História Suicídio - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drogas, Suícidio
Visualizações 8
Palavras 1.184
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Nesse capítulo contarei o que irá acontecer e espero que vocês gostem da leitura, pois, estou me dedicando há isso.

Capítulo 1 - Suicídio


Fanfic / Fanfiction Suicídio - Capítulo 1 - Suicídio

Eu realmente não sabia o que estava passando pela minha mente. Eu só pensava em me matar e mais nada! Lembra do tratamento que comecei a fazer? Peguei os remédios que eu tomava e tomei duas cartelas, eu delirei e tive um breve coma mental! Depois eu fui voltando ao normal, minha avó me deu um copo de leito puro para mim beber e vomitar todos aqueles comprimidos que eu havia tomado! Já não era a primeira vez que eu havia feito isso, já havia feito muitas outras vezes. A única coisa em que eu acreditava era: "Que a morte era a minha única saída". Mas, eu estava errada! Quanto mais desejamos a morte, mais perto ela estará de você. Você acha mesmo que após você morrer, irá se livrar de tudo? Estão enganados! As coisas só irão piorar cada vez mais.  Depois daquele nunca mais fiz aquilo, apenas me cortava para aliviar. Três anos se passaram e eu parei de fazer o tratamento! Será que eu estou bem ou mau? Eu estou ótima! Na vida temos altos e baixos, mas, somos fortes e superamos cada obstáculo. 

Passou alguns meses e meu aniversário estava chegando! Finalmente 17 anos, não é 18, mas, estou quase lá. Tive umas recaídas e comecei a fumar cigarro e beber com frequência! Beber é bom, fumar também! Mas, não faz bem para o nosso corpo. Só nos destrói cada vez mais e não é isso que queremos né? Ergam a cabeça, se olhem no espelho e digam: Eu sou linda/lindo, eu posso e eu consigo vencer todos os obstáculos que existe em minha frente! E lembremcem temos altos e baixos na vida, nada é fácil. Vocês acham que a minha tortura acabou? Eu também queria acreditar que sim! Comecei a sofrer bullying na escola por gostar de K-pop, é incrível quando a sociedade impõe há você um padrão de beleza descente, uma vida financeira melhor. Se você não tiver nada disso, você não é aceito! Se você é gay, lésbica, bissexual ou transsexual, não vai para o reino de Deus. Deus não permite esses seres no mundo! Deus não ditou isso na bíblia, Deus pediu para amarem o próximo e amarem até mesmo seus inimigos. Sou bissexual não assumida, por que minha família iria odiar isso. Tive um incesto com minha irmã. 

Lá vamos nós! Estávamos no sítio do meu padrinho, no dia de calor estávamos na piscina curtindo! Minha madrinha gritou: 

— Crianças venham comer! O almoço está pronto! Antes de almoçarem, tomem banho. 

Eu saí da piscina e fui para o chalé tomar banho! Minha irmã entrou e disse: 

— Posso tomar banho junto com você? 

Eu disse que sim, mas, não imaginei que aconteceria algo depois. Ela simplesmente me encostou na parede e me beijou, depois começou a me chupar. Digamos que eu também coloquei ela sobre a parede e chupei ela. Foi inevitável, mas, foi bom! Eu realmente não entendi aquilo, depois disso fomos almoçar como se nada tivesse acontecido! 

[...]

Se apaixonar é tão bom né? Me apaixonei novamente! Conheci ou reencontrei um amigo de infância, começamos a conversar! Acabamos descobrindo que... Realmente nos conhecemos há anos, acabamos ficando e começou a rolar um clima entre nós. Começamos há nos gostar e ainda estávamos ficando! Não tínhamos nada sério, não sei o que aconteceu ele disse que não queria mais ficar comigo e sumiu. Ele ia para o Japão trabalhar por lá, mas, o visto dele não saiu ainda. Amar dói muito, queria poder voltar no tempo e ter ele em meus braços novamente, poder olhar nos olhos dele, abraca-lo e beija-lo. Eu amo ele e hoje nem temos mais contato um com o outro! Sigo minha vida na esperança de um dia te-lo por perto outra vez. É tão difícil esquecer a pessoa que tanto amamos, desapegar dela como se ela fosse um objeto. Não vou desistir de tentar, quero ter ele comigo, quero andar de mãos dadas com ele novamente, poder abraca-lo frequentemente e a hora que eu quiser... 

Saudades é algo bom e ao mesmo tempo ruim, pois, você se prende naquela pessoa que você ama e quando ela te deixa seu mundo desaba. Não é fácil controlar as emoções, nem mesmo o choro. Todas as noites eu choro pensando nessa pessoa e como ela está! Eu queria poder voltar no tempo e concertar tudo em minha vida, eu não queria que nada disso tivesse acontecido. Não é fácil passar por tudo isso e ainda sorrir como se nada aconteceu! Para algumas pessoas isso é frescura, drama, falta de macho, idiotice. Talvez, seja por isso que muitos jovens se suicidam, por que além de ser julgado, acaba tendo muita pressão das pessoas e isso acaba nos deixando pra baixo, sem ânimo para fazer as coisas e nos fazem pensar em suicídio. As pessoas não tem noção de que palavras podem machucar e que muita das vezes podem nos fazer sangrar. Dizem que sou guerreira por conseguir suportar toda essa barra que ocorreu em minha vida. Sinceramente, não foi nada fácil para mim! Olhar a lâmina e não poder me cortar, olhar remédios e não poder tomar. Tive que me controlar o máximo para não me suicidar, por isso ainda estou viva e quis compartilhar essa história para vocês! Já fazia muito tempo que eu queria fazer uma história sobre minha vida. Muitos irão me julgar por estar fazendo isso, mas, quem sabe eu possa ajudar aqueles que sofrem o mesmomque eu já sofri. Essa história pode servir de exemplo de que: O suicídio não é a única saída, abra seus olhos e veja o que o mundo tem há lhe oferecer. Eu nunca pensei em ser psicóloga, mas, de tanto meus amigos me dizer que achei minha profissão, irei estudar psicologia. Eu gosto de ajudar muitas pessoas que sofrem de depressão, doenças que não sabem como lidar, desespero e etc. Quem diria que uma ex suicida iria dizer para outros suicidas que o suicídio não é a única saída. Como dizem: o mundo da voltas! Realmente ele da voltas e te faz refletir sobre cada coisa que aconteceu em sua vida, seja boa ou ruim. 

É até engraçado tudo isso não é mesmo? Vocês devem estar se perguntando se eu superei tudo isso né? Não superei nada! Mas, estou bem! Por que vivo como eu quero e sou feliz como eu sou. Se eu tenho depressão ou não, não me importa se eu estiver bem, está tudo ótimo. Espero que eu possa ajudar alguém com essa história, não foi fácil escrever ela sem cair uma lágrima. Eu sou uma garota bem boba, adoro zoar, mas, também sou uma garota que sofre calada por dentro! Uma sensação agradável que eu tenho é, pegar meu violão, tocar e cantar. Isso me faz sorrir, por que penso na pessoa que eu amo! Se vocês amam alguém, demonstre enquanto ela estiver ao seu lado, por que quando perde, ela não volta mais. Demonstrem cada sentimento, cada sorriso, cada choro, cada zoeira, cada momento ao lado dessa pessoa. É uma dor terrível depois que perde ela! 





Notas Finais


Mais um capítulo terminado com sucesso! Espero que gostem e que eu possa ajudar aqueles que já sofreram ou sofre o que eu já sofri! Nunca se esqueçam de que vocês são incríveis e que não devem ligar para a opinião dos outros. Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...