1. Spirit Fanfics >
  2. Suddelyn Mommy | Liskook >
  3. 009 | Novidade para o Sr e Sra Jeon

História Suddelyn Mommy | Liskook - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - 009 | Novidade para o Sr e Sra Jeon


Estamos sentados à mesa, comendo o delicioso bulgogi da sra. Jeon, quando Jungkook se pronuncia:


— Mãe, pai eu e a Liz temos uma novidade para vocês. — eles param de comer e nos encaram. Jungkook aperta minha mão por de baixo da mesa. — A Liz está grávida, eu vou ser pai. — a sra. Jeon logo esboça um sorriso, enquanto o Sr. Jeon fica nos olhando paralisado. 


— Oh, isso é incrível. — a alegria é evidente em seus olhos. — finalmente, eu vou ter um netinho, ou netinha. 


— Isso é sério? — o Sr. Jeon pergunta ainda em choque, Jungkook assente. — Meu Deus, eu vou ser vovô — ele dá um pulo. 


— Sente-se Soo-young, tenha modos. — ela vira para olhar para mim. — Obrigada por fazer meu filho aquietar o faixo. 


Arregalo os olhos, e abro um sorriso. Fico mais calma com a reação positiva deles, e feliz por estar aqui. 


Depois do almoço Jungkook me puxa, e me leva para fora da casa. 


— Vem, vou na delegacia confirmar minha transferência. — entramos no carro. — você vai gostar daqui. 


— Espero que eu não goste muito. — ele da partida no carro. — afinal não vou poder ficar aqui. 


— Eu gosto daqui, mas eu prefiro uma cidade mais no interior. Eu ia tentar transferência para qualquer cidade que fica mais no interior.


— Desculpa. — falo cabisbaixa, não queria estragar os planos dele. 


— pelo o que? — aponto para minha barriga, eu estou feliz com a vinda do bebê. Mas fico insegura em relação ao Jungkook— Liz, esse bebê foi a melhor coisa que me aconteceu em vinte e oito anos. 


•••


Arrumo os lençóis da cama chegamos tarde do centro da cidade, depois de passar na delegacia o Jungkook me mostrou um pouco da cidade. 


Vou até a escrivaninha e pego a foto do Jungkook na escola, ele tinha mais bochecha e era bem mais magro. Lembranças da noite da festa vem na minha cabeça, abro um sorriso. 


E com toda certeza ele andou malhando esse anos. 


Coloco a foto novamente no lugar, e vou explorando cada quanto do quarto. O Jungkook me disse que tinha saído de casa cedo, e pelo visto os seus pais não mudaram nada. O quarto dele é bem a cara de um adolescente de dezesseis anos, a porta se abre logo atrás de mim. 


— Lalisa — me viro, encontrando Sra. Jeon na porta. — posso falar um pouco com você?


— claro — digo me sentando na cama, ela se senta ao meu lado. 


— Fazia tempo que eu não via meu filho feliz como está agora — presto atenção em cada palavra que ela diz. — sabe, ele estava muito fechado. Ele andava de cara fechada por aí, e agora ele anda sorrindo para as paredes. 


— Não imagino o Jungkook emburrado. — digo. 


— Sabe, depois que ele começou a trabalhar na delegacia ele se destacou. Mas isso fez ele mudar totalmente, e agora eu consigo ver meu filho de antes. — ela sorri. — muito obrigada. 


— pelo o que? 


— Por fazer meu filho feliz. — vejo uma lágrima cair de seu rosto. — eu vou ser avó, pensei que esse dia nunca ia chegar. — solto uma gargalhada. — estou falando sério, me lembro de ver meninas vindo em minha porta fazer declarações de amor para ele. Mas ele nunca deu bola para nenhuma delas. 


— Sério? — pergunto incrédula. 


— ele só tinha olhos para uma menina, só que ela se foi a muito tempo. — abaixo minha cabeça. — esse foi um dos motivos dele ter se fechado, então eu jurava que não teria netos. Mas aí você apareceu e me deixou muito feliz. 


— fico feliz em saber. — ela aperta minha mão. 


— bom, eu só queria vim lhe agradecer e de dar boa noite. — ela se levanta. 


— boa noite, Sra. Jeon. 


Trinta minutos depois escuto Jungkook abrir a porta, ele não liga a luz. Escuto seus passos se aproximarem, sinto seu olhar pesado sobre mim. Acho que ele está estudando a possibilidade de se deitar comigo, acho que ele não tem certeza se eu me sinto confortável com isto. 


Me sento na cama e olho para o mesmo, quase não tem luz exceto pelo poste que ilumina a rua e que a cortina não o cobre. Ele está sem camisa, desço meu olhar para sua mão e lá está a camisa. 


— Te acordei? — diz finalmente. 


— Não, eu não estava conseguindo dormir. — sinto meu rosto quente ao ver ele colocando a camisa. — você parece cansado. 


— eu estou, meu pai pediu ajuda para colocar as prateleiras. — ele faz uma pausa. — tive que refazer tudo, porque estava torto. — ele ri. 


— Então é melhor você dormir um pouco. — ele olha para cama, analisando cada detalhe. Dou batidinhas na cama ao meu lado. 


— Você tem certeza que não vai me morder? — solto uma gargalhada abafada. 


— Vou pensar no seu caso. — me jogo de volta para cama, logo sinto o colchão afundar ao meu lado. Não deve ser tão difícil dormir ao lado dele, afinal já fiz isso antes. 


— Boa noite, Liz. — meu corpo todo arrepia quando ele fala meu nome. 


— Boa noite, Kookie. — sinto ele se virar, ele cutuca minhas costas fazendo eu virar. 


— Kookie? 


— era assim que te chamavam, certo? — pergunto. 


— era, mas como você sabe?


— atrás do porta retrato, a foto sua e de uma menina. Está lá. — ele abaixa o olhar. 


— gostei, você ficou sexy me chamando de kookie. — coro, posso sentir seu sorriso. 


— você é doido. — dou um tapa no seu braço. 


— e você é linda. — seu olhar encontra o meu, eu estou paralisada. — boa noite, Lili. 


— Boa noite. — ele se vira, e eu fico encarando suas costas. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...