1. Spirit Fanfics >
  2. Sunflowers to Murasaki. >
  3. 02. About the Labyrinth;

História Sunflowers to Murasaki. - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - 02. About the Labyrinth;


 “-Jungkook, se um dia você ganhasse na loteria e sumisse, qual a primeira coisa que faria?- Perguntou Sake no meio da aula de educação física.

  -Acho que compraria uma guitarra nova. E você?

 -Eu iria atrás de um buquê de girassóis.

 -Murasaki, você é a pessoa mais clichê que eu conheço.” 

  -Talvez ela apareça amanhã. - Disse Finch enquanto os três caminhavam pra fora do campus. 

-Ela sumiu faz mais de dois meses, Finch. A polícia quer encerrar a procura. -Alice disse baixo, como um segredo. 

-Mas ela mandou uma mensagem pro Jungkook antes de sumir. Ela nunca manda mensagens antes de sumir.

 

 “2 Chamadas perdidas de Sake.” 

“02H:34m : Sake: Jungkook, eu te amo.”

 

 Jungkook ainda lembra daquela maldita madrugada que não atendeu o telefone porque estava dormindo. E quando acordou, ligou para Sake. Foram três chamadas e uma mensagem que não foi entregue. “Você está em casa?”

  -Ela já sumiu por todo esse tempo? -Disse Jungkook.

 -Não. Ela já sumiu por uma semana completa e depois ela apareceu do nada pedindo desculpas. Mas cara…- Disse Finch dando tapinhas no ombro de Jungkook.- Tenta não se preocupar com isso, ok? Essa garota é imprevisível demais. Não perca suas noites de sono assim.  

 No fundo, todos queriam respostas de onde Sake estava. Mas ninguém queria entrar em pânico. Sake já havia feito isso outras vezes. 

 

  Às seis da manhã do dia seguinte, Jungkook recebeu o telefonema. Ele não sabia se queria mesmo ter ouvido aquilo. “O carro da Murasaki foi encontrado perto do lago.”. Seu peito doeu como um milhão de farpas atravessando a sua pele. Jungkook não respondeu, colocando seu casaco e correndo para fora.

  “Por favor, Sake me diz que você só foi pegar girassóis. Me diz que você só saiu pra mergulhar no lago. Por favor.”

  Mas não. Murasaki não estava mais lá. O carro estava com as portas abertas. Folhas secas já haviam entrado. No banco do motorista, uma folha com desenho de um girassol, que Jungkook havia feito alguns dias antes do seu desaparecimento. 

  Jungkook não era um garoto mimado que chorava por tudo. Aliás, ele não chorava. Mas naquele dia, o choro saiu em forma de berro. Saiu explodindo sua garganta, como farpas. Nada iria cessar as lágrimas que escorriam rapidamente em seu rosto. 
 

 

   “ - Jungkook, pode tocar aquela? -Disse a garota com os pés enfiados em um all star amarelo pendendo sobre a parede do seu quarto. - Toca Daddy Issues, eu gosto daquela.

  Tinha um brilho nela naquele dia, Jungkook lembra muito bem. Os olhos vidrados no livro que roubou da biblioteca da escola enquanto esperava Jungkook tocar em sua guitarra velha que quase se despedaçava.” 


 

  -Um dia, Murasaki me disse sobre um campo de girassóis. -Disse Finch. Era a primeira vez que Jungkook o via vestindo um terno. E por coincidência, Jungkook usava o mesmo terno do baile de primavera. 

 -Ninguém sabe onde fica, mas ela disse que sempre ia lá. -Disse Alice. Ela tinha olheiras, consequência das noite mal dormidas. 

  O túmulo estava coberto de girassóis. E a única coisa que se passava na cabeça de Jungkook era “espero que ela esteja vendo isso.”

 Jungkook não disse nada. Não dormiu a noite inteira e também não dormiria nas próximas. Estavam rumo a saída do cemitério. Ele sabia que os amigos tentavam fazer a situação ficar mais tranquila, decidindo ir até uma lanchonete.

  E então Jungkook lembrou dos girassóis. Correu pro carro, dizendo um “Eu alcanço vocês depois.” e dirigiu até o lago onde o carro foi encontrado. 

  “-É uma pena que aqui não tenha campos de girassóis. -Disse Sake naquela tarde quente enquanto voltavam pra casa. 

  -E por que você gosta tanto de girassóis? -Perguntou Jungkook.

 -Porque eles são um grande talvez. Eles não sabem se o sol vai aparecer no outro dia e mesmo que tenha chuva, eles estão lá, esperando pela luz.

  Naquela noite, foi quando Jungkook desenhou um girassol para a garota, que logo depois seria tatuado em seu braço.”

  O carro ainda estava lá. A família não tinha forças ainda para tirá-lo e nenhum de seus amigos. E o desenho também estava. Logo atrás dele, uma pequena letra que Jungkook sabia que era de Sake. 

 “Em busca de um grande talvez. Obrigado, JK.” junto com uma caixa de cigarros, que Jungkook não tinha visto, onde havia pétalas de girassol dentro.

  Jungkook nunca soube suas últimas palavras. Nunca soube o que aconteceu e nem como aconteceu. Mas ele sabia de uma coisa; Murasaki encontrou a saída do seu labirinto. Ele gosta de imaginar que agora ela esteja no campo de girassóis, onde ela sempre quis estar.

  Jungkook finalmente entendeu que o grande talvez sempre esteve dentro do labirinto e não fora dele. Que virar as paredes fizessem com que você encarasse o desconhecido. 

  “Murasaki, espero que tenha encontrado o seu grande talvez.”


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...