História Sugar - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baeksoo, Chanbaek, Chanbaeksoo, Chansoo, Chensoo, Fetiches, Kaisoo, Krisoo, Kristao, Kyungsoo!harém, Laysoo, Lusoo, Sebaeksoo, Sesoo, Sugar, Sugarbaby, Sugardaddy, Susoo, Xiuhan, Xiuhansoo, Xiusoo
Visualizações 804
Palavras 2.143
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olár, pessoas lindas da Tia Vick!

Estou de volta *balança as maracas* -qq

Dessa vez com um SeBaekSoo maroto que foi pedido há um tempo atrás. Espero que gostem <3

Capítulo 22 - Zweiundzwanzig


 

-Ficaram só nos beijos mesmo? - Baek lançou um olhar de esguelha para o namorado, duvidava que com aquela tensão sexual toda eles não tivessem nem trocado uma mamada marota. 

Kyungsoo girou os olhos e se jogou na cama de casal, a camisa já desabotoada e o botão e o zíper da calça abertos. 

-Ele não avançou, então achei melhor não forçar. -Deu de ombros, erguendo o quadril para descer a peça apertada pelas pernas. 

-Ele é do tipo que gosta de jogar? -Arqueou a sobrancelha, sentando-se ao lado do moreno. 

-Eu diria que sim. Ele parece curtir a tensão. Eu também acho que a expectativa pode dar uma acendida nas coisas...

-Esse teu rabo já é aceso em excesso. -Brincou, tacando o travesseiro na cara do mais novo, que riu e lhe chutou de leve. -Mas e aí, a pegada é boa? -Deu um sorrisinho de lado, se acomodando no braço do outro e enroscando suas pernas nas dele. 

-Muito. Daquelas fortes, que te deixam todo derretido. 

-Gosto. -Lambeu os lábios, os dedos desenhando alguns círculos na barriga alva no mais novo. -Ativo?

-Provavelmente. Talvez flex se eu quiser, ele parece ser alguém aberto a conversas. 

-Mas pela sua cara você tá doido é pra dar pra ele. -Abafou o riso contra o pescoço alheio, causando cócegas no outro. 

-Não vou mentir, só de lembrar do aperto daquelas mãos na minha bunda já começo a piscar. -Entrou na brincadeira. 

-O Sehun ligou cobrando aquele lance que você prometeu. Se eu soubesse que você ia chegar tão cedo eu tinha dito pra ele aparecer por aqui.

-Vai mesmo fazer ele filmar e mandar pro Chan? 

Baekhyu bufou e girou os olhos, um bico enorme se formando em seus lábios ao ouvir o nome do mais velho.

-Não que ele esteja merecendo, mas se isso não fizer ele se decidir logo eu desisto e chamo o Sehun. Tá na cara que ele quer, não sei porque ficar enrolando. 

-Cada um tem seu tempo, Bae. -Kyungsoo puxou o namorado de volta, acariciando os cabelos vermelhos e sedosos lentamente. 

O outro limitou-se a fazer uma careta, claramente não caindo naquele papinho. Paciência tinha limites e a dele estava se esgotando. 

-Que tal ligar pro Sehunnie? Aposto que em menos de meia hora ele está aqui. -Mordeu o queixo afilado, a mão descendo dos fios macios até os lábios finos, contornando-o com as pontas dos dedos em um toque suave. 

Logo sentiu os dentinhos se fechando em seu polegar e um sorriso matreiro assumindo o lugar da expressão emburrada. 

-Vai deixar eu gozar na sua cara?

-Só se você deixar eu sentar na sua.

-Fechado! -Sorriu satisfeito antes de se levantar e sair correndo a procura do celular.

 

Sehun não gastou nem 20 minutos pra chegar ali. A pressa era tanta que quase atropelou o vizinho de Kyungsoo. Lançou um rápido olhar em sua direção e pediu desculpas, recebendo apenas um muxoxo e um quase rosnar em resposta.

Se não estivesse tão afobado, talvez tivesse prestado atenção nas olheiras imensas que decoravam a parte inferior dos olhos do modelo, nos fios, antes bonitos e brilhantes, agora bagunçados e ressecados e nas roupas, outrora engomadas e bem alinhadas, completamente amarrotadas e bagunçadas.

Digitou a senha em velocidade ímpar e foi tirando o casaco a medida que abria a porta, jogando-o no sofá antes de correr até o quarto, sendo abençoado com uma cena maravilhosa assim que pôs seus pés para dentro do cômodo. 

Kyungsoo estava ajoelhado no chão, o corpo alvo completamente desnudo, deixando a mostra algumas marcas de arranhões e mordidas já antigas. Os cabelos negros estavam entre os dedos finos do Byun, que se mantinha sentado na beirada da cama, o pau rijo e molhado sumindo entre os lábios fartos para logo depois ser quase totalmente liberto. 

Sentiu um arrepio ao notar o olhar ferino do ruivo sobre si, assim como o sorrisinho safado que pendia em seus lábios. A mão livre indicou a câmera profissional que estava na mesa perto da sacada e a voz arfante logo pediu para que ele se acomodasse e se sentisse a vontade. 

-Completamente a vontade? -Deixou a pergunta principal nas entrelinhas. 

-Desde que não nos toque, pode fazer o que quiser. -Piscou para o loiro, que mantinha os olhos fixos em Kyungsoo, admirando a forma como ele lambia a glande inchada, chupando-a vagarosamente em seguida, fazendo o Byun gemer manhoso e forçar a ereção por entre os lábios vermelhos, fazendo a boca quente engoli-lo por inteiro. 

-A câmera. -Baek estalou os dedos assim que se recuperou do tremor de prazer ao sentir a cabeça sensível de seu falo tocar a garganta do moreno. -Filma direitinho e talvez o Soo te dê uma mãozinha depois. 

O moreno se separou do pau do namorado e virou o rosto, sorrindo de um jeito impudico para o ator antes de lhe mandar um beijinho e desejar que ele tivesse um bom show. 

Sehun já sentia o pau latejar dentro da calça apertada, não tivera nem tempo de colocar uma cueca, então sentia o membro sensível resvalando no tecido grosseiro do jeans. Ligou a câmera e a aproximou do rosto avermelhado de Kyungsoo, focando nos lábios molhados e inchados que envolviam a glande do Byun, brincando com ela de uma maneira obscena. 

Não sabia se observava a cena pela tela ou pessoalmente, perdendo-se vez ou outra e só se dando conta de que estava filmando o chão quando o ruivo ralhava consigo. Observou os dedos de Baek se fechando nos fios negros, puxando-os para cima de maneira quase dolorosa, obrigando seu dono a se levantar. Os lábios maltratados foram tomados de maneira urgente, sugados de um jeito quase faminto, que o fez se arrepiar e gemer baixinho, tendo que se apoiar nos ombros do namorado ao sentir as mãos frias apertando sua bunda com força. 

Os dedos compridos se fecharam na ereção até então negligenciada, acariciando-a de maneira torturante, em movimentos tão lentos e superficiais que faziam o quadril de Kyungsoo se projetar para frente, procurando por um contato maior.  Desceu a câmera pelos corpos bonitos e suados, fazendo questão de mostrar todos os detalhes possíveis, se demorando nas partes onde as mãos se afundavam na pele alheia, deixando-a avermelhada e marcada. 

Kyungsoo foi colocado com a cabeça e o tórax no colchão alto, as pernas ainda no chão sendo afastadas o suficiente para que seu quadril se erguesse completamente, deixando sua bunda totalmente a mostra.

O ator chegou perto o suficiente para focar a entrada rosada e pulsante, que piscava ansiosa, fazendo as ereções dos dois mais velhos latejarem, aquela fisgada tão conhecida passando por sues baixo-ventres. 

-Você quer que eu te chupe, meu bem? -Baek provocou, levando o dedo recém umedecido até o anel rugoso, contornando-o devagar. 

-Uhum. -Kyung se apoiou nas mãos, levantando o tronco o suficiente para enxergar os dois.

Sehun se aproximou, os lábios formigando de vontade de beijar aquela boca gostosa e as mãos ansiando por se afundarem na carne macia. Quando percebeu a forma como o outro lhe encarava, Kyungsoo sorriu sacana, colocando a língua para fora em um nítido convite. A câmera foi deixada no colchão e as mãos grandes seguraram o rosto suado com fervor, as bocas se encontrando no segundo seguinte, iniciando um beijo profundo e instigante. 

-Não se empolgue, Hunnie, hoje você só assiste. -Baek deu um tapinha em seu ombro, chamando-o de volta ao notar que as mãos do ator já desciam para o corpo desnudo do Do. 

Sehun separou-se a contra gosto, recebendo um último selar e um "você não vai se arrepender" de Kyungsoo, que voltou a se apoiar na cama e erguer o quadril, balançando-o de maneira provocativa. 

-Conto com você pra filmar a língua do Baek me fodendo. 

O tom de voz provocante e a rebolada foram suficientes para que o tesão que queimava devagar de repente entrar em combustão. Aproveitou-se da mão livre para puxar o falo rijo pra fora da calça, acariciando-o de leve enquanto ouvia o som estalado do tapa que o ruivo desferia na bunda branquinha. 

Kyungsoo gemeu alto, fazendo seu membro se repuxar e expelir pré gozo quando seu polegar acariciou a glande inchada. Limpou a mão na calça que estava presa nos quadris e pegou novamente a filmadora, posicionando-se ao lado dos dois a tempo de registrar o sorriso sacana que o Byun deu antes enfiar a cara entre as nádegas fartas. 

As mãos esguias afastaram bem as bandas e Sehun se aproximou tanto que, pelo visor, era possível ver com perfeição a língua do ruivo brincando com a entradinha avermelhada e umedecida. Os sons molhados e estalados eram tão excitantes quanto a cena, e o Oh se perguntou se não teria chances de gozar só observando os dois. 

Percebia pela forma como o Byun apertava a bunda de Kyungsoo e afundava seu rosto nela que ele realmente gostava do que estava fazendo. Gostava de chupá-lo e o fazia com gosto, arrancando arfares e gemidinhos manhosos do mais novo, que rebolava contra seu rosto, pedindo por mais. 

Viu ele se afastar e olhar sugestivo, entendeu o recado e focou no anel pulsante e molhado, que logo se alargava ao redor do polegar de Baek, que o inseria vagarosamente para dentro do moreno. 

-Você é tão guloso, meu bem, sugando meu dedo desse jeito... -A voz exalava luxúria e logo se misturou ao som do tapa estalado que foi desferido na parte de trás da coxa do moreno, que arqueou as costas e grunhiu algo inaudível, se empinando mais na direção deles.

A câmera foi direcionada para o rosto vermelho e suado, que ostentava um sorrisinho impudico, embora os olhos custassem a ficar ao menos entreabertos de tanto tesão. 

Ter Sehun observando e filmando tudo, e ainda por cima saber que aquele vídeo seria enviado para Chanyeol e seus outros daddies, o deixavam excitado de uma maneira que nem ele conseguia entender.  Seu pênis doía, tão duro que batia contra sua própria barriga, se repuxando toda vez que sentia a mão de Baek se chocando contra sua pele ou o dedo insinuante esgueirando-se por entre suas paredes. 

O lubrificante foi despejado entre a fenda da bunda branquinha e o loiro fez questão de filmá-lo escorrendo até ser empurrado para dentro pelo dedo de Baek, que não tardou em curvá-lo para baixo, pressionando a próstata do mais novo. O gemido alto preencheu o quarto e foi capturado com maestria pela filmadora.

-Anda logo, Bae. -Rebolou, impaciente, fazendo menção de se erguer, mas sendo impedido pelas mão do Byun, que pressionou suas costas para baixo. 

-Tão apressado, tsc tsc. Gosta tanto assim de ter um pau dentro dessa sua bunda? -Mais um tapa foi ouvido, seguido por um arfar surpreso e uma pontada no falo de Sehun. 

-Eu gosto. -Disse baixo, o som sendo abafado pelo colcha grossa que forrava a cama. 

-Quer que eu te foda assim? -Passou a glande pela entrada avermelhada, que piscava em resposta, ansiosa ao sentir a carne macia sendo pressionada contra ela. 

-Do jeito que vocês quiserem, só me come logo. -Grunhiu, já impaciente, tentando a todo custo levar o quadril para trás, embora a mão firme em sua cintura o impedisse. 

-Que cadelinha sedenta. -Disse em tom jocoso, ainda pincelando a bunda macia com seu pré-gozo. 

-Porra, Baek!-Arfou, apertando os lençóis, seu falo se repuxando de tanto tesão. -Anda logo!

Sehun observou uma das mãos do Byun puxarem a nádega esquerda do moreno, enquanto a direita direcionava a glande até sua entrada, inserindo-a lentamente, admirando o esfíncter se alargar devagar, se moldando em torno dela.

-Você fica tão lindo assim. -Deslizou as mãos pelas costas quentes, apertando a bunda firme em seguida. 

Kyungsoo mordeu os lábios, a cabeça enterrada no colchão virada para trás, tentando ver o que os outros dois faziam. Podia ver o sorriso safado do ruivo, que se retirava de dentro dele e voltava a colocar só a cabecinha, parecendo entretido demais em vê-lo se fechando ao seu redor. 

O loiro filmava tudo de cima, uma das mãos segurando a câmera enquanto a outra alisava o falo rijo, que se repuxava toda vez que o pau de Baekhyun voltava para dentro do menor, entrando cada vez mais, sendo praticamente sugado pelo canal apertado. O moreno arfou alto quando, no meio da provocação, o pênis enterrou-se completamente dentro de si, até a base, empurrando-o para a frente, fazendo com que tivesse que apoiar as mãos no colchão para as pernas não cederem. 

As estocadas vieram brutas, e embora o ruivo quase não saíssem de dentro de si, voltava com força, fazendo o corpo do moreno entrar em um sinuoso balançar, acompanhando o ritmo de seus movimentos. 

-Geme pra mim. -Ordenou, apertando a bunda já avermelhada entre os dedos, ouvindo-o ofegar. 

-Me faz gemer, então. -Ergueu o rosto, uma clara expressão de provocação presente em suas feições. 
 


Notas Finais


Posso parar por aqui? *risada maligna*

Já sabem né, #ContinuaTiaVick pra desbloquear o próximo capítulo.

BaekSoo melhor casal e nunca vou me cansar de dizer isso.

Adoro esse Soo todo trabalhado na poc sedenta :v

Não se esqueçam de favoritar e deixar aquele review amorzinho pra autora. Beijão. sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...