso tudo e aparentemente curiosa. Nunca pensei que Sasuke gostasse desse tipo de coisa, muito menos desse tipo de sexo, e só de imaginar o que ele poderia fazer comigo, subiu um calor entre as minha pernas percorrendo todo meu corpo.

— Você quer usar isso em mim ? - perguntei me aproximando dele
           — Sim - Sasuke respondeu e automaticamente senti meu rosto corar 
         — Como ? Me amordaçando ? Me batendo ? Me amarrando ? Me batendo com um chicote ? - perguntei encarando seus olhos tão escuros quando a noite
          — Também - Sasuke respondeu à uma distância muito perigosa para nós dois
         — Vai doer ? - perguntei fechando os olhos e sentindo a ponta de seus dedos deslizarem por meu ombro e pousarem em cima da mordida que ele havia me dado
       — Minha Luna, eu nunca machucaria você - disse segurando meu rosto me fazendo encarar seus olhos antes escuros como ônix, agora vermelhos como sangue, eu amava ele me chamando assim - Mas aqui dentro e lá fora, eu quero obediência total, quero você totalmente submissa a mim, só a mim. Não quero te privar da sua liberdade, das suas escolhas, da sua vida, mas eu sou seu Alfa e você é MINHA ômega, eu não quero meninos tocando no que é meu, você não sabe como eu me controlei para não partir o Lee e o Kiba no meio quando você os beijou, você não faz ideia de como eu me controlei para não te arrastar dali e te dá umas boas palmadas nessa bela bunda branca - disse Sasuke me fazendo ficar sem reação com tudo o que ele disse 
         — Você quer me dar palmadas Sasuke-kun ? - disse sentindo meu rosto corar e observei um sorriso travesso surgir nos lábios de Sasuke
            — Quero dar muito mais do que palmadas nessa bela bunda branca - ele disse me virando bruscamente de costas para ele, puxando meu cabelo pela nuca, dando um tapa estalado em minha bunda
             — Aaah - deu um gritinho ao sentir a ardência nela 
          — Eu sei que você gosta Sasuka - sussurrou em meu ouvido - Eu sei que você ta molhada - ele disse deslizando a mão pela minha barriga e alternando com as minhas coxas
             — Hmmm - soltei um leve gemido apreciando aquela sensação boa

Povs Sasuke

Era um alívio vê que Sakura não saiu correndo e que estava disposta aquilo. Cobri Sakura com um robe preto e a deixei exatamente aonde estava, fui até as prateleiras do canto, e peguei meu chicote favorito, porém, nunca utilizado e uma algema de couro.

— Linda, linda, linda - disse observando Sakura que observava todos os meus movimentos - Sakura, preste bem a atenção - assim que eu disse vi seus olhos verdes se abrirem mais, dando toda a atenção apenas para mim - Lembre-se, se eu passar do limite, machucar você, diga "preto", entendeu ? - perguntei 
          — Sim - ela disse afirmando com a cabeça
          — Sim o que ? - perguntei novamente
          — Sim meu Alfa - ela respondeu, agora sim

Coloquei as coisas em cima da cama e fui novamente em sua direção, retirei seu robe, deixando - a apenas de calcinha e a virei de costas pra mim.

— Toda vez que virmos para cá, eu quero você exatamente assim, entendeu ? - disse fazendo uma trança em seu cabelo
           — Sim Alfa - ela respondeu 
         — Olha para baixo - ordenei e ela obedeceu - Você é tão linda Sakura, não tem noção do quanto é linda - disse passando minhas mãos por seus ombros - Fique de joelhos - ordenei e novamente ela obedeceu - Uma mão sobre a coxa e a outra acima da cabeça - ordenei mais uma vez

Fui até a cama, peguei o chicote e as algemas, joguei as no chão e percebi quando Sakura se assustou

— Sabe Sakura .. - comecei dizendo enquanto passava a ponta do chicote pela suas costas fazendo com que ela se arrepiasse - eu espero a muito, muito, muito tempo por isso - disse passando ele agora por seu pescoço descendo pelo seu braço até a palma da sua mão - Doeu ? perguntei aguardando uma resposta
           — NãoAlfa - respondeu ofegando levemente 
           — O medo é psicológico Sakura, levante-se - disse e ordenei mais uma vez e assim ela fez

Assim que ela levantou, a direcionei para deitar na cama a sua frente

— Levante os braços - assim ela fez, algemei suas mãos nas pontas da cama - Não se mova - disse me afastando para buscar outro chicote. O deslizei por todo seu corpo e logo após bati em suas coxas ouvindo um gemido vindo dela - Quer mais ? - perguntei novamente deslizando pelo seu corpo 
          — Sim Alfa- Sakura disse com a voz rouca e bati mais uma vez antes de pegar o chicote antigo 
          — Abre a boca e bota a língua para fora - assim ela faz

Passo o chicote por sua língua deixando molhado e assim que retiro ela fecha a boca. Deslizo ele por sua intimidade e pressiono levemente em seu clitóris, recebendo um gemido como resposta, faço leves movimentos circulares enquanto pressiono uma vez ou outra, fazendo Sakura gemer mais alto, escuto um leve grito vindo dela quando bato levemente com o chicote em sua intimidade, jogo ele no chão e subo na cama afundando a ponta dela. Me aproximei dela, distribuindo beijo pelo seu pescoço, podia ouvir os leves gemidos que ela dava e a ansiedade que ela sentia esperando por aquilo, a beijei em um beijo quente, desesperando, com um misto de sentimentos, sem me separa dela, desci a minha mão até sua intimidade, fazendo com que ela se arqueasse ao toque, massageava seu clitóris inchado lentamente, queria prolongar bastante essa noite, passava meus dedos por toda sua intimidade, enquanto beijava seu pescoço e apertava e levantava sua coxa com minha outra mão, os geminos calmos foram substituidos por gemidos ferozes, os olhos antes verdes normais, estavam mais verdes, a sanidade agora já não existia mais.

— Alfa .. me solta - implorava ela
           — Não - disse mordiscando seus seio 
           — Aaah - gemia descontroladamente ao sentir o orgasmo que estava por vim 
         — Eu poderia deixar você acorrentada nessa cama e te chupar a noite toda Sakura - disse me ajeitando entre as pernas dela 
           — Sa-sasuke-kun - gaguejou Sakura me chamando
           — Como que é que é ? - disse dando um leve tapa em sua intimidade
          — Alfa, por favor, por favor - ela implorava para que fodesse ela com força, de maneira selvagem como a nossa natureza.

Distribuia leves lambidas nela, mas logo se tornou um oral faminto, chupava como se minha vida dependesse daquilo, ouvia Sakura gemer, suplicava, chamava meu nome, já não tinha mais regras, era apenas eu e ela, ela se contorcia na cama, se tivesse um pouco mais de força, ela quebrava as algemas. Seu corpo tremia em êxtase. Não dei tempo dela se recuperar, o cheiro dela empreguinado no meu quarto, na minha cama, no meu corpo, me fazia perder a cabeça, rapidamente soltei as algemas dos pés dela as jogando no chão, e fiz a mesma coisa com as das mãos, a beijei novamente e sua mão livre se afundou em meus cabelos, suas pernas dobravam ao meu lado, me aconchegando melhor, ela estava pronta e sedenta por aquilo e eu também. A penetrei por inteiro com força, sem aviso, sem calma, sem cautela e isso resultou em um longo gemido uníssono, agarrei sua cintura com minha mão e ela enlaçou suas pernas na minha, as unhas de Sakura arranhavam minhas costas com vontade, ela gemia enquanto mordia o lábio deixando seus caninos amostra.

— Você cheira tão bem - falei aumentando a velocidade das estocadas

A cabeceira batia contra a parede em curtos intervalos, o suor escorria pelas nossas testas, as cobertas espalhadas e amassadas pela cama, gemiamos sendo levados pela sensação de alívio que estava por vim para ambos, estocava com força, e quando mais rápido eu ia, mais ela me esmagava por dentro. Rosnava mordendo
seu ombro, aonde eu já tinha deixado marcado e Sakura rosnava deixando o pescoço a amostra, praticamente me implorando em silêncio para morder, Sakura apertou mais ainda suas pernas em mim, ela estava prestes a me atar junto a ela de novo, estremeci em cima de Sakura, ouvindo ela gemer meu nome mais alto e ter espasmos se apertando mais contra mim, sem pensar duas vezes mordi seu pescoço enquanto ainda estava dentro dela, não que eu quisesse, mas era incontrolável, atar a ela, era uma sensação surreal, tanto pra mim, quanto pra ela ..

..


Notas Finais


Segurem as lobas e os lobos interiores de vocês porque o capítulo ta dividido em 3 partes, senão ia ficar muita depravação em um capítulo só e o Spirit ia me dar uma comida de rabo. Ainda tem muita coisa pra rolar só nessas 3 partes, jantarzinho, visita surpresa, descobertas, mais sexo, já tenho 8 capítulos pronto, porém, estou tentando não soltar tudo de uma vez, sempre revisando e mudando diversas coisas .. espero que tenham gostado, críticas e sugestões podem me mandar na caixinha de mensagem, eu analiso tudo e até breve :*

XOXO ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...