História Suicide - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Sans
Tags Afterdeath, Ajuda, Cherryberry, Crepic, Depressão, Errink, Faça Algo, Freshate, Não Fique Só Olhando, Nightdream, Suícidio
Visualizações 35
Palavras 1.372
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ATENÇÃO: gente, suicídio é um negócio sério, não estou incentivando ninguém a fazer isso! Se estiver com esses tipos de pensamentos vá procurar ajuda! E se virem ou perceberem alguém assim, não fique calado! Ajude!


Boa leitura<3

Capítulo 3 - Suicide3



18:57

Dream ajeitava seu pequeno short do pijama indo em direção a cama onde Nightmare estava sentado olhando atentamente para TV.

Desviou seu olhar para o ruivo quando o viu se sentar em seu colo de frente para si, abraçando seu pescoço juntando bem seus corpos.

-Eu preciso de atenção. -Dream disse manhoso, fazendo bico em seguida.

-Você tem toda minha atenção. -Nightmare sorriu abraçando a cintura do menor de forma possessiva, sorrindo sem mostrar seus dentes.

Dream sorriu roubando um selinho do irmão que retribui com vários outros beijos.

-Night. -chamou acariciando os cabelos negros do citado que beijava delicadamente seu pescoço- O que você acha que nossos pais vão resolver?

-Sem dúvidas eles vão se separar. -respondeu.

Os pais dos gêmeos tinham ido viajar para resolver alguns problemas no relacionamento. Estavam se sentindo meio "separados" e tinham brigas praticamente todos os dias.

Ouvindo o menor soltar um suspiro pesado, Nightmare ergueu a cabeça o olhando ternamente.

Dream corou levemente sorrindo fraco, abraçou o irmão que retribui mais apertado, deitando o primeiro citado na cama já ficando por cima do mesmo tomando seus pequenos lábios em um beijo intenso.

Dream apertava levemente os ombros de Nightmare que passeava com as mãos por dentro do short fino do ruivo.

O menor, por ousadia, empurra o moreno mordendo o lábio inferior, se arrastando para trás ainda na cama.

Nightmare sorriu malicioso puxando Dream pelas pernas mas dessa vez o virando de barriga para baixo, assim segurando firme na cintura do mesmo o fazendo empinar a bunda.

-Night. -chamou manhoso rebolando levemente- Seja gentil.

O pedido apenas fez o sorriso de Nightmare alargar mais. Com uma mão, puxou o short do irmão para o lado e com a outra abria um pouco as pernas podendo ver a entrada do ruivo. O que fez o moreno sentir seu membro pulsar dentro da calça de moletom.

-Dream, eu sei que eu sempre digo isso. -passou a língua entre os dentes- Mas você me enlouquece tanto.

Colocou o proprio membro para fora da calça, sem nem esperar qualquer resposta do irmão, o penetrou de uma vez só, fazendo Dream se estremecer indo um pouco para frente e soltando um gemido manhoso.

-N-Nightmare! Eu disse para ser gentil! -reclamou apertando os lençóis- Seu ogro!

-Desculpe. É difícil não ser agressivo com você. -retrucou começando a se movimentar lentamente.

Dream se contorcia tentando recuperar o fôlego que tinha perdido quando Nightmare o penetrou. Não é fácil levar uma torada de uma vez, não é?

Sem demorar muito, o moreno aumentou a velocidade dos movimentos, se inclinando e se apoiando com uma das mãos na cama, enquanto a outra ainda segurava o short do pequeno junto da cintura.

Dream tentava acompanhar os movimentos rápidos e forte do irmão, o que não funcionou muito, então apenas se entregou totalmente a Nightmare como sempre fazia. Sabia que o de cabelos negros adorava isso.

Nightmare sentiu o interior do menor apertar seu membro o fazendo suspirar em prazer, sabendo que o ápice do mesmo estava próximo, assim aumentou ainda mais a velocidade.

-Ah! Nightmare! E-Eu to quase! -gemeu; gritou; se encolhendo.

-S-Sempre tão sensível, Dream. -sussurrou alto o bastante para o irmão ouvir, sem parar os movimentos logo ouvindo o menor gemer ainda mais alto assim se liberando.

Deu mais algumas estocadas se liberando em seguida. Respirou fundo saindo de dentro do ruivo, arrumando a calça, caindo do lado do mesmo.

Dream, com a respiração descompassada, deitou sobre o peitoral do maior que o abraçou.

-Eu quero de novo. -Dream sussurrou entre os suspiros, fazendo Nightmare rir levemente- Mas sem ser rapidinha.

-Depois, lindo. -respondeu o abraçando mais- Quer dar uma festinha? Pra beber, transar, beber e transar de novo?

Dream se sentou na cama ainda meio zonzo, e sorriu em resposta.

-Vou levar isso como um sim. -se levantou dando um leve tapa na perna do irmão- Coloca uma roupa descente.

-Se eu quiser eu fico pelado. -desafiou se jogando na cama.

-Você não ousaria.

×××


20:12

Error abriu a porta do carro para o suposto "cliente" entrar, entrando logo em seguida mas no banco do motorista.

-Estou nervoso. -o cliente, que se chamava Ink, disse colocando o cinto.

-Relaxe. Se ocorrer como eu te disse, vai tudo dar certo. -Error respondeu ligando o carro logo "puxando" ele.

Ink estava tendo um problema com sua ex-mulher. Já estavam ruim antes e agora que se separaram parecia que piorou!

Nessa relação dos dois, tiveram um pequeno garoto chamado PaperJam. E sim, estavam "brigando" pela guarda dele e parecia que Ink iria perder já que a mãe da criança teria um privilégio.

Error tinha conhecido a criança já que estava tendo uma relação com Ink, isso já fazia um tempo, e também era um dos motivos de que o de cabelos arco-íris teria terminado com sua ex-esposa. E realmente era uma criança de ouro, entendia porque Ink estava tão desesperado.

O de pele escura e coloração avermelhada no cabelo estacionou o carro no estacionamento do apartamento onde Ink estava morando.

Ambos sairam do carro e foram direto ao alojamento.

-Estressante. -Ink disse jogando sua mochila, onde continha seus pertences, no sofá logo indo para a cozinha sendo seguido por Error que estava com suas mãos no bolso da calça- Quer algo pra beber?

Error negou com a cabeça se apoiando na mesa de costas para a mesma olhando o menor beber a água que tinha pego na geladeira.

-Não precisa ficar nervoso, Ink. -disse rindo nasalado vendo o citado apertar levemente a garrafa.

-Não estou mais! -retrucou frazindo o cenho e colocando a garrafa na pia. Foi até o maior abraçando sua cintura- É que...eu quero muito meu filho.

-Entendo. -suspirou depositando um selinho nos lábios delicados de Ink, o abraçando- Vai dar tudo certo.


×××


-Não deixa cair! -Sans gritou vendo Dream passar a carta; que estava na boca; para Nightmare que pegou logo a deixando cair puxando Dream para um beijo.

-Ah qualé! -Horror reclamou rindo em seguida.

-É inevitável. -Nightmare comentou ao se separar do beijo vendo Dream encher mais uma vez o copo de pinga- Não acha que já ta bom?

-O que? -perguntou retoricamente tomando de uma vez só a bebida. Rapidamente se sentou no colo do irmão.

A música tocava alta. Pessoas se pegavam na cozinha, no sofá, no canto dos cômodos. Algumas vomitavam, outras bebiam mais e mais.

E sem perceber Dream e Nightmare subiam para o andar de cima, especificamente para o quarto, trocando caricias pelo caminho.

O maior prensou o ruivo contra a porta a fechando. Logo o pegou no colo se dirigindo até a cama, o deitando distribuindo chupões pelo pescoço do mesmo.

Dream, por estar bêbado demais, apenas ria com os olhos fechando quase caindo no sono.

-Hey, Dream. -Nightmare chamou o balançando levemente, e erguendo o corpo sem obter resposta.

O moreno suspirou dando um leve beijo na testa do irmão, se levantando e saindo do quarto se deparando com Killer.

-Hey hey, Night. -disse tentando olhar dentro do quarto enquanto o citado fechava; ou tentava; a porta- Dream é?

Killer apenas tirou Nightmare da frente da porta prestes a entrar no quarto.

-O que acha que vai fazer?! -o moreno perguntou um tanto desesperado segurando o braço do maior de altura.

-Relaxa ai! -Killer respondeu empurrando Nightmare o fazendo cair no chão e o olhar incrédulo- O que é seu, é meu.

Por fim entrou no quarto trancando a porta, indo diretamente para a cama e ficando entre as pernas de Dream passando a morder o pescoço do mesmo abrindo o ziper da própria calça.

Dream resmugou se remexendo desconfortável. Killer percebendo a reação do menor, tratou de segurar os pulsos do mesmo; com uma mão; e abaixando a bermuda que o pequeno usava.

-N-Não... -Dream sussurrou meio dormindo, ao sentir o membro do maior começar a entrar.

O albino começou a estoca-lo com violência nem se importando. O ruivo retorceu o rosto choramingando pela dor e pela invasão desconfortável.

Claro que não demorou para Killer se liberar fazendo Dream chorar um pouco mais. Rapidamente saiu de dentro do segundo citado ajeitando as próprias roupas e as do menor, logo saindo fora do quarto.

 Já que Dream estava bêbado não lembraria de nada.


Notas Finais


*-*<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...