História Sugar Mommy - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Dreamcatcher
Personagens Dami, Gahyeon, Handong, JiU, Personagens Originais, Siyeon, SuA, Yoohyeon
Tags Handami?, Jiyoo, Singji, Siyoo, Sua X Gahyeon
Visualizações 58
Palavras 836
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, FemmeSlash, Festa, LGBT, Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 21 - Sua esposa


Fanfic / Fanfiction Sugar Mommy - Capítulo 21 - Sua esposa

Pov's YooHyeon

H ~ Oi filha trouxe presentes pra você  - entrego o videogame e o box - ja ja venho falar com você.

Subo atrás da Siyeon, entro no quarto e ela andando de um lado pro outro.

Y ~Amor.

Sy ~ Então é assim?... vai querer a menina ?

Y ~ Ficou maluca? Ela é só uma menina.

Sy ~ Ela tem seios, ela tem curvas, ela ja menstrua, ela ñ é mais uma menina.

Y ~ e meu caráter Lee Siyeon?

Ela parece pensar e vem até mim, me abraça.

Sy ~ Desculpa amor, eu não queria insinuar isso, é que a forma que vc falou, isso me assustou.

Y ~ Amor pra mim, ela é uma criança, ta criança não, uma adolescente, enfim... eu não olho pra ela com malícia, sabe que te amo e sou louca por você.

Sy ~ Uhum.

Ela fala manhosa e beija minha nuca, pula no meu colo e eu seguro ela.

Levo ela pra cama e me sento com a mesma, a beijo com vontade e ela corresponde.

____________________

Pov's JiU.

Depois de um bom tempo elas desceram, Siyeon estava com marcas no pescoço e Appa com sorrisão no rosto.

Y ~ vamos jantar filha.

"Me chamou de filha, que fofinho."

Assinto e vou com elas, nós jatamos em silêncio, porque eu não to gostando do comportamento da Siyeon e não sei disfarçar cara de cu.

J ~ Terminei... posso me retirar?

Sy ~ Não vai querer sobremesa?

Y ~ Temos sobremesa?

Sy ~ Sim amor, o bolo que nós fizemos.

J ~ To satisfeita, posso ir?

Y ~ Pode.

Levanto e peço licença, depois vou pro meu quarto, tomo banho, coloco pijama, me deito e durmo.

_______________

Pov's Siyeon.

Y ~ o que você fez pra ela? 

Sy ~ Nada, eu juro.

Y ~ Ela é naturalmente tagarela e imperativa, agora não deu um pio e só falou pra ir embora.

Sy ~ Eu não fiz nada amor.

Yoo suspira e termina de comer, eu também termino e mando buscar o bolo, sirvo meu amor e a mim... nós comemos e depois subimos, entro no quarto mas Yoo não.

Sy ~ O que foi amor?

Y ~ To preocupada com a garota.

Sy ~ Amor ela fez exercício, ela não parou nem um instante, deve ta exausta.

Ela suspira e entra, meu ciúme começa a falar mais alto, porém me mantenho quieta.

Escovamos os dentes e fomos deitar pra dormir.

...

No dia seguinte acordo e não vejo a Siyeon, levanto e vou fazer minhas higienes, desço e vou até a cozinha, as empregadas estavam lavando louça.

Sy ~ Bommie, cadê a JiU?

B ~ Na academia com a patroa.

Meu sangue ferve e eu sorrio falso, subo e vou por uma outra roupa, depois Desço e vou la na academia, vejo a YooHyeon  correndo atrás da Minji, me aproximo, Yoo derruba a garota mas cai por cima dela, elas se olham por um bom tempo.

Sy ~ cof cof cof.

Elas se assustam e me olham, Yoo levanta e puxa a menina, depois vem até mim.

Sy ~ Bom dia sumida.

Y ~ Bom dia amor, em minha defesa eu te chamei duas vezes e vc resmungou, aí levantei e vim dar atenção pra Minji.

Sy ~ Ah sim, eu vi a atenção.

Y ~ Vai começar?

Sy ~ Vc ficou em cima dela por muito tempo e não tente negar, eu vi tudo...

Y ~ Não quer dizer nada, para de insinuar besteira.

Sy ~ Besteira.? Ahhaha okay... fica aí com ela.

Saio de lá e vou pra dentro da casa, entro no meu quarto e me jogo na cama a porta se abre e a garota entra.

Sy ~ Sai daqui.

J ~ Primeiro que eu não sou cachorro, me trate com mais igualdade por favor... segundo eu não vou sair daqui enquanto não resolver isso e terceiro, o que você ta fazendo da sua vida?

Sy ~ Não te interessa.

J ~ Desculpa mas, a partir do momento que insinua que eu estou tendo um relacionamento amoroso com a tua esposa, passou sim a ser da minha conta.

Sy ~ Porque é isso que ta parecendo... das duas partes.

J ~ Eu respeito ela como minha appa e aquilo na academia foi um acidente, estavamos exaustas, não é facil cair e levantar rápido após quase 500 abdominais... você que ta vendo coisas onde não tem.

Sy ~ Não tenho tanta certeza.

J ~ Vocês são minhas ommas agora, minhas protetoras, as mulheres em que eu vou me espelhar pro futuro...

Sy ~ Minji me deixa sozinha.

J ~ Está sendo injusta com nós duas... sua mulher ta de folga, me dando um pouquinho do tempo, depois ela vai entrar e passar o resto do dia com vc.,, e você o que vai fazer?... discutir com ela, ela vai descer e me dar atenção, aí você vai ficar com ciúmes de uma coisa que vc provocou, e será somente culpa sua.

A garota sai e eu fico mais uma vez com cara de pamonha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...