História Successor Of Evil - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter, Supergirl
Personagens Alastor Moody, Alex Danvers, Alvo Dumbledore, Argo Filch, Arthur Weasley, Bellatrix Lestrange, Cedrico Diggory, Cho Chang, Cornélio Fudge, Dolores Umbridge, Eliza Danvers, Jeremiah Danvers, Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Lílian L. Potter, Molly Weasley, Neville Longbottom, Percy Weasley, Samantha Arias (Reign), Tiago Potter, Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Agentcorp, Feitiçaria, Hogwarts, Magia, Romance, Supergirl, Superreign
Visualizações 8
Palavras 5.627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção Adolescente, LGBT, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Helloo voltei com mais um capítulo, espero que gostem.
Não deixem de comentar.

Capítulo 3 - Hogwarts e o Bicuço


Fanfic / Fanfiction Successor Of Evil - Capítulo 3 - Hogwarts e o Bicuço

- Pegou tudo Lena – Questionou Lillian, causando um revirar de olhos de Lena, e uma risada de Kyle pela sua reação.

O loiro estava apenas com seu malão e seu gato esperando para entrar no trem, vestido com suas vestes verdes da sonserina. Ele estava bastante feliz de ser ignorado por Lillian e Lionel, apesar de sentir pena da irmã. Quando Kyle foi morar com os Luthor ainda bebê, a única que realmente pareceu gostar dele foi Lena, o loiro era um ano mais velho que ela, mas isso não impediu que a amizade e irmandade surgisse, por isso ele atrasou a entrada na escola, para entrar no mesmo ano que Lena.

Enquanto esperava os dois terminarem de fingir checar Lena, pois na realidade eles só pagavam de boa família, o loiro deu uma olhada em volta no Expresso que enchia aos poucos, um monte de crianças e adolescentes com seus pais desesperados e tristes por verem seus filhos longe, uma parte bastante enterrada de Kyle, se perguntava como seria se seus pais estivessem vivos, se eles se preocupariam daquele jeito ou se sua mãe choraria e seu pai a consolaria.

Balançando a cabeça para espantar os pensamentos, ele viu uma mulher ruiva com vestes simples correr com um rato na mão, logo entregando para um garoto baixinho de cabelos castanhos que tinha vestes da Grifinória, o loiro fez uma careta quando percebeu que o garoto tinha um rato de estimação.

- Esse lugar já foi mais bem frequentado – Lionel reclamou, e o loiro revirou os olhos se virando para eles.

Lionel e Lillian tinham acolhido Kyle, depois que seus pais morreram na guerra bruxa, Lionel sempre dizia que ele seria um grande bruxo, pois seu pai também era, assim como queria que ele se tornasse um comensal da morte, o que ele obviamente não queria.

- Vão logo – Mandou Lillian lançando um olhar rápido para Kyle.

Lillian era ainda pior que Lionel, o loiro achava que perto dela o homem era um fantoche, pois qualquer coisa que a Luthor quisesse ela o manipulava para conseguir. Kyle apenas pegou seu malão e a caixa onde sua gata Sky estava presa, e caminhou com Lena ao seu lado para deixar o malão dentro do vagão de malas.

Quando terminaram, Kyle pegou sua gata preta com olhos azuis na mão, assim como Lena, que tinha um gato branco de olhos verdes. Os dois entraram no trem, quando uma voz chamou a atenção deles.

- Lena! Kyle!

Eles se viraram encontrando Mike e Psi vindo em direção a eles, os dois abraçaram Lena apertado tirando um sorriso dela, e logo foram em direção ao loiro, abraçando rapidamente pois sabiam que ele não gostava de demonstrar afeto ou carinho em público.

- Hey pessoal, achei que já estavam em uma cabine – Disse Kyle para eles, enquanto se movia para achar uma para eles.

- Acabamos de chegar na verdade, ficamos do lado de fora mas aí vimos vocês entrando – Respondeu Mike dando de ombro.

Enquanto andava, era impressionante o olhar que Kyle recebia de todos quando olhava para dentro de uma cabine desejando que estivesse vazia, parecia que estavam olhando para o próprio Lord das Trevas, sabia que era por causa de seu sobrenome, mas nem com Lena eles reagiam assim. Talvez fosse porque todos que mexiam com Lena ou seus amigos, levavam uma azaração do loiro, então eles temiam mais ele do que a irmã.

Quando finalmente achou uma vazia respirou aliviado, quando segurou o puxador outra mão se chocou com a sua, mas foi retirada rapidamente, quando Kyle olhou viu que se tratava de Samantha.

- Desculpa – Disse Samantha rapidamente depois de puxar a mão.

- Ih sujou... – Disse uma garota ruiva de cabelo curto, causando um revirar de olhos no loiro, era claro que encontrar Kyle Zor-El Luthor era um pesadelo para todos.

- Pode ficar com a cabine, você viu ela primeiro – Falou Samantha enquanto lançava um olhar feio para a ruiva.

- Conversando com um Potter, Kyle – Falou James colocando a cabeça para fora de sua cabine – O que será que seus pais vão pensar disso.

- James não se mete – Falou com raiva, ele odiava quando falavam que os Luthor eram seus pais, porque poucos sabiam que ele era adotado.

- Então você acha certo se misturar com sangue ruim – Falou debochado e dessa vez o loiro não se segurou.

- Engraçado você dizer isso, porque até onde eu sei, a Shioban é uma mestiça e isso não impede você de ficar com ela – Falou sorrindo irônico, James engoliu em seco quando o ouviu falar isso – O que será que seu pai diria se soubesse disso?

- Se você contar pro meu pai, eu... – Tentou ameaçar mais foi interrompido por Kyle, que colocou a varinha em seu pescoço.

- Sugiro que não tente me ameaçar, você sabe que fui criado pelos Luthors, e diferente de você, eu não fico perdendo tempo gastando o dinheiro deles – Falava baixinho ainda com o sorriso no rosto, mas com a voz alta o suficiente para os outros escutaram – Não... eu fico aprendendo diversos feitiços perigosos no meu quarto, alguns que te faria sentir dor extrema a ponto de querer se matar.

- Kyle aqui não, não vale a pena – Falou Lena pegando a mão do irmão e abaixando, os dois odiavam preconceito, o que era irônico considerando a família que eles vieram, mas Lena sabia que o loiro iria se meter em problemas.

- Você tem sorte de Lena estar aqui ou isso não seria apenas um aviso – Falou sério, logo vendo James entrar pálido dentro da própria cabine.

- Medo... – Falou Winn baixinho pra Alex que concordou rapidamente com a cabeça.

- Certo, eu vou ficar com a cabine já que cheguei antes, tudo bem? – Disse Kyle sério dessa vez olhando para Samantha, depois de ter guardado a varinha.

- Claro – Falou rapidamente enquanto dava dois passos para trás, e o loiro entrou sendo acompanhado por Lena, mas Mike parou e foi abraçar Winn, surpreendendo os amigos, que não sabiam que eles se conheciam.

- Ei Winn, como foi o Egito? – Perguntou animado, entrando em uma conversa animada com ele, que logo foi interrompida por Alex chamando seus amigos para pegar outra cabine. Psi acompanhou eles pois depois iria com Imra ficar com o pessoal de sua casa, Lufa-Lufa.

Assim que Mike entrou na cabine, os dois olharam para ele com a expressão confusa.

- Desde quando fala com ele? – Perguntou Lena confusa.

- Quem? O Winn?! – ele perguntou mas logo deu de ombro sorrindo – Nós temos aula de adivinhações juntos, com aquela professora doida sabe?

- Até onde eu sei você se senta com a gente em adivinhações – Falou Lena tentando lembrar em que momento tinha visto eles juntos.

- Vocês duas vivem falando que adivinhações é idiotice, foi no dia que vocês faltaram – Respondeu apontando para eles.

- Talvez porque seja – Disse Kyle finalmente falando algo, Mike revirou de olhos e deu um tapinha em seu braço.

- Ok, estão animados para esse ano? – Perguntou Mike animado.

- Não – Respondeu Kyle, enquanto ouvia Lena responder que sim.

- Não sei por que ainda pergunto – Falou revirando os olhos.

- Desculpa se não tenho o bom humor de vocês – Falou mal humorado, ele não gostava de um lugar onde recebia olhares desconfiados de todo mundo, mas ainda era melhor que ficar com os Luthor.

- Como as pessoas acham esse garoto charmoso? – Perguntou Mike apontando para Kyle – Quer dizer, sim ele é bonito, mas a personalidade estraga.

- As garotas gostam de garotos sérios e sombrios, Kyle tem isso de sobra – Respondeu Lena sorrindo mas logo se desviou do tapa que iria levar do irmão.

Depois disso o loiro ficou distante olhando para a janela, enquanto brincava com seu gato e ouvia seus amigos conversarem.

//

Sam estava no corredor procurando uma cabine vazia depois de esbarrar em Kyle, coisa que deixou ela nervosa, principalmente depois do sonho que ainda estava fresco em sua mente, não conseguia encarar os olhos azuis do garoto sem sentir um calafrio.

- Me surpreendi em ver ele apontando a varinha pro James – Falou Alex para os amigos.

- Eu não, todos sabem que no segundo ano ele transformou James em um lagarto por um dia inteiro, porque ele insultou Lena – Falou Winn dando de ombro.

- Uma coisa eu sei, ele é sombrio – Afirmou se lembrando dele ameaçando James.

Sam logo achou uma cabine que tinha apenas uma pessoa dormindo, e entrou sendo seguida pelos amigos, depois de acomodados ela finalmente respirou aliviada. Os seus amigos estava falando do episódio com Guida, e comentando o que achavam sobre ela ter transformada a tia em um balão. Psi e Imra já haviam ido a outra cabine com seus amigos da Lufa-Lufa.

- Quem vocês acham que é? – Perguntou Winn apontando para o homem dormindo.

- O professor R. J. Lupin – Falou Alex revirando os olhos.

- Você sabe tudo, como é que ela pode saber de tudo – Reclamou para Sam que finalmente abriu um sorriso.

- Está escrito na maleta Winn, é assim que eu sei – Falou apontando para a pasta do professor, ele logo ficou constrangido por não ter visto antes.

- O que será que ele ensina? – Perguntou Winn para os amigos.

- Só tem uma vaga disponível, Defesa Contra as Artes das Trevas – Respondeu Alex, pois os outros dois professores anteriores só duraram um ano cada.

- Acha que esta dormindo mesmo? – Perguntou Sam curiosa.

- Parece que está, por que? – Perguntou Alex para ela, que levantou fechando a porta da cabine.

- Tenho que contar uma coisa – Falou para eles – Vocês sabem que Sirius Black fugiu de Azkaban, certo?

- Claro – Os dois falaram juntos.

- O senhor Wesley disse que foi por minha causa, Sirius acha que a única coisa impedindo você-sabe-quem de voltar sou eu – Falou vendo a expressão de seus amigos.

- Deixa eu ver se entendi, Sirius Black fugiu de Azkaban pra ir atrás de você? – Perguntou Winn pra ter certeza, ganhando um aceno positivo.

- Mas vão pegar o Black, não vão? - Perguntou Alex tentando ser otimista - Todo mundo está procurando por ele.

- Claro, só que ninguém nunca havia fugido de Azkaban antes, e ele é um assassino louco e perigoso – Falou Winn com medo.

- Winn! – Disse Alex o repreendendo depois de ver a expressão de Sam.

- Valeu Winn – Agradeceu irônica, mas logo sentiu o trem dar um solavanco.

- Por que estamos parando? - Perguntou Alex olhando a janela – Não podemos ter chegado.

Sam se levantou olhando o corredor, vendo vários alunos fazerem o mesmo que ela, mas foi jogada para dentro de novo quando o trem deu outro solavanco.

- O que está havendo? – Perguntou Winn com medo enquanto segurava a mão de Alex, ele admitia que não era a pessoa mais corajosa do mundo.

- Não sei deve ter enguiçado – Respondeu Sam mas logo a luz apagou.

- Tem alguma coisa lá fora – Disse Winn olhando para fora da janela, estava tudo escuro e lá fora estava chuvoso – Eu acho que tem alguém embarcando.

O ar ao redor deles começou a ficar mais frio, a água da chuva que estava na janela congelou, fazendo eles esfregarem a mão procurando se esquentar, na porta da cabine que estava fechada surgiu uma criatura de capa rasgada preta, ele abriu a porta com apenas um movimento de sua mão esquelética. Primeiro ele ficou parado olhando para eles, mas depois veio para cima de Sam a sugando com sua boca, ela sentiu como se toda a felicidade estivesse sendo sugada, enquanto sua cabeça doía absurdamente, a última coisa que viu antes de desmaiar foi uma luz forte e um grito que lembrava o de sua mãe.

- Sam! – Ouviu a voz de Winn chama-la.

- Acho que ela está acordando – Falou Alex vendo os olhos dela se abrindo.

- Vem deixa eu te ajudar – Winn segurou sua mão apoiando enquanto ela se sentava.

- Obrigada – Disse respirando fundo.

- Tome coma isso – Lupin lhe ofereceu um pedaço de chocolate – Tudo bem é chocolate, ajuda bastante.

- O que era aquilo que entrou aqui? – Perguntou comendo um pedaço do doce, sentindo-se melhor com o gosto doce.

- Era um dementador, um dos guardas de Azkaban, já foi embora – Disse Lupin para os três jovens – Estava revistando o trem atrás de Sirius Black, agora se me dão licença eu preciso ter uma conversa com o maquinista.

Se levantou abrindo a porta e saindo, enquanto os adolescentes digeriam o que tinha acontecido, Sam ainda comia o chocolate que realmente estava ajudando bastante.

- O que aconteceu comigo? – Perguntou depois que o professor se foi.

- Bom você ficou toda dura, a gente achou que podia estar tendo um acesso ou coisa do tipo – Respondeu Winn olhando para ela.

- E algum de vocês dois também desmaiou? – Perguntou fazendo os dois se entreolharem.

- Não – Respondeu Winn se sentindo mal pela amiga – Mas eu me senti estranho, como se nunca mais fosse ser feliz.

- Mas tinha alguém gritando – Falou se lembrando do grito que ouviu antes de desmaiar – Uma mulher.

- Não tinha ninguém gritando Sam – Respondeu preocupada com a amiga.

Depois disso Sam apenas ficou em silêncio, olhando a vista fora da janela enquanto pensava no que tinha acontecido, ela tinha certeza que ouviu um grito e que era de sua mãe, mas pelo que pode entender estava na sua cabeça.

Quando chegaram em Hogwarts, só tiveram tempo de arrumar as malas em seus quartos, e logo descerem para o salão principal, onde ocorria o Coral dos sapos, que se apresentavam todo começo de aulas. Sam não estava prestando tanta atenção ainda pensando no que havia ocorrido com o dementador, e principalmente com o que tinha ouvido de um de seus companheiros de casa.

De acordo com Lucy, ela tinha ouvido falar que Kyle também foi atacado por um dementador, mas conseguiu repelir ele com um feitiço, o que fez Sam se questionar por que apenas os dois foram os únicos atacados, sendo que havia centenas de pessoas no trem.

Enquanto pensava levantou os olhos para a mesa de sonserina, encontrando os olhos azuis confusos fixos nela, pelo menos Sam achava que aquela expressão era confusa, Kyle ficava sério a maior parte do tempo, o que tornava difícil ler seu rosto.

- Tá tudo bem? – Perguntou Alex chamando sua atenção ao ver onde ela estava olhando.

- Sim, apenas pensando por que os dementadores atacaram apenas eu e Kyle – Disse fazendo Alex ficar pensativa.

- Podemos perguntar para o professor Lupin depois, eu não sei muito sobre essas criaturas – Falou dando de ombro causando um sorriso em Sam.

- Seria a primeira vez não é, sabe tudo – Zombou da amiga que sempre tinha uma resposta na ponta da língua – Mas você esta certa.

Deu uma última olhada em Kyle, que ainda estava olhando para ela, mas logo desviou o olhar quando sua irmã disse algo em seu ouvido, assim como Sam quando o Coral terminou de cantar. Dumbledore se levantou e assumiu a frente para falar com os alunos.

- Bem vindos a mais um ano em Hogwarts, eu queria dizer algumas palavras, antes que todos fiquemos tontos com esse excelente banquete – deu uma pausa rápida – Primeiro, quero dar as boas vindas ao Prof. R.J. Lupin, que teve a bondade de aceitar a vaga de professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, boa sorte professor.

Os alunos bateram palmas enquanto Alex dava um olhar de “eu te avisei” para Winn que apenas revirou os olhos.

- Potter?! - James chamou sua atenção – é verdade que desmaiou? Quer dizer, você desmaiou mesmo?

- Não enche James, quando for atacado por um dementador quero ver você zombar – Falou Kyle antes que Sam ou seus amigos se quer abrissem a boca, o loiro sabia como era sentir ser sugado por aquele bicho, e apesar de não ser amigo ou conversar com Samantha, ele também não tinha nada contra, fora que o comentário atacava ele também.

James apenas virou de volta para seus amigos, enquanto Sam olhava para Kyle que rapidamente desviou o olhar.

- Como ele soube? – Perguntou para seus amigos.

- Nem da bola Sam, ele é só um idiota – Falou Winn com Alex assentindo em concordância, eles logo voltaram a prestar atenção em Dumbledore.

- ...ensina o trato das criaturas mágicas durante tantos anos decidiu se aposentar, para poder aproveitar melhor os membros que ainda lhe restam, felizmente é com prazer que informo que seu lugar será preenchido por ninguém menos do que o nosso Rubio Hagrid – Assim que falou todo o Salão explodiu em palmas, Sam estava feliz por ele e principalmente com o fato dele agora ser seu professor – Por último um assunto mais inquietante, a pedido do ministério da magia, Hogwarts irá até segunda ordem ter como hóspedes os dementadores de Azkaban, até a hora em que Sirius Black seja capturado.

Dumbledore viu todos se entreolharam com receio daquilo.

- Os dementadores ficaram na entrada da propriedade, embora tenham me garantido que a presença deles não irá atrapalhar nossas atividade diárias, eu peço cuidado – Falou olhando para todos no salão – Os dementador são criaturas más, eles não fazem diferença entre os que estão caçando e os que entram em seu caminho, portanto eu quero avisar a cada um e a todos vocês, que não deem razão para lhe fazerem mal, não é da natureza de um dementador perdoar – Tanto Kyle como Sam acharam que o comentário foi direcionado a eles - Mas como sabem pode se encontrar a felicidade mesmos nas horas mais sombrias, se a pessoa se lembrar de acender a luz – Disse movendo a mão em frente à vela que acendeu.

Foi um pouco impossível para Sam não olhar para Kyle na última frase, tinha algo de intrigante naquele garoto, e ela estava cada vez mais curiosa principalmente depois do sonho e do episódio com os dementadores. Depois que o jantar acabou eles foram para o salão comunal da Grifinória, durante a noite ficaram conversando no salão comunal e comendo feijões coloridos.

- Verde, é um macaco – Falou Winn dando o feijão para Simas, que começou a fazer barulhos de macaco.

- Ele acha que isso aí é um macaco – Disse Sam rindo junto com os outros.

- Vai Neville é um elefante – Alex jogou um feijão para ele, foi realmente estranho ver um garoto pequeno fazer um som de elefante. Mas pior foi Sam fazendo um rugido de Leão, ninguém conseguiu segurar a risada.

Alex viu um feijão vermelho no saquinho e sorriu travessa, quando Winn riu de boca aberta ela colocou o feijão na boca dele, que logo começou a gritar por sentir a boca ardendo, o feijão que Alex deu a ele era de pimenta.

- Vai no banheiro – Falou Sam apressada e Winn logo foi correndo.

Quando conseguiu alcançar o banheiro, chegou na pia e jogou litros de água na língua abaixando a queimação, foi só depois disso que notou Mike olhando para ele rindo.

- Ah é, oi – Disse tímido fazendo um sorriso aparecer no rosto do garoto.

- Oi, tá tudo bem por ai? – Apontou pra boca dele.

- Sim, sim, eu comi um feijão de pimenta – Falou e Mike fez um barulho de entendimento – Sei que vai ser meio evasivo perguntar isso, mas Kyle está bem? Soube que ele também foi atacado no trem.

- Imagina não tem problema perguntar, Kyle está bem sim, ele sabia um feitiço que afastou o dementador – O que ele não mencionou, foi que o loiro não chegou a pronunciar o feitiço, apenas segurou a varinha e fez.

- Que bom, espero que esses ataques não voltem a acontecer – Winn gostava de Kyle, ele o tinha defendido no primeiro ano quando James mexeu com ele pela primeira vez.

- Eu também, bem eu já vou indo – Falou Mon-El e logo se despediu de Winn que voltou para o salão comunal.

Quando ele voltou todos decidiram ir dormir, afinal já estava tarde e eles teriam aula na manhã seguinte. Assim como o pessoal da Sonserina também, mas infelizmente para Kyle, ir dormir significou a noite cheia de pesadelos, mas ele já estava bastante acostumado a isso.

//

- Sejam bem vindos, nessa sala vocês irão explorar a nobre arte da adivinhação, nesta sala vocês irão descobrir se possuem clarividência – Falava a professora Trelawney andando pela sala, e quase tropeçando em uma mesa – Juntos nós iremos aprender a adivinhar o futuro.

- Essa aula é cheia de abobrinha – Disse Alex baixinho para os outros dois que riram, mas ela parou de rir assim que levantou a cabeça e olhou para uma das mesas – Espera, Lena estava ali desde o início da aula?

- Eu não tinha visto ela entrando – Repondeu Winn também confuso enquanto olhava para a garota ao lado de Kyle, já Sam não entendia o que tinha demais nisso.

- O que tem demais? – Perguntou mas a professora continuou a falar os distraindo.

- O primeiro trimestre letivo será dedicado à leitura das folhas de chá, eu quero que vocês formem pares, apanhem um bule de chá na prateleira e tragam-no aqui para eu encher – A professora foi dando as instruções necessárias, Sam logo viu Winn e Alex se sentando juntos, assim como outras pessoas, sobrando apenas Mike para formar dupla.

Toda a turma bebeu o chá rapidamente, tentando não se queimar com o líquido quente, e logo entregaram sua xicara para sua dupla. Sam viu Mike tentando adivinhar o que estava na sua, tendo um olhar confuso no rosto.

- Sua aura está indicando a morte, você está no além? – Perguntou para Mike que se assustou com a chegada repentina - eu acho que sim.

- Claro – Respondeu olhando rapidamente para Kyle e Lena que prendiam o riso.

- Olhe a xícara, diga o que vê – Ele fez o que a professora mandou, e logo pegou o livro para se orientar melhor.

- Sam tem um tipo de Cruz torta, significa provações e sofrimento, e isso aqui pode ser o sol, que é felicidade – Disse enquanto apontava para o que via na xícara, fazendo Sam olhar a xícara tentando ver algo – então... você vai sofrer, mas vai ficar feliz por isso.

- Me de a xícara – Pediu Trelawney, assim que olhou para dentro sua expressão se transformou em horror, enquanto seu olhar ia de Sam para Kyle, o que causou uma expressão confusa em todos – Minha pobre garota... Você têm o sinistro... Vocês dois...

- O que é sinistro? – Perguntou Lena enquanto olhava a expressão fechada do irmão.

- Tem a forma de um lobo gigante e espectral, está entre os piores agouros do nosso mundo – Respondeu Mike olhando o livro, mas levantou a cabeça antes de terminar – É um agouro de morte.

Sam estava digerindo a informação em transe, até que ouviu a porta bater e perceber que Kyle tinha deixado a sala, a morena se perguntava por que tudo agora estava ligado ao garoto. Seu sonho, o ataque, agora isso, e eles mal haviam começado as aulas.

Depois todos foram liberados para ir a aula de Hagrid, e durante o caminho até lá, eles ficaram se questionando o que tinha acontecido.

- Você não acha que o sinistro tem haver com Sirius Black, acha? – Perguntou Winn, mas logo a ideia foi descartada por Alex.

- Ah me poupe Winn, pra mim adivinhação é uma matéria muito vaga – Falou dando de ombros rindo.

- Eu prefiro Runas antigas, é um assunto muito fascinante – Falou uma voz atrás deles, assim que viraram identificaram como de Lena, que estava junto com Mike e Kyle.

- Runas antigas? A exatamente quantas aulas está assistindo esse período? – Perguntou Mike zombando da amiga, que era uma nerd de carteirinha.

- Algumas... – Respondeu tirando um pequeno sorriso de Kyle, que ainda estava mal humorado com o ocorrido na aula.

Não que o loiro odiasse Samantha, mas se os Luthor descobrissem que seu nome foi ligado a ela de alguma forma, ele seria bastante punido por isso. Lena sempre dizia que Kyle tinha um coração enorme, mas que sempre o mantinha trancado com medo de se machucar, ou pior, machucar outra pessoa que ele gostava.

- Espera isso não é possível, runas antigas é no mesmo horário que adivinhações – Falou Winn se lembrando do pequeno detalhe – Está em duas aulas ao mesmo tempo?

- Não seja bobo Winn, como alguém estaria em duas aulas ao mesmo tempo? – Perguntou Mike rindo, enquanto os amigos conversavam, Sam e Kyle apenas olhavam a interação.

Eles logo chegaram onde estava Hagrid, que estava parado na frente de seu chalé. Ele pediu para os alunos seguirem ele, adentrando a floresta em uma área com o céu aberto mas com árvores ao redor.

- Ei garotos sem conversa, e abram o livro na página 49 – Falou Hagrid para os alunos que estavam bagunçando.

- E como a gente vai fazer isso? – Perguntou James apontando o livro, que era o mesmo que tinha tentado morder Sam.

- É só fazer carinho nele é claro, tem cada uma – Respondeu como se James fosse burro, causando uma risadinha no grupo.

Sam e os outros fizeram carinho no lado do livro que parecia um gato ronronando, mas Neville não tinha prestado atenção no aviso do professor e apenas abriu ele, fazendo o livro tentar morde-lo.

- Achei o livro engraçado – Disse Alex para seus amigos, Kyle, Lena e Mike ficaram mais atrás separados deles.

- Ah é muito engraçado, muito espirituoso, essa escola está indo pro brejo – Falou James que tinha ouvido o que Alex tinha falado, o garoto era filho de um amigo de Lionel, o pai dele também era um partidário de Voldemort, além de ser rico – Esperem até papai saber que Dumbledore pôs esse otário pra dar aula.

- Cala a boca James – Disse Sam indo para frente dele, ela já estava cansada de apenas ouvir ele falar tanta besteira, os outros apenas olharam a confusão.

James se aproximou dela sorrindo, mas logo olhou pra cima atrás de Sam com um olhar aterrorizado.

- Dementador! Dementador! – Todos olharam para trás assustados, apenas para ver que era uma brincadeira de James, assim que Sam se virou novamente encontrou ele, Maxwell e Jensen com o capuz na cabeça fingindo serem dementadores, zombando do episódio de Sam no trem.

- Vem Sam – Alex puxou Sam se afastando do círculo de alunos, e se aproximando de onde estava Mike com Lena e os outros.

De repente Hagrid chamou atenção deles, fazendo todos o olharem, para encontrar uma espécie de cavalo que parecia ter a cabeça e as patas de uma harpia.

- Cumprimentem o Bicuço – Disse jogando uma doninha para ele comer.

- Hagrid o que exatamente é isso? – Perguntou Winn com medo da criatura.

- Isso Winn é um hipogrifo, a primeira coisa que precisam saber sobre eles é que são criaturas muito orgulhosas e se ofendem fácil, nunca insulte um hipogrifo – Falou para a turma que ouvia em silêncio enquanto olhavam para o hipogrifo – Pode ser a última coisa que farão na vida, bom quem quer ser o primeiro a cumprimenta-lo?

Sam não percebeu que todos tinham dado um passo para trás, e quando Hagrid olhou para os alunos novamente viu ela na frente parada.

- Muito bem Sam, muito bem – Foi só depois que ele falou isso que ela olhou para trás – Vem cá.

Winn empurrou suavemente ela para frente, dando coragem para ela se aproximar.

- Olha tem que deixar ele fazer o primeiro movimento, questão de cortesia – Hagrid foi dando as instruções – Então você se aproxima e faz uma reverência, depois espera e ver se ele retribuiu, se retribuir pode tocar nele, se não... bom depois falamos disso.

A última frase fez Sam olhar para ele preocupada, olhou para trás uma última vez e encontrou os olhos de Kyle fixos nela, parecia que ele estava preocupado, pelo menos é o que Sam achava, isso deu forças para ela fazer a reverência ao hipogrifo.

- Para trás Sam – Pediu Hagrid assim que viu Bicuço se agitando, Sam fez o que ele pediu mas acabou pisando em um galho, então parou no lugar ainda fazendo a reverência – fique parada.

Bicuço olhou para ela por alguns segundos, até finalmente abaixar a cabeça fazendo uma reverência, e Sam respirou aliviada.

- Acho que pode acaricia-lo, vamos não tenha medo – Falou e Sam foi se aproximando devagar com a mão levantada, fazendo Kyle desencostar da árvore que estava e prestar mais atenção, quando Bicuço fez um movimento um pouco brusco, Alex segurou a mão de Lena, fazendo as duas se olharem constrangidas, ela logo se afastou um pouco, olhando novamente para a frente.

O hipogrifo se aproximou da mão de Sam e deixou seu bico encostar na sua palma, um sorriso apareceu em seu rosto, e os alunos bateram palmas.

- Acho que vou deixar você montar nele – Falou se aproximando de Sam que ficou em pânico.

- O que?! – Não deu nem para a morena negar por que Hagrid pegou ela pela cintura e a colocou em cima do hipogrifo.

- Não puxe nenhuma pena, porque ele não vai gostar nada – Disse dando um tapinha no hipogrifo fazendo ele correr e levantar vôo.

Sam se segurou em seu pescoço rapidamente, sentindo o vento em seu rosto enquanto ele batia as asas, a sensação foi indescritível, a paisagem que estava a vista era linda, a sensação de liberdade era algo que ela nunca tinha experimentado em toda sua vida.

Era diferente de quando ela voava com a vassoura, pois ali era realmente uma criatura que guiava e não ela, eles passaram por cima do enorme mar, com Sam tirando as duas mãos do pescoço dele e abrindo no ar, gritando de felicidade com a sensação de liberdade e adrenalina que corria em suas veias.

Bicuço logo deu a volta passando por cima do Castelo e voltando para onde estavam Hagrid e os alunos, ela sentiu quando os quatro membros encostaram no chão novamente, e assim que pararam o gigante ajudou ela a ir para chão novamente, enquanto todos batiam palma.

- Como estou me saindo no primeiro dia? – Perguntou baixinho para apenas Sam ouvir.

- Muito bem, Professor – Disse sorrindo para ele, que ficou envergonhado com o título.

O que estava ótimo, foi de mal a pior quando James foi para a frente do hipogrifo, pois tinha ficado com inveja da atenção que Sam tinha recebido.

- Ai você não tem nada de perigoso ne? Seu mostrengo feioso – Falou parando na frente de Bicuço.

- Olsen! – Advertiu Hagrid mas foi tarde demais, Bicuço levantou as patas da frente e bateu em um dos braços de James, que caiu no chão. O professor logo se colocou na frente impedindo Bicuço de se aproximar.

- Eu vou morrer! Eu vou morrer! – Repetia James choramingando no chão.

- Calma foi só um arranhão – Disse Hagrid vendo ele rolando no chão.

- Hagrid, ele tem que ir pra ala hospitalar – Falou Alex que mesmo não se importando com James, sabia que esse incidente poderia ter consequências para o professor.

Hagrid pegou James nos braços, enquanto dispensava a turma, logo desaparecendo pelas árvores. Sam apenas observava de longe, e uma rápida olhada ao redor, deu a ela a visão de Kyle sorrindo pequeno observando a direção que James tinha sido levado, saiu do seu transe quando Bicuço cutucou seu rosto com o bico.

Depois todos foram estudar no salão principal, Kyle e seus amigos estavam na mesa de Sonserina conversando, enquanto viam James se gabar falando que por um pouco ele poderia ter perdido o braço, só olhar para aquilo fazia o loiro ficar enjoado.

- Sinceramente eu não sou obrigada – Disse Lena olhando para James.

- Infelizmente jogar uma azaração pra fazer ele calar a boca é proibido – Falou Kyle dando de ombro enquanto tentava se concentrar em ler.

- Ele está fazendo a maior encenação – Falou Mon-El desistindo de ler seu livro.

- Pelo menos o Hagrid não foi despedido – Afirmou, ele gostava do professor apesar de não falar muito com ele, o gigante claramente não era um dos que odiavam ele.

- Eu soube que o pai do James está furioso – Disse Mike pois tinha ouvido a conversa de James com Maxwell – Essa história ainda não acabou.

Na mesa da Grifinória o assunto era parecido, todos eles gostavam de Hagrid e odiavam James, mas sabiam que o pai dele era poderoso.

- Me sinto mal pelo Hagrid, James só fez isso porque eu tinha conseguido – Falou Sam se sentindo culpada, o que a fez levar um tapa na cabeça de Alex – Ai sua chata.

- James fez isso porque é um idiota que se acha o melhor – Afirmou convicta vendo Winn concordar.

- Verdade, você não tem que se sentir culpada, aposto que ele teria a mesma reação com qualquer um de nós – Sam sorriu com os amigos que tinha, era ótimo sempre poder contar com eles.

- Ele foi visto! Ele foi visto! – Gritou Simas correndo em direção a eles.

- Quem? – Perguntou Winn assustado enquanto se levantava junto com os outros.

- Sirius Black – Mostrou o jornal para eles, o local não era muito longe de Hogwarts, e fez Winn e Alex olharem preocupados para Sam.

- Não acha que viria para Hogwarts, acha? – Perguntou Neville para os alunos ao seu redor.

- Com dementadores nas entradas? – Perguntou um aluno do segundo ano.

- Dementadores? Ele já fugiu uma vez não foi? Quem garante que não vai fugir de novo? – Afirmou Simas, o que não tranquilizou Sam, pois sabia que ele estava certo, a parte daí ela não ouviu mais nada, apenas olhava a foto de Sirius no jornal.


Notas Finais


Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...