História Summer love - Jikook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Década De 50, Jikook, Jk!top, Jm!bottom, Kookmin, Minjae, Namjin, Sope, Taemin, Universo A/b/o, Yoonseok
Visualizações 99
Palavras 2.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu sou um monstro que não consegue se controlar quando tem muitos plots na mente.

Capítulo 1 - Volta as aulas



O ômega estava cabisbaixo, o prato de comida a sua frente ainda permanecia intacto e por Jimin, ele continuaria assim. Não sentia vontade de comer, estava triste e preocupado, sua mente viajava nas várias possibilidades e justificativas que explicassem o que estava acontecendo. Mas nada explicava, nada lhe fazia sentido.

Taehyung notando o silêncio estranho do melhor amigo resolveu se sentar ao seu lado, ajeitou os óculos redondos em seu rosto e levou uma mão até as costas do Park, lhe fazendo um carinho.

- Você está bem, Jimin? – Perguntou preocupado. – Você não tocou em sua comida, quase não conversou hoje e olha que você é o mais falante do grupo.

- Eu estou bem, acho que só um pouquinho preocupado. – Sorriu pequeno tentando tranquilizar Taehyung que pareceu não ter acreditado muito naquilo.

- Vamos lá, se anime. – Taehyung deu alguns tapinhas em suas costas, logo em seguida voltando para o seu lugar na mesa do refeitório, onde seus livros continuavam abertos e lhe esperando. – O que você fez no verão, hm?

Enquanto Jimin ponderava se dizia ou não ao amigo o que havia realmente feito, ambos observaram Yoongi se juntar a mesa com sua bandeja de comida, a feição séria e a aura de mau humor ao seu redor. Se sentou na mesa praticamente jogando sua bandeja de qualquer maneira e logo bufou irritado, massageando sua testa.

- E lá vamos nós de novo. – Taehyung comentou, recebendo um olhar irritado do mais velho. – O que aconteceu agora?

- Não começa viu, Tae? – Tirou a mochila das costas, abrindo a mesma e tirando de lá de dentro o seu amado lenço cheio de bolinhas. – Hoseok como sempre. – Revirou os olhos, amarrando o lenço no pescoço.

- Isso é para usar na cabeça. – Jimin comentou, arqueando a sobrancelha.

- Foi feito para usar na cabeça, mas eu comprei com o meu dinheiro e uso onde eu quiser. – Deu de ombros, voltando a fechar sua mochila.

- Não fala assim com o Jimin, ele também não está em um dia bom. – Taehyung comentou baixinho, contido pela timidez e por se sentir muitas vezes intimidado pela presença forte do ômega esquisito.

- Oh, me desculpe. – Olhou para Taehyung colocando a mão sobre o peito, fingindo um falso arrependimento.

- Não liga pra isso, Jimin. – Taehyung pegou sua maçã até então esquecida, dando uma mordida na fruta. – Vai me contar ou não o que fez no verão?

Yoongi se deitou sobre o banco, obrigando Taehyung a ir para o canto e usou sua mochila como travesseiro. Jimin o encarou e o Min apenas lhe fez um gesto para que continuassem a conversar, provavelmente iria tirar seu amado cochilo.

- Eu conheci um alfa. – Jimin sentiu como se fosse uma missão impossível não sorrir ao se lembrar de seu verão. – Ele era um amor.

- Isso não existe, Jimin. – Yoongi comentou soltando uma pequena risada sarcástica.

- Isso é o que você acha, Yoonie. Mas ele é diferente dos outros alfas, é super gentil e carinhoso. – Suspirou bobo.

- Se você diz.

- Yoongi, deixa ele falar. – Taehyung repreendeu o Min, se arrependendo no instante seguinte ao ver que o mais velho estava com um olho aberto e lhe encarava duvidoso.

- Tanto faz, continua.

- Eu conheci ele na praia, eu tive uma câimbra e ele pensou que eu estava me afogando. – Riu baixinho. – Ele nadou para me salvar, mas tenho certeza que foi para se exibir.

- Alfas sempre querem chamar a atenção, já é de se esperar.

- Eu acho que gostei dele desde a primeira vez que o vi, ele parecia tão confiante. Me levou ao boliche, tomamos sorvete, ele era tão atencioso. – Suspirou frustrado. – Nós passamos o verão inteiro juntos, mas infelizmente o verão acabou e aqui estou eu.

- E vocês não trocaram telefone?

- Eu dei meu telefone a ele quando estávamos nos despedindo no cais, mas estou com medo dele ter perdido.

- Aceita que ele não quis te ligar mesmo. – Yoongi se sentou novamente e olhou irritado para o sol, estavam na parte do refeitório que ficava ao ar livre e aquilo o incomodava pois não conseguia dormir.

- Ele prometeu que ligaria, ele segurou na minha mão e olhou nos meus olhos quando disse isso. – Apertou o garfo irritado, odiava seu amigo por dizer aquele tipo de coisa sobre todos os alfas. – Ele disse que me amava.

- Disse foi? – Taehyung perguntou, estava tão concentrado na história do amigo e ao mesmo tempo morrendo de amores pelo jeitinho apaixonado do ômega. – Hyung, isso é incrível.

- Deixa eu fazer algumas perguntas? – Yoongi se inclinou sobre a mesa. – Ele chegou em você como se fosse um herói certo? – Jimin concordou com a cabeça. – Te tratou com carinho e disse que te amava? – Novamente Jimin assentiu. – Ele disse que você era o único e que nunca havia sentido o que sentia por você?

- Ele.. disse.

- Vocês fizeram sexo? – Yoongi perguntou e nem precisou ouvir uma resposta sair da boca do amigo, já que suas bochechas coradas já denunciavam tudo. – Desculpa, Jimin, mas ele é como os outros alfas. Se ele fosse realmente te ligar, teria feito a muito tempo.

- Ele vai ligar e quando ele fizer isso vou esfregar na sua cara, porque você não aceita que os alfas não são iguais? Não é porque um deles já te decepcionou e foi um babaca com você que todos vão ser, eu não tenho culpa se você foi idiota o suficiente para cair no papo de qualquer um. – Jimin soltou irritado, batendo sua mão na mesa. Estava ofegante e encarava o rosto surpreso de Yoongi, talvez se arrependesse de ter dito aquilo depois. Mas agora, só precisava colocar aquilo para fora.

- Escuta aqui, Jimin. – Yoongi se levantou, sua voz saia de forma sussurrada porém continuava intimidadora. – Eu realmente amo o fato de ter sido enganado, porque pelo menos não continuo sendo burro igual a vocês. E quer saber de uma coisa? Ele só te usou.

- Não usou não. – Jimin também se levantou, ficando frente a frente com o ômega mais velho.

Taehyung que até então observava a pequena discussão, se encolheu no próprio lugar, temendo que os dois fossem realmente brigar. Estava acostumado com as pequenas discussões dos dois, eles brigavam mas cinco minutos depois se abraçavam em meio a lágrimas e pedidos de desculpas. Mas daquela vez parecia ser mais sério e ele ainda não acreditava que o motivo da briga fosse ser sobre alfas, seres que os ômegas sempre evitavam colocar no meio de suas conversas.

- Vamos parar, meus brotinhos? – Seokjin surgiu no meio deles, empurrando cada um para seu devido assento e se sentando ao lado de Jimin logo em seguida. – Eu não posso sair por cinco minutos que vocês já estão em busca de caos, dor e sofrimento?

- Foi o Yoongi que começou. – Jimin voltou a olhar para o seu prato de forma emburrada.

- Mentira.

- Foi você sim!

- Não foi!

- Foi sim!

- Não foi!

- Foi.

- Não...

- Chega, meu Deus. – Seokjin colocou as duas mãos sobre o rosto. – Não interessa quem começou, só parem com isso.

- Minha cabeça não aguenta. – Taehyung comentou, comendo sua fruta.

- O que seria de vocês sem mim, não é? – Jin perguntou se gabando.

- Mais felizes. – Yoongi alfinetou, arrancando uma risada dos dois mais novos e um olhar torto de Seokjin.

- Muito engraçado. – Revirou os olhos, olhando logo em seguida para a bandeira de Yoongi que estava intacta sobre a mesa. – Você vai comer?

- Fica a vontade. – Yoongi empurrou a bandeira para o mais velho. – Eu tô sem fome.

- Ah, você me salvou. – Seokjin bateu palminhas de felicidade, olhando para a comida a sua frente. – Ah, o seu lenço tá no lugar errado. – o mais velho se inclinou, soltando o lenço do pescoço de Yoongi e o amarrando de forma fofa sobre seu cabelo.

- Eu queria muito registrar esse momento. – Jimin riu sendo acompanhado por Taehyung, observavam Seokjin sorrir por ter feito um ótimo trabalho no lenço enquanto Yoongi parecia querer matá-lo. Porém o lenço de bolinhas em seu cabelo e os lacinhos que haviam sido feitos para prendê-lo, lhe deixavam incrivelmente fofo.

- Até você, Jin. – Yoongi tirou o lenço da cabeça, bagunçando o próprio cabelo em seguida. – Eu não quero esses frufrus todos.

- Credo, você tá parecendo um motoqueiro. – Seokjin analisou, olhando para o jeito e as roupas do Min. Não era nenhuma novidade que Yoongi se vestia diferente dos outros ômegas e tinha a personalidade diferente, enquanto muitos preferiam rosa e cores claras, Yoongi aderia ao preto. Os outros ômegas eram tímidos, inocentes e submissos, mas Yoongi era independente, desinibido e nenhum pouco inocente. Na verdade, Inocente era a última coisa que Min Yoongi seria na vida.

- Eu tenho que devolver a Jaqueta para o Kihyun inclusive, saí com ele ontem.

- Credo, eu já te disse para não se envolver com esses marginais.

- Mas ele é quente, Hyung. – Yoongi comentou, estalando a língua no céu da boca.

- Poupe-me das suas indecências. – Riu. – Eu tô afim de ouvir coisas fofas hoje.

- Então escuta a historinha do Jimin sobre o Príncipe de Busan. – Yoongi suspirou, fingindo um ar romântico ao falar da história de Jimin. O Park que finalmente havia tocado em seu prato, lhe direcionou uma careta e logo lhe mostrou a língua. – Que maduro.

- Príncipe de Busan? Quero saber dessa história aí.

- Ele não é de Busan, ele mora em Seul também mas é longe daqui. – Jimin comentou ao tentar se lembrar do máximo de informações que sabia de Jungkook, o que acabou sendo muito fácil.

- Quero detalhes do príncipe, vou fantasiar ele na minha cabeça. – Seokjin disse em meio a uma pequena risada, procurando pelo garfo sobre a mesa.

- Ah.. – Jimin hesitou, já que não havia entendido direito o que o mais velho quis dizer com aquilo. – Ele era moreno, alto e extremamente bom em tudo. Bem convencido e.. ah, ele sabe pilotar uma moto.

- Quantas vezes eu vou ter que dizer para vocês ficarem longe dos alfas que dirigem motos? Eles não prestam. – Seokjin massageou a própria testa. – Porque vocês não são como o Taehyung? Ele tem uma queda pelo atacante do time de futebol, isso é mais normal.

- Ei! – Taehyung começou, suas bochechas já tingidas de tom vermelho. – Eu não lembro da conversa ser sobre mim, eu pensei que fosse sobre o Jimin.

- A conversa é sobre todo mundo.

- Ah, então eu posso falar de você? – Yoongi perguntou, arrumando a própria franja.

- Não tem nada para falar sobre mim. – Riu nervoso, prestando atenção na própria comida

- Tem sim, começa com Nam e termina com joon.

- Cala a boca, a gente tá falando do Jimin agora.

- Eu pensei que a conversa fosse sobre todo mundo. – Taehyung cutucou, adquirindo o mesmo sorriso cínico de Yoongi. Taehyung podia ser bem inocente, mas quando queria agia igual a uma cobrinha, consequências de se conviver com Min Yoongi.

- Então Jimin, qual é mesmo o nome do seu brotinho? – Perguntou ao Park, fugindo totalmente do assunto dos outros dois.

- É Jungkook.

- Nome de delinquente. – Seokjin balançou a cabeça de forma negativa.

- Nome feio mesmo, Hyung. – Taehyung comentou.

Jimin estava indignado naquele momento, não era possível que nenhum de seus amigos iria elogiar o alfa em algum momento na conversa. Até agora só havia escutado comentários negativos sobre o alfa, mas também não iria dar ouvidos já que eles não o conheciam como Jimin conhecia. O que o Park estranhou, foi não receber nenhum comentário maldoso de Yoongi e o ver totalmente em silêncio.

- Você não vai tirar sarro da minha cara? – Perguntou arqueando uma sobrancelha.

- Você gosta mesmo dele?

- Eu não gosto dele, eu amo ele.

Yoongi Suspirou, levantando da mesa e tirando a Jaqueta de couro do corpo. Os três olharam em sua direção, não entendendo o que ele iria fazer quando ainda tinham o intervalo inteiro para aproveitarem juntos.

- Eu vou devolver a Jaqueta para o Kihyun, talvez eu perca a próxima aula. – Colocou a Jaqueta sobre o ombro. – E Jimin, eu vou achar o seu príncipe de Busan. Então repense bem se você realmente gosta dele.

- Eu gosto mesmo dele, não tem o que repensar.

- Isso é muito triste.


Notas Finais


Eu amo Grease, eu amo esse plot e é uma shortfic. PRENTENDO NÃO PASSAR DE 10 caps.

O Jimin sou eu na vida, iludido.

Comentem, eu amo ler o comentário de vocês porque me motivam bastante.

Até o próximo capitulo

KISSUS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...