1. Spirit Fanfics >
  2. Summer love - sungpil. >
  3. Sorvete de morango com pastilhas baratas.

História Summer love - sungpil. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Aproveite.

Capítulo 1 - Sorvete de morango com pastilhas baratas.


Fanfic / Fanfiction Summer love - sungpil. - Capítulo 1 - Sorvete de morango com pastilhas baratas.

Os raios solares chocavam-se com a derme pálida de wonpil, esse que estava adorando todo o clima que veio junto do verão. A brisa fraca era tão refrescante, diferente da brisa gélida a qual seu corpo estava acostumado. 


Wonpil caminhava calmamente pela beira da praia com os cabelos - consideravelmente - longos ao vento e sua bermudinha folgada que o dava um ar tão leve, deixava seu tronco magro a vista de todos. Mas esse 'todos' tinha um único nome: Park Sungjin, o hyung pelo qual tinha uma quedinha - um penhasco na verdade. Ambos passavam as férias de verão na mesma cidade litorânea, desde que eram do primário e foi inevitável para o kim se ver apaixonado pelo garoto mais velho e inteligente que estava sempre tão perto de si. 


🍃

Sua boca ainda continha o gosto de sorvete de morango que tanto gostava, entretanto, mesclava com o gosto de pastilha barata que vinha do mais velho. Era sua combinação preferida entre todas as que já provará. 

Os lábios grossos de Sungjin encaixavam perfeitamente nos finos de wonpil, o beijo era cheio de luxúria e curiosidade, tal combinação que intrigava o menor. 


Durante o ósculo Sungjin leva as mãos direito a bunda do menor, apalpando sem vergonha a carne macia da região, recebendo gemidos abafados de Wonpil, esse último citado espalmava a canhota no peitoral nu do seu hyung, enquanto a destra ia em direção ao membro alheio. 


– Ah Pil, você já está igual a uma puta implorando para ter o meu pau indo fundo na tua garganta até te fazer chorar, não é? -Diz Sungjin parando o beijo com um sorriso sacana nos lábios. 


– Mas, mas o que eu tô fazendo, hyung? Eu só quero chupar meu pirulito preferido! -Fala o mais novo fingindo inocência durante tal obscenidade. 


– O que você quer mesmo putinha é meu pau indo fundo e forte te rasgando por dentro, enquanto minha boca marca todo esse teu corpo com chupões. -Sussurrou o Park no ouvido do baixinho vendo as pernas do mesmo tremerem. 


– Sabe hyung isso é tudo sua culpa. Eu sou completamente inocente nessa história - solta ouvindo risadas do maior. –Já que no final, foi você quem me puxou pro seu quarto naquela festa, foi você que me beijo primeiro e foi você que me incentivou a chupar seu pau. E você também sabe do meu vício por pirulitos, então agora sabe que o seu é o meu preferido, tem que me dar sempre que eu quiser, hyung.-Diz por fim. 


Logo estava se ajoelhando em frente ao mesmo, já levando as mãos ao cós da bermuda alheia. Won Pil nunca perderia a chance de torturar seu hyung, adorava ouvir seu hyung pedindo mais com a voz rouca e autoritária enquanto dava tapas sobre a face do mesmo, coisas que os deixavam loucos de excitação e já pingando necessitados. 



Não demorou muito para o Kim abocanhar o membro já duro do outro por cima do tecido, lambuzando toda a bermuda de saliva. Porém, logo cansando de torturar a maior e tirando as roupas ainda presentes no corpo do Park com pressa, estava ansioso para ser preenchido pelo pau do mais velho


 Wonpil abaixou a cueca do maior e sentiu o pau do mesmo bater em sua face, ergueu a cabeça para cima e vislumbrando aquele membro de cabeça de rósea, cheio de veias saltadas e engoliu todo o membro, sugando com força todo o comprimento - nada pequeno - de Sungjin, massageando as bolas do mesmo. Esse último que já ditava os movimentos dentro da boca do menor, Wonpil gemeu quando sentiu uma fisgada em seu membro necessitado e todo meladinho ainda dentro da bermuda. Mas continuava a chupar com vontade a cabecinha e passava a língua em todo o pau do mais velho em um vai e vem ritmado,ouvindo os gemidos cada vez mais roucos de Sungjin ecoarem dentro daquela barraca de praia. 

Logo sentia o membro do maior pulsar indicando que o orgasmo dele já estava por vir, o Kim tirou o pau da boca e começou a masturbar o mesmo, olhando fixamente nos olhos do outro com seus olhinhos tortos. A medida que Sungjin ficava mais ofegante Wonpil abrirá a boca colocando a língua pra fora ansioso pra sentir o líquido morno por todo o rosto. 


–vamos hyung, vamos! Eu estou faminto. - falou manhoso fazendo um breve bico nos lábios. 


–Eu estou quase lá bebê! Só falta mais um pou… ah - Sungjin não teve chance de terminar a frase e já tinha gozado em todo o rostinho do Kim. 


– você é o melhor hyung, Park Sungjin. - disse o menor convicto, enquanto tirava os resquícios de sêmen do rosto levando-os a pequena boquinha para chupar. 


– e você é o melhor dongsaeng, Kim Wonpil. - falou calmamente para o menor que continuava de joelhos, agora lambendo só a fenda do seu pau. - desgraçado! - resmungou entre gemidos. 


– Pronto, hyung! Você tá limpinho, mas agora eu quero uma recompensa. - falou sorrindo sapeca e Sungjin já imaginava que coisa boa não seria. 


– O que você deseja, pequeno? - falou desconfiado. 


– Eu tô dolorido, Sung. Me ajuda? - falou já descendo a bermuda e jogando pela barraca. 


– Tão molhadinho, tão durinho, deve estar doendo não é Pil? - falou com voz mansa antes de apertar o membro deste com força vendo-o pular com o susto. 


– Sun-Sungjin hyung! Para, por favor. Cuida logo, eu não tô conseguindo mais ficar em pé. - lamentou o mais novo com lágrimas nos olhos. 

– A pequeno, calma. O hyung vai cuidar muito bem de você. Hm? - ditou pegando o mesmo no colo e pondo em cima de uma mesa que havia lá. - agora quietinho para o hyung ver o que deve fazer. - falou rindo baixinho da feição necessitada do outro. 


– Mas hyung… Você só tem que, ah!! - gemeu assim que o maior passou o dedão da canhota pela fenda roxinha do mesmo. 


– Eu sei o que fazer Kim, não precisa dizer. - ditou autoritário, apertando o pescoço magro de Wonpil, sentindo o mesmo engolir em seco quando apertou as bolas do mesmo. 


Logo o mais velho já tinha pego um ritmo acelerado, subindo e descendo com a mão esquerda no falo duro do menor, esse que gemia manhoso e cada vez mais alto cada vez que tinha a cabeça do membro pressionada entre os dedos longos do Park. Quando viu que Wonpil já estava perto de gozar levou dois dedos a boca do mesmo, vendo-o lubrificar cada um como se fossem verdadeiros pirulitos. E Wonpil já sabia muito bem para onde aqueles dedos iriam, e estava mais que ansioso. 


Sem esperar muito Sungjin já estocava o primeiro dedo dentro do pequeno e o masturbava devagar, levando o mais novo a se contorcer de prazer ao ser estimulado em ambos lugares, as estocadas iam fundo e Wonpil sentia que estava cada vez mais perto do orgasmo. Então já sentia os espasmos, afinal, tinham dois dedos longos estocando a sua entradinha com força, indo de encontro com o seu ponto doce, a outra mão de Sungjin subia e descia rápido no falo do mesmo e a boca do Park não deixaria de entrar em contato com o lóbulo da orelha do menor. Poucas estocadas depois o maior já sentia a textura viscosa escorrendo por sua mão, deixando os dois completamente lambuzandos de porra. 


– Sempre tão sensível, pequeno. Dessa vez foi rápido. - falou e beijou a testa do mais novo que se agarrava a si em um abraço. 


– Claro que eu fico sensível, hyung. Você vive me estimulando em mais de um lugar! O que esperava? - resmunga o menor junto de palavras desconexas. 


– Você sabe, bebê. Eu faço isso pra te ter todo molinho nos meus braços depois que goza. É tão gostoso te ter assim manhoso e agarrado a mim, todo acabado e descabelado com cara de que só quer um colinho pra sentar. - falava vestindo a bermuda do outro no mesmo e selando seus lábios com um beijo calmo. 


No final, sempre tinha um Kim Wonpil manhoso, um Park Sungjin babão e a brisa refrescante do verão. 





Notas Finais


Não revisada, anjo. Espero que tenha gostado! :)

Aceito todas as críticas, principalmente as construtivas, então, por favor dêem suas opiniões.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...