História Suddenly. Imagine Min Yoongi (BTS). Hiatus. - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Army, Aventura, Bangtan Boys, Coréia Do Sul, Família, Got7, Intercâmbio, Min, Min Yoongi, Romance, Suga
Visualizações 28
Palavras 942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cooooee armys de todo Brasil, tudo certinho? Eu estou bem, então migas(os) ta ai mais um cap pra cês, mais um hot só que o de emilly, gente eu realmente peço desculpas por que eu não sei escrever um bom hot, é o que eu penso, mas espero que cês gostem, mó beijão, Boa leitura 😁

Capítulo 14 - Taehyung seu safado.



❤ Depois do fansign. Á noite ❤ P.O.V Emilly. 


Terminei meu banho  e me deitei bem longe do taehyung, o mesmo estava com os olhos semicerrados, não sei se é de sono, sei lá, ignore o e me deitei fechando os olhos  e comecei a entrar nos meus devaneios.

Eu e taehyung tinhamos apenas dado um selinho, quando estávamos correndo dos paparazzi,  mas de alguma forma o que aconteceu no fansign me deixou com muita raiva,   eu sei que é ciúmes por que desde que eu conheci o grupo e virei army, me apaixonei pelo taehyung e digo, não é amor de fã, é a amor que parece aquele de quando você se apaixona pela primeira vez, que fica marcado de um jeito, e que mesmo passe anos, e você encontre um novo amor, aquele seu primeiro amor, vai mexer com você lá no fundo, aquele amor fixo sabe, então é assim que eu me sinto em relação a ele, mas lá no fansign quando aquela menina fez aquilo... Aish... Da até raiva lembrar, então quando  aconteceu, eu não sei se foi impressão minha mas ele parecia estar gostando e aquilo que me deu raiva, e isso tava muito transparente no meu rosto, ele tentou se explicar e eu não quis ouvir por isso se eu tentasse argumentar algo, eu choraria e eu não quero me demostrar tão fraca assim, eu já quero chorar só por não saber o que som um para o outro...  Peguetes?  Eu não sei, mas se for o caso vou deixar  bem claro que quero mais que isso, não  só uns pegas, eu estou deitada aqui faz minutos e ele ainda nao  falou nada, acho que estou  me  iludindo.

- Eunji...- me chamou com a voz arrastada, isso acabou comigo, por que a voz de taehyung normal já faz nós ir as estrelas , imagine ainda rouca.

- Hm? -respondi tentando soar firme.

-Está brava comigo?- perguntou com a voz rouca e logo sinto sua respiração quente, agarrar min nuxa enquanto seu braço passa por cima da minha cintura.

- Estou -falei tirando seu braço da minha cintura.

- Amor... - falou rouco passando seu braço novamente e me puxando um pouco para sí.

- Nem vem com " amor "taehyung, isso não vai funcionar e ele riu baixinho.

- Quer ver que vai?- falou me virando e rapidamente me beijando, do nada enfiou a mão de baixo da minha camisa, eu nem tentei lutar por que né, um taehyung bem lindo, gostoso querendo ficar com você, quem sou eu para fazer cu doce? Deixei ele fazer  o que quiser comigo, afinal, quando eu estou nos seus braços fico sem força nem pra levantar um dedo, ele apalpou meus seios e com o polegar os rodeavam, eu gemia alto, sem me emportar em alguem ouvir, taehyung sussurrou em meu ouvido.

-Isso está funcionando  amor ?- perguntou logo após lambendo meu maxilar.

- Anhnn... Taehyung... -gemi seu nome baixinho. Ele começou a acariciar minha intimidade por cima da calcinha.

-Você gosta?- perguntou com a voz falhada e com a respiração descompaçada.

-Você é muito s-safado  taehyung-  falei arfando.

-Você acha?- perguntou    me fazendo sentar em seu colo, voltando a fazer rodinhas ao redor dos meus mamilos.

- S-sem preliminares taehyung-fale com a voz falha.

- Como você quiser- falou malicioso me deitando na cama me despindo com uma agressividade que o deixava mais sexy do que já era, mordeu minha barriga enquanto eu arranhava seu ombro, se despiu, e me olhou e sorriu por ver minha abismação por ver a sua coisa que é muito grande, colocou a camisinha, e a acho que ele já sabia que eu era virgem.

-Pode doer um pouco tá, mas vai passar logo e vai ficar tudo bem- sorriu pra mim, assenti,  colocou mas bem devagazinho, e isso já tava me agoniando, me remexi e falei com ele.

- Pode ir mais rápido taehyung- falei com ele me olhou com certa preocupação.

- Mas e se eu te machucar? Se eu te machucar eu vou ficar me sentindo culpado. Se eu te machucar eu não sei o que que vou fazer.- falou meio que desesperado. Sorri e passei a mão pela sua testa suada, juntamente com alguns fiozinhos grudado na testa.

-Shhh... Eu vou ficar bem, você não vai me machucar, eu confio em você, e sei que não vai me machucar- sorri falando tentando acalma-lo, e o convencendo a ir mais rápido.

-Tá... Se eu te machucar... Me avisa- falou e eu assenti. Foi aumentando a velocidade doeu, para K7  mas eu não ousei dar nem um pio, para taehyung não cismar que me machucou, logo depois foi ficando bom, já não sentia mas dor, sentia um prazer desconhecido por mim até  segundos atrás, era sussurros desconexas, arfadas pesadas, gemidos altos da minha parte, já tinha me cansado daquela posição "papai e mamãe" e então levantei ficando no seu colo, descendo de vez.

-E-eunji...- gemeu meu nome. Gostei, quiquei com mas força, o fazendo gemer com a voz mas alta, me sentia realizada por  dar tal prazer, e foi quando ele gozou, o senti estremecer,  e então ele me deitou, saiu de mim, deu um nó na camisinha jogou fora, deitou e me abraçou.

- O que sente por mim? - perguntei tentando ordenar a respiração.

- Acha que eu tiraria sua virgindade se eu não gostasse de você?- perguntou me olhando.

-Então significa que gosta de mim?- perguntei.

-Não - suspirou, Bang! Que tiro hein.- eu amo você, sei que foi rápido, mas nós fazendo amor foi o que  me fez confirmar isso, sim, Eu te amo!  - sorriu eu rapidamente o beijei, um beijo sem malícia, apenas... Amor.

- Eu também te amo Taehyung -  falei e o mesmo beijou o meu pescoço e dormimos.





Notas Finais


Espero que tenham gostado 😊 Beijão 😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...