História Submission -JIKOOK- - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7
Personagens Jackson, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Yugyeom
Tags Babyboy, Bangtan Boys, Bdsm, Bts, Daddy, Fanfic, Gay, Hot, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Lgbt, Sex, Yaoi
Visualizações 168
Palavras 1.053
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 21 - Cap.21 -Novas regras


Quando o Dong San morreu, Jungkook se viu totalmente incapaz de fazer qualquer coisa, principalmente de assumir a empresa de seu pai. Ele se depressiou, e não possuía mais vontade de manter a própria vida.

Uma semana após a morte de Dong San, Yugyeom prometeu a Jungkook que o ajudaria na organização da empresa, e dessa maneira os dois se aproximaram. Jungkook se sentia bem ao lado de Yugyeom, e desde então começaram um novo relacionamento, o que contribuiu para a administração da empresa, pois Yugyeom sempre teve uma boa classe nos empreendimentos, e ao lado de Jungkook, o comando da empresa cresceria muito.

Mas em alguns meses, Jungkook se viu sufocado, e não conseguia sentir mais nada por Yugyeom, e sendo assim não queria iludir o mesmo. Jungkook não queria um relacionamento à base de negócios, ele queria um relacionamento à base do amor, pois somente assim, ele poderia ser feliz.



dias atuais •


ㅡ Temos que terminar de organizar as planilhas Tae. ㅡ falei sorrindo para Taehyung, que se embolava todo ao somar as contas.

ㅡ Ainda temos tempo Jimin, calma!

ㅡ Não temos tempo, daqui a pouco dá 18:00, e precisamos fechar a loja. ㅡ dei risada, pois as tentativas dele eram falhas.

ㅡ Não fica rindo de mim, vem me ajudar.


Comecei a rir, e me sentei ao lado dele, e ali eu fiz todas as contas do mês, mostrando a ele como era a organização correta das planilhas e dos documentos.

ㅡ Aprendeu? 

ㅡ Aprendi Sr.Park Jimin! ㅡ ele fez uma incenação e sorriu.

ㅡ Não me chame assim, é estranho... ㅡ dei risada e logo em seguida ele riu também.

ㅡ Então... sobre o convite que eu talvez tenha feito, você talvez aceite?

ㅡ Hum... que balada seria? ㅡ falei sorrindo de canto.

ㅡ Qualquer uma! Eu conheço várias.

ㅡ Então você marca um dia, e me convida, ai eu posso aceitar!

ㅡ Que tal amanhã a noite, depois do trabalho? Podemos ir direito daqui.

ㅡ Irei checar minha agenda e falo com você... ㅡ falei em um tom irônico, dando risada e ele riu também.


Continuamos conversando e nem vimos a hora passar. Já eram 18:07, e então fomos fechar a loja. Guardei todas as coisas, e o Tae terminou de limpar tudo, nós saímos e fechamos o estabelecimento.


ㅡ Me fala se sua agenda não estiver cheia, ai eu te convido para sairmos.

ㅡ Falo sim! ㅡ nós rimos.

ㅡ Boa noite Jimin, foi muito bom o dia de hoje!

ㅡ Boa noite Tae, eu também achei que foi muito bom!

Eu sorri para Taehyung, e nos abraçamos, logo depois, ele saiu andando e foi embora. Eu no entanto, permaneci em pé, esperando Jungkook em frente a loja.


ㅡ Não gosto daquele garoto. ㅡ ouvi a voz de Jungkook soar gravemente atrás de mim.

ㅡ Você não pode falar me olhando? Me causa arrepios quando chega assim.. ㅡ sorri fraco.

ㅡ Entenda Jimin... nem sempre as coisas serão como você quer. 

ㅡ Não precisa falar assim também.

ㅡ Preciso falar igual o seu amiguinho? 

ㅡ O que é que você tem em Jungkook?

ㅡ Você acha que eu não ouvi Jimin? Não sou idiota, vai sair com ele?

ㅡ E-eu... ele, é... N-não é isso. ㅡ meu corpo tremia e o olhar de Jungkook se formou sério em mim.

ㅡ Entra no carro Jimin.


Fomos assim o caminho todo, em silêncio. Ele nem ao menos me olhou, não disse uma palavra, e eu estava ficando impaciente com todo aquele silêncio.

Entramos no seu condomínio, e ele continuou sem me olhar, apenas sentou no sofá e ligou a televisão.


ㅡ Não vai falar nada? ㅡ me sentei ao seu lado, e olhei pra ele, mas ele continuou focado na televisão.


ㅡ Jungkook me responde!

ㅡ Sobe pro quarto Jimin e toma seu banho.

Ele respondeu sério, e eu apenas me levantei, subindo as escadas e indo direto para o quarto.

Tirei minha roupa e tomei um banho bem relaxado. Troquei de roupa e desci para a sala.

Quando cheguei na sala, Jungkook estava em pé no balcão da cozinha sem camisa, apenas com a calça social.


ㅡ Está com fome? Eu posso pedir alguma coisa.

ㅡ Coma você, perdi o apetite. ㅡ ele respondeu seco, ainda sem olhar pra mim.


Jungkook se sentou no sofá e ficou apenas olhando para a televisão, sem ao menos ter interesse no programa que estava passando. Fiz algumas perguntas e ele apenas me respondia seco, ainda sem olhar nos meus olhos.

Me sentei ao lado dele, e deitei minha cabeça sobre o seu peito.


ㅡ Faz carinho em mim Jungkook?

ㅡ Acho melhor você sentar no tapete Jimin.

ㅡ Jungkook... por favor. ㅡ falei com uma voz fofa e ele me olhou, pude ver a seriedade em seus olhos.

ㅡ Vai Jimin!


Me levantei do sofá e sentei no tapete, enconstando minha cabeça no couro do acochoado. Em minutos depois, Jungkook se levantou e desligou a televisão, e eu vi ele subindo as escadas, sem olhar pra mim, subiu direto e bateu firme a porta do quarto.

Ele não me olhava, me respondia seco, e estava me ignorando completamente. Eu estava praticamente sozinho naquela casa, mas não ia deixar ele fazer isso comigo. Eu sei que errei ao "aceitar" um convite, ou não ter contado a ele. Mas ele não pode simplesmente me ignorar.

Ele vai me ouvir, e ele vai falar comigo.


ㅡ Jungkook? ㅡ bati de leve na porta, e sem resposta, eu abri a mesma e entrei no quarto.


Ele estava deitado, ainda sem camisa, e dessa vez com os olhos fechados. Subi na cama e me deitei por cima dele.


ㅡ Saia de cima de mim! 

ㅡ Não vou sair, me diz, por que você está assim hein?

ㅡ Você acha certo me fazer de idiota?

ㅡ Do que você está falando?

ㅡ Você está comigo Jimin, e me prometeu que não seria de mais ninguém, e agora você aceita um convite desse Taehyung.

ㅡ Olha, eu sei que eu fiz errado Jungkook, mas ele só me chamou para conhecer uma balada...

ㅡ E o que vinha depois? Bebidas? Beijo? Sexo? 

ㅡ Jungkook...

ㅡ Hein Jimin? Me responde!!! ㅡ ele estalou um taoa na minha bunda.

ㅡ D-desculpa Jungkook... eu não vou sair com ele ok?

ㅡ É claro que você não vai! 

ㅡ Pelo menos você falou comigo.. ㅡ me inclinei em seu corpo e me direcionei para beijar sua boca, mas ele virou o rosto.

ㅡ Não disse que você poderia me beijar.

ㅡ Jungkook... para, por favor...

ㅡ Sou eu quem faço as regras Jimin, e eu acho bom você me obedecer.


• • • 



Notas Finais


bom... agora Jungkook irá ditar as novas regras, e o Jimin que não obedeça ksksjhdd... adoro!

o Jungkook chegou mais cedo para buscar o Jimin, por isso ouviu a conversa dos dois na saída.
Esse "gelo" que o Jk deu no Jimin, está apenas começando... faz parte da punição psicológica, só que o Jimin ainda não sabe hehe

bjos anjos <3


• o próximo cap sai dia dia 11/08 •


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...