História Summer Camp - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Terror
Visualizações 33
Palavras 1.176
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Queria pedir desculpas pela demora, porém foi por problemas pessoais.
Penso que agora irei postar pelo menos dois por semana! Juro!

Capítulo 2 - Two


Bárbara P.O.V.


Justin me encarava o tempo todo, isso já estava me incomodando. Peguei meus fones e fiquei ouvindo música, tentando me distrair. Coloquei "November Rain" do Guns n' Roses.

- Que tipo de música você ouve?- Justin disse.

- Eu ouço bastante rock.- disse normalmente.

- É, é legalzinho. - ele disse e eu o olhei com a testa franzida.

- O que você quis dizer com"legalzinho", em? - perguntei de brincadeira parecendo brava.

-Nossa calma aí!- ele deu uma risada, e que sorriso. Ele levantou seus braços como estivesse rendendo-se. - É só que... prefiro pop.- ele disse e eu assenti.

- Então, garoto misterioso... por que você entrou na escola no último dia? - disse me esforçando pra falar alguma coisa.

- Garoto misterioso? - ele riu. - Gostei. Bom na verdade eu morava em New York, mas tive que se mudar pra cá de emergência pois minha mãe perdeu o emprego. E eu não sabia que era o último dias de aula, por isso fui. - disse simples.

- Ah, entendi- sorri de lado.

Eu e Justin não conversamos o resto da viagem. Lindsay olhava para trás de vez em quando para espionar, com certeza ela já estava de olho em Justin, junto com o resto de meninas da sala (exceto eu, é claro).

[...]

O acampamento era enorme, muitas árvores, cabanas, um lago enorme, muitos barcos, e uma casa bem grande que provavelmente era onde seriam feitas as refeições, e onde a direção da escola ficaria.

As pessoas iam saindo de seus ônibus e indo em direção de onde a diretora estava chamando.

-Cada cabana abriga 2 pessoas. - a diretora gritava no megafone. - Formem suas duplas e procurem uma. Lembrando que meninas devem ficar separadas de meninos. - disse por fim. Consegui ouvir algumas pessoas resmungarem com a fala da diretora.

Eu e Sheroon nos encontramos no meio da multidão de alunos e fomos em busca de alguma cabana. As cabanas eram realmente muito pequenas, o motivo de abrigar somente duas pessoas.

-Acho que essa aqui não tem ninguém.- disse e abri a porta.

O lugar era pequeno, porém, bem aconchegante. Era tudo de madeira: as camas, as paredes, o chão e portas. Havia um ventilador de teto e duas camas com armários do lado para colocarmos as coisas. E outra porta com um pequeno banheiro com um chuveiro, pia e privada, graças a Deus não teria banheiro público. Encima da cama tinha duas chaves, uma para cada pessoa.

Começamos a arrumar nossas coisas nos armários. Quando acabamos fomos para o lado de fora.

As pessoas que também estavam do lado de fora, estavam flutuando no barco, e algumas conversando em mesas bem longe de nós.

Eu e Sheroon estávamos andando pelo acampamento tentando achar Tyler.

- Então... com quem estava no ônibus?- indagou ela normalmente.

-Ah... é... com, com o Justin- me atrapalhei na fala, me sentindo envergonhada.

- Não acredito! - Ela gritou dando pulinhos. - você gosta dele, não é?

- Claro que não! - disse como se fosse um absurdo. - eu não gosto dele. Acorda Sheroon, o conheci semana passada.- gargalhei.

- Tá! Mas, nenhuma quedinha?- ela insistiu.

-Nenhuma- ri- tudo bem que ele tem olhos lindos, o corpo é bem malhado, um sorriso encantador, mas ele não olharia pra mim.

- Então voc...

-Ah! Olha ali o Tyler- não deixei ela terminar de falar.

Eu não gosto muito de falar sobre esse tipo de coisa com ninguém. Eu sei que ela é minha melhor amiga e devo confiar, mas é que tratando desse tipo de assunto eu morro de vergonha. Eu e Sheroon temos uma amizade bem forte, mesmo que não seja tão longa assim. Nos conhecemos quando ela se mudou para a cidade com a mãe. Eu estava na sétima série e ela na oitava, foi uma tortura quando ela trocou de escola ao passar para o ensino médio, e agora seria a mesma coisa quando ela fosse pra faculdade.

Acenei para Tyler que estava um pouco longe, e o mesmo veio caminhando em nossa direção.

Não sei o que dizer exatamente sobre Tyler. Eu o conheço desde que me entendo por gente. Jardim de infância, ensino fundamental, ensino médio, todos eles nós dois passamos juntos. Eu não gostava dele daquela maneira, eu gostava dele como um irmão. Fora também, que já vi ele e Sheroon dando uns pegas. 

Ri com esses pensamentos ao lembrar de uma festa do ano passado na casa de uma colega nossa.

FLASHBACK ON

Estava andando pelos corredores da enorme mansão de Alicia tentando achar um banheiro. Já tinha bebido demais e não aguenta mais ficar de pé.

Fui abrindo porta em porta até achar o banheiro, e não só o banheiro. Sheroon estava sentada encima da pia enquanto Tyler pegava em seus seios e a beijava.

- Bárbara!?- eles disseram em uníssono com os olhos arregalados.

Comecei a rir loucamente da expressão dos dois. 

FLASHBACK OFF

Depois do ocorrido eles me imploraram pra não contar a ninguém, e que só ficavam de vez em quando escondido. Eu apenas concordei, apesar de que queria que os dois realmente ficassem juntos.

-Do que está rindo Bárbara?- Tyler perguntou confunso me encarando.

-Não, não é nada - disfarcei parando de rir.

Continuamos andando pelo acampamento para conhecer o local. Aqui era bem bonito, bem verde, seria bom sair um pouco da área urbana pra variar.

-Alô?- falei assim que meu celular começou a tocar.

-Querida! Como está? Como é aí? Estou com saudades! - disse minha mãe me enchendo de perguntas.

-Ah, oi mãe! Estou bem, e aqui é bem legal...

- Minha filha, um dia sem você e a casa já está um vazio.- pra mim o que ela disse pareceu irônico, aliás, ela quase nunca estava em casa.

- Pois é mãe... - ri um pouco.

- Ah, tenho que voltar ao trabalho urgentemente. Depois te ligo outra vez. Beijo filha, amo você.

-beijo mãe, também te amo.-desliguei a ligação.

O céu estava escurecendo rápido, voltamos para a grande casa no meio das cabanas para o jantar.

Quase todos os alunos já estavam na casa comendo, conversando e fazendo coisas aleatórias.

- Alunos!-chamou a diretora subindo na cadeira.- hoje por ser a primeira noite, vamos deixar vocês ficaram até mais tarde acordados para socializarem.- quando terminou de falar, ela desceu da cadeira e subiu uma escada que provavelmente iria para os quartos dos funcionários da escola.

Eu, Tyler e Sheroon pegamos nossas comidas e fomos procurar algum lugar para sentar. Pude observar brvemente Justin sentado na mesa dos meninos que jogam no time de basquete da escola: Ryan, Chris e Chaz com algumas putas\líderes de torcida\Lindsay e suas amigas. Ri com esses pensamentos. Justin me olhou de canto de olho e voltou sua atenção a Lindsay que o alisava com as mãos.

Andamos um por um tempo até achar uma mesa um pouco distante das pessoas. Depois de comermos, ficamos jogando conversa fora até bem tarde. Muitas pessoas já tinham ido dormir, ficou apenas o meu grupo, o grupo de Justin, e outros meninos e meninas do terceiro ano.

-Ei pessoal! Venham aqui!- gritava Lindsay com sua voz absurdamente irritante.- vamos fazer um jogo.

Olhei para Tyler e Sheroon que me olhavam com cara de"vamos lá". Por mais que eu não quisesse ir, senti curiosidade no que esse jogo iria dar.





Notas Finais


Qual será o jogo em?
Spoiler: verdade ou desafio?
Até o próximo!
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...