História Sunflowers and Coffee - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Mark, RenJun
Tags Chenle, Chensung, Donghyuck, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Mark, Markhyuck, Minhyung, Nct, Nct Dream, Norenmin, Renjun
Visualizações 343
Palavras 1.119
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mano, a fanfic já tava acabada e eu li de novo e percebi q sla, faltava alguma coisa então eu to escrevendo o "ultimo" cap. Vai ter uns 3 ou 4 cap extra ent ta top
vo dizendo logo q esse capitulo ta um porre de tão chato rs
(meu cu trancou q eu quase coloquei a fic como terminada ia chorar)

Capítulo 4 - Need your Help


Fanfic / Fanfiction Sunflowers and Coffee - Capítulo 4 - Need your Help

Aquela aula de artes era bem desnecessária. Por que alunos do terceiro ano tinham que aprender sobre artes? Donghyuck sabia desenhar, e se era esse o problema, não via motivos para continuar naquela sala. Pediu para ir ao banheiro e pretendia ficar lá até o fim da aula. Estava com seu celular no bolso para garantir não ficar entediado. 

 

Entrou em um dos boxes, trancando a porta e sentando no vaso fechado. Depois da aula de artes tinha aula de matemática, a última aula do dia, que apesar de não gostar nem um pouco sabia que precisava assisti-la. Era perfeito. Dormiria por meia hora e sairia do banheiro como se nada tivesse acontecido. 

 

Foi o que fez. Encostou a cabeça na parede, colocando um rolo de papel higiênico para deixar macio, e dormiu. Não soube explicar como conseguiu dormir rápido: se foi pelo fato de estar realmente muito preocupado com o trabalho de Educação física ou por ainda estar pensando em maneiras de conversar com Jeno sobre gostar dele. Dormia profundamente até escorregar a cabeça e bater o queixo no vaso sanitário, acordando. Doía, porém, estava tão assustado com o acontecimento repentino que sua única preocupação era ver as horas.  

 

12:30. Faltavam exatos dez minutos para o término da aula de artes.  

 

Praguejou por ter ficado tão assustado. Dormira apenas vinte minutos e agora tinha um queixo machucado. Levantou, com o intuito de sair e lavar o queixo, que sangrava. Tentou destrancar a porta, porém a mesma não abria. Empurrou, tentando abrir, falhando. 

 

Se aquilo não tivesse acontecido, não seria Lee Donghyuck. 

 

Tentou ficar calmo enquanto pegava seu celular e mandava uma mensagem para Jaemin. 

Hyuck sorvetinho 

Jaemin me ajuda 

To preso no banheiro 

 

O amigo não visualizou a mensagem, o que fez o moreno suar frio.  

Não queria mandar mensagem para Jeno por motivos óbvios de “não quero que ele me veja desse jeito”. 

 

Jisung era um aluno dedicado demais para largar a aula só para o tirar dali, sem contar que teria que praticamente atravessar a escola toda para chegar ao banheiro que Donghyuck estava. Era o fim. Poderia começar a chorar no mesmo instante, mas antes que bloqueasse a tela do celular e guardasse o objeto no bolso, viu o ícone de Minhyung verde, o que indicava que o mesmo estava online. Parecia loucura, mas era sua única chance. 

Donghyuck 

mark me ajuda 

a porta do banheiro nao abre 

to preso 

Amigo do Jeno 

Kkkkkkkkk 

vc ficou preso no banheiro? 

scr 

acho q eu vo morrer 

Donghyuck 

é serio po 

me ajuda 

tem aula de matematica 

Amigo do Jeno 

ta  

nao se mexe 

to indo 

 

O moreno se sentiu aliviado. Quase gritou de alegria ao escutar passos um tempo depois. 



— Donghyuck? 



— Deus seja louvado –disse se levantando e encostando a orelha na porta. 



— Pode me chamar de Minhyung. 



— Só não te dou um soco porque tô preso aqui. 



— Tá, agora se afasta da porta para eu empurrar ela. 

 

Minhyung empurrou a porta umas três vezes e ela não mexia nem um centímetro. 



— Tem certeza que não consegue abrir?  –perguntou ele. 



— Você acha que eu não tentei antes de chamar você? 



— Ok, calma –Minhyung empurrou mais uma vez –Deve estar emperrada. Vou empurrar mais uma vez aí você tenta abrir –foi o que ele fez. Empurrou a porta mais uma vez e logo em seguida o coreano tentou abri-la, obtendo sucesso ao ver o rosto do outro vermelho de tanto fazer força contra a porta –O que você tanto fazia dentro desse banheiro? 



— Não é da sua conta, tarado. 



— Estava matando aula? 



— Prisão de ventre, agora eu vou indo ou vou perder a aula de matemática –e saiu correndo para sua sala. 

 

Minhyung olhou confuso para a direção que Donghyuck fora correndo, antes de voltar para a sala de aula. 

 

 

•••

 


— Você tinha que ver a cara dela! –disse Jaemin, que segurava o copo de café firmemente entre os dedos. 

 

O grupo de amigos, com a exceção de Jeno, andava praticamente saltitando pela calçada, em direção a casa de Donghyuck. Riam ao contar a Jisung sobre o ocorrido da aula de artes. 



— Ah você tá aí? –Hyuck imitava a professora –Nem notei que você saiu. 



— Aí ele foi sentar como se nada tivesse acontecido, mas não viu que o queixo estava sangrando. 



— O que ela fez? 



— Nada –disse Jaemin. 



— Estava vendo a hora de ela mandar eu pintar um quadro com meu próprio sangue. 

 

Tinham combinado de jogar vídeo game na casa do moreno. Atualizar os dramas quem sabe. Costumavam fazer isso frequentemente, já que a casa de Donghyuck era a mais próxima do colégio.  

 

Assim que chegaram, começaram uma maratona de comédias românticas. Discutiram sobre a vida, muito complicada, dos três. Escutaram Donghyuck choramingar sobre Jeno, confortando o amigo (ou pelo menos tentando).  

 

Jisung e Jaemin sabiam dos sentimentos do amigo. Se lembravam do dia em que o Lee falou sobre talvez gostar de garotos. Eles se abriam uns para os outros. Jaemin era o mais calado dos três, e apesar de negar, os outros sabiam o que se passava em sua cabeça. Jisung era o único que, caso questionado, respondia com todas as letras “I kissed a boy”. O mais novo tinha conseguido essa proeza no ano anterior, mas nunca contou com quem foi. Donghyuck desconfiava de um garoto da sala de Jisung, mas nunca dissera nada. 



— Pensou em algo? –perguntou o Na. 



— Sobre o Jeno? –Donghyuck questionou, enquanto Jaemin assentia –Não. Todas as minhas ideias parecem melosas demais. 



— Conta aí. 



— Eu não, tenho vergonha. 



— Você sabe que a gente vai te obrigar a contar –disse Jisung pausando o filme que assistiam. 



— Tá, chatos –ele cruzou as pernas –Pensei em mandar um e-mail dizendo o que eu sinto. 



— Nunca que você ia ter coragem hyung –disse Jisung. 



— Foi tudo o que eu consegui pensar. 

 

Jaemin, que estava encarando um ponto fixo no chão, praticamente pulou no carpete e disse: 



— Eu posso falar para ele o que você sente! 

 

Os outros dois garotos o encaram e logo em seguida começaram a rir.  



— Ah sério Jaemin? Por favor né –disse o Lee empurrando o ombro do amigo de leve –Vou parecer uma menininha de dorama com medo de se declarar. Ele vai me achar um idiota medroso. 



— Melhor do que mandar um e-mail executivo para ele né Hyuck! “Caro Lee Jeno, o senhor poderia por gentileza retribuir meus sinceros sentimentos? Desde já agradeço, Lee Donghyuck”. 

 

O moreno pensou no que o amigo disse. Não parecia uma má ideia, apesar de parecer idiotice era o que dava para fazer no momento. Estava um pouco preocupado com Jaemin contar para Jeno sobre ele, mas não era como se o outro fosse falar besteiras para Jeno. Pelo menos ele achava. 


Notas Finais


nao sabem o quanto to me segurando pra nao postar a fanfic toda de uma vez pq eu sei q tá chata pra porra, mas assim, quem tiver lendo, AGUENTEM POR FAVOR prometo q ela vai ficar legal (eu acho).
Obrigada povo q ta comentando amo vcs
próximo capitulo sábado bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...