História Sunday Mornings - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Voltron: O Defensor Lendário
Personagens Keith, Lance
Visualizações 86
Palavras 835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas, tô dando uma revisada porque sou virginiano, espero que gostem.

Capítulo 1 - Mudanças



•Keith

Estava com Pidge, esperando o sinal bater, anunciando finalmente o final daquele dia cansativo e carregado, ao escutar o sinal, levantei da mesa, sendo acompanhado por Pidge.

- Keith, vai direto pra sua casa? - Pidge me pergunta, provavelmente pra mim acompanhar ela até sua casa.
- Sim, Pidge, Shiro disse que quer minha ajuda para arrumar as coisas da mudança. - digo cabisbaixo, pois isso iria precisar de muita energia, e disposição, duas coisas que eu não tinha.
- Quer minha ajuda? - ela tem um olhar preocupado estampado no rotsto.
- Vou falar com Shiro e te aviso, ok?
- Ok.

{Quebra de Tempo}


 Ao passar pela porta, chegando em casa, me estiquei, relaxando por estar em casa e livre de escola, vou em direção ao meu quarto e  escuto barulhos de caixas sendo rasgadas, e vejo que Shiro está desempacotando as coisas da mudança - não pensem que Shiro é organizado, fazem três dias que nos mudamos e ele só está desempacotando porque nossa mãe adotiva ligou - concluo que Shiro não conseguiria fazer tudo sozinho e  decido subir para ajudá - lo.

 - Hey, Keith. - ele diz enquanto desempacotando as coisas, ainda de costas.
- Oi Shiro. - pego uma tesoura e começo a desempacotando junto dele.
- Me ajuda com essas coisas, por favor? - ele se vira e me olha manhoso.
-Tudo bem, a Pidge perguntou se não queríamos ajuda.- pergunto relutante e apreensivo.
- Pode falar que se ela quiser vim ajudar, não vai ser encomodo. 
- Ok.

Shiro sempre foi assim, responsável e muito compreensivo comigo, sempre se preocupava comigo em relação a bebidas drogas e outras coisas, apesar de ter  sido um grande galã na faculdade, tínhamos uma relação ótima. Peguei o celular, e mandei uma mensagem para Pidge dizendo que ela poderia vir nos ajudar. Logo escuto a campainha, e julgo que era a Pidge, mas excluo essa ideia, já que tinha acabado de mandar mensagem a ela, vou até a porta e quando a abro, me deparo com um menino - que aparentava estar perdido - olhando em volta e logo direcionando seu olhar a mim.

- Oi, Bom...- Interrompeu sua fala, olhou no relógio e retomou a frase.
- Boa Tarde na verdade. - vejo ele vacilar quando olha pra mim, mas só deve ser aqueles olhares que julgam as pessoas.
- Boa Tarde. - odeio ser tão educado.
- Sabe onde fica a rua Macleymore? 
- É virando a esquina. - era tão óbvio, como ele se perdeu?
- Okay, obrigado.

Ele saiu apressado, na direção indicada, e logo via Pidge virando a rua, deixei a porta aberta e entrei, já que Pidge era conhecida, depois de algum tempo Pidge entrou, nos comprimentou, e logo começamos a desempacotar o restante das caixas. Eram muitas caixas de diversos tamanhos, umas me davam uma sensação nostálgica muito boa, outras repletas de poeira e mofo, me davam enjôo e nojo, já que era bem criterioso em relação a limpeza, peguei uma caixa e a levei para o meu quarto, pois estavam com minhas coisa que, antes pertenciam ao meu antigo quarto, retiro as coisas das caixas e coloco - as em seus respectivos lugares.

{Quebra de Tempo}

- Finalmente terminamos. - ela dizia enquanto de alongava.
- Sim, demorou mas conseguimos colocar tudo no lugar. - solto uma risada singela.
- Keith, vamos ficar lá fora tomando um sol?

Ela balança a cabeça positivamente, e deixamos Shiro sozinho assistindo TV, pegamos duas cadeira e fomos para quintal que, era iluminado pelo sol quentinho, e ficamos observando as pessoas, as vezes Pidge comentava dos meninos muito bonitos que moravam por perto e estavam passando em frente ao quintal, sempre fico quieto, até porque, ainda não sei de verdade o que sou, e não falei com ninguém sobre isso, então espero achar alguém que me ajude a fezer isso, creio que nem Pidge, nem Shiro são preconceituosos, então provavelmente estaria tudo bem. Fui tirado de meus pensamentos quando Pidge levanta e anuncia que precisa ir embora.
 - Quer que eu te leve? - na verdade pediria para Shiro leva - lá, já que ainda não tenho carteira de motorista.
 - Não precisa, eu moro quase que do lado da sua casa.
 - Ok Pidgen, quando chegar em casa manda uma mensagem.

Não era tão próximo de Pidge, mas a considerava já que era uma das minhas únicas amigas e era estranho como parecia que nós conhecianos a anos, espero que consiga ficar aqui para manter essa amizade.

 Entro em casa e vejo Shiro, dormindo angelicalmente, gostava muito dele, pois quando meus pais nos abandonaram, foi ele quem fez o papel de pai/mãe na minha vida, enquanto não conhecíamos nossa mãe adotiva, subindo para meu quarto vou apagando as luzes que não estavam sendo utilizadas e entro no mesmo. Tiro a roupa, vou ao banheira para tomar um banho, e coloco meu pijama, pego meu celular e meu fone, e coloco uma música aleatória para conseguir dormir


Notas Finais


Até o próximo capítulo, que também tô revisando, espero que estejam gostando, XOXO.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...