História SugaMon - I Like You? - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Boyxboy, Bts, Jikook, Namgi, Otpzaodapoha, Sugamon, Vhope, Yaoi
Visualizações 258
Palavras 1.356
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Recomendo que SEMPRE leiam o capítulo anterior antes de começar a ler o novo.
Desculpem os erros e Boa leitura!

Capítulo 5 - A minha ou a sua?


Fanfic / Fanfiction SugaMon - I Like You? - Capítulo 5 - A minha ou a sua?

Depois de comprar o suco do garoto, Namjoon voltou a sala e encontrou o miúdo com a cabeça deitada sobre a mesa, dormindo.

- Ei, baixinho. - sussurrou ao pé da orelha do pequeno assustando-o e fazendo o mesmo se ajeitar na cadeira.

- Não faça isso, Namjoon. - esfregou os pequenos olhos com as costas das mãos. Yoongi não gostava de contato físico e muito menos de se aproximar de alguém. Até mesmo de seu pai.

- Isso o que? - sorriu safado, fazendo o esverdeado corar levemente. O moreno gostava de provoca-lo. Era divertido ver as diversas expressões que o pequeno guardava para si sendo reveladas a cada pequena coisa que o mais novo fazia.

- E não sorria desse jeito.

- Eu não posso fazer nada, então?

- Não comigo. Ainda não te dei essa intimidade toda.

- E quando vai dar?

- Você vai perceber.

- Hyung chato! - fez bico. - Toma o suco. - estendeu a garrafa ao garoto que logo tratou de pega-la.

- O que é isso de "hyung"? Já disse pra não me chamar assim.

- Senti vontade. - deu de ombros e sentou-se numa cadeira em frente a de Yoongi e começou a fitar o garoto que bebia o líquido laranja.

- O que foi? Se continuar me encarando vou jogar isso na sua cara.

- Nada. - sorriu fraco. - Só gosto de te olhar, isso de algum jeito me acalma.... Você é estranho, Yoongi.

- De que modo?

- Não sei. Mas você tem algo que faz com que as pessoas gostem de você e queiram te proteger. É meio estranho mas... é como se você pedisse ajuda toda vez que eu te olho.

- Não sinta pena de mim, Namjoon.

- Não entenda errado. Não é pena, só quero te proteger.

- Proteger...?

- Não sei se já reparou mas algumas pessoas te olham estranho, como se quisessem te comer. Ás vezes isso me incomoda.... Eu só quero cuidar de você, te proteger. Vai me deixar fazer isso?

- Posso me cuidar sozinho. Você sabe disso.

- Não, você não pode. Olha pra você Yoongi, se alguém quiser te agarrar pode fazer isso de boa.

- Você é teimoso.

- Qual sua reposta?

- Faça o que quiser. Só não me incomode.

O rosado sorriu - se achando vitorioso - pelo fato de ter convencido o garoto revoltado. Finalmente poderia cuidar de seu pequeno sem ter qualquer pensamento de "mais que um amigo" rondando sua mente. O mais novo o cuidaria como se o miúdo fosse seu irmão mais novo - apesar de ser o mais novo. - Nada mais que isso, apenas um irmão. Ou era para ser assim.

- Já acabou? - direcionou o olhar para a pequena garrafa - já vazia - na mão do esverdeado.

- Você tá cego por acaso? Não tá vendo que tá vazio? - pela primeira vez Namjoon sentiu vontade de bater no garoto. Mas esse era o jeito dele, o que poderia fazer a não ser suporta-lo?.

- Me dê a garrafa, vou joga-la fora. - estendeu a mão esperando que Yoongi lhe entregasse objeto, mas o pequeno apenas o encarou. - O que foi? - sorriu - Me dê a garrafa, hyung.

- Eu posso jogar fora sozinho. Tenho pernas, braços e um cérebro para controla-los da maneira que eu quiser.

- Me dê a garrafa.

- Não, Namjoon.

- Qual o problema de me chamar só de Nam? - aproximou-se do esverdeado e começou a puxar a garrafa das mãos do mesmo.

- Eu não gosto de te chamar assim. - e o pequeno tentara puxar de todos os modos a garrafa das grandes mãos do moreno mas, sem obter sucesso - pelo esmagadora diferença de força -, soltou o objeto fazendo Namjoon se desequilibrar.

- Obrigado. - levantou-se e foi em direção a lixeira que se encontrava ao lado do quadro negro mas, atrapalhado como é, acabou por bater o pé na mesa, cair e bater a testa no chão durante a queda.

Yoongi, por puro impulso, levantou da cadeira e se agachou ao lado do amigo.

- Você tá bem? - massageou a testa do moreno na tentativa de amenizar a dor. - Hein?

- Doí, hyung. - choramingou.

- Vamos na enfermaria. - deixou de dar atenção ao machucado do garoto, pegou seu pulso e levantou-se trazendo Namjoon junto de si. Quando estavam prestes a sair da sala foram interrompidos pela campa que indicava o final do intervalo.

O pequeno continuou a segurar o pulso de Namjoon - agora sentados lado a lado - enquanto esperava todos entrarem para pedir permissão ao professor para que o deixasse levar o moreno a enfermaria.

- Professor? - falou baixinho, num tom quase inaudível.

- Oh, Yoongi. O que houve? Alguém está lhe perturbando? - perguntou o simpático - talvez o único daquele lugar - professor.

- Não é nada. Namjoon se bateu - olhou rápido para o garoto que falava algo através de mimica com Seokjin - então gostaria de saber se poderia leva-lo até a enfermaria.

- Ah, claro! Esse garoto vive na enfermaria.... Você é mais velho que ele, certo?

- Sim.

- Então cuide bem de seu dongsaeng.

[...] 

- Professor disse que você vive na enfermaria. - o pequeno passava alguma pomada para hematomas na testa de Namjoon, onde se encontrava uma bola roxa e meio avermelhada.

- Eu sempre fui distraído e sempre acabava - Ai! Isso doí!. - gritou tentando empurrar o baixinho para longe de si.

- Fica quieto! Se se mexer demais vou acabar te batendo mais ainda! - deu uma leva apertada naquele círculo roxo na testa do garoto o fazendo soltar um pequeno gemido de dor.

- Mas tá doendo!

- Se você não fosse teimoso e tivesse deixado eu jogar fora a porra da garrafa não estaríamos aqui! - gritou fazendo o rosado se calar. - Acabei.

Deu um tapa na testa do moreno e se direcionou ao armário que se encontrava ao lado da cama onde Namjoon estava sentado.

- Hyung.

- O que?

- Você.... gosta de garotos?

- Parece que temos um xeroque rolmes aqui. É, eu gosto. Quem te contou?

- Ninguém, eu apenas perguntei.

- E por que dessa pergunta agora? Eu dei pinta?

- Foi só curiosidade.... E não, você não deu pinta.

- Ótimo.

- Hyung.

- O que foi agora?

- Já namorou outro garoto?

- Não, Namjoon. Ainda não.

- E como sabe que gosta de garotos sendo que nunca namorou um?

- Antes mesmo de namorar pela primeira vez, já não sabia que gostava de garotas?

- Si-sim...

- Então. Dá no mesmo. - deu de ombros.

- Seus pais sabem?

- Sabem. - ainda estava de pé ao lado do armário arrumando - o já arrumado - móvel.

- E eles não....?

- Eles não ligam. Dizem que está tudo bem contanto que eu esteja feliz.

- Isso é bom. - sorriu. - Hyung.

- Se me chamar de novo eu meto a mão na sua cara. O que foi? - virou-se para o garoto.

- Vamos matar aula?

- Mas e as nossas coisas? Eu não saio daqui sem meu celular.

- Eu peço para o Jin pegar.

- E o assunto?

- Peço para o Jin.

- Você pede tudo pra ele?

- É. Talvez se o Tae não fosse um alien retardado eu pediria as coisas à ele. -Yoongi não segurou a risada.

- Não o chame assim.

- Mas é o que ele é. - deu de ombros. - Então.... vamos matar aula.... mas o que vamos fazer?

- Vamos pra sua casa ou pra minha?

- Vamos pra a sua.

- Não quer que eu vá pra sua?

- Não é o caso. A questão é, eu sempre quis entrar naquela casa, que eu sempre achei ser mal-assombrada, e ver como realmente é. Apareceu uma ótima oportunidade, não vou larga-la tão facilmente.

- Ahnm.... Tá bom....

Yoongi realmente não queria tê-lo levado para sua casa. Talvez se arrependesse eternamente sobre isso. Ou talvez não.


Notas Finais


Capítulo bem escroto e curtinho pq sim u.u
Juro que o outro vai ser melhor! Não desistam de mim!

E NOSSAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, EU TÔ-
SÉRIO, OBG PELOS 50 FAVORITOS! AMO VCS, SÉRIO! QUANTO EU VI FIQUEI TIPO "MDS, PQP AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA"
DE NOVO, OBG PELOS FAVORITOS E PELO CARINHO QUE ESTÃO DANDO A FIC! EU TE AMO VCS <3

Eu estou suuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuper feliz. Monsta X finalmente ganhou seu primeiro, de muitos, win! Eu já tinha um orgulho fdp desses meninos, agora nem se fale! Cada lágrima, cada gota de suor deles valeu a pena! Imagina a felicidade desses meninos? Whoa, deve ter sido incrível saber que seus esforços não foram em vão. Realmente amo MUITO eles, então fiquei muito feliz quando soube da notícia. Só não chorei pq tava na aula, mas quando cheguei em casa foi cada grito que eu dei que vcs nem imaginam.

FIGHTING MONSTA X! FIGHTING MONBEBE! #MonstaX1stWin
Parabéns pelo esforço, Monbebes/Monsta X! Vamos continuar assim!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...