História Sugar Fresh - Imagine Jeno (NCT) - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Mark
Tags Adolescente, Bangtan Boys (BTS), Chenle, Drama, Escolar, Exo, Haechan, Jeno, Jung Kook, Kpop, Lee Jeno, Long-fic, Nct, Nct Dream, Romance
Visualizações 97
Palavras 1.632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOM DIA BOA TARDE BOA NOITE GENTE MARAVILHOSA
Eu sei, eu sei FAZ QUASE 2 MESES me perdoem vou contar tudo nas notas finais
ESSE CAPÍTULO TA DOIDEIRA!
Boa leitura!
*estava com muita saudade de vocês!

Capítulo 18 - Love Triangle?!?


Fanfic / Fanfiction Sugar Fresh - Imagine Jeno (NCT) - Capítulo 18 - Love Triangle?!?

- Você realmente canta muito mal!

Semicerrei os olhos e depositei um soco em seu ombro enquanto nos aproximávamos do nosso destino. Era estranho estar ali com Jeno depois de algum tempo.

- Chegamos! – Jeno disse após descermos do ônibus.

O local carregava uma tensão triste dentro de si e eu percebi Jeno ficar desconfortável assim que adentramos. A entrada era simples e possuía apenas um porteiro que olhava descontraído para o computador e então um longo e largo corredor se estendia e muitas salas o compunham.

- É por aqui – Jeno seguiu na minha frente como se já tivesse vindo aqui e soubesse o exato caminho.

Concordei com a cabeça e continuei meus passos. Eu carregava uma angústia no peito, mas não sabia o porquê. A sala era relativamente grande e as paredes estavam divididas em vários cubículos de vidro e cada um pertencia a uma pessoa. Muitas fotos, vasos, flores até eu encontrar o fino e impecável rosto de quem procurávamos. Jeno já estava ali e eu percebi o quão doloroso aquilo estava sendo.

Não me aproximei dele, mas sabia que ele chorava e também sabia que não queria que eu o visse naquele estado, porém não pude evitar. Muitos pensamentos rodaram até eu perceber que estava o envolvendo em um abraço. Eu queria dizer muito, mas não disse nada.

- Me desculpe! – Ele disse depois de um tempo.

- Não quero que se desculpe. Isso é difícil para você e sei que está doendo, mas a dor vai passar e eu vou estar aqui com você, certo?

O tempo parecia rodar em câmera lenta e eu me sentia desconfortável ali, mas permaneci.

- Vovó, espero que esteja em um lugar bonito e com muitas flores! – Disse depois que examinei cada pedaço daquele cubo. – Vou cuidar desse garoto, prometo!

Jeno sorriu e deu uma última olhada antes de caminhar para a saída.

O silêncio pairou sob nós enquanto retornávamos não tentei evita-lo, pois aquilo era necessário. Quando descemos do ônibus agarrei sua mão e começamos uma caminhada pelo agitado bairro de Hongdae.

- O que vamos fazer? – Jeno questionou.

- Comer uma coisa muito gostosa e então tomar um sorvete grande. – Eu disse aquilo com mais intensidade do que gostaria e então nós dois rimos.

Optamos por entrar em um restaurante com um cartaz bem chamativo e um homem que ficava gritando na porta, eu ri com aquilo. A tarde se passou rapidamente e eu Jeno se sentia mais confortável ali, sua presença era extremamente agradável e as vezes eu parava para observar seus movimentos banais e aquilo me deixava parecendo uma idiota.

- Vai no jogo hoje á noite?

- Com toda certeza. Haechan deve estar pirando nesse exato momento – eu ri lembrando de mais cedo.

- Você – Jeno encarou seu sorvete e então olhou para mim – gosta dele?

Fiquei nervosa e comecei a ficar com vergonha.

- Não, não dessa forma. – Pensei antes de responder e eu fiquei com medo de estar mentindo, eu não estava, certo?

Sua feição parecia ter diminuído muito de alivio e eu fiquei confusa com aquilo.

Abracei Jeno antes de subir no ônibus e seguir para casa. Eu estava um misto de confusões, parecia que iria explodir a qualquer momento e então finalmente tinha chegado em casa. Estava perfeitamente tudo no lugar, mas eu sentia que faltava alguma coisa e então lembrei que Bongsik tinha ido tomar banho e então o sentimento passou.

O relógio ainda mostrava que eu tinha tempo de sobra para dormir e me arrumar para o jogo. Acabei dormindo enquanto pensava em como a tarde tinha sido divertida e que Jeno não tivesse se arrependido de ter me levado com ele.

- Cheguei! – Minha mãe gritou e eu levantei assustada. – Se continuar dormindo tanto assim pela tarde, a noite não vai conseguir descansar!

- Não dormi muito foram apenas... – encarei o relógio -... 2 horas. – Sorri sem graça e levantei do sofá.

Sentamos na mesa enquanto ela me contava seu dia e então me dirigi para o banheiro. Não me arrumei muito, mas percebi que começava a me vestir como uma coreana.

O local onde seria o jogo estava lotado e comecei a ficar ansiosa pelo que a noite traria. Talvez meu palpite fosse muitas surpresas e nenhum problema. Eu estava errada. Depositei um beijo na bochecha da minha mãe e então adentrei o lugar. Encontrei Chenle, Jaemin e Mark nas arquibancadas e Jaemin estava lotado de comidas, pipoca, salgadinhos de diversos sabores, refrigerantes e doces, muitos doces. Mark me avistou e fez um gesto para eu me aproximar.

- Jaemin, está passando fome? – O questionei enquanto dava um peteleco na cabeça de Chenle como forma de cumprimento.

Jaemin me olhou feio, mas logo em seguida sorriu e eu retribui. Abracei Mark e eu percebi que realmente fazia um tempo que não nos víamos.

- Por que você sempre some? – Mark perguntou enquanto eu sentava entre ele e Jaemin.

- Eu não sumo, continuo na minha vida de sempre – gesticulei com as mãos – escola, casa, as vezes Mc Donald’s e escola, casa...

Chenle gargalhou e entrou na conversa:

- Ela está em um triangulo amoroso – disse com convicção e então tudo parou.

Arregalei meus olhos e então comecei a respirar mais rápido.

- Do que você está falando?! – Gritei exasperada e rindo para não demonstrar meu pânico.

Jaemin e Mark se entreolharam e depois me encararam, obviamente exigindo explicações da minha parte.

- Não me olhem assim – eu pedi e abanei as mãos – Chenle estava brincando, não estava?

Encarei o garoto que roubava discretamente os doces de Jaemin. E então vi Jeno adentrar a quadra, praticamente gritei seu nome e levantei rapidamente.

- Jeno! Aqui!

- Parece que alguém está tentando mudar de assunto... – Chenle disse baixo e eu o ignorei enquanto implorava para Jeno chegar mais rápido.

Abracei Jeno e então sentei entre Mark e ele.

- Como você está? – Perguntei para o garoto.

Ele sorriu para mim e eu quase desmaiei. Mas o que é que está acontecendo comigo?!

- Jade? – Jeno questionou e então o olhei confusa. – Perguntei o que fez depois que chegou em casa, mas parece que fugiu para outro planeta.

Eu ri, mas tinha alguma coisa errada comigo.

O tempo passou e eu não tive mais escapes da realidade. Assim que o jogo começou, Haechan vasculhou por todo o local e então parou em nós e acenou. Ele parecia mais confiante e estava animado para tudo aquilo.

O jogo estava acirrado, mas Haechan estava jogando muito bem. Todos estavam em total transe com a partida, era momento decisivo para os dois times e eu estava tão nervosa que havia roubado a comida de Jaemin e comido quase tudo, uma vez ou outra, Jeno roubava alguma coisa. Faltavam poucos segundos e então segui Haechan com o olhar, o garto havia capturado a bola de alguém muito mais alto que ele e começou a correr para o lado oposto da quadra. Haechan fazia movimentos muito rápido e me deixou um pouco desconcertada e eu estava tão absorvida que quando Haechan finalmente fez a cesta eu quase gritei de alívio. Todos gritaram pela vitória do time e eu estava em sentindo muito mais leve.

- Parece que era você que estava passando fome, não é? – Jaemin me cutucou enquanto saiamos da quadra.

Todos começaram a combinar de sair para comemorar e eu realmente percebi que tinha feito muitos amigos. Infelizmente, Myung-Hee estava ali no meio com suas amigas e ficava grudada em Jeno o tempo todo enquanto esperávamos os garotos do time saírem.

- Por que ela não desgruda? – Eu reclamava para Chenle.

Chenle me lançou um olhar debochado, mas não disse nada e eu quis bater nele, mas vi Haechan e os outros garotos antes que eu pudesse faze-lo.

- Você conseguiu! – Gritei antes de abraça-lo.

O garoto em meus braços estava incrivelmente cheiroso e bonito. Me senti um pouco culpada por dizer isso em minha mente, mas tinha sido inevitável.

- Vamos sair para comemorar. Você vem? –Mark questionou o garoto a minha frente depois de muitos elogios e depois de todos o parabenizarem.

Donghyuck me encarou e eu sorri.

- Não, já tenho planos. – Disse por fim e sorriu de volta.

- Poxa, qual plano é mais importante que comemorar isso?! – Jaemin gritou enquanto mastigava o último pacote de jujubas.

- Ela. – Apontou para mim e eu comecei a corar violentamente.

Eu vi tudo em câmera lenta, todos as pessoas se viraram para mim, inclusive Jeno e Myung-Hee que pareciam bem entretidos na conversa.

- É que a gente já tinha combinado de sair faz tempo – tentei me explicar, mas pior ficava. Não sabia se eles entenderiam da forma que realmente era ou se entenderiam errado, porque definitivamente se estivéssemos na Califórnia, todos começariam a fazer piadas sobre mim e Haechan.

- Tudo bem. Aproveitem! – Mark disse por fim e todos concordaram.

Todos se despediram e Jeno tinha mudado de humor completamente, mas não liguei muito. Haechan e eu começamos a caminhar para nosso destino: Mc Donald’s. Eu ficava falando sem parar enquanto o garoto sempre ria. Os lanches estavam maravilhosos e eu estava incrivelmente feliz.

- Você estava realmente incrível! Eu fiquei tão nervosa para você fazer a última cesta que quando a fez, eu demorei para raciocinar – Eu dizia enquanto segurava minha casquinha.

- Obrigado, Jade! – Haechan disse assim que me acompanhou até o ponto de ônibus. – Por acreditar em mim e por tudo!

Eu sorri, mas vi que ele estava nervoso.

- Ei, não precisa agradecer. O que foi? – Eu debochei dele enquanto o encarava.

Haechan passou a mãos pelo cabelo recém lavados e então seu sorriso desapareceu por alguns segundos.

- Gosto de você, Jade! – Disse e então em um movimento rápido encostou seus lábios nos meus.

MEU DEUS!


Notas Finais


Eaí? O que acharam? Acha que a Jade está realmente em um triângulo amoroso? O QUE FOI ESSE BEIJO DO HAECHAN MEUS QUERIDOS?! Comentem, deem suas opiniões, eu fico incrivelmente feliz quando vocês fazem isso, sério e me incentiva muito a continuar!
Beleza, agora, explicações:
1. Eu tive alguns problemas de saúde esses tempos, descobri que tendo Crise de Ansiedade e tive pelo menos umas 4 crises em uma mês... Ta foda!
2. Eu esqueci meu antigo crush, mas arranjei outro e ele me deixa nervosa SKKSSKSK mas ele é uma belezinha! MAS VOU ESQUECER ELE!
3. Meu tio-avô morreu na última semana e eu fiquei realmente muito mal, mas já estou bem!
4. Fiquei com bloqueio criativo
5. Devido a todas as outras coisas de cima, me afastei um pouco de clima de KPOP e do Jeno e do NCT, tudo aconteceu de repente.. MAS JA ESTOU DE VOLTA!
Peço desculpas por fazerem vocês esperarem tanto e espero que me entendam!
Amo vocês!
Até breve!
*DREAM SHOW é daqui alguns dias AAAAAAAAAAAA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...