1. Spirit Fanfics >
  2. Summer Love >
  3. Califórnia - Unique

História Summer Love - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi gente
A história não foi corrigida, então pode conter alguns errinhos, prometo que irei arrumar💕
Boa leitura💕💕

Capítulo 1 - Califórnia - Unique


Fanfic / Fanfiction Summer Love - Capítulo 1 - Califórnia - Unique

Em algum lugar na Coreia do Sul, 2020

 

Minghao estava em mais um dia comum no seu trabalho, era uma semana que lhe deixava melancólico, o final do verão.

 

Nessa data tanto seus amigos quanto seu chefe não sabiam mais o que fazer, ele fazia a mesma coisa a cinco anos, sempre acordava, ia para o trabalho, voltava e dormia, sempre perdido nos pensamentos, cujo tinham nome e sobrenome: Moon Junhui, seu primeiro e único amor de verão, o quão irônico era, afinal, Minghao não acreditava em amor à primeira vista até cerca de cinco anos atrás, quando o Xu foi passar verão na Califórnia com seus pais.

 

 

Tudo que se remetia a lua ou ao verão deixava Minghao melancólico, era algo que nem mesmo a sua gata, Luna, que de forma alguma tinha ligação com o nome do Moon, conseguia lhe animar, o de cabelos castanhos sentia falta do mais velho, nunca tinha conseguido supera-lo, mas não sabia nem por onde começar a procura-lo, afinal, o mais velho nem ao menos foi se despedir, nem lhe deixou nada.

 

Bom, não sabia até agora.

 

- Minghao, eu preciso que você e Chan viajem até a California para estudar as próximas tendências de moda. – Disse o chefe do Xu, Lee Jihoon.

 

- Mas Sr. Lee, nós não...

 

- Não se preocupe Minghao, já preparamos tudo, desde a passagem a estadia, vocês partem amanhã.

 

O de cabelos castanhos não sabia como reagir, era uma chance de finalmente saber como seu Junnie estava, mas isso o assustava, e se o mais alto tivesse o superado? Ou pior, conhecido outra pessoa?

 

Minghao tentou tirar isso de sua cabeça e não se preocupar, mas era difícil, então pediu o resto do dia de folga para poder se preparar para a viagem.

 

Solo californiano, 2020

 

Para a surpresa do Xu, a casa que ficariam era a mesma que tinha ficado a cinco anos atrás, ele ficou encantado com o fato que parecia que nada tinha mudado, que estava tudo igual, a primeira coisa que vez foi correr em direção ao seu antigo quarto de quando tinha 17 anos e quase chorar ao perceber até mesmo os posters do twenty one pillots que havia colado ainda estavam ali.

 

- Chan, isso ´ta igual a cinco anos atrás, eu acho que vou chorar.

 

- Larga a mão de ser emocionado. – Resmungou o mais novo. – Desce daí e ´vamo logo para a praça que tem por aqui, ver se tem alguma coisa ´pra gente jantar.

 

Animado, ele saiu do quarto e foi se encontrar com o Chan, para saírem em direção a praça. Durante todo o caminho, o de cabelos castanhos foi mostrando cada ponto que se lembrava da cidade, enquanto o Lee fingia que estava prestando atenção, isso até o mais alto dos dois sentir alguém lhe cutucando no ombro.

 

- Hao? É você mesmo? – Alguém de cabelo roxo avermelhado perguntou, Chan o olhou confuso, enquanto o Xu petrificou, assustado e confuso. – Meu Deus, Hao é você mesmo, eu achei que nunca mais ia te ver. – Disse se jogando no mais baixo, o apertando em um abraço.

 

- Ju-junnie?

 

- Sim Hao, o seu Junnie. – O sorriso do Moon foi morrendo aos poucos, o rosto dele ficou com uma expressão cabisbaixa. - Você... você não lembra de mim?

 

- Eu... claro que eu lembro, mas – suspirou. – Você nem foi se despedir, eu achei que não se importasse mais comigo.

 

A essa altura, o Lee já havia se afastado, deixando os dois sozinhos.

 

- Hao, mas eu deixei uma carta para ti, explicando o porquê.

 

- Que carta?

 

- A que eu deixei dentro da caixa de correios... – Disse confuso.

 

O Xu não pensou duas vezes e correu em direção a sua antiga casa, sendo seguido pelo mais alto, que não entendia a situação. Quando chegaram, a primeira coisa que o mais novo fez foi abrir a caixa, e ao perceber um papel envelhecido lá dentro quis chorar.

 

- Essa? – Disse enquanto tirava a carta de dentro da caixa, recebendo um aceno positivo do Moon. Mordendo os lábios para se segurar, Minghao abriu a carta e começou a ler.

 

“Moon Junhui, verão de 2015

 

Caro Xu Minghao,

É estranho saber que vai embora, que quando for a pracinha que passávamos as tardes do verão aqui e não te ver me esperando nela. Foi difícil passar pela sua casa e ver o caminhão de mudança na frente dela, não conseguia mais ver o brilho que ela tinha quando a família Xu morava nela.

Me desculpe por não poder ter ido me despedir, minha vó adoeceu e meus pais querem ir visitá-la no dia que você parte, eu sinto muito.

Nós tivemos momentos incríveis durante esse verão, é estranho pensar que não nos veremos mais, se pudéssemos fazer igual na primeira vez que nos vimos, você se lembra? Nós estávamos na parte mais afastada da praia e lá nos trocamos nosso primeiro beijo, se eu te contasse que eu já estava apaixonado ali, você acreditaria? Espero que sim, pois foi o que aconteceu.

Falando em estar apaixonado, quando eu te pedi para que não me escrevesse ou ligasse, não foi porque eu queria que me esquecesse, mas eu queria e quero que você seja feliz, porém que não me esqueça e que me lembre como seu amor de verão.

O nosso amor foi uma das coisas mais puras e belas que eu já tive o prazer de vivenciar, você sabia que seus lábios têm um gostinho doce marcante? Eu queria poder ter o privilégio de ser a pessoa que irá senti-lo pelo resto da vida, mas infelizmente não podemos ter tudo o que queremos.

Mas sim, você foi meu durante o verão, por menor que esse tempo foi, sempre será meu amor de verão.  Mas agora é hora de seguirmos em frente, só me prometa que não se esquecerá de como nos amamos.

Obrigado por tudo, eu te amo.

                           Com amor, seu Junnie.”

 

- Eu... eu sinto muito por não ter conseguido lhe entregar a carta direito e ela nunca ter chegado em você... – Disse baixinho, com o coração apertado e cabisbaixo.

 

Minghao sentiu seus olhos marejarem, não conseguiu pensar em outra coisa que não fosse abraçar o mais velho.

 

- Você sempre foi o meu amor de verão Jun, não consegui te esquecer. – O mais baixo disse, apertando mais o Moon no abraço, não conseguindo mais manter as lágrimas para si.

 

- Eu te amo Hao, eu também não consegui te esquecer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...