História Suddenly Love - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Imagine Jungkook
Visualizações 55
Palavras 983
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 🍪

Capítulo 9 - 09


 Pov Autora.



-Sobre o que quer conversar Alteza?

A garota já estava curiosa demais para saber sobre o assunto da conversa, diferente de Jeon, que mantinha seu olhar preso no rosto da mulher a sua frente, sem pressa alguma para sair de lá.

-Como você sabe nós estamos passando por essa seleção a pedido do meu pai.

"De fato"

-Eu preciso de uma "amiga" aqui dentro, tendo contato direto com as garotas.- frizou o amiga fazendo aspas com o dedo.

-Certo...mas ainda não entendi o por que dessa conversa.

-Ora!- Jeon bate as mãos na coxa e se encosta na cadeira.- Essa amiga seria você S/n, por isso está aqui. Preciso que você seja meus olhos e meus ouvidos.

Aponta o dedo para a mais nova entre eles, que para de escutar depois do você. Ah...era uma tremenda surpresa para ela. Principe Real Jeon Jungkook pedindo para ela ser sua amiga? Por mais que seja uma amiga para usar, ainda assim é uma amiga certo? A cabeça da criada tinha parado de raciocinar, só voltou a si quando sentiu uma respiração perto de si. Jungkook se aproximou até estar poucos centímetros perto dela.

-Estamos resolvido?

-M-mas... não seria melhor você pedir isso pra Madre Tersaya? Ou pra qualquer outra criada tenho certeza que el...

-Não...eu quero você.



Pov S/n.


Ele me quer? ELE ME QUER? Não desse jeito boba.

-Ah...Entendi.

-Certo já que você entendeu a gente precisa definir algumas coisas, vem comigo.

Jeon se levanta e me puxa junto, enlaçando seu braço com o meu. Saímos da biblioteca com ele levando nós dois para algum lugar.

-Preciso que me conte qualquer coisa de estranho que ouvir das meninas, alguma intenção errado ou algo que possa prejudicar alguém. 

Concordo com a cabeça mesmo sem entender o que ele fala. Eu tô com o braço enlaçado com o príncipe.

-Caso a gente queira conversar com o outro nós temos que ter algum jeito de sinalizar... Tipo...

Ah meu Deus eu tô com o braço dado com o próximo rei.

-Você tá me escutando?

-Que? Sim! Quer dizer claro que tô...concordo com você príncipe.

-Concorda né... então dá uma sugestão.

-Sugestão do que?

-Você não tava me escutando S/n?

-Aish... perdão Príncipe. 

-Me chame de Jeon. Quando estivermos sozinhos é claro.

Jeon. Ele deixou eu chamar ele de Jeon?Um sorriso brota no meu rosto e vejo Jeon sorrir de lado, discreto é claro.

-Sobre o que era a sugestão Jeon?

-Um jeito de chamarmos um ao outro, caso precisemos conversar em particular.

-Certo! Hummm...Que tal...estalar o dedo?

-Não... óbvio de mais.

-Bater na pontinha do nariz?

-Vão pensar que estou resfriado.

-Que tal passar a não no cabelo?

-A coroa vai atrapalhar.- faz o que eu faço e vejo a coroa quase cair.

-Que tal...piscar duas vezes?

-Vai parecer que você está com um cisco.

-Bater um dedo no lábio?

-Muito óbvio S/n.

-Aish... você acha erro em tudo. Então vamos sorrir um pro outro.

-Vão perceber.

-Então dê uma idéia oras.

Cruzo os braços e paro na frente dele, mas aí me lembro que eu não estou conversando com qualquer pessoa. Tô falando com o Príncipe Jeon. Automaticamente descruzo os braços e abaixo a cabeça.

-Desculpe.

-Não precisa se desculpar, gosto quando me trata como qualquer pessoa.

-Você não é qualquer pessoa.

Da de ombros e volta a andar, cruzando nossos braços novamente.

-Eu tava pensando, que tal só tocarmos a orelha? Você poderia fingir colocar seu cabelo para trás e eu dou um jeito de tocar na pontinha dela.

Penso um pouco antes de responder, querendo achar algum defeito para isso como ele fez, mas não acho.

-É uma boa idéia, coloco o cabelo para trás assim, significa que quero falar com você. E você toca na orelha assim, e entendo que quer falar comigo. Genial!

Falo empolgada.

-Que bom que gostou.- da um sorriso, um sorriso verdadeiro, mostrando os dentes um pouco saltados, parecia um coelho?- começamos a colocar em prática amanhã mesmo. Você cuida do café da manhã?

-Não, geralmente estou limpando o pátio de manhã.

-Certo, vou dar um jeito de colocar você em todas as refeições, assim ficará mais fácil nosso contato. Você tem uma irmã certo?

Chegamos onde descobri ser o jardim, afastado do palácio. Sentamos no chão mesmo, nos escondendo atrás das paredes do labirinto.

-Tenho. Uma meia irmã... se chama Maya. Ela trabalha aqui também, como criada.

-Yoongi comentou comigo sobre.

-Senhor Min comentou sobre minha irmã?

-Ela é sua meia irmã? Por parte de mãe?

Desconversa.

-Sim, minha meia irmã por parte de pai. Ela é mais velha, minha Omma trabalhava na feira principal, perto de onde ele servia como pedreiro, ferreiro, enfim...ele trabalhava com muitas coisas, sempre ia na tenda de minha Omma comprar algumas frutas.- olho para ele, vendo Jeon prestar atenção em cada palavra.- Ela se deixou levar pelas belas palavras e acabou deitando com ele. O que resultou a traição na Omma de minha Unnie. Foi assim que eu nasci, minha mãe acabou ficando sozinha, e ele voltou pro casamento dele.

-Entendo, sinto muito.

-Não sinta, minha mãe me criou muito bem embora tenha que ter me sustentado sozinha e escutado todos os julgamentos. E eu me dou muito bem com minha outra parte familiar, não tenho tanta afinidade com meu pai, já com a Unnie, ela é a mais velha, então sempre de dizia ser responsável por mim, sua mãe é um amor de pessoa, escutou tantas barbaridades mas mesmo assim sempre me tratou bem.

-Fico feliz que se sinta assim. Bom, tenho que ir dormir, amanhã começamos nosso esquema, lembre-se, olhos e ouvidos.

-Claro, como desejar Jeon.

Ele sai de lá, mas eu permaneço por mais alguns minutos, fico olhando as estrelas antes de voltar pro quarto de Nare. Ela deve estar animada para o passeio amanhã.

Quem não estaria S/n? Ele é o príncipe oras, o príncipe querendo sair contigo. Pelo menos o príncipe quer ser seu amigo. Isso basta.

Entro no quarto de Nare e a encontro dormindo. Graças a Deus não acordou enquanto estive fora. Vou até o sofá no canto da sala, e arrumo minha cama improvisada, até esse sofá é melhor que a cama dos criados. Aish, dorme S/n amanhã o dia vai ser animado para a Nare e para você.








Notas Finais


Deixou ser chamado de Jeon!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...