História Suddenly Married - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor
Tags Kara Zor-el, Lena Luthor, Supercorp, Supergirl
Visualizações 836
Palavras 2.123
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Tomara.


Fanfic / Fanfiction Suddenly Married - Capítulo 2 - Tomara.

Já era de madrugada quando Kara acordou com desejo, mas não era qualquer desejo, o desejo é Lena Luthor. Kara puxa o edredom e o joga no chão, Lena dormia tranquilamente de barriga para cima, Kara afasta as pernas da morena e fica de joelhos, ela puxa a calça do pijama e a cueca junto, tira toda a calça de Lena deixando apenas de camisa, Lena se remexe um pouco e Kara ri baixinho, ela pega o membro da morena e começa a lamber o glande rosado e chupar de leve, Lena começa a resmungar coisas, o membro da morena já está ereto, Kara começou a chupar forte e punhetar o resto que não dava na sua boca. Lena sentiu um friozinho mas não acordou, logo sentiu algo tocar seu membro,algo macio e quentinho de leve até que os movimentos começam a aumentar, então a morena abre os olhos com dificuldade e toma um susto.

- Ka-ka-kara… oooh, Deus!! - Lena estava em choque, mais ter a loira lhe dando um boquete era impossível não gemer. Kara relaxou a garganta e consegui colocar todo o membro de Lena em sua boca, no começo era difícil mas com prática ela aprendeu. - KARA! Oooh… aaaaah…issssso… Aah!!

Lena segura o cabelo de Kara em rabo de cavalo e começa a foder a boca da loirinha,com mais algumas investidas Lena goza na boca de Kara que engole tudo. Kara se joga ao lado de Lena.

- UAUUU… você… - Lena diz aturdida.

- Eu estava com desejo… - diz maliciosa.

- Você sempre tem esses desejos?

- Você sabe que quando eu estou grávida o meu apetite sexual aumenta. - Kara conta e Lena agradece a Deus internamente.

- Então… depois de Kate vamos providenciar outro logo. - Lena diz ainda tentando controlar a sua  respiração descompensada e Kara ri.

- Estou nervosa…

- Por que?

- Kate… o parto, se ela não nascer em boas condições ou….

- Não, tudo vai dar certo… você ficará bem e Kate também.

- Obrigada, você sempre consegue me fazer sentir segura… eu te amo.

- eu te amo. - sai automaticamente, mas Lena sorri largo, ela nunca mais quer sair desse universo alternativo,sonho, futuro ou sei lá, aqui ela tem Kara e 2 lindos garotos, uma linda garotinha a caminho e seus amigos e familiares estão bem…

********

Uma bela manhã de sábado, Liam, Lucca, Kara e Lena estavam a mesa tomando café da manhã com brincadeiras e risos.

Lena usava uma calça jeans azul clara justa, uma regata cinza, coturnos com salto alto grosso preto, uma jaqueta de couro preta, no rosto não havia nenhuma maquiagem e seus cabelos ondulados estavam soltos.

Kara vestia um vestido branco de mangas até os cotovelos com listras pretas na horizontal até a altura dos joelhos, um sinto acima da barriga marrom, um salto baixo vermelho, seus cabelos estavam soltos cheios de cachos na ponta e no rosto não havia nenhuma maquiagem.

Liam e Lucca usavam uma camisa polo azul marinho com as iniciais "L.L" do lado direito do peito, uma calça social azul clara com as barras dobradas, um sapato mocassim também azul marinho, um sinto preto com a fivela prateada.

- Mama vamu ve o papa? - Liam pergunta para Lena que olha para Kara confusa.

- Desculpe amor, quem é o papa? - Kara pergunta tentando entender, os meninos nunca tiveram uma figura masculina para chamar de "papa".

- Mike! - Lucca exclama.

- Ele não é seu "papa", não quero que o chame assim. - Kara diz olhando séria para os meninos, Lena estava confusa.

- Masi ele diti pa eu qui pudi. - Liam diz fazendo biquinho, ele não gosta quando a mama briga.

- Não! Mike não é seu pai, não quero que vocês fiquem conversando com ele, estão proibidos. - Kara está brava,muito brava, Mike Matthews não sai da sua cola desde que ela terminou com ele para ficar com Lena, ele é médico e trabalha no mesmo andar da doutora que Kara vai, ele sempre aproveita para encher sua paciência, mas ela já tinha esgotado a 2 dias quando Kara foi pegar um exame e ele a agarrou em frente a Lena, Lena ficou uma fera lhe dando três socos no rosto, depois do acontecido elas voltaram pra casa em silêncio e depois discutiram, Lena explodiu e transou com Kara a noite toda para dizer que ela tem dona, quando Lena fica com ciúmes ela fode a loirinha até que ela não possa andar ou dizer seu próprio nome e dessa vez não foi diferente.

Kara tira eles do cadeirão e manda eles assistirem desenho enquanto tira a mesa do café.

- Lena, você não vai falar nada?

- Eu… Mike? Quem é Mike?

- Mike Matthews… você está muito aérea,desde de que acordou ontem. Sei que você não gosta dele perto de nós, juro que não vai se repetir… - Kara diz sorrindo e termina de tirar a mesa do café.

" Mike Matthews… O meu Deus!! Mon-Hell!!! O embuste… ele disse para os MEUS FILHOS o chamar de PAI??? Eu… eu… DROGAAAA!!!! " - Lena pensa surtando.

- Lena, amor vamos … você dirige?

"PORRA! Eu sei dirigir? Eu não sei… " - pensa surtando de novo.

- Err… você dirige?

- Claro anjo… pega os meninos.

Lena pega Liam e Lucca no colo,Kara pega as bolsas dos meninos,a chave do carro, a bolsa dela e de Lena.

*******

Na sala de espera do consultório Kara dava graças a Deus por Mike não ter aparecido, mas agradeceu muito cedo.

- Olha só quem está aqui hoje… minha bela esposa, meus lindos filhos e minha garotinha. - Mike diz sorrindo largo e ignorando a presença de Lena.

- Mike… por favor, não quero que você fale com meus filhos. - Kara diz séria segurando Liam que estava deitada em seu colo enquanto Lucca estava com Lena.

- Como? Eles são meus filhos, ela é minha filha. - Mike diz alterando um pouco a voz apontando para os meninos e a barriga de Kara.

- Mike, eu não terei essa conversa de novo, eles não são seus filhos, Liam, Lucca e Kate são meus filhos com Lena, Lena é mãe deles, Lena! - Kara diz perdendo a paciência, toda vez que vem ao consultório ela tem essa conversa com Mike.

(Gargalhada) - Essa mulher que te trai com qualquer uma? - Mike diz com desdém, Lena olha para Kara que muda a feição em instantâneamente e abaixa a cabeça. - Kara meu amor, eu jamais te trairia, eu te amo de verdade, sempre amei. Deixe eu cuidar da nossa família.

- Mike, vá embora agora! - Lena diz com ódio.

" Como assim? Trair? Ela traiu Kara? " - Lena ainda processava as informações.

- Sua babaca, não machuque a MINHA mulher, breve irei tirar minha família das suas mãos. - Mike cospe as palavras para Lena, ele olha para Kara que estava com a cabeça baixa, Mike pega seu queixo a erguendo com carinho. - Não se preocupe, não irei te chatear afinal pode prejudicar nossa princesinha, já vou indo meu bem.

- Vá embora! - Lena diz entredentes.

- Papai ama vocês clones, logo vamos passear. - Mike diz para os gêmeos.

- Xauuu papa! - Os gêmeos dizem em uníssono completamente empolgados, Mike segue seu caminho um sorriso nos lábios.

Depois da consulta Kara desviava de todas as perguntas de Lena sobre o assunto que Mike abordou, os gêmeos pediram para irem ao zoológico, já que era final de semana as mães deixaram.

*******

Chegaram em casa já a noite, Kara colocou os gêmeos para dormir e desceu para pegar o celular e encontrou Lena sentada na poltrona.

- Kara Zor-El exijo que me conte o que Mike quis dizer hoje cedo. - Lena diz séria.

- Olha Lena, por favor….

- Kara!

- Não, não… Você sabe melhor do que ninguém o que aconteceu, a traição, não me faça passar por tudo isso de novo. Qual é o seu problema? Achei que já tinha cansado de me torturar, quer me humilhar mais? Não foi o suficiente? Anda, diga. Por que está se fazendo de esquecida? Vai diga, jogue na minha cara que eu não fui o suficiente para você,quer saber? Vá para o inferno! - Kara diz deixando algumas lágrimas cairem, por que ela está fazendo isso com ela, fazendo ela relembrar?

- Kara…

- Não, eu vou me deitar…

*******

Lena estava sem coragem de ir para cama, então resolveu deitar no sofá e acabou caindo no sono.

- LENAAAAA! LENA! AMOR! LEEEENA!!!! LE-LE-LENA! - Lena dá um pulo do sofá caindo no tapete, ela corre até o quarto para saber se a algo de errado.

- Kara? Kara? Esta tu… - Lena chega ao quarto e vê Kara segurando a barriga e gemendo de dor.

- Le-le-Lena, ela vai nascer… - Kara diz dando um leve sorriso no meio da dor.

- Ok,ok… aí meu Deus!!! O que eu faço? - Lena começou a andar de um lado para outro no quarto.

- LENA! Já ensaiamos … pegue os meninos e os agasalhe, pegue a chave do Land Rover, as bolsas com o que os meninos podem precisar está lá junto com a minha bolsa e a mala de maternidade estão no porta malas do carro, vá… eu vou ligar para Alex avisando, LENA VAI!!!

Lena sai do quarto para fazer o que Kara disse. Kara liga para Alex que atende no terceiro toque.

- Alex… sua sobrinha vai nascer!!! - Kara exclama e pode ouvir Alex dar um grito.

- OK, OK… eu estou indo para o hospital. - Alex diz e desliga.

- Pronto! VAMOS! - Lena entra no quarto com tudo.

Ela pega Kara no colo e desce as escadas rumo a garagem aonde os meninos já estavam sentados nas cadeirinhas,Lena para enfrente ao carro e olha para Kara.

- Vo-vo-você pode dirigir? - pergunta engolindo em seco, Kara a olha descrente. Mais uma contração, Kara grita de dor.

- VOCÊ ESTÁ DE SACANAGEM COMIGO LENA? -Kara berra assustando Lena, os meninos estavam tampando os ouvidos e com olhos fechados.

- Na-na-não, E-e-e-e-eu irei dirigir… - diz e coloca Kara no banco do passageiro, fecha a porta e verifica se as travas das cadeirinhas estão certas, corre e dá a volta no carro, entra e respira fundo colocando a chave no painel, suas mãos estão tremendo. - Ok,ok… hospital!

"Droga, droga,droga! Aonde fica o hospital? Como eu dirijo? Eu sei dirigir?" - Lena está nervosa, ela não faz ideia, ela e tirada de seus pensamentos por gritos de dor de sua esposa.

- LENAAA EU NÃO QUERO TER A MINHA FILHA NA DROGA DESSE CARRO, VAI LOGO PARA O HOSPITAL!!! - Grita agarrando o braço direito de Lena fazendo um pressão que faz a morena gemer de dor. Lena continuou parada, ela não pode sair de carro, ela não sabe dirigir!

Então escutam um barulho, o portão da garagem e da saída estão sendo abertos, assim que o portão da garagem vai subindo uma luz forte invade a visão dos quatro que são forçados a colocar os antebraços na frente dos olhos, escutam uma voz famíliar, Alex, obrigada.

- Heyyyyy, por que ainda estão paradas aí… sua filha quer sair daí!!! - Alex, ela para na janela do passageiro e massageia a barriga de Kara, lágrimas já desciam livremente pelo  rosto da loirinha, Kara estava sentindo dor,muita dor,o pequeno espaço naquele carro não ajudava em nada.

- Por que Lena parece que se esqueceu como se mexe! - Kara diz e geme de dor, Lena olha para Alex que vê algumas lágrimas descendo do rosto da morena, seu olhar era de súplica, Alex entende e se pronuncia.

- Lena vai para o meu sedã junto com Maggie, eu dirijo com Kara até o hospital, VAI! - Alex diz e de imediato Lena saí do carro e corre para o outro, ela entra e chora, Maggie não pergunta nada apenas sai e dá passagem para Alex sair com o carro, saindo da casa Kara começa a chorar compulsivamente.

- Calma maninha, tudo vai ficar bem, eu estou aqui…vai ficar tudo bem,eu prometo. - Alex diz acariciando a barriga de Kara, já estavam quase chegando ao hospital.

- Não faça promessas que não pode cumprir,Alex. Meu casamento está indo por água abaixo… - Kara diz e enxugando as lágrimas.

- O que? - Alex pergunta com os olhos arregalados e desviando os olhos por dois segundos da estrada. Kara olha para trás e vê os meninos dormindo, com toda a gritaria eles conseguem dormir, Kara agradece internamente.

- Lena… está estranha, acho que ela não aguenta mais… acho que ela já se cansou de brincar de casinha. - diz e começa a gemer de dor, as contrações estavam mais fortes.

- Não se preocupe, não vai acontecer de novo, não irei permitir,eu prometo! - Alex diz com firmeza. Kara encosta a cabeça na janela e chora baixo, seus gemidos estão mais fortes.

- Tomara! - Kara murmura só pra ela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...