História Suicide Silence - Capítulo 23


Escrita por: ~ e ~ParkGumi

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Adultério, Bangtan Seonyeodan, Bts, Depressão, Drama, Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Lemon, Morte, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Suga, Suícidio, Taegi, Taeyoonseok, Transtornos Psicológicos, Vhope, Yaoi, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 129
Palavras 1.567
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu tenho medo de falar alguma coisa, porque eu sei que vocês devem estar muito putos conosco por termos demorado mais 3 meses para postar outro capítulo... Hihi, porém eu juro para vocês que este tempo foi necessário para conseguirmos resolver cada detalhe e tomar uma decisão concreta para a fic. Milhares de vezes eu cheguei a pensar em colocar a fic em Hiatus, porém eu repensava e decidia que era melhor esperar mais um pouco, para que eu tivesse certeza que não daria mais.

Porém, finalmente nós voltamos, e não apenas com uma promessa, mas sim com o próximo capítulo já encaminhado. Espero que nos perdoem pela demora. Amamos vocês e o carinho que recebemos de cada leitor. Obrigada <3.

Apreciem o cap com moderação :) <3

Capítulo 23 - Never leave me again.


Fanfic / Fanfiction Suicide Silence - Capítulo 23 - Never leave me again.

 

P.O.V. Jungkook

"Mastigado e cuspido no chão, estou indo embora agora, pois não aguento mais essa merda."

O som de Lund tocava em meus fones enquanto eu encarava a tela do celular, cuja a luz quase me cegava no meio da escuridão de meu quarto naquela madrugada. As pontas gélidas de meus dedos digitavam rapidamente, mas eu estava calmo. Diante de todas as circunstâncias, eu ainda me mantinha, estranhamente, indiferente. Não me importava com nada, nem mesmo com Tae extremamente bravo comigo naquele chat.

Tae lixosz: Está sendo infantil. Diz que isso não é por causa de Jimin!

(~JJK): Sabe, não é bem por isso não…

(~JJK): Eu preciso de ar, entende? Essa cidade, esse lugar todo é fodidamente tóxico pra mim e eu sei bem porque desde aquele dia... parece que estou inalando uma grande quantidade de fumaça que faz meus olhos arderem e meu peito doer, sinto como se estivesse apodrecendo aqui dentro…

Tae lixosz: Linda poesia, Jeon!! MAS NÃO PODE ME DEIXAR! NÓS PRECISAMOS DE VOCÊ!!

(~JJK): Nós... quem é “nós”?

Tae lixosz: Ham... 'Cê' sabe…

Tae lixosz: Eu e Jin

(~JJK): Se seu coração bate enquanto eu estou por perto, então está tudo bem... Eu voltarei um dia…

Tae lixosz: E a escola? 

(~JJK): Foda-se

(~JJK): Digo... eu resolvo depois... Eu posso estudar no Japão.

Tae lixosz: Porra, Jungkook! Nada vai te convencer, não?

Tae lixosz: E o Jimin?

(~JJK): Eu ainda o amo, mas não posso forçá-lo a sentir o mesmo por mim, Taetae. Não vou me privar por causa dele... Vou sentir falta de todos vocês, todos.

Tae lixosz: Eu preciso pensar... Não vou ter tempo pra ir te ver no aeroporto e isso me dói. Não dá pra ir outro dia?

(~JJK): Até dá, mas... Eu quero ir amanhã. Me desculpe. Eu deveria estar dormindo. Taetae…

(~JJK): Você pode dizer á Jimin... que eu viajei? Sabe, depois que eu ir…

Tae lixosz: …

Tae lixosz: Você é um merdinha, né? Tudo bem, eu falo…

Tae lixosz: Agora vai dormir, vai... Descansa.

(~JJK): Obrigado... sério... 

(~JJK): Até amanhã, Tae…

Deixei o celular de lado, alterando o horário que iria acordar. O aeroporto não era longe - mas eu queria sair o mais cedo possível. Tae estaria na escola, assim como Jin estaria no trabalho. E Tae iria avisar Jimin sobre minha viagem na escola. Estava tudo bem... Não é ?

 

P.O.V. Jimin

Mais um dia… Mais um dia maçante e deprimente. Todas as manhãs eu acordava com a ideia de que seria um dia melhor, porém toda noite eu me deitava com o arrependimento de ter criado esperanças. Me levanto, seguindo em direção do banheiro, apenas para jogar um pouco de água gelada no rosto e finalmente perceber que a vida nunca vai seguir o meu querer. Sempre haverá obstáculos e querendo ou não, eu teria que enfrentar. Eu não tinha escolha.

Coloco o mesmo uniforme de sempre, amassado por conta da enorme preguiça e falta de vontade que dominava meu corpo nos últimos dias, indo até a cozinha e preparando um café de manhã leve. Apenas algumas panquecas com cobertura de doce de leite, indo até a mochila no canto da sala, lugar onde sempre a jogava ao chegar em casa depois de um dia cansativo. 

Tranco a porta do apartamento, descendo as escadas e soltando um leve bufo ao ter a certeza que aquele seria um dia como todos os outros.

— Pense positivo Jimin… Pense positivo. - Sussurro para mim mesmo, procurando um pingo de esperança em meu interior.

Depois de alguns minutos andando pelas ruas, seguindo o “modo automático”, chego até os portões da escola, saindo de meus devaneios e suspirando, antes de entrar definitivamente na escola. Atravesso os corredores que a cada pareciam mais infinitos até ver Tae vindo em minha direção com um sorriso amigável, o que me fez retribuir, porém com um sorriso discreto. Quase Invisível. Eu admirava muito Taehyung, mesmo com seus autos e baixos ele continuava a sorrir, e tentar alegar os que estavam à sua volta. 

— Como vai meu pequeno amiguinho? - Pergunta, passando seu braço por meus ombros, enfatizando a palavra “pequeno” , o que me fez fechar levemente a cara, acarretando em uma longa risada do mais alto.

— Eu estou… bem… Bem na medida do possível. - Respondo à sua pergunta, mantendo meu olhar em um um ponto qualquer do corredor. - E você? - Pergunto, elevando meu olhar até o mesmo.

— A gente vai levando a vida de acordo como ela leva a gente. - Responde de forma suave, me encarando e me lançando uma piscadela, o que me fez soltar uma leve risada, porém logo mudando meu semblante ao lembrar de um certo assunto.

— E como vai… ele? - Questiono em um tom baixo, como se fosse um assunto para se manter em sigilo.

— Jungkook? Ele deve estar embarcando em seu vôo daqui a uns… - Estende seu braço em frente à seu rosto, checando seu relógio. - 10 minutos?

— Ah… - Solto não muito interessado, até me dar conta do que havia acabado de sair da boca do mais alto. - Espera! Vôo? - Repito. - Como assim vôo Taehyung? - Pergunto em um tom levemente desesperado.
— Ele me pediu para não te contar até que já estivesse indo embora para o japão, para que ninguém pudesse impe--

Saio correndo antes mesmo de deixar o outro terminar sua frase, seguindo em direção do portão daquele lugar, escutando o sinal bater, o que significava que todos os alunos deveriam seguir para suas classes.

Foda-se essa merda.

Penso comigo mesmo, esbarrando em vários alunos até chegar finalmente na rua da escola, chamando o primeiro táxi que aparecera em minha frente, adentrando o mesmo com a respiração já descontrolada.

— Me leve até o aeroporto de Incheon. Rápido! - Solto a última palavra um pouco mais alto do que devia.

Eu não sabia ao certo o porque de todo esse desespero. Parecia que eu estava sendo guiado por algum tipo de instinto ou algo parecido, eu apenas não conseguir parar de pensar que eu precisava chegar até aquele aeroporto antes daquela merda de avião decolar. O taxista pareceu perceber minha pressa descomunal e imediatamente acelerou o veículo, seguindo até o aeroporto. Poucos minutos depois de me perder em meu pensamentos, sinto o carro parar  porém ao olhar para frente, percebi que não estávamos no aeroporto, e sim presos no trânsito caótico de Seul.

— Porra! - Solto, cerrando os dentes e socando o banco de passageiro à minha frente. 

[...]

Cerca de 8 minutos se passaram e nós finalmente conseguimos voltar a nos movimentar. A esse ponto, todas as minhas unhas já estavam roídas e o ouvido do taxista já havia sido enchido de palavrões. Minhas esperanças de chegar até lá a tempo já estavam se esvaziando e meu coração parecia se apertar cada vez mais dentro de meu peito. Foram precisos cerca de mais 5 minutos para conseguirmos chegar até o aeroporto, e eu apenas tirei uma quantia aleatória de dinheiro de dentro da carteira, entregando ao motorista e saindo de dentro daquele carro que já estava me sufocando. 

Adentro o local às pressas, correndo para direções aleatórias, procurando a parte de embarque e desembarque para o Japão, acabando por me perder dentro daquele local enorme. Olho ao redor do ponto onde estava, avistando milhares de pessoas, porém dentre elas, nenhuma sequer semelhante à quem eu realmente procurava. A aquele ponto, meus olhos já estavam lacrimejados e as lágrimas estavam prontas para transbordar a qualquer momento. Agarro os fios de meu cabelo e os puxo com certa força, porém paralisando ao ouvir a voz típica de aeroporto, dando um de seus avisos aos tripulantes.

“Favor, todos os passageiros para o vôo de destino ao Japão, direcionar-se ao seu local de embarque.”

Arregalo meus olhos, levando meu olhar até as telas onde indicavam o local de embarque e desembarque, localizando finalmente o meu destino. Corro até o local, sentindo as lágrimas deslizarem grossas por minhas bochechas. Avisto de longe uma jaqueta conhecida. Foi a mesma jaqueta que ele havia usado na viagem de Chernobyl, o que me fez sorrir fraco, sentindo cada vez mais lágrimas caírem. Tinha que ser ele…

 — JUNGKOOK! - Grito alto o suficiente para o moreno me ouvir, porém… nada. - Jungkook! - Grito mais uma vez, usando todas minhas forças, sentindo a dor em meu peito aumentar a cada segundo. Finalmente o mais alto se vira para mim, com um semblante surpreso. - Jungkook…

Solto praticamente sem voz, correndo em sua direção com minha visão completamente embaçada por conta das lágrimas que pareciam não acabar. A única coisa que eu consegui fazer foi pular em seus braços, entrelaçando minhas pernas em sua cintura, esperando que o moreno me segura-se, porque sinceramente, eu não estava mais aguentando o peso de meu corpo.

— Jimin, o que você… - Ouço o maior começar a formular sua pergunta, porém antes de que ele ele pudesse terminar, lhe corto. 

— Como você pode fazer isso? - Pergunto com a voz embriagada pelo choro. - Droga Jungkook! Você sabe o quanto eu fiquei preocupado de não conseguir chegar aqui a tempo? - Fungo baixinho. - Por favor… Nunca mais faça isso. Por favor… - Tiro meu rosto que permanecia escondido em seu pescoço até aquele momento.- Nunca mais me deixe.

Peço em um tom um suplicante antes de selar nossos lábios em um beijo calmo.
 


Notas Finais


A A A A A A A A FINALMENTE O BEIJO QUE TODOS ESTAVAM ESPERANDO <3
Então.... o que vocês acham que começará a se desenrolar nos próximos capítulos? Deixe nos comentários :3

Até a próxima ;)

Link fanfic Yoonseok (One Shoot)
https://spiritfanfics.com/historia/closing-in-9340753


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...