História Suga o Protetor - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Ação, Bangtan Boys, Bts, Fanfic, Imagine, K-pop, Suga, Yoongi
Visualizações 361
Palavras 1.534
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Policial, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capitulo ta tenso hoje!
mas espero que gostem
BOA LEITURA!

Capítulo 34 - A escolha


Fanfic / Fanfiction Suga o Protetor - Capítulo 34 - A escolha

SOOK- isso mesmo.... sua filhinha querida, não tem o menor respeito por vc Chan [ ELA GRITA IRRITADA]

S/N- e o que vc entende sobre respeito.... não foi vc , que encontrei agora a pouco , transando com seu primo no jardim.... sua maldita desgraçada. [ GRITO MAIS ALTO AINDA]

MEU PAI ESTAVA COMPLETAMENTE EM CHOQUE. OLHAVA PARA SOOK COM OS OLHOS ARREGALADOS.

SOOK- eu não sei de que vc esta falando [ SE FAZ DE DESENTENDIDA]

CHAN- eu não admito esse tipo de comportamento .... dentro da minha casa  [ ELE GRITA COM SOOK APONTANDO O DEDO PARA ELA]

SOOK- mas... não ver que ela esta mentindo [ FAZ CARA DE COITADA] todos sabem que desde que cheguei nessa casa, s/n faz de tudo para me mandar embora.... [ ELA COMEÇA A CHORAR] ela sempre me  ódio ....mesmo quando quis ser amiga dela.

S/N- ai que garota cretina [ EU GRITO INDIGNADA ]

SOOK-  sempre S/n.... vc sempre teve inveja de mim, não consegue admiti isso [ ELA SE INCLINA SOBRE A MESA ME ENCARANDO E GRITANDO]

CHAN- chega!  [ELE GRITA]

S/N- eu vou matar essa desgraçada [ AGARRO OS CABELOS DE SOOK]

ELA CAI EM CIMA DA MESA E EU PUXO ELA PELOS CABELOS , ATE ELE CAI ONDE EU ESTAVA.

DESSA VEZ EU NÃO OUVIA NADA, SÓ QUERIA ACABAR COM ELA ALI MESMO , DE TANTO  ÓDIO QUE SENTIA SÓ DE VER O ROSTO DAQUELA VACA NA MINHA FRENTE. TODOS TENTAVAM APARTAR A BRIGA. MAS  ESTAVA UMA CONFUSÃO TÃO GRANDE QUE ATE A PRIMA DE SOOK ENTROU NO MEIO DA BRIGA. EU A EMPURREI COM MUITA FOÇA, FAZENDO ELA CAI POR CIMA DAS CADEIRAS. SÓ LEMBRO DE OUVI LI GRITAR ALGUMAS PALAVRAS.

LI- Chan ....  sua filhas esta louca, faz alguma coisa 

DEPOIS DISSO DOIS SEGURANÇAS ME SEGURAVAM PELO BRAÇO. MINHA RESPIRAÇÃO ESTAVA OFEGANTE, EU OLHAVA PRA SOOK AINDA SENTINDO MEU SANGUE CORRER SOBRE MINHA VEIAS.

SOOK- me soltem.... eu já estou cansada de fingi que gosto dela..... eu  odeio vc sua estúpida [ ELA GRITA SAINDO DA SALA DE JANTAR]

CHAN- sook!.... onde pensa que vai? [ELA OLHA PARA ELE CONFUSA] vamos conversar sobre o que fez.

SOOK- o que?.... não vou conversar ... eu não fiz nada.... [ ELA CRUZA OS BRAÇOS]

CHAN- eu não estou pedindo.... sook estou mandando[ ELE A INTERROMPE FALANDO]  se vai morar  aqui na minha casa.... terá que seguir as regras.... vamos para o escritório[ ELE OLHA PRA MIM] e vcs dois... são os próximos [ELE OLHA PRA MIM E SUGA]

ELE VAI EMBORA, DEIXANDO UM CLIMA BEM TENSO ENTRE MIM E SUGA.

ALGUNS MINUTOS DEPOIS, EU E SUGA ESTAVA NA SALA DE ESTA. SUGA ESTAVA DE PÉ, EM FRENTE A PORTA DO ESCRITÓRIO, E EU SENTADA NO SOFÁ.

ME LEVANTO E ME APROXIMO DELE.

S/N- vc esta bem? [ PERGUNTO PREOCUPADA]

SUGA- estou me sentindo mal.... por ter enganado seu pai esse tempo todo.

S/N- ei!... tinha que ser desse jeito.... meu pai nunca iria aceitar [ DIGO UM POUCO TRISTE]

SUGA- vc acha que ele não vai aceitar nosso namoro? [ ME ENCARA PREOCUPADO]

S/N- esculta suga..... ele pode tomar a decisão que for.... eu não vou sair do seu lado nunca. nem que pra isso eu tenha que enfrentar meu pai [ ELE ME ABRAÇA E FAZ CARINHO EM MINHA CABEÇA]

SUGA- isso.... não vai acontecer meu amor [ ELE BEIJA MEU CABELO]

SOOK SAI DO ESCRITÓRIO COM UMA CARA FECHADA.

CHAN- entrem [ ELE NOS OLHA DE CARA FEIA]

EU E SUGA  ENTRAMOS E FICAMOS DE PÉ NA FRENTE DA MESA DE MEU PAI, EM QUANTO ELE SENTA-SE EM SUA CADEIRA.

CHAN- vejo que sook não mentiu a respeito de vcs dois [ ELE FALA ENCARANDO SUGA]

SUGA- Sr. Chan... eu não queria que soubesse dessa forma [ ELE FALA CALMO]

CHAN- eu confiei em vc garoto.... acreditava que vc realmente merecia minha confiança.

S/N- pai não pode nos tratar como se tivermos  feito algo errado... eu já tenho 17 anos .

CHAN- filha minha não fica por ai namorando as escondidas [ ELE ME ENCARA]

SUGA- então... sobre isso Sr. chan.... gostaria de pedi-lo.... [ ELE  É INTERROMPIDO ]

CHAN- não!

S/N- o que? [ EU ESTAVA PASMA COM A MANEIRA QUE ELE ESTAVA TRATANDO MEU NAMORADO] não pode me impedi.... [ GRITO ME APROXIMANDO DELE]

MAS SUGA SEGURA MINHA MÃO FORTE, ME PUXANDO PARA ATRÁS.

SUGA ESTAVA CALMO. AO CONTRARIO DE MIM, QUE E ESTAVA FERVENDO DE RAIVA.

CHAN- S/N sou seu pai... vc esta sobre meus cuidados... e vejo que vc e suga não tem futuro juntos... que futuro  ele poderia le dar? [ ELE ENCARA SUGA]

SINTO MEUS OLHOS MAREJAREM. EU NÃO PODIA ACREDITAR  QUE AQUELE MONSTRO QUE ESTAVA A MINHA FRENTE ERA O MEU PAI.

SUGA- eu entendo Sr. Chan [ ELE FALA AINDA CALMO]

S/N- que?.... não pai.... eu não vou aceitar suas desculpas ignorantes.[ ME APROXIMO DE SUA MESA] como ousa querer me impedir de ficar com ele.

CHAN- s/n cale-se.... como ousa me desafiar dessa forma [ ELE GRITA COM RAIVA]

SUGA- s/n.... por favor, fique calma [ ELE ME PUXA PARA PERTO DELE]

S/N- eu não estou acreditando nisso! [ OLHO PARA MEU PAI PASMA]

CHAN- vamos acabar logo com isso.... s/n vc vai acabar logo de uma vez com essa história de namoro com seu segurança.... eu não vou aceitar isso [ ELE DIZ CONFIANTE]

S/N- não!.... eu não vou [GRITO O ENCARANDO] mesmo que vc não aceite.... eu vou continuar com ele....só estou te comunicando isso, pra ficar bem claro pra vc.... que vou estar com ele.

CHAN- se é assim.... vc não me deu escolha [ ELE OLHA PARA SUGA] faça sua escolha suga.... ou o emprego ou minha filha? [ ELE FICA EM PÉ  DO OUTRO LADO DA MESA]

SUGA- eu me demito Sr. [ ELE FALA COM EXPRESSÃO BRAVA]

CHAN- nunca pensei que fosse fazer isso.....se se aproxima da minha filha, chamarei a policia.... [ELE APONTA PARA A PORTA] agora saia da minha casa.

S/N- o que não.... ele não vai [  PUXO O BRAÇO DE SUGA] ele fica!

CHAN- s/n não me faça perder a paciênçia 

SUGA- s/n....[ELE SEGURA MEU ROSTO]  é melhor ouvir seu pai[ ELE BEIJA MINHA TESTA] preciso ir agora. [ ELE OLHA PARA MEU PAI ANTES DE IR]

QUANDO SUGA SAI , OLHO PARA MEU PAI DECEPCIONADA.

CHAN- foi melhor assim.... estou pensando no seu futuro, depois ira me agradecer. [ ELE SE LEVANTA E VEM ATE A MIM]

S/N- não sei quando se tornou tão egoísta a esse ponto.... [ COMEÇO A CHORA] como consegue ser tão materialista .... ainda bem que minha mão não esta aqui, pra ver o quanto egoísta, mesquinho, que não se importa com os outros, vc se tornou.... ela teria desgosto de vc... [ ELE ME DA UM TAPA NO ROSTO]

CHAN- cale essa boca! [ ELE GRITA]

EU FICO UM TEMPO OLHANDO PARA MEU PAI COM OS OLHOS CHEIOS DE LÁGRIMAS. DEPOIS SAIO CORRENDO DO ESCRITÓRIO.

ALGUMAS HORAS DEPOIS

CHEGO NA CASA DE SURAN 22:05. NÃO QUERIA MAIS FICAR NAQUELA CASA. MINHA AMIGA ESTAVA SENTADA NA CAMA ENQUANTO EU ESTAVA COM A CABEÇA EM SEU COLO. ELA ME FAZIA CARINHO, ENQUANTO EU CHORAVA.

SURAN- não fica assim amiga.... tudo vai se resolver [ ELA DIZ PREOCUPADA]

S/N- eu vou ficar com suga, suran.... ele foi o único que me deu apoio esse tempo todo dentro daquela casa..... ele e Mey Lee são como meu anjo da guarda.

Suran- Vem amiga.... deita aqui, vamos dormir juntas hoje [ ME COBRE COM UM EDREDOM ]

DEPOIS DE UM TEMPO ACABO ADORMECENDO.

QUEBRA DE TEMPO

NO DIA SEGUINTE, ACORDO MUITO TARDE ERA 12:45 , ESTAVA COM UMA DOR DE CABEÇA. FAÇO MINHAS ENGINES MATINAIS. E VOU ATE  A SALA.

MÃE DE SURAN- olá querida.... se senti melhor? 

S/N - sim muito obrigada.

Suran- olá dorminhoca .... vamos comer algo [ ELA ME PUXA ATE A MESA]

S/N- estou faminta [ME SENTO A MESA]

SURAN- então come amiga.... vc precisa se recompor, esta fraquinha hoje.

S/N- esta estranha [ OLHO DESCONFIADA]

SURAN- só estou preocupada com vc sua louca [ ELA RIR]

DEPOIS DE COMER, DECIDO ME ARRUMAR PARA IR NA CASA DE SUGA. SURAN DECIDE ME ACOMPANHAR ATE O CENTRO, ENTÃO SAIMOS JUNTAS . CONVERSAVA COISA ALEATÓRIAS, ATE SURAN ENTRA EM UMA ASSUNTO INDESEJADO.

SURAN-  é hoje o casamento não é?....

S/N- sim

SURAN- como esta amiga?

S/N - me fudendo pra ele..... quero nem pensar nesse casamento idiota. [ DE LONGE AVISTO UMA LOJA DO OUTRO LADO DA RUA] vamos ali, da uma olhada naquela loja.[ SAIO PUXANDO ELA]

SURAN- s/n .... não iriamos fazer compras [ ELA FALA CORRENDO JUNTO A MIM]

OLHAMOS ALGUMAS COISAS NA VITRINE, ESTAVA BEM ENTRETIDA. ATE QUE UMA VAN VEM DE LONGE BEM RÁPIDO A PARA PERTO DE NÓS, UM MONTE DE HOMEM ENCAPUZADOS SAEM E COMEÇAM A ME AGARRAR.

S/N- me solte!...... socorro..... me soltem por favor [ EU GRITAVA TENTANDO ME SOLTAR]

SURAN- s/n.... soltem ele [ ELA  É EMPURRADA POR UM DOS HOMENS]

OS HOMEM ME BOTAM NA VAN E COBRE MINHA BOCA COM UM LENÇO BRANCO QUE TINHA O CHEIRO MUITO FORTE. DEPOIS DISSO EU DESMAIO.


Notas Finais


s/n sequestrada.....
o que sera que suga vai fazer.
não perca os próximos capítulos
obg :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...