História Suicide Angel || TaeGi - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bottom!tae, Jikook, Namjin, Taegi, Top!yoongi
Visualizações 50
Palavras 2.262
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAA EU VOLTEI MEUDEUS EU TO TÃO FELIZ
eu to tão feliz que eu resolvi postar de madrugada mesmo
tenho três coisinhas pra falar
eu amo vocês que ainda tem esperança nessa fanfic, porque meus amigos, agora vai, no more hiatus!
Segundo, desculpa fazer vocês esperarem tanto, mas a espera acabou finalmente!
Terceiro (só um fato, que eu acho que merece relevância), eu diminui um pouco a diferença de tamanho deles, então tipo, eles têm a mesma altura nesta fanfic, porque eu quero e pronto, me deixa.

Pronto, agora podem ler ♡

Capítulo 8 - Suprises


Fanfic / Fanfiction Suicide Angel || TaeGi - Capítulo 8 - Suprises

Alguns meses depois°•°

Yoongi e Taehyung passaram os meses seguintes como se fossem apenas melhores amigos, bom, melhores amigos com benefícios, vamos dizer assim, quando não estavam em casa trocando alguna beijos e carícias, estavam saindo juntos para algum lugar, porém, mesmo que Yoongi gostasse do mais novo, sempre tentava manter tudo muito secreto, tinha medo de que alguém descobrisse e fizesse algo à Taehyung, ou à ele. Por esse motivo, fazia o outro sentir que ele não estava assim tão afim de Taehyung quanto ele estava do mais velho, mas depois de algumas explicações, ele compreendeu o mais velho e desde então, aceita, melhor assim do que nada.

— Hum, você não acha que deveríamos fazer alguma coisa? Estamos enfurnados aqui o dia todo. — Taehyung disse se apoiando no sofá e olhando Yoongi e o mais velho o encarou de volta.

— Ah, eu sei uma coisa beem divertida para nós fazermos. — Yoongi arqueou uma sobrancelha sorrindo malicioso, o que fez Taehyung corar.

— Seu pervertido! — Jogou uma almofada na cara do mais velho que riu ainda o encarando.

— Eu 'tô brincando, meu bem, eu espero. — Sorriu sem mostrar os dentes e Taehyung corou novamente, sorrindo sem graça.

— Yoongi eu 'tô falando sério, eu cansei de ficar aqui. — Disse se recuperando da recém vergonha. — Não tem nenhum lugar para irmos?

— Bom… Podemos ir naquele parque perto da escola, que tal? Tomamos um sorvete e depois voltamos. — Taehyung sorriu quadrado já levantando do sofá, puxando o mais velho. — Ah, mas calma, pega um casaco primeiro.

Taehyung pegou um casaco que estava jogado na poltrona e sem demora abriu a porta de casa, nem dando tempo de Yoongi se preparar psicologicamente para nada.

Andaram juntos conversando e "quase" dando as mãos, os dois haviam criado um jeito de terem as mãos juntas sem que alguém percebesse algo à mais, eles davam os mindinhos enquanto andavam, era quase como segurar as mãos, só que sem o calor delas. Ao chegar no parque, ambos ficaram apoiados na grade do lago conversando e rindo, algumas vezes trocavam alguns olhares.

— Tae, eu preciso te falar uma coisa. — Yoongi começou se virando para o outro.

— Pode dizer, Yoongi. — Taehyung sorriu ficando apoiado de lado na grade.

— Então, Tae, é que-. — Foi interrompido por algum ser pulando em suas costas quase o derrubando.

— Gente! Vocês por aqui, que novidade! — Quem havia pulado era Hoseok, acompanhado dos outros meninos, que provavelmente estavam apenas passeando.

— Oi gente. — Yoongi disse claramente incomodado, ele nem pôde terminar o que ficou criando coragem para falar faz tempo. — O que estão fazendo aqui?

— Estávamos indo à sorveteria do pai do Minhyuk, aquele loiro da sala, dizem que é o melhor sorvete da região. — Jimin disse cumprimentando seus amigos. — E vocês?

— Só andando, não queria ficar em casa. — Taehyung respondeu sorrindo. — Já que todos estamos aqui, vamos tomar um sorvete juntos.

Todos assentiram e seguiram o caminho tranquilamente, a sorveteria não era muito longe.

— Você se importa em falar depois, Yoon? — Taehyung se virou para o outro.

— Não, tudo bem, eu espero. — Yoongi disse sorrindo e passou o braço pelos ombros do mais novo, o acompanhando até a sorveteria.

"Eu já estou esperando faz tempo mesmo."

•°•°•°•°•°•°•

Alguns minutos depois chegaram -quase - tranquilamente na sorveteria, sentaram todos em uma mesa grande, Yoongi disfarçadamente fez de tudo para que sentasse do lado de Taehyung, o que no fim das contas deu bem certo. Não demorou até que uma garçonete viesse e os atendesse, pediram os sorvetes, de forma não tão organizada porque afinal, eram sete garotos tentando fazer com que a garçonete anotasse corretamente os pedidos.

— Jimin, você já disse o que quer! A moça já entendeu! — Namjoon repreendeu Jimin por estar repetindo o mesmo pedido dez vezes.

— Eu só estou me garantindo, isso aqui está uma bagunça! — Jimin disse se justificando.

— Não diga, Jimin, que gênio você. — Hoseok ironizou.

— Só pra confirmar, são dois sorvetes de cereja com cobertura de chocolate, um de côco com raspas de chocolate, um de flocos com cobertura de morango, um napolitano e dois de creme com cobertura de cereja? — A garçonete interrompeu a discussão, incrivelmente ela tinha entendido direitinho os pedidos, mesmo todos bagunçados, uma garçonete excepcional eu diria.

— Certinho, obrigado. — Namjoon agradeceu e a mulher voltou para trás do balcão, entregando o pedido para o sorveteiro. — Vocês são extremamente desorganizados, por que ainda saímos juntos?

— Porque somos todos amigos e você nos ama. — Jungkook disse, os presentes riram e Namjoon balançou a cabeça concordando.

Pouco tempo depois os sorvetes chegaram, todos aproveitaram com prazer seus deliciosos sorvetes, que, de fato, eram os melhores da região, um sabor único. Todos estavam conversando e rindo enquanto comiam, exceto por uma pessoa, que estava estranhamente mais quieta que o normal, e Taehyung percebeu isso.

— Yoon, tudo bem? Você está quieto. — Taehyung perguntou baixo para o outro, que remexia o sorvete e às vezes levava uma colher à boca.

— Tudo bem, só estou cansado. — Yoongi o olhou e deu um sorriso sem mostrar os dentes, desfrutando de seu sorvete mais uma vez.

— Se você diz. Bom esse sorvete né? — Tentou quebrar o gelo, terminando seu sorvete.

— Claro, ótimo. — O outro respondeu, não muito animado. Taehyung então parou de tentar conversar com o mais velho e voltou sua atenção à roda de amigos que ria e ria de algo dito em meio à conversa. Riam até que Jungkook acidentalmente soltou algum palavrão e uma discussão com Jin começou.

— Eu ainda não entendi qual é a diferença de falar ânus ao invés de cu, é tudo a mesma porra! — Jungkook disse enquanto gesticulava.

— Ta, pra começar eu estou tentando te educar, cacete, se não consegue segurar o palavrão utilize a forma culta pelo menos, e outra, não é porra, é esperma. — Jin disse calmamente encarando Jungkook.

— Não mano, cu é cu, porra é porra!

— Então que se foda essa merda também, quer ser mal-educado que seja, mas perto de mim não. — Jin deu uma colherada em seu sorvete encerrando a discussão, que trazia boas risadas a todos.

Logo em seguida, todos já haviam acabado seus sorvetes e a conta já estava na mesa, decidiram rachar para que fosse justo, já que todos desfrutaram dos sorvetes. Pagaram e então foram saindo da sorveteria, a rua se encontrava movimentada, no parque havia algumas crianças brincando nos brinquedos, algumas pessoas sentadas em bancos e alguns pombos voando assustados das pessoas que passavam.

Hoseok deu a ideia deles irem ver algum filme na casa de Jimin, já que a mãe dele estava de plantão no hospital, inicialmente, todos concordaram, mas alguém se opôs. 

— Acho que não vai dar, meu cachorro está doente e vou ficar em casa com ele o resto da noite. — Yoongi disse arranjando uma desculpa para não ter que ir, amava seus amigos, mas estava frustrado.

— Poxa, sério? Ah, tudo bem, Yoongi, você vai outro dia. — Hoseok disse compreensivo.

— Então gente, eu vou ajudar o Yoon com o cachorro sabe, o holly doente dá muito trabalho. — Taehyung se pronunciou, fazendo os olhares caírem sobre si.

— Éé.. Ta bom então, nos vemos segunda-feira! — Hoseok disse, se despedindo. Ao mesmo tempo, Jungkook cochicou algo para Jimin e este logo o olhou balançando a cabeça num sim. Então todos se despediram e os garotos começaram a ir para a casa de Jimin.

Taehyung esperou até que os garotos estivessem longe o suficiente e se virou para Yoongi.

— Seu cachorro não está doente, muito menos está em casa. — Cruzou os braços, arqueando uma sobrancelha.

— Não está né, não está mesmo. Então, eu estou frustrado, é isso. — Yoongi coçou a nuca sem-graça.

— Com o que? Com eles? Por que? — Taehyung perguntou se apoiando na grade do parque.

— Porque... Eles apareceram do nada, ficamos todo esse tempo juntos e tal... Era pra esse dia ser especial. — Disse a última parte não muito alto, num tom decepcionado.

— Especial? Mas Yoongi, o dia não acabou ainda, porque era pra ser especial?

Yoongi puxou Taehyung para um local do parque com menos gente, menos iluminação e um tanto quanto afastado de onde estavam, mas iluminado pela luz da lua.

— Eu meio que estava planejando te pedir em namoro hoje. — Yoongi disse corando, encarando os pés com as mãos no bolso, lançando um olhar rápido para Taehyung, que estava surpreso e tão corado quanto o mais velho. — Mas não saiu como eu esperava. Eu não tenho flores, nem chocolate, nem um anel, mas tenho eu e meu amor por você, então, pode não ser o melhor pedido de namoro, mas com certeza é o mais verdadeiro do mundo, eu nem sei direito quando você se tornou mais importante do que já era, mas uma coisa eu sei, eu... eu te amo, eu te amo Tae. Então, é, Kim Taehyung, meu melhor amigo, me daria a honra de se tornar meu namorado?

Yoongi estava corado, Taehyung estava mais corado ainda, seu sorriso ia de orelha a orelha, de todas as situações que imaginou isso acontecendo, essa não estava no script, o mais novo não sabia nem o que dizer, "diga logo que sim, idiota! É o que você mais quer!"

— E-eu, sim! Claro que sim! Ai meu Deus, Yoongi, você, ah eu não sei nem o que dizer! — Taehyung abraçou o mais velho afundando seu rosto no ombro dele.

— Um "eu te amo" já está bom. — Yoongi disse rindo, tão feliz quanto Taehyung.

— E eu preciso dizer? Eu te amo, Min Yoongi, eu te amo muito! — Taehyung desvencilhou-se de Yoongi e o olhou, se encararam por algum tempo, ambos tinham um brilho inexplicável nos olhos, parecia que o mundo todo havia sumido e só havia eles e a lua, sorriram e então selaram seus lábios em um beijo apaixonado, as mãos de Taehyung foram de encontro ao rosto de Yoongi enquanto as deste à cintura do mais novo. Era como se saíssem faíscas de paixão daquele beijo, chegava a ser incrível como eles se amavam, havia uma conexão muito forte entre os dois, uma conexão emocional, em todo o tempo que tem de amizade, eles criaram um sentimento que nem ao menos sabiam da existência, eram quase como almas gêmeas, mesmo depois de todos os perrengues que passaram ao longo dos anos que se conhecem, sempre encontram um jeito de voltar juntos, e todo esse sentimento agora está posto em um relacionamento que tem tudo para dar certo.

Tudo, menos a liberdade.

•°•°•°•°•°•°•°•

Depois do momento juntos no parque, ambos voltaram para casa, dessa vez de mãos dadas, porém era apenas porque Taehyung havia pedido, Yoongi estava apreensivo, não queria que o mesmo acontecimento de algum tempo atrás se repetisse, ainda mais com Taehyung presente, poderia ser ele dessa vez e Yoongi com certeza não queria isso.

Chegaram em casa sãos e salvos, entraram em casa, Taehyung tirou seu casaco já se jogando no sofá e ligando a televisão.

— Já te disse que você não mora aqui, não é Tae? — Yoongi disse pendurando seu casaco no cabide.

— Qual é Yoon, eu passo mais tempo aqui do que na minha casa, minha omma fica até preocupada, eu já sou de casa. — Disse rindo.

— É isso que acontece quando você dá liberdade à um ser humano, chega achando que a casa é dele. — Sentou-se no sofá e logo Taehyung veio deitando em seu colo, o olhando.

— Futuramente pode ser, melhor se acostumar comigo aqui, especialmente agora que você e eu estamos na-mo-ran-do. — Taehyung disse pausadamente rindo, Yoongi riu junto e abaixou-se um pouco para dar um selinho no - recém - namorado.

O tempo passou, e enquanto assistiam um filme qualquer, Yoongi viu que já passava da 1:00h, tentou se levantar e então percebeu que Taehyung havia dormido em seu colo, e pelo visto fazia bastante tempo.

— Tae, meu amor, vamos subir, está tarde. — Yoongi chacoalhou Taehyung, que gemeu em resposta e nem se mexeu. — Taehyung, eu quero minha cama, se possível.

Chamou por Taehyung mais umas duas vezes, até este o olhar com os olhos sonolentos.

— Eu 'tô com sono, Yoonnie. — Disse manhoso.

— Ah é? Eu também estou, por isso levanta e vamos dormir lá em cima. — Yoongi disse apontando para cima.

Taehyung levantou esfregando os olhos.

— Me leva? — Estendeu os braços para Yoongi, que revirou os olhos rindo. 

— Vem cá, seu bicho preguiça. — Com certa dificuldade pegou Taehyung nos braços e subiu as escadas com ele, péssima escolha aliás, porque talvez tenha sido a coisa mais difícil que Yoongi já havia feito.

Ao chegar no quarto, colocou Taehyung em um lado de sua cama e se deitou do outro lado, se virou e abraçou o mais novo, que encostou sua cabeca no peito de Yoongi. Não demorou até que ambos pegassem no sono.

                        •°•°•°•°•°•°•°•

10:30 da manhã seguinte

— Yoon, Yoongi, a campainha está tocando, Yoongiie! — Taehyung chacoalhou o mais velho, que abriu os olhos lentamente, esperando a visão focar no rosto amassado e cabelo bagunçado de Taehyung.

— Que? Que horas são? — Se sentou esfregando os olhos.

— 10:30, tem alguém na porta. — Ao dizer isso, a campainha tocou novamente. — Aí, viu, desce lá pra ver.

— Por que você não vai?

"Já te disse que você não mora aqui" — Taehyung imitou a fala de Yoongi. — A casa é sua, vai ver.

Yoongi levantou bufando e desceu sem muita pressa, logo a campainha tocou de novo, "que pessoa mais chata!", disse um "já vai" e então destrancou a porta.

Mãe? 


Notas Finais


Ai cara, eu tô muito feliz :')

Sim, fiz referência à wtf bangtan, não gostou me processa kksks

Espero que tenham gostado ♡
Prometo não demorar meses pro próximo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...