1. Spirit Fanfics >
  2. Submundo >
  3. Liberdade

História Submundo - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Mil desculpas pelo atraso!!! Estes meses foram um pouco complicados em termos de escola e comecei a pouco o estágio, mas finalmente consegui organizar o meu tempo e regressei com o novo capitulo. Se tudo continuar assim o próximo também não vai demorar.

Capítulo 15 - Liberdade


Século XIII, 21 de abril de 1205

Castelo de Kuchiki Byakuya

 

Ichigo passou rapidamente pelos corredores do castelo, matando aqueles que se punham no seu caminho, e quando finalmente chegou ao pátio, dirigiu-se às muralhas. Várias setas de prata voaram na sua direção e acabaram por atingi-lo nas costas, e mesmo que estivesse na sua forma animal, a dor existia e sem conseguir dar mais alguns passos caiu no chão. Vários guardas aproximaram-se dele prontos para o aprisionarem de novo, afinal todos ali conheciam aquele lycan e sabiam que a única pessoa que o deveria matar deveria faze-lo apenas com as ordens expressas do Lorde Kuchiki.

Ichigo via os vampiros aproximarem-se, mas antes que eles chegassem, o lycan uivou o mais alto que conseguiu. Uivo esse que alcançou os companheiros que mesmo a alguns quilómetros de distância já se dirigiam para o castelo.

 

A guerra estava declarada.

A batalha iria começar e dela só poderia sair um lado vencedor.

 

Os lycans que tinham sido libertados por Ichigo, passaram a dirigir-se para o castelo de Byakuya logo depois do líder os ter deixado. Já tinham forças mais do que suficientes para invadir o castelo. O que não esperavam era de repente ouvirem um uivo ecoar através da floresta onde se encontravam. Nem todos entenderam, mas tanto Kensei, como Sado e Renji perceberam de imediato o significado, Ichigo chamava por eles, pedia-lhes ajuda e qualquer um deles estava mais do que disposto a ajudar o ruivo, tendo em conta tudo o que ele já tinha feito por qualquer um dos que estava ali.

Rapidamente, organizaram-se e começaram a correr na direção do castelo o mais rápido que conseguiam, eles não tinham acampado muito longe das muralhas mais ainda assim levaria alguns minutos até que as alcançassem, mesmo fazendo uso da incrível velocidade que os lycans possuíam.

O que nenhum dos homens ali esperou foi, a presença de vários lobisomens também a dirigirem-se para o castelo. Os animais corriam numa velocidade tão grande que chegaram mesmo a ultrapassa-los.

Renji que foi um dos primeiros experimentos que Byakuya fez com o sangue de Ichigo. Foi um dos vários que participou no primeiro grupo e foi o único que sobreviveu à transformação, transformação essa que nem todos conseguiam aguentar e acabavam por morrer. Ele foi o primeiro lycan que existiu logo a seguir a Ichigo, e sendo o primeiro tinha mais experiência do que todos os outros homens que corriam com ele através da floresta em direção ao castelo, de onde ainda há pouco tempo tinha fugido. Renji era o único ali que conseguia perceber a razão pela qual eles eram acompanhados pelos lobisomens. Até mesmo aqueles animais sem qualquer tipo de raciocínio humano respondiam ao chamado daquele que reconheciam como líder. Líder esse que deveria ser ninguém menos do que Aizen Yousuke, o primeiro lobisomem. Mas tendo em conta que ele tinha desaparecido, e segundo os rumores sido morto pelos anciãos, a outra única existência forte o suficiente para eles reconhecerem como comandante foi Ichigo.

 

[…]

 

No castelo, Ichigo que ainda não se tinha recuperado dos ferimentos nas costas e já cercado por guardas, começou a voltar à sua forma humana. Já próximo às muralhas, Byakuya aproximava-se pensando nas várias formas de tortura que iria aplicar ao lycan, a sua raiva subia a altos níveis. Ichigo foi a razão para a execução de Rukia, a sua filha estava morta e era tudo culpa do lycan, e ainda assim ele teve a audácia de ataca-lo e depois fugir com a chave.

Contudo, parou ainda afastado dele quando percebeu o quão ansioso o ruivo estava. Havia alguma coisa errada naquele cenário e preparando-se para o pior, o Kuchiki ordenou não só todos os guardas que estavam ali, como também mandou chamar todos os shinigamis que se encontravam no castelo. O que quer que fosse acontecer a seguir ele estaria preparado.

De facto, era raro os seus instintos estarem errados, os guardas atendiam às suas ordens e os shinigamis tinham acabado de chegar, quando o ancião teve a confirmação do que já suspeitava. Lobisomens, lycans e humanos ultrapassavam as muralhas, eles apareceram em tão grande quantidade que os arqueiros não conseguiram detê-los a todos.

A luta começou vencedora para o lado dos lycans, eles eram muitos e com a ajuda dos lobisomens, o que deveria ser uma luta mais ou menos equilibrada, tornou-se num massacre para o lado dos vampiros.

Vários lobisomens conseguiram invadir o interior do castelo e entre muitas das vítimas que fizeram, alguns foram membros do Conselho, tais como Ise Nanao e Ayasegawa Yumichika.

No meio de toda aquela confusão, o primeiro a conseguir alcançar Ichigo foi Kensei. Rapidamente agarrou nas setas que ainda estava espetadas nas costas do ruivo e tirou-as permitindo assim que a regeneração pudesse atuar mais rapidamente uma vez que agora já não havia mais a presença da prata. Entregou-lhe também algumas roupas que tinha trazido consigo apenas por precaução, mas que afinal acabariam por ter alguma utilidade. Assim que se vestiu, Ichigo virou-se para Kensei e disse-lhe para ir libertar todos os outros lycans que ainda estavam prisioneiros.

Por outro lado, assim que Byakuya teve a oportunidade de chegar ao pé de Ishida que tinha chegado à pouco ao pátio e lutava, deu-lhe ordens que só ele entenderia.

- Eu preciso que vás até aos anciões e tira-os daqui, faz exatamente como te disse no outro dia.

- Sim, senhor.

O Kuchiki estava irritado com toda aquela situação, como é que aqueles animais se atreviam a invadir o seu castelo! Mas mais do que isso, o vampiro também estava de certa forma aliviado na questão do perigo iminente que se poderia aproximar dos dois anciãos que estavam adormecidos e sobre a sua proteção. Foi realmente uma boa decisão, alguns dias antes tornar oficialmente Ishida como seu regente, no fim nunca soube exatamente o que fazer com a rebeldia de Rukia e o que viria a acontecer com toda aquela situação. Desta forma tinha conseguido passar a Ishida todo o que ele precisava saber para manter os anciões a salvo caso se torna-se necessário, ele sabia o plano de contingência, sabia a melhor saída para os tirar do castelo sem serem vistos e sabia qual o melhor sitio para os esconder até que a situação voltasse a estar sob controlo nas mãos dos vampiros.

Byakuya, no entanto, foi tirado dos seus pensamentos quando ouviu alguém gritar o seu nome. Ao virar-se encontrou exatamente a pessoa que mais desejava ver, Ichigo.

Ichigo ao ver Byakuya vir na sua direção, abriu caminho para chegar mais rapidamente ao pé do vampiro, qualquer um que ousasse se intrometer no caminho dos dois era rapidamente morto. Ninguém os conseguia parar, o objetivo estava mais do que definido. E assim que se encontraram, as espadas de ambos chocaram tão alto que talvez tivesse ecoado por todo o castelo. Trocaram vários golpes antes de serem empurrados no meio da confusão e caírem num gradeamento no chão que estava ali perto.

Os dois levantaram-se rapidamente depois de caírem no chão do corredor das masmorras e a luta continuou, talvez ainda mais agressiva do que antes.

- Tu corrompes-te a minha filha! – gritou Byakuya no meio dos golpes.

- Eu amava-a. – gritou Ichigo de volta.

- É por tua causa que ela está morta, lycan.

A luta continuou equilibrada e os dois aos poucos e sem se aperceberem, uma vez que estavam completamente focados um no outro, foram andando até alcançarem as escadas que davam para os outros níveis subterrâneos, esses que continham ainda mais celas para os lycans e lobisomens.

O poço das escadas apesar de estar escuro, não colocava quando impedimento nos dois afinal ambos conseguiam ver perfeitamente. Num movimento de ataque de Byakuya, Ichigo ao desviar-se acabou por sem querer puxar uma das correntes que se encontravam agarradas ao teto. Isto fez com que duas pedras que faziam parte do teto caíssem, e pelo buraco entrasse a luz do sol que alcançava cada vez mais a sua posição no céu, iluminando assim o local em que estavam. Um dos raios de luz, tocou brevemente em Byakuya e o vampiro rapidamente recuou para a sombra antes que se queimasse. A luta parou por breves segundos, e nesse pouco tempo, Ichigo imediatamente viu ali a sua grande chance para a vitória, para matar o Kuchiki.

Agarrou noutra corrente próxima e puxou-a fazendo assim com que mais pedras se soltassem do teto abrindo um buraco maior. Agarrou em mais algumas e puxou também, mas desta vez houve uma que não largou e lançou-a na direção de Byakuya fazendo com que a corrente se enrolasse ao redor do vampiro e o prendesse. Aproximou-se do ancião, firmando a prisão que tinha em Byakuya.

- Eu deveria ter esmagado a tua cabeça no dia em que nasceste. – gritou o Kuchiki furioso ao perceber que não estava a conseguir libertar-se.

- Sim, tu devias ter feito isso. – firmou a espada na mão e atravessou-a no peito de Byakuya, viu-o engasgar-se com o próprio sangue e aproximou-se ainda mais dele olhando nos olhos daquele monstro que escravizou a si e a centenas dos seus irmãos, matou milhares de inocentes, o monstro que tirou a vida da sua parceira, a mulher que amava e a vida do filho que nunca chegou a conhecer e sussurrou-lhe – Mas não o fizeste, e agora… agora é tarde de mais para isso.

Ichigo agarrou no vampiro e atirou-o para o fundo do poço das escadas, ainda enrolado com a corrente e com a espada ainda no peito. O lycan ouviu o barulho do corpo bater no chão e depois de alguns segundos finalmente conseguiu continuar. Atravessou o corredor das celas e ao subir para o pátio, viu todos aqueles o que tinham acompanhado vitoriosos, mas nenhum deles celebrava. Lamentavam pelos companheiros que perderam e estavam à espera dele.

- Ichigo! – gritou Renji que foi o primeiro a vê-lo – Acabou?

- Contra Byakuya sim, mas Renji... isto é apenas o começo. – disse agarrando com força o colar que tinha no peito, o colar de Rukia.

 

 

Para todos os lycans ali, aquele seria um novo começo.

Lutaram e tomaram de volta a sua oportunidade de viver. A sua liberdade.

Mas, para Ichigo, tudo aquilo parecia vazio, sem Rukia ao seu lado nada do que tinha alcançado parecia importar. A única coisa que fazia com que a dor diminuísse um pouco era o colar que tinha bem seguro ao seu peito.

Colar esse que Ichigo, não sabia o seu real valor ou mesmo função, ele não sabia o quão importante aquele pequeno objeto era.

 

 

xxx

Algumas Horas Depois

 

Longe do castelo, mas ainda dentro dos domínios de Kuchiki Byakuya, um barco pequeno, mas extremamente veloz encontrava-se parado à espera do seu último passageiro. Byakuya tinha finalmente alcançado o barco e subido com a ajuda de Ishida.

- Lorde Kuchiki, tudo correu de acordo com o que disse.

- Ótimo! O Urahara?

- Está lá dentro tratando das últimas coisas que serão necessárias para a viagem, senhor.

- E os anciões?

- Continuam a dormir, não houve quaisquer problemas.

Byakuya olhou uma última vez para a floresta atrás de si, na direção do seu castelo, que Ichigo não pensasse que se tinha livrado dele tão fácil. Mas neste momento a situação estava complicada, Ichigo por muito pouco não o matou. A espada tinha acertado o seu pulmão a poucos centímetros do coração, uma das três únicas maneiras para se conseguir matar um imortal. Um ataque que perfurasse o coração, o corte completo do pescoço, separando a cabeça do corpo e os raios ultravioleta para os vampiros, para os lycans era a prata. Mas que Ichigo esperasse um pouco e teria finalmente o que merecia. Sem mais impedimentos entrou no barco, mais precisamente no porão e entrou no único caixão ainda vazio, aquele onde estavam gravadas as suas iniciais. Pensaria no castigo que atribuiria a todos aqueles animais e principalmente a Ichigo quando se recuperasse. Ele poderia esperar alguns dias. 


Notas Finais


Bem espero que tenham gostado e acho que já avisei que não só lá grande coisa a escrever cenas de luta, desculpem por ter saído lá muito bem.

Próximo capitulo: Rukia (20 março 2020)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...