História Sugar and Spice - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Os Barbixas
Personagens Anderson Bizzocchi, Daniel Nascimento, Elidio Sanna, Personagens Originais
Visualizações 17
Palavras 1.671
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - 22- Ele tem razão?!


---Meses depois---

P.O.V Andy

Eu estava na casa do Elídio ouvindo ele falar e falar do Dani. Eu não me importava mas agradeci aos céus quando meu celular tocou.

-Espera.-falo para o Lico e atendo o celular.-Alô?!

~Andy, vai pro hospital agora... Vai nascer.- a voz da Mirian soava ofegante e eu paralisei.

-Eu...eu tô indo.-falo e desligo.

Olho para o Lico e ele parece se assustar.

-Vc tá pálido. O que houve?-ele pergunta.

-Vai...nascer.-falo e ele arregala os olhos.

-Vamos logo.-ele fala e levanta.

Eu continuava estático. Ele dá um tapa no meu rosto.

-Ai! Caralho!-falo, passando a mão onde ele deu o tapa

-Reage, porra! Teu filho vai nascer.-ele fala e eu pareço cair na real.

Eu suava frio.

-Eu vou ser pai.-falo e finalmente me levanto.

Me viro para ele e algumas lágrimas caem dos meus olhos. Ele me abraça e eu não parava de repetir:

-Eu vou ser pai...

***×***

Eu não consegui assistir o parto completo porque desmaiei no meio dele.

Ela deu a luz e eu estou com o bebê no colo desde então. Ele é tão pequeno e tão frágil que dá medo de quebrar ele. Eu não quero mais fazer o teste, se ele não for meu eu vou me sentir muito mal.

-Andy, o Edu quer entrar.-Lico fala, entrando no quarto.

-Ele pode?-pergunto para a Mirian.

-Claro! Quero conhecer ele.-ela fala, sorrindo.

-Vou chamar ele.-Lico fala e sai do quarto.

-Vc ainda quer fazer o teste, Andy?-ela pergunta e eu nego.

-Nao quero mais fazer o teste.-falo e ela assente.

Logo o Edu entra e eu o vi paralisar na porta.

-Mirian?!-ele fala e ela o olha.

-Eduardo?!-ela fala

Eu me sentia em uma novela, sério!

-Vcs se conhecem?-pergunto

-A gente saiu uma vez.-ele fala e eu juro que ele está mais branco que a parede do quarto.

Entrego o bebê para a Mirian e vou até ele.

-Amor, vc tá fazendo cosplay da parede. Tá tudo bem?-pergunto e ele nega.-Quer tomar um ar?

Ele continuava vidrado na Mirian.

-Nao me diz que esse bebê...-ele começa falar e para.

-Esse bebê o que?!-falo, sem entender nada.

-Agora eu não sei.-Mirian fala e eu me viro para ela.

-Nao sabe o que?-pergunto

-De quem é o bebê.-ela responde

-Como é?!-eu e Edu falamos juntos com uma terceira voz no quarto, que julguei ser o Elídio.

-É, eu fiquei com vcs dois.-ela fala

-E só agora vc me fala isso?-falo

-Tá bom, chega. Ela acabou de ter a cria então os dois vão tomar um ar e depois voltem.-Elidio fala e praticamente joga a gente de dentro do quarto.

Ele fecha a porta e eu encaro o Edu.

-E agora?-pergunto e ele dá de ombros.

-Vamos ter que fazer o teste.-ele fala e eu abaixo o olhar.-Hey, o que foi?-ele pergunta, levantando meu rosto para olhar para ele.

-Eu tô com medo de não ser meu.-falo, minha voz já embargava.

-Nao importa de quem é, quando a gente casar vamos ter nossos filhos.-ele fala, sorrindo e eu sinto meu estômago embrulhar.

-Se for seu...-ele não me deixa terminar de falar.

-Nao vamos falar sobre isso agora.-ele fala

Suspiro e pego na mão dele para sairmos dali. A verdade é que eu não sei se vou aceitar se ele for filho do Edu.

Ele percebeu algo errado comigo mas não disse nada então deixei assim.

***×***

Quando o Dani chegou no hospital, o clima ficou mais tenso que já tava antes, ele tá com raiva e se não fosse o fato de estarmos em um hospital ele teria descido a porrada na Mirian por não saber de quem é o filho.

O Elídio tá tentando manter ele longe de qualquer coisa que possa matar. O Edu e eu estamos calados desde aquela hora. Um médico veio recolher nosso sangue pra fazer o teste e estamos esperando desde então.

Ele mantinha sua mão na minha o tempo todo e não soltava por nada.

Eu me sentia meio incomodado e não sei porquê.

Estamos fora do quarto dela. O Elídio tá abraçando o Dani por trás e estão de frente comigo e o Edu que estamos sentados. O Dani faltava soltar fogo pela boca e o Elídio estava claramente querendo rir dele.

-Eu preciso de um ar.-Edu fala, do nada e solta da minha mão, saindo em seguida.

Dani observa ele sair e se solta do Elídio, vindo para o meu lado.

-O que deu em vc?-ele pergunta

-Como assim o que deu em mim?-pergunto

-Por que tá assim?

-O meu filho nasceu e eu não sei se é meu filho mesmo!-acabo gritando com ele.

Ele simplesmente bufa e desce um soco no meu nariz.

-Grita comigo de novo que eu te arrebento.-ele fala enquanto eu estava com a mão no nariz checando se não tinha quebrado.

-Todo mundo quer me bater hoje.-reclamo

-Pelo menos baixou o tom de voz!-Dani fala, ainda irado.

-Dani, vai pra casa.-Lico fala e o Dani o olha.

-Nao vou não.-Dani se nega.

-Vai sim. Vc tá muito irritado pra ficar em um hospital.-Lico fala, sério.

Dani bufa e cala a boca, cruzando os braços e olhando para o Lico com uma expressão bem irritada.

-Nao vai?-Lico pergunta

-Nao!-Dani responde

-Só não tenta pôr o hospital a baixo.-Lico fala e revira os olhos.

-Por que revirou os olhos pra mim?-Dani pergunta

-Nao foi pra vc exatamente.-Lico se defende.

-Parem os dois, já deu. Vcs não querem brigar, o clima tenso do hospital que deixou vcs assim.-falo, calmo.

Os dois respiram fundo e o Dani levanta indo abraçar o Lico.

Eles pedem desculpas um para o outro e eu me toco que devia fazer o mesmo com o Edu.

Mas tem algo chamado orgulho que não me deixa fazer isso.

-Rapazes, o resultado está aqui.-o médico aparece ao mesmo tempo que o Edu.

Minha pressão automaticamente cai mas eu me mantenho firme.

O médico entrega o resultado para o Elídio e ele o abre. A expressão em seu rosto era de susto e sei lá mais o que.

Ele me encara e encara o Edu logo depois.

-Vamos pra casa.-Lico fala e simplesmente sai andando com o Dani.

Eu e o Edu nos entreolhamos e acabamos seguindo os dois sem entender nada.

O caminho até a casa do Dani foi em completo silêncio.

-Por que não para a sua casa?-pergunto para o Elídio assim que entramos na casa.

-Meu filho vai chegar daqui a pouco da escola com o Marcão e eu não quero que ele veja o que vai acontecer.-Lico fala.

Ele está sério, muito sério e o Dani tá calado e parece com medo não sei.

-Por que esse clima tenso aqui?-pergunto e o Elídio suspira.

-É do Edu.-ele fala de uma vez

Eu começo a tossir e o olho incrédulo.

-Isso é sério?!-eu e o Edu falamos juntos e nos olhamos.

-Infelizmente é.-Lico confirma.-Quer ler?

-Nao...não precisa.-Edu fala.

-É, não precisa.-falo

-Nao tem diferença, tem?!-Edu fala pra mim.

-Andy, pensa bem no que vai fazer ou falar.-Lico fala e sai da sala com o Dani.

-Por que ele disse isso?-Edu pergunta, confuso

-Eu...não sei como te falar. Eu não quero ficar com vc se vc tem um filho com outra pessoa.-falo

-Como é?! Cê tá brincando, não é possível!

-Nunca falei tão sério!

-Eu ia aceitar se o filho fosse teu!-ele grita

-Mas não é!-grito

-E qual o problema de eu ter um filho com ela?

-É com ela. Não comigo. Vc precisa cuidar do bebê com ela!

-Se fosse vc, vc não iria querer! Ia chorar pra que eu ficasse com vc e não te deixar!-ele fala e seus olhos se enchem de lágrimas

-Como eu disse, não é meu!-grito

-Eu te desconheço.-ele fala, baixo

-Ok! Já chega. Eu te deixo em casa.-Dani fala para o Edu e se vira pra mim.-E vc não ouse sair daqui. Vamos ter uma conversa muito séria quando eu voltar.

O olhar do Dani para mim era assustador. Ele sai com o Edu e eu me sento no sofá.

-Eu não acredito que vc fez mesmo isso.-Lico fala

-Cala a boca, Elídio!

-Cala a boca é o caralho! Vc falou que amava ele. Vc chorou por ele não sei quantas vezes. Vc sofreu por ele e quando finalmente tem ele, vc faz isso!-ele grita, vindo para a minha frente.

-Vc não sabe como eu me sinto.-falo

-Nao sei mesmo e nem quero saber. O que vc fez com o Edu foi horrível.

-Só que vc sabia que eu ia fazer e não me impediu!

-Vc acha que eu ia te impedir como? Olha o teu tamanho e olha o meu! Em uma luta de braço eu perco e feio.

-E por que tá brigando comigo se sabe que eu sou mais forte?

-Porque agora não importa se eu vou ou não apanhar de vc! Eu não vou deixar essa história morrer aqui! Se antes o Dani tava zangado, agora sou eu e estou bem puto!

De fato ele está puto, seus olhos quase não piscam.

-Ele não quis que eu o levasse.-Dani entra, falando isso.-Ele pegou um Uber e jurou que ia pra casa mas não importa pra vc não é, Anderson?!

-Quem disse que eu não me importo?-pergunto

Dani ameaça avançar e o Elídio coloca o braço na frente para ele não vir.

-Sem porrada.-Lico fala

-Andy, eu estava pensando em muita coisa pra te falar mas acho que o que mais vai doer em vc não é algo que eu vou falar e sim o que vai pesar na sua mente. Eu nunca imaginei isso vindo de vc. Eu sabia que vc ia fazer algo assim só que não pensei que seria tão pesado quanto foi. Eu não imagino o quanto tenha doído em vc, apoiar uma pessoa durante todo esse tempo e no final descobrir que o filho não é seu. Deve ter sido horrível mas imagina o Edu, que não acompanhou nadinha da menina. Ele foi pego de surpresa mais que vc que já desconfiava que o filho não era seu. Vou usar o Elídio de exemplo, tava lá de boa dormindo e do nada tem um filho cujo a mãe morreu e ele tá sozinho. Vc viu como ele ficou com medo e demorou pra se acostumar com o Erick. Imagina o Edu que tá SOZINHO e a ÚNICA pessoa que pensava poder contar, é a primeira que chuta ele pra escanteio. Se coloca no lugar dele. Eu sei que pode ser que vc tenha agido de cabeça quente mas foi muito pesado.-ele respira fundo antes de continuar.-Eu tô decepcionado com vc.-ele fala e pisca, deixando uma lágrima cair pelo rosto.

Eu assistia ele falar, sem fazer nada. Eu não sei o que fazer na verdade. Ele tem razão?!


Notas Finais


Andy malvado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...